Império Austro - Húngaro - Prof. Altair Aguilar

1.287 visualizações

Publicada em

História

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.287
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Império Austro - Húngaro - Prof. Altair Aguilar

  1. 1. O Império Austro- Húngaro. Prof.Altair Aguilar
  2. 2. Império é uma palavra que indica um Estado que é governado por um imperador. Também pode indicar um território vasto de uma só nação, independentemente do seu formato de governo.
  3. 3. As fronteiras da Áustria e da maior parte dos países europeus se formaram ao longo de centenas de anos. Sempre que podiam, governantes e dinastias procuravam expandir seus domínios.
  4. 4. A Família Habsburgo, uma das mais poderosas da Europa, governava um grande país, que tinha o nome de Áustria. Com o tempo, a região da Húngria que ficava no território dos Habsburgos, começou a reivindicar mais autonomia.
  5. 5. Em 1867, o país foi dividido em duas partes, e ai surgiu o Império Austro-Húngaro. As duas nações formaram uma monarquia dual (um só rei para dois países) que se manteve até 1918.
  6. 6. Em 28 de Junho de 1914, o arquiduque Francisco Ferdinando, herdeiro do trono Austro-Húngaro, foi assassinado em Saravejo, capital da Bósnia. O assassino era um bósnio de origem sérvia. A Áustria declarou guerra contra Sérvia. Outros países entraram no conflito, dando início a Primeira Guerra Mundial (1914-1918)
  7. 7. Durante a Primeira Guerra, Em resposta, o Império Austro-Húngaro exigiu que o governo sérvio punisse duramente os autores do crime e reprimisse todas as facções radicais do país.
  8. 8. Sem obter respostas satisfatórias o Império Austro-Húngaro decidiu, com o apoio da Alemanha, declarar guerra à Sérvia.
  9. 9. A Rússia, contrária à ocupação austríaca, concedeu apoio aos sérvios. Logo em seguida, a Alemanha declarou guerra contra a Rússia e, posteriormente, contra a França.
  10. 10. A Itália e Inglaterra não mostraram clara definição política frente aos conflitos. Porém, a força dos acordos diplomáticos firmados e os interesses econômicos obrigaram ambos os países a se envolverem na guerra iniciada. A generalização do conflito contou com a posterior adoção de outras nações, entre elas o Brasil.
  11. 11. De forma geral, o conflito dividiu as potências europeias em dois blocos: Tríplice Entente, formada por França, Inglaterra e Rússia; e Tríplice Aliança, formada pela Alemanha, Itália e Império Austro-Húngaro.
  12. 12. O tratamento desigual dado às diversas províncias e nacionalidades levou frequentemente a conflitos e movimentos de autonomia, em especial nos Bálcãs, onde a Áustria havia anexado a Bósnia-Herzegovina em 1908.
  13. 13. Mas foi a guerra que liberou inteiramente tais forças centrífugas, que levaram ao completo desmembramento do Império Austro- Húngaro.
  14. 14. Em maio de 1915, a Itália abandonou a sua neutralidade, juntando-se aos países da entente cordiale, a Inglaterra, a França e a Rússia. Com isto, a Áustria passou a lutar na frente sul não apenas contra a Sérvia, mas também contra a Itália: uma guerra de montanha extremamente difícil, em especial na região do Tirol do Sul (hoje, para os italianos Alto Ádige).
  15. 15. A Áustria foi derrotada. Após a Guerra, os vários povos que integravam o Império Austro-Húngaro proclamaram a independência. A Áustria e a Hungria se tornaram países definitivamente separados.
  16. 16. O Último Habsburgo a reinar na Áustria foi Carlos I, e ele abriu todos os seus poderes sobre a Cisleitânia em 11 de Novembro, e fez o mesmo com a Transleitânea em 13 de Novembro.
  17. 17. Carlos I não abdicou, caso o povo ou o novo estado que se formaria o chamassem de volta para o estabelecimento de uma nova monarquia constitucional.
  18. 18. Contudo, na Hungria e na Áustria, duas republicas separadas foram proclamadas em Novembro, e Carlos I se mudou com sua família porque viu que não teria mais chances de voltar ao poder.
  19. 19. Os vencedores assinaram oTratado de Saint- Germain-en-Laye com a Primeira República Austríaca e oTratado de Trianon com a Hungria, regulando as novas fronteiras entre os dois países.
  20. 20. O acordo declarava dissolvida a Monarquia Austro-Húngara. A nova República da Áustria, que incluía a maior parte dos territórios de língua alemã do antigo Império Austríaco, reconheceu a independência da Hungria, daTchecoslováquia, da Polônia e do Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos.
  21. 21. Com a derrota dos Impérios Centrais (1918) e após o Tratado de Saint-Germain En Laye, realizado na França e datado de 10 de setembro de 1919, desapareceu o antigo Império Austro-húngaro, ficando pequena parte para a Áustria e Hungria e o restante para outros pequenos países.

×