SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Centro de Ensino Urbano Rocha 
Imperatriz, ______ de agosto de 2014. 
Aluno (a) __________________________________________________________ n º ______ 
Professora: Mary Alvarenga Série: 3º ano Turma: A 
Verificação de Filosofia 
1. Sobre o bem e o mal, quais são os empregos, ou seja, os modos em que estas palavras podem ser usadas? 
São frequentemente empregadas para avaliar acontecimentos, atitudes, objetos e pessoas. 
2. Quando distinguimos entre verdade e mentira e diferenciamos mentiras inaceitáveis de mentiras aceitáveis, não estamos apenas nos referindo ao conhecimento ou desconhecimento da realidade, mas também ao caráter da pessoa, à sua moral. 
Nas linhas abaixo, damos continuidade ao seu texto, deixando lacunas que você deve preencher corretamente, segundo o pensamento da autora, Marilena Chaui. 
Acreditamos, portanto, que as pessoas, porque possuem _____________________, podem ser morais ou imorais, pois cremos que a __________________________ é o poder para escolher entre o bem e o mal. E sobretudo acreditamos que exercer tal poder é exercer a ______________________________, pois acreditamos que somos ______________________ porque escolhemos voluntariamente nossas ações, nossas ideias, nossos sentidos. 
 As palavras que completam corretamente as lacunas são, respectivamente 
a) vontade – liberdade – vontade – livres. 
b) liberdade – liberdade – vontade – autônomos. 
c) bondade – vontade – liberdade – bons. 
d) vontade – vontade – liberdade – livres. 
3. Relacione as colunas. 
 Moral 
 Sujeito moral 
 Ética 
 É aquele que age bem ou mal na medida em que acata ou transgredi as regras morais admitidas em determinada época ou por um grupo de pessoas. 
 É a reflexão sobre as noções e princípios que fundamentam a vida 
 Conjunto de regras que determinam o comportamento dos indivíduos em um grupo social 
4. Sobre o caráter histórico e social da moral, coloque V nas afirmativas verdadeiras e F nas falsas. 
a) O comportamento moral varia de acordo com o tempo e lugar conforme as exigências das condições nas quais as pessoas organizam-se ao estabelecerem as formas de relacionamento e as práticas de trabalho. (V) 
b) O comportamento moral não varia de acordo com o tempo e lugar conforme as exigências das condições nas quais as pessoas organizam-se ao estabelecerem as formas de relacionamento e as práticas de trabalho. (F) 
c) O comportamento moral vai de acordo com o tempo e o clima conforme as exigências das condições nas quais as pessoas organizam-se ao estabelecerem as formas de relacionamento e as práticas de trabalho. (F)
d) É uma doutrina que, no sentido teórico, indica a negação das obrigações propostas pelas leis morais. (F) 
5. Estudamos no tópico Desejo e Vontade que o que caracteriza o agir humano é a capacidade de antecipação ideal do desejo a ser alcançado. Por isso o ato moral é um ato voluntário, ou seja, um ato de vontade que decide realizar o fim proposto. 
 Relacione as colunas. 
1. Agir humano 
2. Desejo 
3. Vontade 
4. Seguir o impulso do desejo. 
a) O desejo não resulta de escolhas, porque surge em nós com toda sua força e exigência de realização. (2) 
b) Consiste no poder de reflexão que antecede a realização ou não do desejo. (3) 
c) É a negação da moral e da possibilidade de qual quer vida em sociedade. (4) 
d) O que o caracteriza é a capacidade de antecipação ideal do resultado a ser alcançado. (1) 
6. Leia a citação abaixo e depois assinale a alternativa correta. 
“Eduquem as crianças e não será necessário castigar os homens”. 
 Essa frase de Pitágoras aponta que: 
a) O conhecimento como meio de conscientização do ser humano para a valorização e o respeito ao outro tem sido largamente praticado por todos. 
b) Indica que o individuo educado e esclarecido não precisa da punição do estado, através dos seus aparelhos repressores como a polícia 
c) Que já é uma realidade a educação de qualidade no Brasil 
d) Os que só por meio do castigo e da repressão é possível educar o homem 
7. Em que sentido se pode dizer que a arte é conhecimento? Como esse conhecimento se distingue do conhecimento cientifico e do filosófico? 
É conhecimento porque organiza o mundo a partir do sentimento. Distingue-se do conhecimento cientifico e filosófico por não ser racional, por ser concreto, individual e imediato. 
8. O que o artista intui para criar uma obra de arte? 
Intui a forma organizadora dos objetos ou eventos sobre os quais focaliza sua atenção. Ele vê, ou ouve o que está por trás da aparência exterior do mundo. 
9. Como podemos saber que uma obra é criativa? 
A obra deve apresentar alguma novidade em termo de material , técnica , estilo ou proposta. 
10. Qual a diferença entre emoção e sentimento? 
Emoção é uma profunda agitação física e afetiva. Já o sentimento é a reação cognitiva de conhecimento de certas estruturas do mundo, cujos critérios não são explicados.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Avaliação de filosofia 1º ano 2º bimetre
Avaliação de filosofia   1º ano    2º bimetreAvaliação de filosofia   1º ano    2º bimetre
Avaliação de filosofia 1º ano 2º bimetreananiasdoamaral
 
