Resumos de português (intermédio)

17.244 visualizações

Publicada em

5 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
17.244
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
52
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
864
Comentários
5
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Resumos de português (intermédio)

  1. 1. Resumos Intermédio Português1. Estrutura da frase 1.1. Sujeito Simples Composto É constituído por um só elemento fundamental (nome ou pronome). É constituído por dois ou mais elementos. Ex.: A professora entrou. Ex.: A professora e o aluno entraram. Subentendido Indeterminado Inexistente O sujeito está “escondido” para evitar É impossível saber quem é o O verbo é impessoal, a fraserepetições. sujeito. É “alguém”. não tem sujeito. Ex.: A professora entrou e fechou a porta. Ex.: Fala-se muito nisso Ex.: Aconteceu depressa. 1.2. Predicado Verbo Predicativo do Sujeito Palavra ou expressão que se junta ao verbo para lhe completar o sentido. Nestes casos os O verbo numa frase indica a verbos são copulativos (precisam de algo que os acompanhe) e são: ser, estar, ficar, parecer,acção que está a acontecer. permanece e continuar. Ex.: A professora entrou. Ex.: O tempo está instável e húmido Complemento Directo Complemento Indirecto Responde à pergunta o quê? Responde à pergunta a quem? Ex.: Comprei um livro novo. Ex.: Contei esta história à minha mãe. 1.3. Outros constituintes da oração Complementos Circunstanciais Agente da Passiva Os complementos circunstanciais mais comuns são: modo(como?), causa (porquê?), companhia (com quem?), tempo Este complemento só existe nas frases que estão na forma(quando?), lugar onde (onde?), lugar donde (de onde?), lugar passiva e designa o agente da acção.para onde (para onde?), fim (para quê?) Ex.: O texto foi lido pelo Pedro. Ex.: A porta abriu-se lentamente. (modo) Fomos para casa. (lugar para onde) Vocativo Aposto Nome que se junta a outra nome para lhe acrescentar Nome que se chama ou se invoca. alguma indicação. Ex.: Anda cá, Francisco. Ex.: O bolinhas, o cão do meu vizinho, está sempre a ladrar. Atributo Complemento Determinativo Nome que acrescenta alguma indicação ao nome que lhe Adjectivo que se junta ao nome para o caracterizar. precede. É introduzido pela preposição de. Ex.: Este pequeno texto é bem difícil. Ex.: A Unicef apoia as crianças de todo o mundo.2. Classes de Palavras 2.1. Nome Comuns Próprios Designam algo ou alguém Designam algo ou alguém de forma de forma não individualizada. individualizada. Ex.: mulher, sala, lápis, Ex.: Portugal, Europa, Inês, Santarém, exame Douro Página | 1 | Ana Neiva |
  2. 2. Resumos Intermédio Português Colectivos Palavras singulares, que designam conjuntos de seres ou coisas da mesma espécie.armada conjunto de navios exército conjunto de soldadosbanda conjunto de músicos fato conjunto de cabrasbando conjunto de aves fauna conjunto de espécies animaiscáfila conjunto de camelos flora conjunto de plantas de uma região ou paíscardume conjunto de peixes laranjal conjunto de laranjeiraschusma conjunto de marinheiros ou populares matilha conjunto de cãesconstelação conjunto de estrelas multidão conjunto de pessoascordilheira conjunto de serras ninhada conjunto de pintos, ratos…criação conjunto de animais domésticos que servem para a quadrilha conjunto de bandidos ou ladrõesalimentação do Homem rancho conjunto de pessoas, filhos, crianças…elenco conjunto de artistas de uma companhia teatral rebanho conjunto de ovelhas, carneiros, cabrasenxame conjunto de abelhas, vespas ou mosquitos souto conjunto de castanheirosesquadra conjunto de navios de guerra vara conjunto de porcosesquadrilha conjunto de aviões 2.2. Adjectivo O adjectivo atribui uma Grau Normal Uma vida difícil. característica ao nome de superioridade Uma vida mais difícil que a minha. O adjectivo atribui uma característica com a qual se Grau Comparativo de igualdade Uma vida tão difícil como a minha. estabelece uma comparação de inferioridade Uma vida menos difícil que a minha. entre os nomes analítico Uma vida muito difícil. A característica atribuída éGrau Superlativo Absoluto sintético Uma vida dificílima. intensificada. de superioridade A vida mais difícil. A característica atribuída pelo adjectivo destaca o nome, Grau Superlativo Relativo de inferioridade A vida menos difícil. de todos os outros do mesmo conjunto. 