Líijwro) VIM

“Mim da Wâawwgwrma**
~“? ›-'°“= ¡'*-“~7-ã-; : ~¡*"É': .Íu

_ %  ~      . v. l 
, g  N** 4 ,  * -  n;  ~,  
  .  * u- 

 r' . 
J kúâwáãâ f_
. 
*g1*  ' Í'. 
E_ ,   : :apesar  _

"t  f.  q  

  “ m#
n _jàín_  «çubqír

« .
' , Í 

(ímfãrm   M:   f¡
_l _ M-   ¡AA a ' ai? ” r' íifçv *l

« ELFÍHHÍ ! -

  

  


Í
N:  Í* w j
7 -  74:4 V¡--. ^". ZEÉÕ'. XO~"<3“F '~#4.': _J<  ; ga-ça ' JÊ-'áñlêjarvbfn' 
'À . A j QUE FORMA  : ICA PARADA o _ '“

; ma...
.. H-aí

A 'E? l=L| E_   
ai¡ uma.  REDE um:   
í. 

I

í    g 
  EETM E¡ ~ «
_t ORA,  .S50 : g vocês DEWAM 7 ~ você g5* ç_ --4- 
,  › é 3g' UMA m AOMIRAR O' ___' QUE ESTA * A Vaya_ e
 _.  DONO DELA. ...
você Não  sm on  TENHO 

.  P005 FAZER _P ¡gente!  A¡ &$355; 

'V ' NZD DuEQEM  nau¡ 'TEM UMA
' a¡ ADREQAR A ç,  DE VERDAD...
CàLMIr-Jl-lúp  
: :Micàüàl *ad Emma: :
ãRnulüúHüül
D_  

. .FJ . r  .
í¡ . i ; 

 "V 4

 
 
 
  
 

! VÃO oEz/ @Mos
152 Pampa os
camempum

444267!! 

6.955 6642170
65m' N05'

(E64 N00/

<
u

 ...
E APROVEITEM
PARA VER' TUDO
QUE ExIsTE AQUI
1.5¡ “.    .
.IE  
  _m _.
@ME

FEHÚEÉEIàEa-? í L¡ IÉÉIEIHFÊIÊIÍDÚ-
: MEE 
x . ' FFIÊÚIJÊÇIEIIEÉ!
EI. '__D auE_ QUE como sE ESTAMOS
voces ESTAO PEReuNTA ExIsTIssE CONTEMPL NDO
FAZENDO?  MAIS OUTRA COISA o FANT sTIco
BOBA...
A Caverna, de Platão -  Maurício de Souza
A Caverna, de Platão -  Maurício de Souza
A Caverna, de Platão -  Maurício de Souza
A Caverna, de Platão -  Maurício de Souza
A Caverna, de Platão -  Maurício de Souza
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Caverna, de Platão - Maurício de Souza

100 visualizações

Publicada em

Uma leitura divertida da Alegoria da Caverna de Platão. Parabéns Maurício de Souza.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
100
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Caverna, de Platão - Maurício de Souza

  1. 1. Líijwro) VIM “Mim da Wâawwgwrma**
  2. 2. ~“? ›-'°“= ¡'*-“~7-ã-; : ~¡*"É': .Íu _ % ~ . v. l , g N** 4 , * - n; ~, . * u- r' . J kúâwáãâ f_
  3. 3. . *g1* ' Í'. E_ , : :apesar _ "t f. q “ m#
  4. 4. n _jàín_ «çubqír « .
  5. 5. ' , Í (ímfãrm M: f¡ _l _ M- ¡AA a ' ai? ” r' íifçv *l « ELFÍHHÍ ! - Í N: Í* w j
  6. 6. 7 - 74:4 V¡--. ^". ZEÉÕ'. XO~"<3“F '~#4.': _J< ; ga-ça ' JÊ-'áñlêjarvbfn' 'À . A j QUE FORMA : ICA PARADA o _ '“ ; mas sem; TEMPO 100o: , ¡ _ . Vljugt ¡' -. f: : - W. ¡ 1'¡ E. Í L _i . . * El. MOÇO! PODE h . ”“ QUE 'a como se Í¡ Í ; ss-musas l '~ M: 012512 o ou: : voces . PERGUNTA f sxusnsse ¡ ¡ CONTEMPLANDO 4x- a . - Màlâ OUTRA cousa 'Ê A VIDA! “v M, ›~ 303a: 1 ~ ps2». FAZER! ?IF . I_ ; w ¡- A
  7. 7. .. H-aí A 'E? l=L| E_ ai¡ uma. REDE um: í. I í g EETM E¡ ~ «
  8. 8. _t ORA, .S50 : g vocês DEWAM 7 ~ você g5* ç_ --4- , › é 3g' UMA m AOMIRAR O' ___' QUE ESTA * A Vaya_ e _. DONO DELA. l ? Eweauxxooeí ; gs-mr Aug V puxA! ELES AcaEorrAM ' v ' 7 ILp W . f. mesmo aus o MUNDO TODO ' ' é ESTA? NAQUELA PAREDE! E _' * À
  9. 9. você Não sm on TENHO . P005 FAZER _P ¡gente! A¡ &$355; 'V ' NZD DuEQEM nau¡ 'TEM UMA ' a¡ ADREQAR A ç, DE VERDADE! . q_ VIDA? eu:
  10. 10. CàLMIr-Jl-lúp : :Micàüàl *ad Emma: : ãRnulüúHüül
  11. 11. D_ . .FJ . r .
  12. 12. í¡ . i ; "V 4 ! VÃO oEz/ @Mos 152 Pampa os camempum 444267!! 6.955 6642170 65m' N05' (E64 N00/ < u VAMOS, AMIGOS! ABQAM OS OLHOS DEVAGAQ! _m1 Ewjão vocês no.0 ESTAO ACOSTUMA. Dos com A LUZ ? z
  13. 13. E APROVEITEM PARA VER' TUDO QUE ExIsTE AQUI
  14. 14. 1.5¡ “. .
  15. 15. .IE _m _.
  16. 16. @ME FEHÚEÉEIàEa-? í L¡ IÉÉIEIHFÊIÊIÍDÚ- : MEE x . ' FFIÊÚIJÊÇIEIIEÉ!
  17. 17. EI. '__D auE_ QUE como sE ESTAMOS voces ESTAO PEReuNTA ExIsTIssE CONTEMPL NDO FAZENDO? MAIS OUTRA COISA o FANT sTIco BOBA! PRA FAZER: snow _DA VIDA.

×