Cruzadinha de filosofia - A ciência
Cruzadinha de filosofia -    A ciênciaCruzadinha de filosofia -    A ciência
Cruzadinha de filosofia - A ciênciaMary Alvarenga
 
Política, poder e Estado
Política, poder e EstadoPolítica, poder e Estado
Política, poder e EstadoMary Alvarenga
 
Prova filosofia 1º ano / I bimestre
Prova filosofia 1º ano /  I bimestreProva filosofia 1º ano /  I bimestre
Prova filosofia 1º ano / I bimestreMary Alvarenga
 
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)Atividades Diversas Cláudia
 
Simulado de Filosofia - 1º ano / 2015
Simulado de Filosofia - 1º ano  / 2015 Simulado de Filosofia - 1º ano  / 2015
Simulado de Filosofia - 1º ano / 2015 Mary Alvarenga
 
Atividades filosofia estoicismo, cinismo e ceticismo
Atividades filosofia estoicismo, cinismo e ceticismoAtividades filosofia estoicismo, cinismo e ceticismo
Atividades filosofia estoicismo, cinismo e ceticismoDoug Caesar
 
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científico
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científicoAtividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científico
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científicoDoug Caesar
 
Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014
Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014
Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014Mary Alvarenga
 
Simulado de Filosofia 2º ano / 2015
Simulado de Filosofia 2º ano / 2015Simulado de Filosofia 2º ano / 2015
Simulado de Filosofia 2º ano / 2015Mary Alvarenga
 
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médioAvaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médioAdriana Ruas Lacerda
 
Atividades Filosofia: Pré-Socráticos
Atividades Filosofia: Pré-SocráticosAtividades Filosofia: Pré-Socráticos
Atividades Filosofia: Pré-SocráticosDoug Caesar
 
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaDarlan Campos
 
Cruzadinha de Filosofia - Ética
Cruzadinha de Filosofia - Ética Cruzadinha de Filosofia - Ética
Cruzadinha de Filosofia - Ética Mary Alvarenga
 
Apostila de filosofia_1ºano_eja
Apostila de filosofia_1ºano_ejaApostila de filosofia_1ºano_eja
Apostila de filosofia_1ºano_ejaClaudio Santos
 
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores   A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores Mary Alvarenga
 

Mais procurados (20)

Avaliação de filosofia 1º ano 2º bimetre
Avaliação de filosofia   1º ano    2º bimetreAvaliação de filosofia   1º ano    2º bimetre
Avaliação de filosofia 1º ano 2º bimetre
 
A lenda da filosofia
A lenda da filosofia   A lenda da filosofia
A lenda da filosofia
 
Cruzadinha de filosofia - A ciência
Cruzadinha de filosofia -    A ciênciaCruzadinha de filosofia -    A ciência
Cruzadinha de filosofia - A ciência
 
Política, poder e Estado
Política, poder e EstadoPolítica, poder e Estado
Política, poder e Estado
 
Prova filosofia 1º ano / I bimestre
Prova filosofia 1º ano /  I bimestreProva filosofia 1º ano /  I bimestre
Prova filosofia 1º ano / I bimestre
 