2.3. Determinante Artigos Possessivos Definido Indefinido Um possuidor Vários possuidores meu; meus; minha; minhas nosso; nossos; nossa; nossaso; os; a; as um; uns; uma; umas teu; teus; tua; tuas vosso; vossos; vossa; vossas seu; seus; sua; suas seu; seus; sua; suas Demonstrativos Indefinidos Variáveis Invariáveis muito; muitos; muita; muitaseste; estes; esta; estas pouco; poucos; pouca; poucasesse; esses; essa; essas outro; outros; outra; outrasaquele; aqueles; aquela; aquelas tanto; tantos; tanta; tantaso mesmo; os mesmos; a mesma; as mesmas algum; alguns; alguma; algumas cadao outro; os outros; a outra; as outras nenhum; nenhuns; nenhuma;tal; tais nenhumas certo; certos; certa; certas qualquer; quaisquer Relativos Interrogativos Variáveis Invariáveiscujo; cujos; cuja; cujas qual?; quais?quanto; quantos; quanta; quantas que quanto?; quantos?; quanta?; quantas? Página | 2 | Ana Neiva |
  3. 3. Resumos Intermédio Português 2.4. Pronome Demonstrativos Possessivos Variáveis Invariáveis Um possuidor Vários possuidoreseste(s); esta(s)esse(s); essa(s) isso meu(s); minha(s) nosso(s); nossa(s)o(s) mesmo(s); a(s) mesma(s); isto teu(s); tua(s) vosso(s); vossa(s)o(s) outro(s); a(s) outra(s) aquilo seu(s); sua(s) seu(s); sua(s)tal; tais Indefinidos Relativos Variáveis Invariáveis Variáveis Invariáveismuito(s); muita(s) qual; quais quepouco(s); pouca(s) tudo quanto(s)? ; quanta(s)? quemoutro; outros; outra; outras alguém cujo; cujos; cuja; cujastanto; tantos; tanta; tantas ninguém Interrogativosalgum(ns); alguma(s) outrem Variáveis Invariáveisnenhum(ns); nenhuma(s) nada quanto(s)? ; quanta(s)? quequalquer; quaisquer qual? quem Pessoais Sujeito Complemento Directo Complemento Indirecto Sem preposição Com preposiçãoeu me me mimtu te te tiele(ela) o, a, se lhe ele, ela, sinós nos nos nósvós vos vos vóseles(elas) os, as, se lhes eles, elas, si 2.5. Verbos Tempos Simples Modos Tempos Pretérito Pretérito Presente Pretérito Perfeito Futuro Imperfeito Mais-que-perfeitoIndicativo eu canto eu cantei eu cantava eu cantara eu cantareiConjuntivo eu cante - eu cantasse - eu cantarCondicional eu cantaria - - - -Imperativo canta - - - - Tempos Compostos Modos Tempos Pretérito Pretérito Presente Pretérito Perfeito Futuro Imperfeito Mais-que-perfeitoIndicativo - tenho cantado - tinha cantado terei cantadoConjuntivo - tenha cantado - tivesse cantado tiver cantadoCondicional teria cantado - - - -Imperativo - - - - - Página | 3 | Ana Neiva |
  4. 4. Resumos Intermédio Português 2.6. Advérbio aqui; antes; dentro; ali; adiante; fora; acolá; atrás; além; lá; detrás; aquém; cá; acima; onde; perto; aí; lugar abaixo; aonde; longe; debaixo; algures; defronte; nenhures hoje; logo; primeiro; ontem; tarde; outrora; amanhã; cedo; dantes; depois; ainda; antigamente; antes; tempo doravante; nunca; então; ora; jamais; agora; sempre; já; enfim bem; mal; melhor; pior; assim; aliás; depressa; devagar; como; debalde; sobremodo; sobretudo; modo sobremaneira; quase; principalmente intensidade muito; pouco; mais; menos; demasiado; quanto; quão; tanto; tão; assaz; que (equivale a quão); tudo; nada;(ou quantidade) todo; bastante; quase afirmação sim; certamente; realmente; decerto; efectivamente; negação não; nem; nunca; jamais; inclusão ainda; até; mesmo; inclusivamente; também exclusão apenas; exclusivamente; salvo; senão;somente; simplesmente; só; unicamente dúvida acaso; porventura; possivelmente; provavelmente; quiçá; talvez designação eis interrogativos onde? como? quando? porque? 