SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
Centro de Ensino Urbano Rocha
Professora: Mary Alvarenga
Disciplina: Filosofia
1. Embora, sejam usadas muitas vezes como sinônimos, que significados específicos possuem as
palavras moral e ética?
 Moral – refere-se ao conjunto de normas que orientam o comportamento humano com base
nos valores de uma comunidade ou cultura.
 Ética – Aplica-se a disciplina filosófica que investiga esses sistemas morais, buscando
compreender sua fundamentação e seus pressupostos. Nesse sentido , a ética é uma
disciplina sobre uma prática humana.
2. Em sua opinião, quais as grandes questões que a ética procura investigar e responder no mundo
de hoje? Comente.
 A ética busca responder uma lista interminável de perguntas que giram basicamente
em torno de questões que nunca perdem vigência, como o que devemos fazer, como
devemos ser, como devemos agir para sermos bons, justos e felizes.
3. Sintetize:
a) Em que são semelhantes às normas morais e as normas jurídicas?
 Ambas são estabelecidas pelos membros de uma sociedade e destinam-se a regulamentar as
relações nesse grupo de pessoas, apresentando-se como imperativos que buscam propor,
por meio de normas, uma convivência melhor entre os indivíduos, com base nos valores
próprios dessa sociedade. Ambas também possuem caráter histórico, isto é, mudam de
acordo com as transformações históricos-sociais.
b) O que as distingue?
 As normas morais são regras de conduta que tem como base a consciência moral das
pessoas, suas convicções intimas, e estendem-se por toda a coletividade por meio dos
costumes e das tradições. Já as normas jurídicas são regras sociais que tem por base o
poder punitivo do Estado sobre as pessoas da sociedade; estão traduzidas em código
formal, em uma legislação, e tem como uma de suas principais características a
coercibilidade, isto é, a força potencial do Estado em punir.
c) A que campo de estudo pertence cada uma?
 As normas morais pertencem ao domínio da moral e da ética;
 As normas jurídicas pertencem ao campo do direito.
4. Procure expressar o que você entendeu da relação entre moral e liberdade, usando os seguintes
conceitos:
 Consciência moral – É a faculdade de observar a própria conduta e formular juízos sobre
seus atos passados, presentes e as intenções futuras.
 Juízo - São opiniões e julgamentos que as pessoas formula sobre seu procedimento, a
partir de convicções intima.
 Escolha – As pessoas tem a possibilidade de fazer escolhas, de decidir como quer atuar ou
como quer que as coisas caminhem na vida.
 Liberdade - São as possibilidades de escolhas ; liberdade de seguir as normas ou de
romper com aquelas com as quais não esteja de acordo.
Isso quer dizer que no campo da moral resta ao individuo a possibilidade de exercer
alguma liberdade, apesar de todas as determinações histórico-sociais implicadas.
5. Só faz sentido julgar moralmente a ação de uma pessoa se essa ação foi praticada em liberdade.
Comente essa afirmação e dê exemplos.
 A afirmação refere-se à interpretação de que, se uma pessoa age de maneira
considerada moralmente incorreta, mas o faz não por escolha e sim porque não teve
alternativa, ou porque foi coagida a praticar tal ação, não é possível responsabilizá-lo por
isso.
 Exemplo: uma pessoa que mente sob ameaça de morte.
6. Discorra sobre a virtude e o vício. Analise-os, compare-os e dê exemplos a partir de seu
cotidiano.
 A virtude consiste na pratica constante do bem por escolha, isto é, de forma consciente e
responsável. A essa ideia opõe-se a de vicio, que consiste na pratica constante do mal
por escolha, ou seja, de forma irresponsável.
 Exemplos: polidez, fidelidade, lealdade, gratidão, generosidade, doçura, pureza, tolerância,
simplicidade, coragem, compaixão, moderação, justiça, boa fé, humor, amor...
7. Como se expressa, no âmbito da moral, a relação dialética entre o indivíduo e a sociedade?
Quando ocorrem transformações nas normas morais?
 Ocorre uma relação dialética entre o individuo e a sociedade, de um lado, cada individuo
assimila os princípios morais desde a infância, como herança cultural, de outro, esse
mesmo individuo, em um processo de assimilação ativa desses princípios, pode não só
apoiá-los e confirmá-los, mas também interferir em sua formulação e mesmo constatá-los.
Neste último caso, quando interfere ou contesta, pode contribuir para transformação das
normas e costumes morais.
8. Segundo a teoria de Piaget, uma criança com menos de 12 anos está pronta para ser
responsabilizada moralmente por suas ações? Justifique sua resposta.
 Não. Para Piaget, é somente no terceiro estágio do desenvolvimento humano, que se
inicia aos 12 anos, que as pessoas começam a formar o raciocínio hipotético-dedutivo
que lhes permitirá a imaginar as consequências de praticar determinada ação, pois
inicia-se o período da autonomia moral.
9. Com base nas distinções feitas neste capítulo, analise e compare as seguintes escolhas morais:
a) a ação correta e ação incorreta.
 Ação correta - Ação em que o individuo adere conscientemente a uma norma moral e a
cumpre, reconhecendo-a como legitima.
 Ação incorreta – É uma ação que contraria determinada norma, embora o indivíduo que
a pratique não tenha a intenção de contestá-la.
b) a ação incorreta e a que expressa conflito ético
 Enquanto na ação moralmente incorreta o individuo simplesmente não cumpre a norma, sem
a intenção de questionar sua legitimidade, em uma situação de conflito ético ele se recusa
conscientemente a cumprir uma norma moral, por entendê-la inadequada ou ilegítima.
c) o niilismo ético e o permissivísmo ético.
 O niilismo ético caracteriza-se pela negação radical de toda norma moral, pela
descrença generalizada nos valores vigentes, seria um tipo de resposta que obedece mais a
interesses particulares e convenientes pessoais que a necessidade de contestar.
BIBLIOGRAFIA CONSULTADA
COTRIM, Gilberto. Fundamentos de filosofia / Gilberto Cotrim, Mirna Fernandes – 2. ed – São Paulo:
Saraiva 2013.
Mary Alvarenga