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
 
Simulado de Filosofia - 1º ano / 2015
Simulado de Filosofia - 1º ano  / 2015 Simulado de Filosofia - 1º ano  / 2015
Simulado de Filosofia - 1º ano / 2015
 
Atividades de filosofia
Atividades de filosofiaAtividades de filosofia
Atividades de filosofia
 
Atividades filosofia estoicismo, cinismo e ceticismo
Atividades filosofia estoicismo, cinismo e ceticismoAtividades filosofia estoicismo, cinismo e ceticismo
Atividades filosofia estoicismo, cinismo e ceticismo
 
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científico
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científicoAtividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científico
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científico
 
Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014
Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014
Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014
 
Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)
 
Simulado de Filosofia 2º ano / 2015
Simulado de Filosofia 2º ano / 2015Simulado de Filosofia 2º ano / 2015
Simulado de Filosofia 2º ano / 2015
 
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médioAvaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
 
Atividades Filosofia: Pré-Socráticos
Atividades Filosofia: Pré-SocráticosAtividades Filosofia: Pré-Socráticos
Atividades Filosofia: Pré-Socráticos
 
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
 
Ética e Moral
Ética e Moral   Ética e Moral
Ética e Moral
 
Cruzadinha de Filosofia - Ética
Cruzadinha de Filosofia - Ética Cruzadinha de Filosofia - Ética
Cruzadinha de Filosofia - Ética
 
Apostila de filosofia_1ºano_eja
Apostila de filosofia_1ºano_ejaApostila de filosofia_1ºano_eja
Apostila de filosofia_1ºano_eja
 
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores   A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
 

Destaque

Filosofia II bimestre- 2º ano
Filosofia  II bimestre- 2º anoFilosofia  II bimestre- 2º ano
Filosofia II bimestre- 2º anoMary Alvarenga
 
Filosofia II bimestre -1º ano
Filosofia II  bimestre -1º anoFilosofia II  bimestre -1º ano
Filosofia II bimestre -1º anoMary Alvarenga
 
Atividade de Filosofia
Atividade de FilosofiaAtividade de Filosofia
Atividade de FilosofiaMary Alvarenga
 
Aulas de filosofia trabalhadas no ensino médio - SP - 2009
Aulas de filosofia trabalhadas no ensino médio - SP - 2009Aulas de filosofia trabalhadas no ensino médio - SP - 2009
Aulas de filosofia trabalhadas no ensino médio - SP - 2009Adriano Araujo
 
Filosofia I - 3º ano
Filosofia I -   3º anoFilosofia I -   3º ano
Filosofia I - 3º anoEuza Raquel
 
1 filosofia prov. bimestral 4 bimestre
1 filosofia    prov. bimestral  4 bimestre1 filosofia    prov. bimestral  4 bimestre
1 filosofia prov. bimestral 4 bimestreFelipe Serra
 
Atividade diagnostica filosofia e religiao 1 3 serie
Atividade diagnostica filosofia e religiao 1   3 serieAtividade diagnostica filosofia e religiao 1   3 serie
Atividade diagnostica filosofia e religiao 1 3 serieEscola Estadual de São Paulo
 
A Experiência Filosófica - Capítulo 1 - Filosofando
A Experiência Filosófica - Capítulo 1 - FilosofandoA Experiência Filosófica - Capítulo 1 - Filosofando
A Experiência Filosófica - Capítulo 1 - FilosofandoAbraão Carvalho
 
As três peneiras de Sócrates
As três peneiras  de SócratesAs três peneiras  de Sócrates
As três peneiras de SócratesMary Alvarenga
 
Questoes de filosofia com descritores ensino médio (1)
Questoes de filosofia  com descritores   ensino médio (1)Questoes de filosofia  com descritores   ensino médio (1)
Questoes de filosofia com descritores ensino médio (1)Atividades Diversas Cláudia
 
Cruzadinha - Idade Média - 1º ano
Cruzadinha -  Idade Média - 1º ano Cruzadinha -  Idade Média - 1º ano
Cruzadinha - Idade Média - 1º ano Mary Alvarenga
 
