Caderno 7 - Dispositivos Móveis na Educação (Suplementar).pdf

4.338 visualizações

Publicada em

PNEM - "Ser professor na era da conexão"
Por Profª Liliane.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.338
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.444
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
40
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • <number>
  • Caderno 7 - Dispositivos Móveis na Educação (Suplementar).pdf

    1. 1. O USO DOS DISPOSITIVOS MÓVEIS NA EDUCAÇÃO: reflexões sobre a atuação docente na era da conexão Liliane da Silva Coelho Jacon Doutoranda do PPGECEM/REAMEC Professora da Universidade Federal de Rondônia Agosto/2014
    2. 2. A ERA DA CONEXÃO • Sociedade em REDE => A rápida evolução das tecnologias e das telecomunicações, em todos os setores da sociedade • Ser conectado está no cerne dos governos, negócios, ciência, cultura e educação. • Redes de computadores tem proporcionado uma multiplicação nas visões do mundo: – Interligam diversas culturas, pois as diferenças que nelas existem tornam-se polos geradores de novas articulações. – O trabalho passa a ser mais cooperativo e a inteligência, coletiva
    3. 3. Ciberespaço • “CIBERESPAÇO” = espaço/mundo virtual, instrumento de inteligência coletiva que se desenvolvem aprendizagem cooperativa, tais como troca de ideias, imagens e experiências sonoras e verbais • Novas relações com o saber vão-se instituindo entre o homem e a máquina, possibilitando criações coletivas em rede • O uso criativo das TIC  novos espaços digitais e virtuais de aprendizagem
    4. 4. CIBERCULTURA Convergência SOCIAL & TECNOLÓGICO • Tudo parece estar em Rede e a Rede está em todos os lugares. • Acesso de informações + criações coletivas em rede => mudança nos processos de aprendizagem e funcionamento da Escola
    5. 5. Mobilidade • A era da conexão é a era da mobilidade e ela é efetivamente sem fio • Nova relação do sujeito c/a cidade: mover-se estando conectado à internet • Cibercultura -> 2 gerações: – Computador conectado via Desktop: corpo preso e a mente em movimento – Mobilidade: corpo movimenta-se com os dispositivos móveis que se comunicam em rede
    6. 6. Dispositivos Móveis na Educação • Rede sem fio + dispositivos móveis = inovação nas práticas pedagógicas • Mapear, acessar, manipular, criar, distribuir e compartilhar informações e conhecimentos a qualquer tempo e espaço “...podem e são acessadas no onibus, na lanchonete, no parque, na fila de espera; é possível ler livros, trocar mensagens, acessar as redes sociais, conferir o extrato bancário e, porque não, estudar?”
    7. 7. Dispositivos Móveis na Educação Mobile learning= aprendizagem móvel • Conjunto de práticas e atividades educacionais viabilizados pelos dispositivos móveis • Impacto não apenas no acesso, mas como ferramenta de ensinar e aprender em qualquer lugar e a qualquer momento (em estágio inicial). • Comunicação bidirecional e sem fios: envio e recebimento de informações textual, sonora e imagética • Quanto maior for a popularização: maior inclusão digital e social
    8. 8. Experiências com M-learning • Programas para crianças e adolescentes em populações vulneráveis; • Programas de alfabetização de jovens e adultos; • Buscam melhorar a gestão educacional • Para preparação para testes e avaliações em geral • Ensino de línguas estrangeiras (Espanhola, Literatura e matemática) • Ensino de Química, Física e Matemática
    9. 9. Dispositivos Móveis na Educação • Dispositivos móveis => alunos e professores podem discutir de forma instantânea (online) suas dúvidas. Ex: Skype, whatsApp, telefonia móvel. • Teoria sociointeracionista de Vigotsky: o aprendizado se desenvolve mediante interação contínua e, tbm, este processo pode ser apoiado por uma pessoa mais experiente
    10. 10. Etapas p/incorporação das TIC • emergente: quando se toma consciência dos benefícios das TIC • aplicação: quando as autoridades educacionais começam a realizar projetos pilotos em escolas selecionadas (UCA, ProInfo Programa Nacional de Informática na Educação) 600 mil tablets p/profess • integração: é aquele em que as escolas contam com recursos tecnológicos (infraestrutura), já foram estabelecidos processos de capacitação e integração das TIC no currículo, mas as tecnologias ainda não foram plenamente assimiladas ao processo de ensino/aprendizagem; • transformação: esta etapa caracteriza-se quando as escolas incorporaram as TIC de maneira sistemática e integral no processo de ensino aprendizagem e na organização da tarefa docente
    11. 11. Desafio da Transição • da era do lápis para a era digital “...Os alunos podem fazer o registro numa pesquisa de campo. Podem trabalhar textos e fotos e preparar pequenos documentários em vídeo. Isso precisa estar integrado ao conteúdo” (Almeida, 2011) • Currículo na Web – material didático na rede – se desenvolve por meio das TIC mediado pela Internet • Portal do professor, aplicativos, repositório de Objetos de Aprendizagem
    12. 12. Ser professor na contemporaneidade • Nativos digitais => alunos não fazem parte de uma geração na qual os aparelhos vêm primeiro; mas sim de uma geração na qual só existem aparelhos móveis • Professor => precisa estabelecer conexões e integração entre seus saberes e os dos alunos • Observa-se ainda professores à margem dos incrementos tecnológicos, as vezes por despreparo, escassez de recursos, desconhecimento, insegurança didática ou receio.
    13. 13. Ser professor na contemporaneidade Ao repensar sua prática, o professor deve considerar a característica • COAUTORAL dos dispositivos: aluno produtor e desenvolvedor, podendo conectar-se e comunicar-se em movimento • Interface digital de natureza hipermidiática: agregar texto, áudio, imagem, animação, efeitos especiais e vídeo • Construção no formato de hipertextos • Existem grande quantidade de aplicativos (APP), objetos de aprendizagem, vídeos, tradutores simultâneos e dicionários eletrônicos, acervos de e-books, demonstradores de mapas geográficos, noticiários online
    14. 14. Chave para mudança: o professor Tecnologias móveis oferecem muito mais informações do que um professor pode conhecer, mudando a base de autoridade. no Processo de Ensino-Aprendizagem: as informações são disponibilizadas através de Hipertexto/hipermídia (segmentação de textos em unidades menores) Nova postura = função de orientador, problematizador Formulador de interrogações Coordenador de equipes de trabalho As mudanças dependem de Educadores maduros intelectual e emocionalmente, de pessoas curiosas, entusiasmadas, abertas, que saibam motivar e dialogar
    15. 15. Obrigada pela atenção! liliane285@hotmail.com liliane@unir.br

    ×