SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
COMO REDIGIR UM TRABALHO ESCRITO
Para levar a bom termo a realização de um trabalho
escrito deve-se:
- Escolher os temas de acordo com a capacidade individual,
as fontes de consulta e o tempo disponível;
- Definir com clareza os objetivos do trabalho;
- Procurar informações nas bibliotecas, mas não desprezar
outras fontes;
- Arrumar as ideias em esquema, antes de começar a redigir;
- Não copiar sem citar;
- Transcrever com fidelidade as ideias dos outros;
- Identificar as fontes de informação;
- Cuidar da apresentação do trabalho;
- Pedir a orientação do professor nas várias etapas do
trabalho.
Um trabalho deverá ter a seguinte estrutura:
1. Capa;
2. Índice;
3. Introdução;
4. Desenvolvimento;
5. Conclusão;
6. Bibliografia - Referências e Citações
Bibliográficas;
7. Anexos (se for necessário).
Formatação
Paginação
Nota de cabeçalho ou de rodapé
1.Capa
Fazem parte da capa os seguintes elementos:
Nome da escola;
Disciplina ou área a que se destinam;
Título do trabalho;
Identificação do(s) aluno(s) que realizaram o trabalho
(nome, número, ano e turma);
Data em que o trabalho foi feito;
Professor que orientou o trabalho.
A capa pode ser simples ou pode ter desenhos, gravuras
ou fotografias.
Exemplo de uma capa:
2.Índice
No índice deves:
Escrever o nome das partes e/ou capítulos que
constituem o trabalho;
À frente e de cada um(a) escreve o número da
página onde se inicia o assunto;
Antes do nome de cada parte e/ou capítulo,
poderás colocar um número romano (I, II, III,
IV, V...) ou um número árabe ( 1, 2, 3, 4, 5,...);
Quando o tema ou capítulo está dividido em
subcapítulos usamos dois números separados
por pontos (1.1; 1.2;...2.1; 2.2; 2.3....).
Todas as páginas são numeradas (exceto a capa).
3.Introdução
Quem ler o teu trabalho deverá ficar, logo na introdução, com uma ideia daquilo que irá acontecer.
Deverás :
- Escrever o que vais tratar e como o vais fazer;
- Abordar todos os assuntos fundamentais do trabalho de
uma forma sumária;
- Evidenciar o interesse e a importância do assunto a
tratar
Exemplos:
- O tema é .....;
- Foi escolhido devido a ...;
- O que se pretende tratar é ...;
- Resolvemos começar por... .
4.Desenvolvimento
Desenvolvimento ou corpo do trabalho é a parte mais extensa. Nele encontramos um tema a partir do qual formulaste
um ou mais problemas que vais analisando e solucionando.
Deves explicitar:
- Objetivos e razões que te levaram a tratar este tema;
- Manifestar a tua própria reflexão sobre os problemas
levantados;
- Justificar as posições que tomaste;
- Escrever aquilo que já sabias sobre o tema;
- Escrever as informações que recolheste em sites, CD´s,
livros, revistas, entrevistas etc.
Atenção:
- Nunca utilizes termos ou conceitos sem os definires;
- Constrói frase curtas;
- Procura que cada parágrafo corresponda a apenas uma
ideia;
- Procurar espaçar as linhas, sem exagerar, a fim de
facilitar a leitura.
Se escreveres no teu trabalho frases retiradas das tuas fontes de informação (sites, livros, etc), e por isso não foram
escritas por ti, estás a fazer uma citação (transcrição de um texto exatamente como o autor o escreveu).
As citações devem ser escritas entre aspas ("......") e em itálico. No fim da citação deves colocar entre parêntesis o
nome do autor da frase, o ano em que ele a escreveu e a página.
Sempre que coloques imagens ou gráficos, deves colocar uma informação verbal que permita clarificar essa imagem ou
gráfico.
Se usares várias figuras (imagens, fotografias, gráficos, mapas, etc) deves numerá-las e construir a respetiva legenda.
(Por exemplo: fig. 1; fig. 2; ...).
Deverás utilizar o itálico ou o sublinhado nos seguintes casos: Títulos de livros, poesias, filmes, canções, peças de
teatro e obras de arte; Palavras estrangeiras; Frases ou palavras que queiras evidenciar.
5.Conclusão
A conclusão é como que o resumo do teu trabalho.
Deve conter:
As respostas que deste às perguntas formuladas;
Abrir a possibilidade de novas questões.
6. Bibliografia
A bibliografia é a lista de livros, enciclopédias, sites, CD's, jornais ou revistas, entrevistas, visitas aos locais estudados
ou outras fontes onde procuraste informações para a realização do teu trabalho.
A bibliografia deve ser apresentada por ordem alfabética.
Deverás obedecer às seguintes normas de apresentação:
Em relação a sites, basta escrever a respetiva morada, virgula, data da pesquisa.
Com os CD-ROMs escreve o título, o autor, a editora e a data de edição .
No caso dos livros deves escrever:
1º- Nome do autor: apelido em maiúsculas, vírgula, nome próprio.
2º- Título da obra (em itálico).
3º- Nome da editora.
4º- Local de edição do livro
5º- Data de edição.
Exemplo: CORTESÃO, Jaime- Memórias da Grande Guerra, Portugália Editora, Lisboa, 1969
Caso o livro tenha mais de três autores, colocas "vários".
Quando se trata de uma artigo inserido numa obra, jornal ou revista, indicar-se:
1º Nome do autor;
2º Título do artigo entre aspas;
3º Título da publicação (em itálico);
4º Número da publicação;
5º Data e páginas (primeira e última).
Exemplo: MENDES, José M. Amado, "A arqueologia industrial: problemática e potencialidades", in Vértice, II Série,
Maio-Junho de 1993, pp. 9 - 13
7. Anexos
Nos anexos podem incluir-se documentos que sirvam de apoio ao trabalho, gráficos, mapas, quadros, gravuras,
inquéritos utilizados, etc, e que devem ser numerados (anexo I, anexo II,...) e legendados.
Formatação
- Formato: A4
- Fontes : recomenda-se Arial com tamanho 11,Verdana com Times New Roman com tamanho 12. Tamanho 14 para
para as notas de rodapé. Todo o trabalho deve estar "justificado" ou seja, alinhado à esquerda e à direita
- Espaçamentos: Corpo de texto justificado com espaçamento de 1,5cm
- Ilustrações (figuras, tabelas, gráficos...): devem ser legendadas com indicação do tipo (fig.; tab.; gráf.) e número da
ilustração, seguido do respetivo título ou descrição.
- Paginação - Inicia-se na capa, mas o número só aparece impresso a partir da introdução. Os anexos não são
paginados.
- Cabeçalho e rodapé - no cabeçalho (formatado à direita) inclui trabalho e no rodapé, o nº da página (formatado à
direita).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Intertextualidade entre Os Lusíadas e Mensagem
Intertextualidade entre Os Lusíadas e MensagemIntertextualidade entre Os Lusíadas e Mensagem
Intertextualidade entre Os Lusíadas e MensagemPaulo Vitorino
 
