Filosofia na Idade Medieval- Prof.Altair Aguilar.

213 visualizações

Publicada em

Filosofia.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
213
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Filosofia na Idade Medieval- Prof.Altair Aguilar.

  1. 1. Net Aula Unicanto Para Visualizar Melhor Estes Slides, Tecle F5 para Maximizar as Telas: TECLE F5 PARA MAXIMIZAR AS TELAS Tecle Enter para continuar
  2. 2. FFIILLOOSSOOFFIIAA NNAA IIDDAADDEE MMEEDDIIEEVVAALL Professor: Altair Aguilar Email –pr.altairaguilar@gmail.com
  3. 3. FILOSOFIA NA IDADE MEDIEVAL A IDADE MÉDIA INICIOU-SE NA Europa com as invasões germânicas ou bárbaras no séc. V a.Ç EUROPA Os castelos medievais representavam poder e segurança
  4. 4. Na Idade Média, a Igreja dominava o cenário religioso A arte e a educação medieval também foram fortemente marcados pela religiosidade da época. Sua primeira fase se dá entre os séculos II e o século VIII. Esta fase é chamada de patrística Patrística Representa o pensamento filosófico dos primeiros séculos. O sistema de doutrinas elaboradas pelos padres da igreja, que defendiam as “verdades” da fé cristã contra os hereges.
  5. 5. Apologética •Discurso argumentativa em defesa da fé cristã, comprovada pela razão, contra seus opositores. + FÉ RAZÃO Como defesa fundamentada da fé, a Apologética está para a Teologia como a Filosofia está para as Ciências Humanas.
  6. 6. A Escolástica linha dentro da filosofia medieval, •A questão chave do pensamento escolástico, é conciliar elementos da filosofia de Platão ou de Aristóteles com valores de ordem espiritual. Dai o surgimento das escolas, onde os professores eram chamados de mestres escolásticos. •Vai do começo do século IX até ao fim do século XVI, ou seja, até ao fim da Idade Média. •Surgida da necessidade de responder às exigências da fé, ensinada pela Igreja, porém de modo racional, buscando harmonia de duas esferas: a fé e a razão. &
  7. 7. Agostinho defende uma subordinação maior da razão em relação à fé, por crer que esta venha restaurar a condição decaída da razão humana •Nascido em 354, Santo Aurélio Agostinho é considerado um filósofo neoplatonista, bispo de Hipona •conciliava elementos da filosofia de Platão com valores de ordem espiritual •Defende a posição de que a última palavra deveria estar na revelação, porém é a razão que norteia a fé e lhe dá coerência.
  8. 8. Santo Tomás de Aquino nasceu na Itália em 1225. Seus estudos eram fundamentados pela filosofia aristotélica. Ele parte de Aristóteles para organizar os ramos do conhecimento num sistema completo. Tomás de Aquino introduz elementos da filosofia de Aristóteles no pensamento da igreja,sobretudo, no movimento escolástico, Tomás de Aquino defende uma certa autonomia da razão na obtenção de respostas, por força da inovação do aristotelismo, apesar de em nenhum momento negar tal subordinação da razão à fé.
  9. 9. Você agora esta diante de uma nova realidade a partir da Idade Medieval e a atividade filosófica desse período. Tal realidade pode ser chamada de A filosofia a partir do Pensamento Teológico Cristão. É fundamental que você tenha elementos básicos sobre o caráter diferenciado da filosofia cristã em relação à filosofia clássica nascida na Grécia. Saber perceber as diferenças o permitirá aprofundar as razões para a Revolução do pensamento a partir do Século XVI.
  10. 10. Referências bibliográficas •http://images.google.com.br/images?gbv=2&hl=pt- BR&q=Pesquisar+imagens •RODRIGUES PAULINO,Itamar. Apostila de Filosofia do Unicanto. Brasília.ed.Exato.Organizador.

×