Plano de curso filosofia-1ºano

17.505 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
17.505
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
401
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano de curso filosofia-1ºano

  1. 1. ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO UNIDADE REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE IMPERATRIZ-UREI DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO CENTRO DE ENSINO URBANO ROCHA PLANO DE ENSINOSérie: 1º ano Turmas: A/B/C Turno : matutino Período: 2013Professor (a): Mary Alvarenga Disciplina: Filosofia01-Número de aulas previstas: Anual: 80 Bimestral: 20 Semanal: 0202-Área ou disciplinas envolvidas (para atividades interdisciplinares): História, Português e Artes03-Conteúdo (fatos, conceitos, etc)3.1 1º Bimestre Descobrindo a filosofia Capítulo 1 - A experiência Capítulo 2 – A consciência mítica Capítulo 3 – O nascimento da filosofia filosófica – Dois relatos míticos – Situando no tempo – Como é o pensar filosófico? – O que é mito? – Uma nova ordem humana – A filosofia de vida – Os rituais – Os primeiros filósofos – Para que serve a filosofia – Teorias sobre o mito – Mito e filosofia: continuidade e ruptura – Informação, conhecimento e – O mito nas civilizações antigas sabedoria – O mito hoje – É possível definir filosofia? – Um filósofo
  2. 2. 3.2 2º Bimestre Antropologia filosófica Capítulo 4 – Natureza e cultura Capítulo 5 – linguagem e pensamento – Para começar – A linguagem do desenho – O comportamento animal – O que é uma linguagem? – O agir humano: a cultura – A linguagem verbal – Uma nova sociedade – Funções da linguagem – A cultura como construção humana – Linguagem, pensamento e cultura Capítulo 6 – Trabalho, alienação e consumo Capítulo 7– Em busca da felicidade – Trabalho como tortura – O que significa ser feliz? – A humanização pelo trabalho – A experiência de ser – Ócio e negócio – Os tipos de amor – Uma nova concepção do trabalho – Platão: Eros e a filosofia – O trabalho como mercadoria: a alienação – O corpo sob o olhar da ciência – A era do olhar: a disciplina – A inovação de Espinosa – De olho no cronômetro – As teorias contemporâneas – Novos tempos na fábrica – Individualismo e narcisismo – Da fábrica para o escritório – Felicidade e autonomia – Consumo ou consumismo? – Crítica a sociedade administrada – Uma civilização do lazer – A sociedade pós-moderna: o hiperconsumo
  3. 3. 3.3 3º Bimestre Ética Capítulo 17 – Entre o bem e o mal Capítulo 18 – Ninguém nasce moral – Uma história real – Aprender a autonomia – Os valores – A teoria de Piaget – Moral e ética – A teoria de Kohlberg – Caráter histórico e social da moral – Pressupostos filosóficos – A liberdade do sujeito moral – Pressupostos filosóficos – Dever e liberdade – Pressupostos filosóficos – A bússola e a balança – Outras tendências – Ética aplicada – A construção da personalidade moral – Aprender a conviver Capítulo 20 – Teorias éticas Capítulo 19 – Podemos ser livres? – As diversidades das teorias – Mito, tragédia e filosofia – A reflexão ética grega – Somos livres ou determinados – As concepções éticas medievais – A liberdade incondicional e o livre-arbítrio – O pensamento moderno – O que é determinismo? – A moral iluminista – A fenomenologia: a liberdade situada – O utilitarismo ético – Ética e liberdade – As ilusões da consciência – A filosofia da existência – A ética contemporânea: o desafio da linguagem
  4. 4. 3.4 4º Bimestre Estética Capítulo 34 – Cultura e arte Capítulo 33 – Estética: introdução conceitual – A cultura hip-hop – Conceito e histórico do termo estético – Os sentidos da cultura – O belo e o feio: a questão do gosto – As diferenças entre arte e cultura – Atitudes – Arte e cultura – A recepção estética – A compreensão pelos sentidos Capítulo 35 – Arte como forma de pensamento Capítulo 36 – A significação na arte – Retrato de uma infância – A especialização da informação estética – Arte é conhecimento intuitivo do mundo – A forma – Funções da arte – O conteúdo – O conhecimento pela arte – A educação em arte – A importância de saber ler uma imagem04-Temas transversais que posso incluir.Ética, Saúde, Meio Ambiente, Orientação Sexual e Pluralidade Cultural.