Miguel Torga - Poemas
Miguel Torga - PoemasMiguel Torga - Poemas
Miguel Torga - PoemasAna Tapadas
 
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António VieiraCapítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António VieiraAlexandra Madail
 
A "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaA "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaDina Baptista
 
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...FilipaFonseca
 
Estrutura mensagem
Estrutura mensagemEstrutura mensagem
Estrutura mensagemameliapadrao
 
Sermão de Santo António - Resumo
Sermão de Santo António - ResumoSermão de Santo António - Resumo
Sermão de Santo António - Resumocolegiomb
 
"Mar Português" - Mensagem
"Mar Português" - Mensagem"Mar Português" - Mensagem
"Mar Português" - MensagemIga Almeida
 
D. Dinis - A Mensagem (Fernando Pessoa)
D. Dinis - A Mensagem (Fernando Pessoa)D. Dinis - A Mensagem (Fernando Pessoa)
D. Dinis - A Mensagem (Fernando Pessoa)Sara Guerra
 
Miguel Torga
Miguel TorgaMiguel Torga
Miguel TorgaGabriela
 
Fernando Pessoa Nostalgia da Infância
Fernando Pessoa Nostalgia da InfânciaFernando Pessoa Nostalgia da Infância
Fernando Pessoa Nostalgia da InfânciaSamuel Neves
 
Lista obras textos educação Literária Secundário
Lista obras textos educação Literária  SecundárioLista obras textos educação Literária  Secundário
Lista obras textos educação Literária SecundárioBE123AEN
 