Slide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofiaSlide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofiairanildespm
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1manoeel
 
Apostila do 1º ano 3º e 4º bimestre
Apostila do 1º ano   3º e 4º bimestreApostila do 1º ano   3º e 4º bimestre
Apostila do 1º ano 3º e 4º bimestreDuzg
 
História da sociologia
História da sociologiaHistória da sociologia
História da sociologiaTiago Lacerda
 

Destaque (20)

Filosofia II bimestre- 2º ano
Filosofia  II bimestre- 2º anoFilosofia  II bimestre- 2º ano
Filosofia II bimestre- 2º ano
 
Filosofia II bimestre -1º ano
Filosofia II  bimestre -1º anoFilosofia II  bimestre -1º ano
Filosofia II bimestre -1º ano
 
Atividade de Filosofia
Atividade de FilosofiaAtividade de Filosofia
Atividade de Filosofia
 
Aulas de filosofia trabalhadas no ensino médio - SP - 2009
Aulas de filosofia trabalhadas no ensino médio - SP - 2009Aulas de filosofia trabalhadas no ensino médio - SP - 2009
Aulas de filosofia trabalhadas no ensino médio - SP - 2009
 
Atitudes filosóficas
Atitudes filosóficasAtitudes filosóficas
Atitudes filosóficas
 
Filosofia I - 3º ano
Filosofia I -   3º anoFilosofia I -   3º ano
Filosofia I - 3º ano
 
1 filosofia prov. bimestral 4 bimestre
1 filosofia    prov. bimestral  4 bimestre1 filosofia    prov. bimestral  4 bimestre
1 filosofia prov. bimestral 4 bimestre
 
Menonitas
MenonitasMenonitas
Menonitas
 
Atividade diagnostica filosofia e religiao 1 3 serie
Atividade diagnostica filosofia e religiao 1   3 serieAtividade diagnostica filosofia e religiao 1   3 serie
Atividade diagnostica filosofia e religiao 1 3 serie
 
A Experiência Filosófica - Capítulo 1 - Filosofando
A Experiência Filosófica - Capítulo 1 - FilosofandoA Experiência Filosófica - Capítulo 1 - Filosofando
A Experiência Filosófica - Capítulo 1 - Filosofando
 
As três peneiras de Sócrates
As três peneiras  de SócratesAs três peneiras  de Sócrates
As três peneiras de Sócrates
 
Questoes de filosofia com descritores ensino médio (1)
Questoes de filosofia  com descritores   ensino médio (1)Questoes de filosofia  com descritores   ensino médio (1)
Questoes de filosofia com descritores ensino médio (1)
 
Cruzadinha - Idade Média - 1º ano
Cruzadinha -  Idade Média - 1º ano Cruzadinha -  Idade Média - 1º ano
Cruzadinha - Idade Média - 1º ano
 
Avaliação diagnostica filosofia
Avaliação diagnostica filosofiaAvaliação diagnostica filosofia
Avaliação diagnostica filosofia
 
Slide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofiaSlide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofia
 
Atividades senso cumum topico 1 e 2 sociologia
Atividades senso cumum   topico 1 e 2 sociologiaAtividades senso cumum   topico 1 e 2 sociologia
Atividades senso cumum topico 1 e 2 sociologia
 
Origem Da Filosofia
Origem Da FilosofiaOrigem Da Filosofia
Origem Da Filosofia
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Apostila do 1º ano 3º e 4º bimestre
Apostila do 1º ano   3º e 4º bimestreApostila do 1º ano   3º e 4º bimestre
Apostila do 1º ano 3º e 4º bimestre
 
História da sociologia
História da sociologiaHistória da sociologia
História da sociologia
 

Semelhante a Filosofia 3º ano prova ii-bim

Filosofia, comunicação e ética unip
Filosofia, comunicação e ética unipFilosofia, comunicação e ética unip
Filosofia, comunicação e ética unipArte de Lorena
 
Filosofia apostila terceiro ano
Filosofia apostila terceiro anoFilosofia apostila terceiro ano
Filosofia apostila terceiro anoFabio Santos
 
