Demanda e Oferta do Etanol

103 visualizações

Publicada em

Demanda x Oferta

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
103
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Demanda e Oferta do Etanol

  1. 1. 30/09/14 Amanda, Janete e Rayane Economia Demanda e oferta do tomate B - INTRODUÇÃO: Muito se discute a importância do etanol para a sociedade devido ser derivado da cana-de-açúcar que é uma fonte renovável, limpa e autossustentável, o mesmo vem sofrendo com o choque de oferta do tipo de contração, ou seja, há pouca produção para suprir a demanda trazendo transtorno para o consumidor que poderá pagar caro para pelo bem, isso se dá devidos a situações climáticas que ocorrem, nós destacamos nesse trabalho a estiagem no Centro-sul do país onde o produtor sofre e tem que tirar do bem o preço para suprir suas dividas que foram feitas e retirar seu lucro, se possível, pois ele é o único que não pode sair prejudicado devido sua produção ser de suma importância para nós. Contudo abordamos a movimentação dos agentes econômicos (Famílias, empresas ou governo) onde nós efetuamos um papel importante em cada setor com nossos gostos e preferencias que podem ocasionar um equilíbrio ou desequilíbrio do mercado. C - MATÉRIA DE REFERÊNCIA: A oferta de etanol está ligada a disponibilidade de cana-de-açúcar e o Brasil é o maior produtor de cana do mundo e passa por um tempo difícil devido ao clima de tempo seco que atingiu o Centro-sul (responsável por 90 por cento da produção nacional) fez com que a safra reduzi-se a oferta do produto em 1 milhão de toneladas, atingindo assim a produção de etanol, Como relata o site Nova Cana: “A produção de etanol também foi reduzida para 24,15 bilhões de litros na temporada, ante 24,65 bilhões em abril e 25,5 bilhões na safra passada, informou Borges.(sócio diretor da JOB Economia e planejamento)” Segundo o sócio-diretor da JOB Economia e planejamento, Julio Maria M. Borges , com a diminuição da oferta de cana as usinas provavelmente irão diminuir a produção de açúcar para não mexer no etanol porque este traz mais lucros para as industrias e ainda acrescenta que possivelmente serão realizadas importações em menos quantidade e a próxima safra de cana poderá ser melhor que a safra atual, já que, sofreu bastante com clima seco e teve o “pior” abastecimento de etanol em relação ao ultimo ano e afirma que: “Mesmo que chova vamos encarar uma safra prejudicada.” Segundo dados da CEPEA (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), o preço dos etanóis da safra deste ano estão superiores em relação da ultima safra, como explica a matéria recente divulgada em setembro deste ano (Etanol em alta Açúcar em baixa), diz que há queda de rentabilidade por conta do aumento do produto e reafirma o que foi citado no paragrafo acima que com a baixa dos preços do açúcar as usinas estão dando preferencia ao etanol em busca de melhor rendimento dos lucros. Os compradores estão inativos com esperanças de novas quedas no preço. A redução na produção da cana-de-açúcar afeta todo o setor e seus derivados, a oferta poderá não ser suficiente para supri toda demanda do mercado, aumentando os preços e fazendo com que consumidor mude o comportamento e comece a demandar produtos substitutos levando-o enfrentar o Trade-off na tomada de decisão para escolha cabível com a receita que o consumidor possui, o etanol é um bem participante do setor terciário da economia, ou seja,foi transformado de matéria prima para um produto industrializado, é de suma importância para o consumo porque ajuda na sustentabilidade e tem menos impacto na natureza. D - INTERFACE COM A DISCIPLINA DE ECONOMIA : 1
  2. 2. 30/09/14 Amanda, Janete e Rayane 1. Eventua l ref erência aos fatores de produção: quais deles são críticos para o produto ou serviço contemplado na reportagem? O Brasil,como é citado no desenvolvimento deste, é o maior produtor de etanol de cana do mundo e sendo um combustível renovável a elaboração do mesmo necessita de fatores importantes como: A terra, o trabalho e a tecnologia, como sabemos que a maior matéria-prima do etanol brasileiro é a cana-de-açúcar, a mesma necessita do fator solo para produção, da mão de obra (Trabalho) no sentido do plantio, do cuidado e colheita da safra e após vem a tecnologia para a fabricação do etanol na usinas. Como as safras variam devido ao clima que podem ser bom ou ruins, em nossas reportagens destacamos o clima seco que atingiu a região Centro-sul (Responsável pela maior parte da produção do país) ocasionando a diminuição da oferta e encarecendo o produto e seus derivados e levando-nos, como consumidor, a enfrentar conhecer os princípios que N. Gregory Mankiw aponta, Trade-off, fazer uma escolha entre um produto e outro, “etanol ou gasolina” ou diminuir o consumo do bem porque paramos de usufruir muitas vezes de certo produto pelo seu preço a assim substituímos por outro. 