Estrutura externa e interna d'os lusíadas
Estrutura externa e interna d'os lusíadasEstrutura externa e interna d'os lusíadas
Estrutura externa e interna d'os lusíadasclaudiarmarques
 
Características poéticas de Ricardo Reis
Características poéticas de Ricardo ReisCaracterísticas poéticas de Ricardo Reis
Características poéticas de Ricardo ReisDina Baptista
 
Esquema rimatico e versos
Esquema rimatico e versosEsquema rimatico e versos
Esquema rimatico e versosdomplex123
 
Relatório final pap leandro
Relatório final pap   leandroRelatório final pap   leandro
Relatório final pap leandroLeandro Pacheco
 
O heteronimo Alberto Caeiro
O heteronimo Alberto CaeiroO heteronimo Alberto Caeiro
O heteronimo Alberto Caeiroguest155834
 
Alberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicasAlberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicasAnabela Fernandes
 

Mais procurados (20)

Intertextualidade entre Os Lusíadas e Mensagem
Intertextualidade entre Os Lusíadas e MensagemIntertextualidade entre Os Lusíadas e Mensagem
Intertextualidade entre Os Lusíadas e Mensagem
 
Miguel Torga - Poemas
Miguel Torga - PoemasMiguel Torga - Poemas
Miguel Torga - Poemas
 
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António VieiraCapítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
 
A "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. PessoaA "Mensagem", de F. Pessoa
A "Mensagem", de F. Pessoa
 
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...
Ricardo Reis - Análise do poema "Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio"...
 
Estrutura mensagem
Estrutura mensagemEstrutura mensagem
Estrutura mensagem
 
Memorial do convento
Memorial do conventoMemorial do convento
Memorial do convento
 
Sermão de Santo António - Resumo
Sermão de Santo António - ResumoSermão de Santo António - Resumo
Sermão de Santo António - Resumo
 
"Mar Português" - Mensagem
"Mar Português" - Mensagem"Mar Português" - Mensagem
"Mar Português" - Mensagem
 
D. Dinis - A Mensagem (Fernando Pessoa)
D. Dinis - A Mensagem (Fernando Pessoa)D. Dinis - A Mensagem (Fernando Pessoa)
D. Dinis - A Mensagem (Fernando Pessoa)
 
Miguel Torga
Miguel TorgaMiguel Torga
Miguel Torga
 
Fernando Pessoa Nostalgia da Infância
Fernando Pessoa Nostalgia da InfânciaFernando Pessoa Nostalgia da Infância
Fernando Pessoa Nostalgia da Infância
 
Lista obras textos educação Literária Secundário
Lista obras textos educação Literária  SecundárioLista obras textos educação Literária  Secundário
Lista obras textos educação Literária Secundário
 
Estrutura externa e interna d'os lusíadas
Estrutura externa e interna d'os lusíadasEstrutura externa e interna d'os lusíadas
Estrutura externa e interna d'os lusíadas
 
Características poéticas de Ricardo Reis
Características poéticas de Ricardo ReisCaracterísticas poéticas de Ricardo Reis
Características poéticas de Ricardo Reis
 
Esquema rimatico e versos
Esquema rimatico e versosEsquema rimatico e versos
Esquema rimatico e versos
 
Educação n' os maias
Educação n' os maiasEducação n' os maias
Educação n' os maias
 
Relatório final pap leandro
Relatório final pap   leandroRelatório final pap   leandro
Relatório final pap leandro
 
O heteronimo Alberto Caeiro
O heteronimo Alberto CaeiroO heteronimo Alberto Caeiro
O heteronimo Alberto Caeiro
 
Alberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicasAlberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicas
 

Semelhante a Como redigir um trabalho

Como apresentar um trabalho
Como apresentar um trabalhoComo apresentar um trabalho
Como apresentar um trabalholidia76
 
Como fazer um trabalho?
Como fazer um trabalho?Como fazer um trabalho?
Como fazer um trabalho?ildamaria
 
Elaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisaElaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisaMaria Real
 
Fichas e técnicas trabalho escrito
Fichas e técnicas   trabalho escritoFichas e técnicas   trabalho escrito
Fichas e técnicas trabalho escritoBeco
 
13 como elaborar um trabalho escrito
13 como elaborar um trabalho escrito13 como elaborar um trabalho escrito
13 como elaborar um trabalho escritoBiblioteca Amares
 
Como fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaComo fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisamadalenat
 