Questões para prova 2º ano do ensino médio ...
Questões para prova                           2º ano do ensino médio         ...Questões para prova                           2º ano do ensino médio         ...
Questões para prova 2º ano do ensino médio ...maiara260894
 
ENFILEIRAMENTO ESCOLAR: CONSIDERAÇÕES SOBRE A FORMAÇÃO DA AUTONOMIA E CRITICI...
ENFILEIRAMENTO ESCOLAR: CONSIDERAÇÕES SOBRE A FORMAÇÃO DA AUTONOMIA E CRITICI...ENFILEIRAMENTO ESCOLAR: CONSIDERAÇÕES SOBRE A FORMAÇÃO DA AUTONOMIA E CRITICI...
ENFILEIRAMENTO ESCOLAR: CONSIDERAÇÕES SOBRE A FORMAÇÃO DA AUTONOMIA E CRITICI...Emerson Mathias
 
Apostila de etica
Apostila de eticaApostila de etica
Apostila de eticaVivi Velozo
 
Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
 Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
Conteúdos Transversais – Ministério do TurismoEveline do Rosário Santos
 
Binder1 (9)
Binder1 (9)Binder1 (9)
Binder1 (9)hc car
 
Filosofia comunicação e ética unidade ii(1)
Filosofia comunicação e ética unidade ii(1)Filosofia comunicação e ética unidade ii(1)
Filosofia comunicação e ética unidade ii(1)Daniela Matos
 
Apostila de filosofia senac 2012
Apostila de filosofia senac 2012Apostila de filosofia senac 2012
Apostila de filosofia senac 2012LuizfmRamos
 
Para ler quando tiver vontade... (2)
Para ler quando tiver vontade... (2)Para ler quando tiver vontade... (2)
Para ler quando tiver vontade... (2)Denise Vilardo
 
Anotações do Curso de Ética da USP/VEDUCA.
Anotações do Curso de Ética da USP/VEDUCA.Anotações do Curso de Ética da USP/VEDUCA.
Anotações do Curso de Ética da USP/VEDUCA.Lucas Vinicius
 
02 ética-profissional-e-desenvolvimento-humano
02 ética-profissional-e-desenvolvimento-humano02 ética-profissional-e-desenvolvimento-humano
02 ética-profissional-e-desenvolvimento-humanoLuciano Ribeiro Silva
 
_Filosofia_Aula15_Ética e moral_ Introdução.pptx
_Filosofia_Aula15_Ética e moral_ Introdução.pptx_Filosofia_Aula15_Ética e moral_ Introdução.pptx
_Filosofia_Aula15_Ética e moral_ Introdução.pptxANGELAMARIAFOSS1
 
Ética Profissional Na Sociedade Contemporânea.pdf
Ética Profissional Na Sociedade Contemporânea.pdfÉtica Profissional Na Sociedade Contemporânea.pdf
Ética Profissional Na Sociedade Contemporânea.pdfDouglasCarlo3
 

Semelhante a Filosofia 3º ano prova ii-bim (20)

Filosofia, comunicação e ética unip
Filosofia, comunicação e ética unipFilosofia, comunicação e ética unip
Filosofia, comunicação e ética unip
 
Filosofia apostila terceiro ano
Filosofia apostila terceiro anoFilosofia apostila terceiro ano
Filosofia apostila terceiro ano
 
Questões para prova 2º ano do ensino médio ...
Questões para prova                           2º ano do ensino médio         ...Questões para prova                           2º ano do ensino médio         ...
Questões para prova 2º ano do ensino médio ...
 
ENFILEIRAMENTO ESCOLAR: CONSIDERAÇÕES SOBRE A FORMAÇÃO DA AUTONOMIA E CRITICI...
ENFILEIRAMENTO ESCOLAR: CONSIDERAÇÕES SOBRE A FORMAÇÃO DA AUTONOMIA E CRITICI...ENFILEIRAMENTO ESCOLAR: CONSIDERAÇÕES SOBRE A FORMAÇÃO DA AUTONOMIA E CRITICI...
ENFILEIRAMENTO ESCOLAR: CONSIDERAÇÕES SOBRE A FORMAÇÃO DA AUTONOMIA E CRITICI...
 