2. Como o grupo classificaria este produto ou serviço, tendo em conta a classificação do tipo de bem ou serviço que está em nossa Apostila? Nós classificamos o etanol, sendo secundário nas necessidades humanas, como um bem econômico e intermediário pois conforme nossa apostila, bens econômicos são, escassos ou muito escassos, que demandam esforços humanos para sua produção e possuem um preço no mercado e bens intermediários são consumidos nos processos produtivos, mas também necessitam de transformações para atingirem a sua forma definitiva, ou seja, é um bem economico porque para a produção de etanol se faz indispensável o bem primário que vem a ser a cana-de-açúcar, necessitando da mão-de-obra à fabricar o álcool pondo um preço para fins de lucros e bens intermediários porque a cana pode ser aproveitada de outras maneira como a fabricação de açúcar, caldos, etc. precisando passar por uma transformação para chegar no estado à ser utilizados. 3. Quais são os fatores que mais influenciam na demanda ou na oferta deste produto? Os fatores que mais influenciam da oferta do etanol são os choques climáticos, pois o alcool tem como raiz a produção agrícola e se houver estiagem ou inundações na lavoura pode ocasionar vários impactos no mercado e assim influenciar a demanda em diminuir, que nesse caso chamamos de choque de contração,(É o que aconteceu no fato de nossas reportagens) pois, a falta de oferta causa uma alta nos preços, dependendo da receita do consumidor, terá de modificar suas preferências, ocorrendo um efeito substituição que devido o preço do bem desejado aumentar, o consumidor passa a assumir outro produto para substituir-lo como exemplo; a troca de açúcar por adoçante, etanol por gasolina e enfim. Esses choques podem ocorrer a qualquer momento e os produtores muitas vezes visando o lucro, porque sabem que a oferta está em baixa, procuram produzir em maior quantidade. 4. A reportagem evidencia aspectos relacionados ao equilíbrio (ou desequilíbrio) da oferta ou da demanda deste produto ? Explique . Nossa reportagem aponta um desequilíbrio na oferta do produto (Etanol) que automaticamente reflete em sua demanda, como já foi citado várias vezes, o choque climático que atingiu essa última safra de cana-de-açúcar provocou um choque de contração, diminuindo a oferta, e fazendo com que o mercado não supra as necessidades dos consumidores que procuram pagar menos, pois os preços aumentam, e buscam benefícios cabíveis a sua renda, já os empresário se animam para produzir mais e aumentar sua remuneração, o mercado quer esta 2
  3. 3. 30/09/14 Amanda, Janete e Rayane em equilíbrio entrando em uma negociação de fornecedores x consumidores chegando a um entendimento de preços e quantidades. O jeito é ficar ligado nessas idas e voltas dos preços porque não conseguimos saber quando a demanda e a oferta vai aumentar ou diminuir pois elasticidade das quantidades delas afetam as variáveis (preço, renda, preço de outro bem) assim chega a nós consumidores. E - CONCLUSÃO: Enfim vimos que para produção de etanol existem fatores que influenciam na oferta e demanda do produto, um exemplo foi bastante citado neste trabalho, a estiagem que ocorreu no centro-sul do pais alterando preços e assim afetando o consumidor que é levado a tomar decisões e essa atitude é estudada pela microeconomia que vem a ser os fundamentos da escolhas dos agentes econômicos (Família, empresas ou governo) que duelam em busca de equilíbrio no mercado para possuir o bem desejado. Aprendemos os tipos de classificação dos bens e serviços que demandamos todos os dias quando acordamos e também que os consumidores determinam a demanda e os vendedores a oferta desejando lucros. Nós exercemos um papel muito importante na economia como consumidor e fornecedor, mas o mercado é competitivo e a procura por bens e serviços cresce assim como a oferta possuindo variáveis que influenciam na escolha do comprador como: preços, renda , preferências, o marketing, dentre outros que facilitam a procura. Sabemos que se o preço de um bem aumenta consequentemente a demanda diminui e vice-versa, é o que nós destacamos em nossas reportagens o fator climático que influenciou no mercado etanol atrapalhando o safra de cana limitando a oferta, aumentando os preços e diminuindo a demanda. 3

×