PARNASIANISMO
a poesia do Realismo?
Por Professor Alves
RESUMO
 Como muitos dos movimentos culturais, o Parnasianismo teve sua inspiração
na França, de uma antologia poética int...
CARACTERÍSTICAS
- Formas poéticas tradicionais: com esquema métrico rígido, rima, soneto.
-Purismo e preciosismo vocabular...
CARACTERÍSTICAS(CONT.)
 - Referências à mitologia greco-latina.
 - O esteticismo, a depuração formal, o ideal da “arte p...
PRINCIPAIS AUTORES
QUARTETO PARNASIANO
 - Alberto de Oliveira (1857-1937) – autor de Canções românticas,
Meridionais, Sonetos e poemas, Vers...
POESIA PARA SER COMENTADA
 A um poeta

Longe do estéril turbilhão da rua,
Beneditino, escreve! No aconchego
Do claustro,...
OBRIGADO PELA ATENÇÃO
FIQUEM COM
MY WAY INSTRUMENTAL
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Parnasianismo

320 visualizações

Publicada em

Aula de Literatura Realista. Poesia realista no Brasil e na França: Parnasianismo, nível médio (2º ano)

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
320
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Parnasianismo

  1. 1. PARNASIANISMO a poesia do Realismo? Por Professor Alves
  2. 2. RESUMO  Como muitos dos movimentos culturais, o Parnasianismo teve sua inspiração na França, de uma antologia poética intitulada O Parnaso contemporâneo, publicada em 1866. Parnaso era o nome de um monte, na Grécia, consagrado a Apolo (deus da luz e das artes) e às musas (entidades mitológicas ligadas às artes).   No Brasil, em 1878, em jornais cariocas, um ataque à poesia do Romantismo gerou uma polêmica em versos que ficou conhecida como a Batalha do Parnaso. Entretanto, considera-se como marco inicial do Parnasianismo no país o livro de poesias Fanfarras, de Teófilo Dias, publicado em 1882. O Parnasianismo prolongou-se até a Semana de Arte Moderna, em 1922.
  3. 3. CARACTERÍSTICAS - Formas poéticas tradicionais: com esquema métrico rígido, rima, soneto. -Purismo e preciosismo vocabular, com predomínios de termos eruditos, raros, visando à máxima precisão, e de construções sintáticas refinadas. Escolha de palavras no dicionário para escrever o poema com palavras difíceis. - Tendência descritivista, - Postura antirromântica, baseada no binômio objetividade temática/culto da forma. - Destaque ao erotismo e à sensualidade feminina.
  4. 4. CARACTERÍSTICAS(CONT.)  - Referências à mitologia greco-latina.  - O esteticismo, a depuração formal, o ideal da “arte pela arte”. O tema não é importante, o que importa é o jeito de escrever, a forma.  - A visão da obra como resultado do trabalho, do esforço do artista, que se coloca como um ourives que talha e lapida a joia.  - Transpiração no lugar da inspiração romântica. O escritor precisa trabalhar muito, “suar a camisa”, para fazer uma boa obra. O poeta é comparado a um ourives. 
  5. 5. PRINCIPAIS AUTORES
  6. 6. QUARTETO PARNASIANO  - Alberto de Oliveira (1857-1937) – autor de Canções românticas, Meridionais, Sonetos e poemas, Versos e rimas.  - Raimundo Correia (1860-1911) – autor de Primeiros sonhos, Sinfonias, Versos e versões, Aleluias, Poesias.  - Olavo Bilac (1865-1918) – autor de Via Láctea, Sarças de fogo, Alma inquieta, O Caçador de esmeraldas, Tarde.  - Vicente de Carvalho (1866-1924) – autor de Ardentias, Relicário, Rosa, rosa de amor, Poemas e Canções.
  7. 7. POESIA PARA SER COMENTADA  A um poeta  Longe do estéril turbilhão da rua, Beneditino, escreve! No aconchego Do claustro, na paciência e no sossego, Trabalha, e teima, e lima, e sofre, e sua!  Mas que na forma se disfarce o emprego Do esforço; e a trama viva se construa De tal modo, que a imagem fique nua, Rica mas sóbria, como um templo grego. Não se mostre na fábrica o suplício Do mestre. E, natural, o efeito agrade, Sem lembrar os andaimes do edifício. Porque a beleza, gêmea da Verdade, Arte pura, inimiga do artifício, É a força e a graça na simplicidade. (Olavo Bolac)
  8. 8. OBRIGADO PELA ATENÇÃO FIQUEM COM MY WAY INSTRUMENTAL

×