Apostila de etica
Apostila de eticaApostila de etica
Apostila de etica
 
Filosofia 4
Filosofia 4Filosofia 4
Filosofia 4
 
Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
 Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
 
Binder1 (9)
Binder1 (9)Binder1 (9)
Binder1 (9)
 
Filosofia comunicação e ética unidade ii(1)
Filosofia comunicação e ética unidade ii(1)Filosofia comunicação e ética unidade ii(1)
Filosofia comunicação e ética unidade ii(1)
 
Apostila de filosofia senac 2012
Apostila de filosofia senac 2012Apostila de filosofia senac 2012
Apostila de filosofia senac 2012
 
Para ler quando tiver vontade... (2)
Para ler quando tiver vontade... (2)Para ler quando tiver vontade... (2)
Para ler quando tiver vontade... (2)
 
Artigo Axiologia
Artigo AxiologiaArtigo Axiologia
Artigo Axiologia
 
Anotações do Curso de Ética da USP/VEDUCA.
Anotações do Curso de Ética da USP/VEDUCA.Anotações do Curso de Ética da USP/VEDUCA.
Anotações do Curso de Ética da USP/VEDUCA.
 
02 ética-profissional-e-desenvolvimento-humano
02 ética-profissional-e-desenvolvimento-humano02 ética-profissional-e-desenvolvimento-humano
02 ética-profissional-e-desenvolvimento-humano
 
Etica Pro[1]..
Etica Pro[1]..Etica Pro[1]..
Etica Pro[1]..
 
_Filosofia_Aula15_Ética e moral_ Introdução.pptx
_Filosofia_Aula15_Ética e moral_ Introdução.pptx_Filosofia_Aula15_Ética e moral_ Introdução.pptx
_Filosofia_Aula15_Ética e moral_ Introdução.pptx
 
Artigo - Ética do policial
Artigo - Ética do policialArtigo - Ética do policial
Artigo - Ética do policial
 
Ética Profissional Na Sociedade Contemporânea.pdf
Ética Profissional Na Sociedade Contemporânea.pdfÉtica Profissional Na Sociedade Contemporânea.pdf
Ética Profissional Na Sociedade Contemporânea.pdf
 
Coaching Ontológico
Coaching OntológicoCoaching Ontológico
Coaching Ontológico
 
éTica e moral
éTica e moral éTica e moral
éTica e moral
 

Mais de Mary Alvarenga

Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
Ciclo de vida do mosquito Aedes aegypti e cruzadinha
Ciclo de vida do mosquito Aedes aegypti  e cruzadinhaCiclo de vida do mosquito Aedes aegypti  e cruzadinha
Ciclo de vida do mosquito Aedes aegypti e cruzadinhaMary Alvarenga
 
Mat - Casos prováveis de dengue (2023 - 2024)
Mat - Casos  prováveis de dengue (2023 - 2024)Mat - Casos  prováveis de dengue (2023 - 2024)
Mat - Casos prováveis de dengue (2023 - 2024)Mary Alvarenga
 
Caça palavras - BULLYING
Caça palavras  -  BULLYING  Caça palavras  -  BULLYING
Caça palavras - BULLYING Mary Alvarenga
 
Cruzadinha da dengue - Mosquito Aedes aegypti
Cruzadinha da dengue - Mosquito Aedes aegyptiCruzadinha da dengue - Mosquito Aedes aegypti
Cruzadinha da dengue - Mosquito Aedes aegyptiMary Alvarenga
 
Poema sobre o mosquito Aedes aegipyti -
Poema sobre o mosquito Aedes aegipyti  -Poema sobre o mosquito Aedes aegipyti  -
Poema sobre o mosquito Aedes aegipyti -Mary Alvarenga
 
Texto informativo - Bullying não é brincadeira
Texto informativo  - Bullying não é brincadeiraTexto informativo  - Bullying não é brincadeira
Texto informativo - Bullying não é brincadeiraMary Alvarenga
 
Texto informatico - Mosquito Aedes Aegypti
Texto informatico - Mosquito Aedes AegyptiTexto informatico - Mosquito Aedes Aegypti
Texto informatico - Mosquito Aedes AegyptiMary Alvarenga
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Mary Alvarenga
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da MulherMary Alvarenga
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
Regimento escolar - Deveres do aluno.
Regimento escolar -  Deveres do aluno.Regimento escolar -  Deveres do aluno.
Regimento escolar - Deveres do aluno.Mary Alvarenga
 
