O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

2014 - Seminário pós-graduação UTFPR - Tecnologias, livro didático e a escola do século 21

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Imigrantes e Nativos Digitais
Imigrantes e Nativos Digitais
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 40 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Semelhante a 2014 - Seminário pós-graduação UTFPR - Tecnologias, livro didático e a escola do século 21 (20)

Anúncio

Mais de Alysson Ramos Artuso (19)

Mais recentes (20)

Anúncio

2014 - Seminário pós-graduação UTFPR - Tecnologias, livro didático e a escola do século 21

  1. 1. Tecnologias, livro didático e a escola do século 21 Alysson Ramos Artuso
  2. 2. Contexto “Ninguém” leva a tecnologia a sério
  3. 3. Até que não dê mais para ignorá-la
  4. 4. 2011 • 2 bilhões online • 5,3 bilhões com celulares
  5. 5. 5,2 bilhões de fotos 7 500 uploads/dia 2011 500 milhões – dedicando 1,3 milhões de anos por mês 1 bilhão de contas – 600 anos de conteúdo – crescimento de 35h/min
  6. 6. 180 livros para Kindle para cada edição de capa dura 2011 230 milhões de contas em 190 países
  7. 7. Mercado de dispositivos móveis cresce 8x mais rápido do que o de PC 2011
  8. 8. O que é a Internet? • Twitter, Facebook, YouTube... • Google • G1, Terra, UOL... Eles querem ser a Internet
  9. 9. Informação não é PODER
  10. 10. CRITÉRIO é.
  11. 11. O professor não precisa mais transmitir informação. Ela é abundante, disponível e acessível. Mais até, os alunos sabem onde procurar a informação.
  12. 12. O que falta? Critério e conexão. Não é diferente de Piaget e Vygotsky Não é diferente da forma com que aprendemos a usar games, aparelhos, dispositivos móveis e serviços web
  13. 13. Conectivismo (George Siemens e Stephen Downes) (a) aprendizagem e conhecimento apoiam-se na diversidade de opiniões e posições; (b) aprendizagem é a capacidade de conectar nós específicos ou fontes de informações; (c) a aprendizagem pode residir em dispositivos não humanos; (d) a capacidade de investir no saber mais é muito mais importante do que o conhecimento que o indivíduo já possui; (e) é necessário cultivar e manter conexões para facilitar a aprendizagem contínua; (f) a habilidade de perceber conexões entre áreas, ideias, conceitos é fundamental; [...] (h) tomar decisão é processo de aprendizagem; (i) as decisões tidas como corretas hoje, podem estar erradas amanhã devido às rápidas mudanças que afetam a realidade social (SIEMENS, 2004).
  14. 14. • Escola, família e trabalho sempre foram redes sociais. • As mídias sociais, a comunicação colaborativa e a escola do século XXI ainda estão engatinhando E ninguém duvida que elas irão longe
  15. 15. • De quem vai (e de quem deve) partir o amadurecimento dessa inovação? Professores? Mercado? Escolas? Academia? • E para atender quais interesses? {
  16. 16. Primeiras discussões • Novas × velhas tecnologias • Tecnologia como: – artefato – atividade com um propósito – processo – conhecimento – organização social – cultura
  17. 17. “Na Internet fala-se das inúmeras possibilidades de interação, de troca, de pesquisa. Elas existem. Mas, na prática, se uma escola mantém um projeto educacional autoritário, controlador, a Internet não irá modificar em nada o processo já instalado, pelo contrário, poderá se tornar mais uma ferramenta que reforçará o posicionamento existente: a escola fará tudo para controlar o processo de pesquisa dos alunos, os resultados esperados, a forma impositiva de avaliação...” “
  18. 18. Ensino por hipermídia
  19. 19. Um projeto • Experiência pessoal com livro didático • Planejando uma obra – coleção Visão de Mundo • Não deu certo – o que fazer com o planejamento?
  20. 20. Atualizando as discussões • Formação em Métodos Numéricos (Estatística/Pesquisa Operacional)  análises quantitativas – Interdisciplinaridade × Preconceitos – Falta de conhecimento sobre o contexto geral do livro didático – a tecnologia mais presente em sala de aula – Usos do material didático por alunos e professores e diferenças entre estratos
  21. 21. • Formação: sem diferença significativa • Sexo: uso do manual para preparar aula; outras atividades • Atuação na rede pública/privada: frequência de tarefas para casa; exercícios em sala • Região: sem diferença significativa • Capital/Interior: livro-texto para preparar aula • Anos de magistério: sem diferença significativa • Iniciante ou não: sem diferença significativa
  22. 22. Exemplos de materiais digitais • Edebe http://escuelavirtual.edebe.com • Portal Futurum www.portalfuturum.com.br
  23. 23. Web 1.0 Web 2.0 Web Informacional Colaborativa Foco Instrucional Construção coletiva Conteúdo Navegação Gerado por qualquer usuário Acesso Leitura Publicação compartilhada Recursos Navegadores Aplicações web Exemplos Enciclopédias Wikis, blogs, LMS... Recursos HTML, portais (taxonomy) XML, RSS, API (folksonomy) Características Formulários, diretórios, hipertexto Espaços abertos para re- edição e remixagem Usuários Leitores passivos Co-autores colaborativos Deficiências Interação, escalabilidade, contexto Personalização, portabilidade e interoperabilidade Tecnologias Informação e comunicação Conhecimento coletivo e redes sociais Fonte: OKADA (2011, p. 5)
  24. 24. Life on Earth E. O. Wilson IBooks Author Inkling
  25. 25. Coursera e afins • Coursera, EdX, Venture-Lab/NovoEd, Udacity, Veduca... – E-learning and Digital Cultures, Critical Thinking (Edinburgh) – Tecnologías de información y comunicación en la educación, Pensamiento Científico (México) – Foundations of Virtual Instruction (California, Irvine) – Foundations of Teaching for Learning (Commonwealth Education Trust) – Video Games and Learning (Wisconsin–Madison) – Big Data in Education (Columbia) – The Science of Everyday Thinking (Utah) – Gamification (Pennsylvania) – Game Theory, Human-Computer Interaction, Machine Learning, Design Thinking Action Lab, Numbers for Life, DNLE (Stanford)
  26. 26. • Designing a New Learning Environment – Stanford University – Paul Kim – Como podemos melhorar a educação no mundo? Livro didático digital – Coordenador de um grupo de 21 pessoas (de alunos a doutores)
  27. 27. Tendências • Integração de redes sociais e educação
  28. 28. Tendências • Métodos estatísticos integrados
  29. 29. Tendências Eye-tracking • Pontos de entrada • O que chama a atenção • Como se lê • Quanto tempo em cada
  30. 30. Tendências Gamification • PBL • Loopings de engajamento e progresso • Desafio • Diversão
  31. 31. Obrigado alysson.artuso@gmail.com

×