Em uma Universidade distante, vivia uma professorachamada Vera Lúcia Lopes Cristóvão e seus alunosda pós-graduação.
Em uma bela tarde de quinta-feira deoutono, a professora inicia sua aula deGêneros Textuais como de costume.Entretanto, al...
Após o reconhecimento da mudança, os alunos vão seacomodando, enquanto Vera explicita o objetivo e asatividades da aula, s...
Ao discutirem as memórias das aulas anteriores, bem como as questõesprovocadoras. O grupo aponta que por muitas vezes disc...
Pensando em blogs, a professora apresentou aos alunos umblog realizado no reino da graduação:http://letrasinglesuel.wordpr...
Em seguida, a fim de organizar o reino, Veradivide os alunos em três pequenos reinados.Cada um deles ficou encarregado de ...
Assim, cada reinado foi subdivido empequenos vilarejos, os quais eramresponsáveis pelos tópicos emdiscussão. E assim o fiz...
O primeiro texto: CASTRO, S. T. R. Formação docente notrabalho com gêneros textuais na graduação em Letras:Construindo a r...
Após a releitura deste estudo, o termo “laboratório” utilizadopela autora gerou um questionamento sobre experiências ouexp...
O segundo texto abordado foi: REICHMAN, C. L. Tecendo o gêneroprofissional: o estágio como prática de letramento docente e...
Por fim: MARTINY, F. F. Gênero profissional e formação inicial:possibilidades e contradições na análise da atividade docen...
Para enfatizar a importância da fundamentação teórica em umestudo, a professora faz menção a base de uma casa, sem aqual, ...
Em meio a comentários, surgiu novamente a inquietaçãoquanto a transformar o fórum em blog, sugerindo-seainda o nome de “Gê...
E todos viveram felizes para sempre...
Memória da aula de 09 de maio de 2013
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Memória da aula de 09 de maio de 2013

3.289 visualizações

Publicada em

Memória produzida por Alexandre e Déborah

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.289
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.278
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Memória da aula de 09 de maio de 2013