Matemática - Adição e subtração /cálculo mental.
Matemática - Adição e subtração /cálculo mental.Matemática - Adição e subtração /cálculo mental.
Matemática - Adição e subtração /cálculo mental.Mary Alvarenga
 
O impacto do lixo ao meio ambiente / Residuos especiais
O impacto do lixo ao meio ambiente / Residuos especiaisO impacto do lixo ao meio ambiente / Residuos especiais
O impacto do lixo ao meio ambiente / Residuos especiaisMary Alvarenga
 
Coletânea de poesias
Coletânea de poesias Coletânea de poesias
Coletânea de poesias Mary Alvarenga
 

Mais de Mary Alvarenga (20)

Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
Ciclo de vida do mosquito Aedes aegypti e cruzadinha
Ciclo de vida do mosquito Aedes aegypti  e cruzadinhaCiclo de vida do mosquito Aedes aegypti  e cruzadinha
Ciclo de vida do mosquito Aedes aegypti e cruzadinha
 
Mat - Casos prováveis de dengue (2023 - 2024)
Mat - Casos  prováveis de dengue (2023 - 2024)Mat - Casos  prováveis de dengue (2023 - 2024)
Mat - Casos prováveis de dengue (2023 - 2024)
 
Caça palavras - BULLYING
Caça palavras  -  BULLYING  Caça palavras  -  BULLYING
Caça palavras - BULLYING
 
Cruzadinha da dengue - Mosquito Aedes aegypti
Cruzadinha da dengue - Mosquito Aedes aegyptiCruzadinha da dengue - Mosquito Aedes aegypti
Cruzadinha da dengue - Mosquito Aedes aegypti
 
Poema sobre o mosquito Aedes aegipyti -
Poema sobre o mosquito Aedes aegipyti  -Poema sobre o mosquito Aedes aegipyti  -
Poema sobre o mosquito Aedes aegipyti -
 
Texto informativo - Bullying não é brincadeira
Texto informativo  - Bullying não é brincadeiraTexto informativo  - Bullying não é brincadeira
Texto informativo - Bullying não é brincadeira
 
Texto informatico - Mosquito Aedes Aegypti
Texto informatico - Mosquito Aedes AegyptiTexto informatico - Mosquito Aedes Aegypti
Texto informatico - Mosquito Aedes Aegypti
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
Regimento escolar - Deveres do aluno.
Regimento escolar -  Deveres do aluno.Regimento escolar -  Deveres do aluno.
Regimento escolar - Deveres do aluno.
 
Matemática - Adição e subtração /cálculo mental.
Matemática - Adição e subtração /cálculo mental.Matemática - Adição e subtração /cálculo mental.
Matemática - Adição e subtração /cálculo mental.
 
O impacto do lixo ao meio ambiente / Residuos especiais
O impacto do lixo ao meio ambiente / Residuos especiaisO impacto do lixo ao meio ambiente / Residuos especiais
O impacto do lixo ao meio ambiente / Residuos especiais
 
Coletânea de poesias
Coletânea de poesias Coletânea de poesias
Coletânea de poesias
 
Poemas de Natal
Poemas de Natal Poemas de Natal
Poemas de Natal
 

Último

Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalSilvana Silva
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfAnaGonalves804156
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 

Último (20)

Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 

Filosofia 3º ano prova ii-bim

  • 1. Centro de Ensino Urbano Rocha Imperatriz, ______ de agosto de 2014. Aluno (a) __________________________________________________________ n º ______ Professora: Mary Alvarenga Série: 3º ano Turma: A Verificação de Filosofia 1. Sobre o bem e o mal, quais são os empregos, ou seja, os modos em que estas palavras podem ser usadas? São frequentemente empregadas para avaliar acontecimentos, atitudes, objetos e pessoas. 2. Quando distinguimos entre verdade e mentira e diferenciamos mentiras inaceitáveis de mentiras aceitáveis, não estamos apenas nos referindo ao conhecimento ou desconhecimento da realidade, mas também ao caráter da pessoa, à sua moral. Nas linhas abaixo, damos continuidade ao seu texto, deixando lacunas que você deve preencher corretamente, segundo o pensamento da autora, Marilena Chaui. Acreditamos, portanto, que as pessoas, porque possuem _____________________, podem ser morais ou imorais, pois cremos que a __________________________ é o poder para escolher entre o bem e o mal. E sobretudo acreditamos que exercer tal poder é exercer a ______________________________, pois acreditamos que somos ______________________ porque escolhemos voluntariamente nossas ações, nossas ideias, nossos sentidos.  As palavras que completam corretamente as lacunas são, respectivamente a) vontade – liberdade – vontade – livres. b) liberdade – liberdade – vontade – autônomos. c) bondade – vontade – liberdade – bons. d) vontade – vontade – liberdade – livres. 3. Relacione as colunas.  Moral  Sujeito moral  Ética  É aquele que age bem ou mal na medida em que acata ou transgredi as regras morais admitidas em determinada época ou por um grupo de pessoas.  É a reflexão sobre as noções e princípios que fundamentam a vida  Conjunto de regras que determinam o comportamento dos indivíduos em um grupo social 4. Sobre o caráter histórico e social da moral, coloque V nas afirmativas verdadeiras e F nas falsas. a) O comportamento moral varia de acordo com o tempo e lugar conforme as exigências das condições nas quais as pessoas organizam-se ao estabelecerem as formas de relacionamento e as práticas de trabalho. (V) b) O comportamento moral não varia de acordo com o tempo e lugar conforme as exigências das condições nas quais as pessoas organizam-se ao estabelecerem as formas de relacionamento e as práticas de trabalho. (F) c) O comportamento moral vai de acordo com o tempo e o clima conforme as exigências das condições nas quais as pessoas organizam-se ao estabelecerem as formas de relacionamento e as práticas de trabalho. (F)
  • 2. d) É uma doutrina que, no sentido teórico, indica a negação das obrigações propostas pelas leis morais. (F) 5. Estudamos no tópico Desejo e Vontade que o que caracteriza o agir humano é a capacidade de antecipação ideal do desejo a ser alcançado. Por isso o ato moral é um ato voluntário, ou seja, um ato de vontade que decide realizar o fim proposto.  Relacione as colunas. 1. Agir humano 2. Desejo 3. Vontade 4. Seguir o impulso do desejo. a) O desejo não resulta de escolhas, porque surge em nós com toda sua força e exigência de realização. (2) b) Consiste no poder de reflexão que antecede a realização ou não do desejo. (3) c) É a negação da moral e da possibilidade de qual quer vida em sociedade. (4) d) O que o caracteriza é a capacidade de antecipação ideal do resultado a ser alcançado. (1) 6. Leia a citação abaixo e depois assinale a alternativa correta. “Eduquem as crianças e não será necessário castigar os homens”.  Essa frase de Pitágoras aponta que: a) O conhecimento como meio de conscientização do ser humano para a valorização e o respeito ao outro tem sido largamente praticado por todos. b) Indica que o individuo educado e esclarecido não precisa da punição do estado, através dos seus aparelhos repressores como a polícia c) Que já é uma realidade a educação de qualidade no Brasil d) Os que só por meio do castigo e da repressão é possível educar o homem 7. Em que sentido se pode dizer que a arte é conhecimento? Como esse conhecimento se distingue do conhecimento cientifico e do filosófico? É conhecimento porque organiza o mundo a partir do sentimento. Distingue-se do conhecimento cientifico e filosófico por não ser racional, por ser concreto, individual e imediato. 8. O que o artista intui para criar uma obra de arte? Intui a forma organizadora dos objetos ou eventos sobre os quais focaliza sua atenção. Ele vê, ou ouve o que está por trás da aparência exterior do mundo. 9. Como podemos saber que uma obra é criativa? A obra deve apresentar alguma novidade em termo de material , técnica , estilo ou proposta. 10. Qual a diferença entre emoção e sentimento? Emoção é uma profunda agitação física e afetiva. Já o sentimento é a reação cognitiva de conhecimento de certas estruturas do mundo, cujos critérios não são explicados.