Apresentacao trabalho escrito
Apresentacao trabalho escritoApresentacao trabalho escrito
Apresentacao trabalho escritoferreira05
 
MODELO DE ARTIGO CIENTIFICO DE TCC FAVENI
MODELO DE ARTIGO CIENTIFICO DE TCC FAVENIMODELO DE ARTIGO CIENTIFICO DE TCC FAVENI
MODELO DE ARTIGO CIENTIFICO DE TCC FAVENIcantaAcara
 
MODELO-DE-ARTIGO-CIENTIFICO-2.doc
MODELO-DE-ARTIGO-CIENTIFICO-2.docMODELO-DE-ARTIGO-CIENTIFICO-2.doc
MODELO-DE-ARTIGO-CIENTIFICO-2.docdyeisin
 
Como fazer um trabalho de pesquisa 2
Como fazer um trabalho de pesquisa 2Como fazer um trabalho de pesquisa 2
Como fazer um trabalho de pesquisa 2madalenat
 
Trabalho final de a.p.14.15
Trabalho final de a.p.14.15Trabalho final de a.p.14.15
Trabalho final de a.p.14.15ap3bmachado
 
Como fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaComo fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaJosé Alemão
 
Como elaborar um trabalho escrito
Como elaborar um trabalho escritoComo elaborar um trabalho escrito
Como elaborar um trabalho escritoLeonor Alves
 
MODELO-DE-ARTIGO-CIENTIFICO RONI.doc
MODELO-DE-ARTIGO-CIENTIFICO RONI.docMODELO-DE-ARTIGO-CIENTIFICO RONI.doc
MODELO-DE-ARTIGO-CIENTIFICO RONI.docAnaCarolinaVCSantos
 
3º Ciclo - Como estruturar um Trabalho Escolar
3º Ciclo - Como estruturar um Trabalho Escolar3º Ciclo - Como estruturar um Trabalho Escolar
3º Ciclo - Como estruturar um Trabalho EscolarBE ESGN
 
Normas de apresentação de trabalhos escritos resumo para alunos
Normas de apresentação de trabalhos escritos resumo para alunosNormas de apresentação de trabalhos escritos resumo para alunos
Normas de apresentação de trabalhos escritos resumo para alunoshelenavf1
 
Ppt normas de apresentação de trabalhos escritos resumo para alunos
Ppt   normas de apresentação de trabalhos escritos resumo para alunosPpt   normas de apresentação de trabalhos escritos resumo para alunos
Ppt normas de apresentação de trabalhos escritos resumo para alunoshelenavf1
 

Semelhante a Como redigir um trabalho (20)

Como apresentar um trabalho
Como apresentar um trabalhoComo apresentar um trabalho
Como apresentar um trabalho
 
Como fazer um trabalho?
Como fazer um trabalho?Como fazer um trabalho?
Como fazer um trabalho?
 
Elaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisaElaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisa
 
Fichas e técnicas trabalho escrito
Fichas e técnicas   trabalho escritoFichas e técnicas   trabalho escrito
Fichas e técnicas trabalho escrito
 
Como fazer um trabalho?
Como fazer um trabalho?Como fazer um trabalho?
Como fazer um trabalho?
 
13 como elaborar um trabalho escrito
13 como elaborar um trabalho escrito13 como elaborar um trabalho escrito
13 como elaborar um trabalho escrito
 
Como fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaComo fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisa
 
Apresentacao trabalho escrito
Apresentacao trabalho escritoApresentacao trabalho escrito
Apresentacao trabalho escrito
 
MODELO DE ARTIGO CIENTIFICO DE TCC FAVENI
MODELO DE ARTIGO CIENTIFICO DE TCC FAVENIMODELO DE ARTIGO CIENTIFICO DE TCC FAVENI
MODELO DE ARTIGO CIENTIFICO DE TCC FAVENI
 
MODELO-DE-ARTIGO-CIENTIFICO-2.doc
MODELO-DE-ARTIGO-CIENTIFICO-2.docMODELO-DE-ARTIGO-CIENTIFICO-2.doc
MODELO-DE-ARTIGO-CIENTIFICO-2.doc
 
Como fazer um trabalho de pesquisa 2
Como fazer um trabalho de pesquisa 2Como fazer um trabalho de pesquisa 2
Como fazer um trabalho de pesquisa 2
 