2.7. Preposiçãoa após com consoante de durante entre mediante perante salvo sem sobreante até conforme contra desde em excepto para por segundo sob trás Contracções de preposições a+a à de+um dum em+a na a+aquele àquele de+este deste em+um num de+o do por+as pelas em+isso nisso 2.8. Interjeição Surpresa ah! oh! ih! olá, olé! chiça! caramba! credo! essa agora! meu Deus! Aplauso ah! oh! eia! upa! viva! coragem! bravo! bis! apoiado! força! muito bem! Alegria ah! oh! Chamamento ó! eh! pst! psciu! olá! socorro! Dor ai! ui! ah! oh! ai de mim! Desejo oxalá! bem haja! Deus queira! quem me dera! Cólera apre! irra! toma! Indignação oh! homessa! Terror ah! ui! uh! credo! Jesus! Dúvida hum! ora! Cansaço uf! ah! Repulsa ui! safa! fora! morra! abaixo! chiça! Ordem caluda! silêncio! fora! arreda! basto! alto! alto lá! Silêncio chiu! pschiu! caluda! silêncio! 2.9. Conjunção Conjunções e locuções conjuncionais coordenativas Copulativas Adversativas Disjuntivas Conclusivas logo mas ou pois e porém ora…ora portanto nem todavia quer…quer por conseguinte não só…mas também contudo seja…seja por consequência no entanto por isso Página | 4 | Ana Neiva |
  5. 5. Resumos Intermédio Português Conjunções e Locuções conjuncionais subordinativas Temporais Causais Condicionais Comparativas Finais Concessivas Consecutivas Integrantes quando como se que enquanto como para que embora porque desde que de tal à medida conforme a fim de ainda que que pois a não ser modo…que que assim como que se bem que se visto que tão…que depois que tão…como por que mesmo que que uma vez que tanto…que até que3. Relações entre palavras 3.1. Relação de som e grafiaHomónimas Assisti à partida do Homógrafas escrevem-se da mesma navio.  escrevem-se da mesma Sei de cor essa história.maneira Preguei-te uma partida. maneira O azul é a minha cor favorita. lêem-se da mesma maneira Essa chávena está lêem-se de maneira diferente têm significados diferentes partida.  têm significados diferentes ParónimasHomófonas Asso o peru neste  escrevem-se de forma lêem-se da mesma maneira Crer é sinónimo de acreditar. tabuleiro. semelhante escrevem-se de maneira Querer é sinónimo de Isto está rijo como o  lêem-se de maneiradiferente desejar. aço. diferente têm significados diferentes  têm significados diferentes 3.2. Relação Semântica Sinónimos palavras que têm um Antónimos palavras que Hiperónimos e Hipónimos hiperónimo é o grupo designificado muito semelhante têm significados opostos palavras, hipónimos é uma palavra desse grupo. Ex.: Hoje estou satisfeito, alegre, Ex.: Estás de chegada ou de Ex.: Hoje havia muito peixes no mercado: sardinha,contente… partida? carapau, salmão, peixe-espada, etc. 4. Processos de enriquecimento do léxico Formação por Derivação Derivação por prefixação Derivação por sufixação in + feliz  infeliz feliz + mente  felizmente prefixo + palavra primitiva  palavra derivada palavra primitiva + sufixo  palavra derivada Derivação por prefixação e sufixação Derivação Imprópria Neste caso não se acrescenta nada. Usa-se a mesma palavra, in + feliz + mente  felizmente trocando-lhe a classe gramatical. prefixo + palavra primitiva + sufixo  palavra derivada Ex.: O falar esganiçado é irritante. (Falar é um verbo. Neste caso é um nome.) Formação por Composição Composição por justaposição Composição por aglutinação As palavras mantêm a grafia e a sua sílaba tónica. A união dos elementos é total. A nova palavra tem apenasGeralmente são ligados por um hífen. uma sílaba tónica. Ex.: obra-prima, saca-rolhas, amor-perfeito, guarda-chuva, Ex.: aguardente (água+ardente)água-de-colónia, arco-íris malmequer (mal+me+quer) Outros processos de alargamento e renovação do léxico Estrangeirismos palavras adoptadas de línguas estrangeiras Abreviaturas palavras com uma parte omitida Ex.: cd-rom, e-mail, surf, stress Ex.: foto (fotografia), metro (metropolitano) Onomatopeias palavras que se formam pela imitação de Siglas palavras que se obtém pela sucessão de iniciais dosons produzidos por animais, pessoas ou coisas nome de uma instituição, organização, etc. Ex.: miau, zum-zum, tique-taque Ex.: AMI (Assistência Médica Internacional) Página | 5 | Ana Neiva |

×