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médioAvaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Adriana Ruas Lacerda
 
Avaliação de filosofia 2 b
Avaliação de filosofia 2 bAvaliação de filosofia 2 b
Avaliação de filosofia 2 b
Marcia Oliveira
 
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
Banco de questões de sociologia
Banco de questões de sociologiaBanco de questões de sociologia
Banco de questões de sociologia
José Luiz Costa
 
Atividade de Filosofia -1º, 2º e 3º ano - IV bimestre
Atividade de Filosofia -1º, 2º e 3º ano  -  IV bimestreAtividade de Filosofia -1º, 2º e 3º ano  -  IV bimestre
Atividade de Filosofia -1º, 2º e 3º ano - IV bimestre
Mary Alvarenga
 
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
Atividades Diversas Cláudia
 

Mais procurados (20)

Filosofia 8 ano
Filosofia  8 anoFilosofia  8 ano
Filosofia 8 ano
 
Prova filosofia 1º ano / I bimestre
Prova filosofia 1º ano /  I bimestreProva filosofia 1º ano /  I bimestre
Prova filosofia 1º ano / I bimestre
 
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
Atividades de sociologia brasil(inclusãox exclusão) (1)
 
Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)
 
Atividade de Reflexão 2 - Sociologia -
Atividade de Reflexão 2 - Sociologia - Atividade de Reflexão 2 - Sociologia -
Atividade de Reflexão 2 - Sociologia -
 
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médioAvaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
 
Cruzadinha de Filosofia - Política, poder e Estado
Cruzadinha de Filosofia -  Política, poder e EstadoCruzadinha de Filosofia -  Política, poder e Estado
Cruzadinha de Filosofia - Política, poder e Estado
 
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe AssunçãoAula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
 
Filosofia 3º ano prova ii-bim
Filosofia 3º ano prova ii-bimFilosofia 3º ano prova ii-bim
Filosofia 3º ano prova ii-bim
 