Trabalho final de a.p.14.15
Trabalho final de a.p.14.15Trabalho final de a.p.14.15
Trabalho final de a.p.14.15
 
Como apresentar um trabalho escrito
Como apresentar um trabalho escritoComo apresentar um trabalho escrito
Como apresentar um trabalho escrito
 
Como apresentar um trabalho escrito
Como apresentar um trabalho escritoComo apresentar um trabalho escrito
Como apresentar um trabalho escrito
 
Como fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaComo fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisa
 
Como elaborar um trabalho escrito
Como elaborar um trabalho escritoComo elaborar um trabalho escrito
Como elaborar um trabalho escrito
 
MODELO-DE-ARTIGO-CIENTIFICO RONI.doc
MODELO-DE-ARTIGO-CIENTIFICO RONI.docMODELO-DE-ARTIGO-CIENTIFICO RONI.doc
MODELO-DE-ARTIGO-CIENTIFICO RONI.doc
 
3º Ciclo - Como estruturar um Trabalho Escolar
3º Ciclo - Como estruturar um Trabalho Escolar3º Ciclo - Como estruturar um Trabalho Escolar
3º Ciclo - Como estruturar um Trabalho Escolar
 
Normas de apresentação de trabalhos escritos resumo para alunos
Normas de apresentação de trabalhos escritos resumo para alunosNormas de apresentação de trabalhos escritos resumo para alunos
Normas de apresentação de trabalhos escritos resumo para alunos
 
Ppt normas de apresentação de trabalhos escritos resumo para alunos
Ppt   normas de apresentação de trabalhos escritos resumo para alunosPpt   normas de apresentação de trabalhos escritos resumo para alunos
Ppt normas de apresentação de trabalhos escritos resumo para alunos
 

Mais de AnaGomes40

Síndrome de Marfan
Síndrome de MarfanSíndrome de Marfan
Síndrome de MarfanAnaGomes40
 
O rastreio dos transgénicos
O rastreio dos transgénicosO rastreio dos transgénicos
O rastreio dos transgénicosAnaGomes40
 
Episódio "O Gigante Adamastor" d' Os Lusíadas
Episódio "O Gigante Adamastor" d' Os LusíadasEpisódio "O Gigante Adamastor" d' Os Lusíadas
Episódio "O Gigante Adamastor" d' Os LusíadasAnaGomes40
 
Afonso da maia
Afonso da maiaAfonso da maia
Afonso da maiaAnaGomes40
 
Frei luís de sousa
Frei luís de sousaFrei luís de sousa
Frei luís de sousaAnaGomes40
 
Sermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixesSermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixesAnaGomes40
 
Estilos de vida
Estilos de vidaEstilos de vida
Estilos de vidaAnaGomes40
 
O casamento - opinião
O casamento - opiniãoO casamento - opinião
O casamento - opiniãoAnaGomes40
 
Termorregulação e Osmorregulação
Termorregulação e OsmorregulaçãoTermorregulação e Osmorregulação
Termorregulação e OsmorregulaçãoAnaGomes40
 
Alimentação do estudante
Alimentação do estudanteAlimentação do estudante
Alimentação do estudanteAnaGomes40
 
Poemas de eugénio de andrade
Poemas de eugénio de andradePoemas de eugénio de andrade
Poemas de eugénio de andradeAnaGomes40
 
Formação do reino de Portugal
Formação do reino de PortugalFormação do reino de Portugal
Formação do reino de PortugalAnaGomes40
 
"Minha Querida Inês"
"Minha Querida Inês""Minha Querida Inês"
"Minha Querida Inês"AnaGomes40
 
parque natural do vale do guadiana
parque natural do vale do guadianaparque natural do vale do guadiana
parque natural do vale do guadianaAnaGomes40
 
3096 dias de cativeiro
3096 dias de cativeiro3096 dias de cativeiro
3096 dias de cativeiroAnaGomes40
 
Revolução democrática portuguesa
Revolução democrática portuguesaRevolução democrática portuguesa
Revolução democrática portuguesaAnaGomes40
 

Mais de AnaGomes40 (20)

Al 3.1
Al 3.1Al 3.1
Al 3.1
 
Síndrome de Marfan
Síndrome de MarfanSíndrome de Marfan
Síndrome de Marfan
 
O Cancro
O CancroO Cancro
O Cancro
 
O rastreio dos transgénicos
O rastreio dos transgénicosO rastreio dos transgénicos
O rastreio dos transgénicos
 