  1. 1. Em uma Universidade distante, vivia uma professorachamada Vera Lúcia Lopes Cristóvão e seus alunosda pós-graduação.
  2. 2. Em uma bela tarde de quinta-feira deoutono, a professora inicia sua aula deGêneros Textuais como de costume.Entretanto, algo havia mudado. Como bonsalunos que são, todos puderam notar amudança no visual da docente, um charmosonovo corte de cabelo.
  3. 3. Após o reconhecimento da mudança, os alunos vão seacomodando, enquanto Vera explicita o objetivo e asatividades da aula, sendo eles:- discutir a relação entre gêneros e FP.- discutir pesquisas que contemplam tal relação.Atividades: - comentários sobre as memórias.- Reflexão sobre as reações.- Discussão em grupo dos textos.- Agendamento dos horários com as duplas do artigofinal.
  4. 4. Ao discutirem as memórias das aulas anteriores, bem como as questõesprovocadoras. O grupo aponta que por muitas vezes discutiramfrustrações, dificuldades e experiências vividas no reino da docência,além das reflexões teóricas da disciplina. Isto gerou uma ponderaçãoquanto a relação dos gêneros com essas indignações e revoltas. Foicitado, então o exemplo do uso do fórum, o qual é uma ação a essesquestionamentos, que mexe com o próprio indivíduo e com o outro. Emais, foi sugerido que ele passasse a ser uma ferramenta de livreacesso, como um blog, assim outros reinos distantes poderiam tambémfazer uso dele.
  5. 5. Pensando em blogs, a professora apresentou aos alunos umblog realizado no reino da graduação:http://letrasinglesuel.wordpress.com/2011/04/12/teacher-education-brief-introduction/, sugerindo ainda quefaçamos uso dele, tecendo comentários e questõesprovocadoras.No post atual, a reflexão se deu a partir de uma matériapublicada no site “The economist”:http://www.economist.com/
  6. 6. Em seguida, a fim de organizar o reino, Veradivide os alunos em três pequenos reinados.Cada um deles ficou encarregado de elencaraspectos (Objetivos/ fundamentaçãoteórica/ metodologia (contexto,participantes, dados, procedimentosde análise/ resultados/ conclusão)dos textos lidos para este encontro. Antesdisso, a professora contextualizou os textos esuas autoras.
  7. 7. Assim, cada reinado foi subdivido empequenos vilarejos, os quais eramresponsáveis pelos tópicos emdiscussão. E assim o fizeram...
  8. 8. O primeiro texto: CASTRO, S. T. R. Formação docente notrabalho com gêneros textuais na graduação em Letras:Construindo a relação entre a aprendizagem e o ensino emaulas de línguas. Linguagem em (Dis)curso, Palhoça, SC,v. 10, n. 3, p. 661-681, set/dez. 2010.Objetivo: discutir o processo de (re)constituição das representações sobreensinar e aprender línguas, como práticas sócio-histórico-culturais, de futurosprofessores, em uma aula de Inglês de um curso de graduação em Letras.Fundamentação teórica: perspectiva sócio-histórico-cultural, e SinguísticaSistêmico Funcional como instrumento de análise.Metodologia: análise de seis relatos reflexivosbimestrais dos 35 alunos de Inglês da turma em questão.Resultados: os alunos professores se reconstituem continuadamente, construindo
  9. 9. Após a releitura deste estudo, o termo “laboratório” utilizadopela autora gerou um questionamento sobre experiências ouexperimentos realizados com os alunos. A professoraexplicou ainda que este termo gerou tanta discussão, que aautora optou por tirá-lo do seu texto.
  10. 10. O segundo texto abordado foi: REICHMAN, C. L. Tecendo o gêneroprofissional: o estágio como prática de letramento docente eformação identitária. In: MEDRADO, B. P.; REICHMANN, C.L. (orgs.) Projetos e Práticas na Formação de Professores deLíngua Inglesa. Editora João Pessoa: Editora da UFPB, 2012.Objetivo: trabalhar com gêneros profissionais.Fundamentação teórica: Bronckart (1999, 2006), Kleiman, Bakthin.Metodologia: Análise de tópicos de relatório de estágio, análise das vozes dentrodesse gênero, os agentes de letramento (parceiro de uma ação que proporciona umaagir textual), etc. Ela menciona a ISD, mas foca na a coerência pragmática.Resultados:Parcerias que viabilizem que o professor seja um agente de açãotransformadora. Avaliação positiva das experiências de formação continuada.Conclusão: Relaciona a prática de ensino colaborativo com a formação identitária doprofessor.
  11. 11. Por fim: MARTINY, F. F. Gênero profissional e formação inicial:possibilidades e contradições na análise da atividade docente. In:MEDRADO, B. P.; REICHMANN, C. L. (orgs.) Projetos e Práticasna Formação de Professores de Língua Inglesa. Editora João Pessoa:Editora da UFPB, 2012.Objetivo: Analisar relatórios de estágio como gênero de relatos da atividade docente, provocandoreflexões e ação nos docentes participantes.Fundamentação teórica: Teoria da atividadeMetodologia: Análise das constatações das inquietações dos professores em formação.Instrumento de observação. Incluí-se apenas a parte do relatório pertinente aos relatos.Aponta os aspectos positivos e negativos da prática docente. Análise dos elementos de uma aulaministrada pela professora regente e ministração da mesma aula pelos alunos estagiários.Resultados: Representação da percepção dos alunos-professores sobre a regência de aulasministradas pela professora regente da turma. O trabalho das professoras em formação inicialparece em muitos momentos convergentes com a prática da professora regente.Conclusão: os relatórios das aulas observadas passaram de meras descrições para reflexões
  12. 12. Para enfatizar a importância da fundamentação teórica em umestudo, a professora faz menção a base de uma casa, sem aqual, a casa desmorona.Após a exposição de cada vilarejo, os reinados tambémelencaram outros comentários e este processo foi realizadoaté que todos os textos fossem abordados.
  13. 13. Em meio a comentários, surgiu novamente a inquietaçãoquanto a transformar o fórum em blog, sugerindo-seainda o nome de “Gênero em ação”.Para finalizar o encontro, algumas reuniões foramagendadas para a elaboração dos artigos dadisciplina.
  14. 14. E todos viveram felizes para sempre...

×