Avaliação de filosofia 2 b
Avaliação de filosofia 2 bAvaliação de filosofia 2 b
Avaliação de filosofia 2 b
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
 
Atividades de filosofia
Atividades de filosofiaAtividades de filosofia
Atividades de filosofia
 
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
 
Avaliação diagnostica filosofia
Avaliação diagnostica filosofiaAvaliação diagnostica filosofia
Avaliação diagnostica filosofia
 
Exercícios de Etnocentrismo - Antropologia
Exercícios de Etnocentrismo - AntropologiaExercícios de Etnocentrismo - Antropologia
Exercícios de Etnocentrismo - Antropologia
 
Banco de questões de sociologia
Banco de questões de sociologiaBanco de questões de sociologia
Banco de questões de sociologia
 
Atividade de Filosofia -1º, 2º e 3º ano - IV bimestre
Atividade de Filosofia -1º, 2º e 3º ano  -  IV bimestreAtividade de Filosofia -1º, 2º e 3º ano  -  IV bimestre
Atividade de Filosofia -1º, 2º e 3º ano - IV bimestre
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO - Prof. Noe Assunção
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO -  Prof. Noe AssunçãoAVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO -  Prof. Noe Assunção
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO - Prof. Noe Assunção
 
Ensino religioso ética
Ensino religioso  éticaEnsino religioso  ética
Ensino religioso ética
 
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
 

Semelhante a A ética e a moral – o problema da ação e dos valores

Questões para prova 2º ano do ensino médio ...
Questões para prova                           2º ano do ensino médio         ...Questões para prova                           2º ano do ensino médio         ...
Questões para prova 2º ano do ensino médio ...
maiara260894
 
Filosofia apostila terceiro ano
Filosofia apostila terceiro anoFilosofia apostila terceiro ano
Filosofia apostila terceiro ano
Fabio Santos
 
Texto24 P7
Texto24 P7Texto24 P7
Texto24 P7
renatotf
 

Semelhante a A ética e a moral – o problema da ação e dos valores (20)

Apostila de etica
Apostila de eticaApostila de etica
Apostila de etica
 
Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
 Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
 
Filosofia 4
Filosofia 4Filosofia 4
Filosofia 4
 
1222978084 tica e_moral
1222978084 tica e_moral1222978084 tica e_moral
1222978084 tica e_moral
 
Ética e Moral - Grupo 02 (Adam, Ane, Henrique, Juliano, Michele, Natalia e Pa...
Ética e Moral - Grupo 02 (Adam, Ane, Henrique, Juliano, Michele, Natalia e Pa...Ética e Moral - Grupo 02 (Adam, Ane, Henrique, Juliano, Michele, Natalia e Pa...
Ética e Moral - Grupo 02 (Adam, Ane, Henrique, Juliano, Michele, Natalia e Pa...
 
Questões para prova 2º ano do ensino médio ...
Questões para prova                           2º ano do ensino médio         ...Questões para prova                           2º ano do ensino médio         ...
Questões para prova 2º ano do ensino médio ...
 
Comportamento humano e moral
Comportamento humano e moralComportamento humano e moral
Comportamento humano e moral
 
Objetivos Filosofia
Objetivos FilosofiaObjetivos Filosofia
Objetivos Filosofia
 
Desenvolvimento Moral
Desenvolvimento MoralDesenvolvimento Moral
Desenvolvimento Moral
 
3 ANO FILOSOFIA ETICA 1.pdf
3 ANO FILOSOFIA ETICA 1.pdf3 ANO FILOSOFIA ETICA 1.pdf
3 ANO FILOSOFIA ETICA 1.pdf
 
Filosofia apostila terceiro ano
Filosofia apostila terceiro anoFilosofia apostila terceiro ano
Filosofia apostila terceiro ano
 
èTica profissional ii
èTica profissional iièTica profissional ii
èTica profissional ii
 
Artigo - Ética do policial
Artigo - Ética do policialArtigo - Ética do policial
Artigo - Ética do policial
 
Simulado de Filosofia 3º ano / 2015
Simulado de Filosofia  3º ano  / 2015Simulado de Filosofia  3º ano  / 2015
Simulado de Filosofia 3º ano / 2015
 