Episódio "O Gigante Adamastor" d' Os Lusíadas
Episódio "O Gigante Adamastor" d' Os LusíadasEpisódio "O Gigante Adamastor" d' Os Lusíadas
Episódio "O Gigante Adamastor" d' Os Lusíadas
 
Afonso da maia
Afonso da maiaAfonso da maia
Afonso da maia
 
Frei luís de sousa
Frei luís de sousaFrei luís de sousa
Frei luís de sousa
 
Sermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixesSermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixes
 
Estilos de vida
Estilos de vidaEstilos de vida
Estilos de vida
 
O casamento - opinião
O casamento - opiniãoO casamento - opinião
O casamento - opinião
 
Termorregulação e Osmorregulação
Termorregulação e OsmorregulaçãoTermorregulação e Osmorregulação
Termorregulação e Osmorregulação
 
Alimentação do estudante
Alimentação do estudanteAlimentação do estudante
Alimentação do estudante
 
Poemas de eugénio de andrade
Poemas de eugénio de andradePoemas de eugénio de andrade
Poemas de eugénio de andrade
 
O tabaco
O tabaco O tabaco
O tabaco
 
Formação do reino de Portugal
Formação do reino de PortugalFormação do reino de Portugal
Formação do reino de Portugal
 
"Minha Querida Inês"
"Minha Querida Inês""Minha Querida Inês"
"Minha Querida Inês"
 
parque natural do vale do guadiana
parque natural do vale do guadianaparque natural do vale do guadiana
parque natural do vale do guadiana
 
3096 dias de cativeiro
3096 dias de cativeiro3096 dias de cativeiro
3096 dias de cativeiro
 
Revolução democrática portuguesa
Revolução democrática portuguesaRevolução democrática portuguesa
Revolução democrática portuguesa
 
Desportos
DesportosDesportos
Desportos
 

Último

LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimJunto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimWashingtonSampaio5
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzparte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzAlexandrePereira818171
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 

Último (20)

LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimJunto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzparte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 