  5. 5. 05-Objetivos (o que espero da turma) Competências e Habilidades5.1-Específicos – Ler textos filosóficos de modo significativo. – Demonstrar que o papel da Filosofia é construir um campo de conhecimento, de elaboração de concepções, de análise do pensamento humano. – Ler, de modo filosófico, textos de diferentes estruturas e registros. – Desenvolver experiências de pensamento que o torne competente para uma leitura critica e criativa da realidade que nos cerca ao longo do tempo. – Elaborar por escrito o que foi apropriado de modo reflexivo. – Debater, tomando uma posição, defendendo-a argumentativamente e mudando de posição em face de argumentos mais conscientes. – Compreender o conceito de filosofia e sua importância na história da humanidade. – Diferenciar consciência mítica da consciência filosófica. – Ampliar a visão que a respeito do pensamento mítico – Avaliar a possível contraposição entre mito e filosofia, entre mythos e logos, investigando, fundamentalmente, em que medida e sentidos esta contraposição pode ser legitimamente realizada. – Propiciar aos alunos um olhar crítico em relação ao discurso científico dogmático – Discutir a possível significação e valor de um mito; – Refletir sobre o mundo de maneira autônoma a partir dos textos filosóficos. – Conhecer a origem da filosofia, sobre os filósofos pré-socráticos e a filosofia clássica – Distinguir o pensamento filosófico do senso comum, estabelecendo relações com o seu cotidiano. – Possibilitar aos alunos um contato direto com um texto filosófico. – Compreender e estimular a atitude filosófica – Analisar, refletir e interpretar textos filosóficos. – Aproximar os alunos da Filosofia apresentando uma proposta de divisão histórica dos períodos filosóficos. Desenvolver autonomia na busca de informação
  6. 6. Incentivar as aulas através do uso do laboratório de informática Pesquisar um tema utilizando fontes variadas Ler, compreender um texto didático e extrair informações a respeito de questões especifica. Organizar e comunicar idéias por meio de textos escritos.06-Métodos que vou utilizar (Técnicas aplicadas) – Aulas expositivas e dialogadas – Leitura: indicação de algumas leituras para ampliação da abordagem dos temas. – Pesquisas: para reflexão e debates sobre fatos históricos e correntes de pensamento. – Vocabulário: significado de conceitos chaves. – Painéis em equipes: apresentação de painéis a partir das pesquisas vinculadas a avaliação. – Leitura, interpretação e produção de textos – Estudo dirigido e exercícios em sala de aula. Atividades de trabalhos em grupo – Apresentação de trabalhos individuais e coletivos – Seminários07-Recursos que vou utilizar – Data show – Materiais didáticos – Pen drive – Quadro – Letras de música e poemas – Notebook – Textos diversos – Revistas – Câmera digital – TV/DVD – Computador Papel A4, cartolinas, papel 40 e papel madeira – Cartazes – Internet Tesoura, cola e gravuras
  7. 7. 08-Avaliação dos resultados A avaliação será contínua e levará em consideração todas as atividades desenvolvidas pelo aluno, tais como: atividades propostas, interesse, odesenvolvimento do aluno, assiduidade, organização das atividades, testes, presença e participação em aula.09-Execução de projetos (sala de aula, de informática, pátio da escola, etc...)  Projetos interdisciplinares - Leitura e poesia, Trânsito, Orientação sexual, Festa junina e Gincana cultural  Projetos pedagógicos - Consciência negra e Meio ambiente10-Bibliografia consultadaARANHA, Maria Lúcia de ArrudaFilosofando: Introdução à Filosofia / Maria Lúcia de Arruda Aranha, Maria Helena Pires Martins .- 4.ed.- São Paulo : Moderna, 2009.CHAUI, Marilena – Novo Ensino Médio Filosofia. São Paulo: Ática, 2004Revista Mundo Jovem: um jornal de ideias. Porto Alegre – UCBCInternet11-Observação

×