Ética e Cidadania: Compromisso Social
Ética e Cidadania: Compromisso SocialÉtica e Cidadania: Compromisso Social
Ética e Cidadania: Compromisso Social
 
éTica e moral
éTica e moral éTica e moral
éTica e moral
 
Texto24 P7
Texto24 P7Texto24 P7
Texto24 P7
 
Ètica x Moral
Ètica x MoralÈtica x Moral
Ètica x Moral
 
projeto de vida aula 02.pptxEticaEticaEtica
projeto de vida aula 02.pptxEticaEticaEticaprojeto de vida aula 02.pptxEticaEticaEtica
projeto de vida aula 02.pptxEticaEticaEtica
 
Relativismo e Subjetivismo Moral
Relativismo e Subjetivismo MoralRelativismo e Subjetivismo Moral
Relativismo e Subjetivismo Moral
 

Mais de Mary Alvarenga

Mais de Mary Alvarenga (20)

Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Atividade - Letra da música Esperando na Janela.
Atividade -  Letra da música Esperando na Janela.Atividade -  Letra da música Esperando na Janela.
Atividade - Letra da música Esperando na Janela.
 
CRUZADINHA - Leitura e escrita dos números
CRUZADINHA   -   Leitura e escrita dos números CRUZADINHA   -   Leitura e escrita dos números
CRUZADINHA - Leitura e escrita dos números
 
Música Meu Abrigo - Texto e atividade
Música   Meu   Abrigo  -   Texto e atividadeMúsica   Meu   Abrigo  -   Texto e atividade
Música Meu Abrigo - Texto e atividade
 
Bullying, sai pra lá
Bullying,  sai pra láBullying,  sai pra lá
Bullying, sai pra lá
 
Bullying - Atividade com caça- palavras
Bullying   - Atividade com  caça- palavrasBullying   - Atividade com  caça- palavras
Bullying - Atividade com caça- palavras
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinha
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 

Último

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
anapsuls
 

Último (20)

Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfPLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
 