Como redigir um trabalho

  • 1. COMO REDIGIR UM TRABALHO ESCRITO Para levar a bom termo a realização de um trabalho escrito deve-se: - Escolher os temas de acordo com a capacidade individual, as fontes de consulta e o tempo disponível; - Definir com clareza os objetivos do trabalho; - Procurar informações nas bibliotecas, mas não desprezar outras fontes; - Arrumar as ideias em esquema, antes de começar a redigir; - Não copiar sem citar; - Transcrever com fidelidade as ideias dos outros; - Identificar as fontes de informação; - Cuidar da apresentação do trabalho; - Pedir a orientação do professor nas várias etapas do trabalho. Um trabalho deverá ter a seguinte estrutura: 1. Capa; 2. Índice; 3. Introdução; 4. Desenvolvimento; 5. Conclusão; 6. Bibliografia - Referências e Citações Bibliográficas; 7. Anexos (se for necessário). Formatação Paginação Nota de cabeçalho ou de rodapé 1.Capa Fazem parte da capa os seguintes elementos: Nome da escola; Disciplina ou área a que se destinam; Título do trabalho; Identificação do(s) aluno(s) que realizaram o trabalho (nome, número, ano e turma); Data em que o trabalho foi feito; Professor que orientou o trabalho. A capa pode ser simples ou pode ter desenhos, gravuras ou fotografias. Exemplo de uma capa:
  • 2. 2.Índice No índice deves: Escrever o nome das partes e/ou capítulos que constituem o trabalho; À frente e de cada um(a) escreve o número da página onde se inicia o assunto; Antes do nome de cada parte e/ou capítulo, poderás colocar um número romano (I, II, III, IV, V...) ou um número árabe ( 1, 2, 3, 4, 5,...); Quando o tema ou capítulo está dividido em subcapítulos usamos dois números separados por pontos (1.1; 1.2;...2.1; 2.2; 2.3....). Todas as páginas são numeradas (exceto a capa). 3.Introdução Quem ler o teu trabalho deverá ficar, logo na introdução, com uma ideia daquilo que irá acontecer. Deverás : - Escrever o que vais tratar e como o vais fazer; - Abordar todos os assuntos fundamentais do trabalho de uma forma sumária; - Evidenciar o interesse e a importância do assunto a tratar Exemplos: - O tema é .....; - Foi escolhido devido a ...; - O que se pretende tratar é ...; - Resolvemos começar por... . 4.Desenvolvimento Desenvolvimento ou corpo do trabalho é a parte mais extensa. Nele encontramos um tema a partir do qual formulaste um ou mais problemas que vais analisando e solucionando.
  • 3. Deves explicitar: - Objetivos e razões que te levaram a tratar este tema; - Manifestar a tua própria reflexão sobre os problemas levantados; - Justificar as posições que tomaste; - Escrever aquilo que já sabias sobre o tema; - Escrever as informações que recolheste em sites, CD´s, livros, revistas, entrevistas etc. Atenção: - Nunca utilizes termos ou conceitos sem os definires; - Constrói frase curtas; - Procura que cada parágrafo corresponda a apenas uma ideia; - Procurar espaçar as linhas, sem exagerar, a fim de facilitar a leitura. Se escreveres no teu trabalho frases retiradas das tuas fontes de informação (sites, livros, etc), e por isso não foram escritas por ti, estás a fazer uma citação (transcrição de um texto exatamente como o autor o escreveu). As citações devem ser escritas entre aspas ("......") e em itálico. No fim da citação deves colocar entre parêntesis o nome do autor da frase, o ano em que ele a escreveu e a página. Sempre que coloques imagens ou gráficos, deves colocar uma informação verbal que permita clarificar essa imagem ou gráfico. Se usares várias figuras (imagens, fotografias, gráficos, mapas, etc) deves numerá-las e construir a respetiva legenda. (Por exemplo: fig. 1; fig. 2; ...). Deverás utilizar o itálico ou o sublinhado nos seguintes casos: Títulos de livros, poesias, filmes, canções, peças de teatro e obras de arte; Palavras estrangeiras; Frases ou palavras que queiras evidenciar. 5.Conclusão A conclusão é como que o resumo do teu trabalho. Deve conter: As respostas que deste às perguntas formuladas; Abrir a possibilidade de novas questões. 6. Bibliografia A bibliografia é a lista de livros, enciclopédias, sites, CD's, jornais ou revistas, entrevistas, visitas aos locais estudados ou outras fontes onde procuraste informações para a realização do teu trabalho. A bibliografia deve ser apresentada por ordem alfabética. Deverás obedecer às seguintes normas de apresentação: Em relação a sites, basta escrever a respetiva morada, virgula, data da pesquisa. Com os CD-ROMs escreve o título, o autor, a editora e a data de edição . No caso dos livros deves escrever:
  • 4. 1º- Nome do autor: apelido em maiúsculas, vírgula, nome próprio. 2º- Título da obra (em itálico). 3º- Nome da editora. 4º- Local de edição do livro 5º- Data de edição. Exemplo: CORTESÃO, Jaime- Memórias da Grande Guerra, Portugália Editora, Lisboa, 1969 Caso o livro tenha mais de três autores, colocas "vários". Quando se trata de uma artigo inserido numa obra, jornal ou revista, indicar-se: 1º Nome do autor; 2º Título do artigo entre aspas; 3º Título da publicação (em itálico); 4º Número da publicação; 5º Data e páginas (primeira e última). Exemplo: MENDES, José M. Amado, "A arqueologia industrial: problemática e potencialidades", in Vértice, II Série, Maio-Junho de 1993, pp. 9 - 13 7. Anexos Nos anexos podem incluir-se documentos que sirvam de apoio ao trabalho, gráficos, mapas, quadros, gravuras, inquéritos utilizados, etc, e que devem ser numerados (anexo I, anexo II,...) e legendados. Formatação - Formato: A4 - Fontes : recomenda-se Arial com tamanho 11,Verdana com Times New Roman com tamanho 12. Tamanho 14 para para as notas de rodapé. Todo o trabalho deve estar "justificado" ou seja, alinhado à esquerda e à direita - Espaçamentos: Corpo de texto justificado com espaçamento de 1,5cm - Ilustrações (figuras, tabelas, gráficos...): devem ser legendadas com indicação do tipo (fig.; tab.; gráf.) e número da ilustração, seguido do respetivo título ou descrição. - Paginação - Inicia-se na capa, mas o número só aparece impresso a partir da introdução. Os anexos não são paginados. - Cabeçalho e rodapé - no cabeçalho (formatado à direita) inclui trabalho e no rodapé, o nº da página (formatado à direita).