Sobre homens e números. Grandes Números.

393 visualizações

Publicada em

Uma introdução ao Big Data ministrada em aula na UESPI

Publicada em: Mídias sociais
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
393
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sobre homens e números. Grandes Números.

  1. 1. A importância do big data na atualidade. Um pouco de história, casos e exemplos. Alysson Dinis – UESPI – 2013.
  2. 2. • Bacharel – Publicidade Propaganda CEUT. • Pós – Graduando em Marketing Digital UNINOVAFAPI. • Produtor Cultural – Viradageek #1 e #2. • Analista de métricas S/A Propaganda. • Cursos em SNA, métricas e monitoramento de redes sociais. • Fundador GamersTHE.
  3. 3. The Harwell , codename WITCH. (Wolverhampton Instrument for Teaching Computing from Harwell) O computador mais antigo em funcionamento. Antes da internet, os dados eram gerados acumulados e inseridos manualmente e levados até o conputador. Input de dados – O que mudou ?
  4. 4. Pierre Lévy – Inteligência Coletiva e o dilúvio informacional “[…] quanto mais rápida é a alteração técnica, mais nos parece vir do exterior” – e, também, juntamente com o ciberespaço e todos os avanços nas tecnologias digitais, a sua impor- tância para estimular a inteligência coletiva e a cibercultura. “Devido ao seu aspecto participa- tivo, socializante, descompartimentalizante, emancipador, a inteligência coletiva proposta pela cibercultura constitui um dos melhores re- médios para o ritmo desestabilizante, por ve- zes excludente, da mutação técnica. Mas, neste mesmo movimento, a inteligência cole- tiva trabalha ativamente para a aceleração dessa mutação”.
  5. 5. DADOS Além dos homens, as máquinas também acumulam dados. 1- Trabalhadores – (Pré internet) 2- Usuários – (Pós internet) 3- Máquinas – (IoT) Geração de dados – O que mudou ?
  6. 6. IoT – Internet of things, ou a Internet das coisas. 1. Sistema eficiente de identificação para coligir e registrar dados. 2. Registro de dados + tecnologias sensoriais. 3. Avanço da miniaturização e da nanotecnologia. IOT - A internet das coisas.
  7. 7. Crescimento de dados por minuto na internet.
  8. 8. 1. Volume 2. Velocity 3. Variety
  9. 9. Os dados antigamente: Como chegavam até os computadores? DADOS DADOS DADOS Processador Processador Processador Os dados eram inseridos Manualmente nos computadores. Cada processador tratava o volume inteiro de dados independentemente.
  10. 10. Computação Paralela: Hadoop & Map Reducing. Múltiplos processadores tratam apenas uma parte do volume total dos dados, que vêm de diversas fontes diferentes.
  11. 11. O big data – Um óculos facilitador para visualização de tendências, padrões e mais.
  12. 12. O que é? É grande? Servidor? Data Center? Pararell Computing? Hadoop? Map Reducing? Data Visualization?
  13. 13. Como podemos nos aproximar e aproveitar?

×