A ética e a moral – o problema da ação e dos valores

  • 1. Centro de Ensino Urbano Rocha Professora: Mary Alvarenga Disciplina: Filosofia 1. Embora, sejam usadas muitas vezes como sinônimos, que significados específicos possuem as palavras moral e ética?  Moral – refere-se ao conjunto de normas que orientam o comportamento humano com base nos valores de uma comunidade ou cultura.  Ética – Aplica-se a disciplina filosófica que investiga esses sistemas morais, buscando compreender sua fundamentação e seus pressupostos. Nesse sentido , a ética é uma disciplina sobre uma prática humana. 2. Em sua opinião, quais as grandes questões que a ética procura investigar e responder no mundo de hoje? Comente.  A ética busca responder uma lista interminável de perguntas que giram basicamente em torno de questões que nunca perdem vigência, como o que devemos fazer, como devemos ser, como devemos agir para sermos bons, justos e felizes. 3. Sintetize: a) Em que são semelhantes às normas morais e as normas jurídicas?  Ambas são estabelecidas pelos membros de uma sociedade e destinam-se a regulamentar as relações nesse grupo de pessoas, apresentando-se como imperativos que buscam propor, por meio de normas, uma convivência melhor entre os indivíduos, com base nos valores próprios dessa sociedade. Ambas também possuem caráter histórico, isto é, mudam de acordo com as transformações históricos-sociais. b) O que as distingue?  As normas morais são regras de conduta que tem como base a consciência moral das pessoas, suas convicções intimas, e estendem-se por toda a coletividade por meio dos costumes e das tradições. Já as normas jurídicas são regras sociais que tem por base o poder punitivo do Estado sobre as pessoas da sociedade; estão traduzidas em código formal, em uma legislação, e tem como uma de suas principais características a coercibilidade, isto é, a força potencial do Estado em punir. c) A que campo de estudo pertence cada uma?  As normas morais pertencem ao domínio da moral e da ética;  As normas jurídicas pertencem ao campo do direito.
  • 2. 4. Procure expressar o que você entendeu da relação entre moral e liberdade, usando os seguintes conceitos:  Consciência moral – É a faculdade de observar a própria conduta e formular juízos sobre seus atos passados, presentes e as intenções futuras.  Juízo - São opiniões e julgamentos que as pessoas formula sobre seu procedimento, a partir de convicções intima.  Escolha – As pessoas tem a possibilidade de fazer escolhas, de decidir como quer atuar ou como quer que as coisas caminhem na vida.  Liberdade - São as possibilidades de escolhas ; liberdade de seguir as normas ou de romper com aquelas com as quais não esteja de acordo. Isso quer dizer que no campo da moral resta ao individuo a possibilidade de exercer alguma liberdade, apesar de todas as determinações histórico-sociais implicadas. 5. Só faz sentido julgar moralmente a ação de uma pessoa se essa ação foi praticada em liberdade. Comente essa afirmação e dê exemplos.  A afirmação refere-se à interpretação de que, se uma pessoa age de maneira considerada moralmente incorreta, mas o faz não por escolha e sim porque não teve alternativa, ou porque foi coagida a praticar tal ação, não é possível responsabilizá-lo por isso.  Exemplo: uma pessoa que mente sob ameaça de morte. 6. Discorra sobre a virtude e o vício. Analise-os, compare-os e dê exemplos a partir de seu cotidiano.  A virtude consiste na pratica constante do bem por escolha, isto é, de forma consciente e responsável. A essa ideia opõe-se a de vicio, que consiste na pratica constante do mal por escolha, ou seja, de forma irresponsável.  Exemplos: polidez, fidelidade, lealdade, gratidão, generosidade, doçura, pureza, tolerância, simplicidade, coragem, compaixão, moderação, justiça, boa fé, humor, amor... 7. Como se expressa, no âmbito da moral, a relação dialética entre o indivíduo e a sociedade? Quando ocorrem transformações nas normas morais?  Ocorre uma relação dialética entre o individuo e a sociedade, de um lado, cada individuo assimila os princípios morais desde a infância, como herança cultural, de outro, esse mesmo individuo, em um processo de assimilação ativa desses princípios, pode não só apoiá-los e confirmá-los, mas também interferir em sua formulação e mesmo constatá-los. Neste último caso, quando interfere ou contesta, pode contribuir para transformação das normas e costumes morais. 8. Segundo a teoria de Piaget, uma criança com menos de 12 anos está pronta para ser responsabilizada moralmente por suas ações? Justifique sua resposta.  Não. Para Piaget, é somente no terceiro estágio do desenvolvimento humano, que se inicia aos 12 anos, que as pessoas começam a formar o raciocínio hipotético-dedutivo que lhes permitirá a imaginar as consequências de praticar determinada ação, pois inicia-se o período da autonomia moral.
  • 3. 9. Com base nas distinções feitas neste capítulo, analise e compare as seguintes escolhas morais: a) a ação correta e ação incorreta.  Ação correta - Ação em que o individuo adere conscientemente a uma norma moral e a cumpre, reconhecendo-a como legitima.  Ação incorreta – É uma ação que contraria determinada norma, embora o indivíduo que a pratique não tenha a intenção de contestá-la. b) a ação incorreta e a que expressa conflito ético  Enquanto na ação moralmente incorreta o individuo simplesmente não cumpre a norma, sem a intenção de questionar sua legitimidade, em uma situação de conflito ético ele se recusa conscientemente a cumprir uma norma moral, por entendê-la inadequada ou ilegítima. c) o niilismo ético e o permissivísmo ético.  O niilismo ético caracteriza-se pela negação radical de toda norma moral, pela descrença generalizada nos valores vigentes, seria um tipo de resposta que obedece mais a interesses particulares e convenientes pessoais que a necessidade de contestar. BIBLIOGRAFIA CONSULTADA COTRIM, Gilberto. Fundamentos de filosofia / Gilberto Cotrim, Mirna Fernandes – 2. ed – São Paulo: Saraiva 2013. Mary Alvarenga