SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
ATENÇÃO   FARMACÊUTICA
ATENÇÃO FARMACÊUTICA “ Atenção Farmacêutica é um conceito de prática profissional na qual o paciente é o principal beneficiário das ações do farmacêutico.  Atenção Farmacêutica é o compêndio das atitudes, os comportamentos, os compromissos, as inquietudes, os valores éticos, as funções, os conhecimentos, as responsabilidades e as habilidades do farmacêutico na prestação da farmacoterapia como objetivo de obter resultados terapêuticos definidos na saúde e na qualidade de vida do paciente”. OMS,1993
FARMACOTERAPIA SEGURA  • Reconhecimento dos sinais e sintomas e identificação precisa da enfermidade; • Medicamentos seguros e efetivos; • Prescrição apropriada com objetivos explícitos; • Dispensação orientada ao paciente; • Participação do paciente na atenção; • Detecção dos problemas e resolução; • Sistemas de documentação e comunicação; • Gestão de funcionamento do sistema e de produtos.
ATENÇÃO FARMACÊUTICA  Elementos Indispensáveis • Ser realizada por um farmacêutico; • Cumprir os requisitos da legislação vigente quanto a exigência da receita médica; • Requer a disponibilidade de procedimentos normatizados de trabalho para a entrevista, tomada de decisões e informação ao usuário; • Requer a disponibilidade de protocolos e guias para o caso de indicação terapêutica; • Registrar e documentar todas as atividades realizadas; • Fomentar a comunicação com outros profissionais de saúde.
Papéis e responsabilidades do futuro farmacêutico  (farmacêutico 7 estrelas) Vancouver, 1997 • Prestador de serviços; • Decisor; • Comunicador; • Líder; • Gerente; • Aprendiz permanente; • Educador. BOAS PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO FARMACÊUTICA BPEF (FIP, 2000)
PHARMACEUTICAL CARE “ Provisão responsável do tratamento farmacológico como propósito de alcançar resultados concretos que melhorem a qualidade de vida do paciente.Estes resultados são: 1)cura de uma enfermidade; 2)eliminação ou redução de sintomas do paciente; 3)interrupção ou retardamento do processo patológico, ou prevenção de uma enfermidade ou de um sintoma”. Hepler y Strand, 1990
ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA “ Grupo de atividades relacionadas como medicamento, destinadas a apoiar as ações de saúde de mandadas por uma comunidade.  Envolve o abastecimento de medicamentos em todas e em cada uma de suas etapas constitutivas, a conservação e controle de qualidade,a segurança e a eficácia terapêutica dos medicamentos,o acompanhamento e a avaliação da utilização, a obtenção e a difusão de informação sobre medicamentos e a educação permanente dos profissionais de saúde, do paciente e da comunidade para assegurar o uso racional de medicamentos” Portaria 3.916/98 -MS
SERVIÇOS FARMACÊUTICOS • Dispensação Ativa; • Formulação Magistral; • Consulta Farmacêutica; • Educação Sanitária; • Uso Racional de medicamentos; • Farmacovigilância; • Seguimento Farmacoterapêutico.
SEGUIMENTO FARMACOTERAPÊUTICO • Prática profissional; • Farmacêutico se responsabiliza pelas necessidades do paciente relacionadas com os medicamentos; • Detectar, prevenir e resolver problemas relacionados a medicamentos (PRM); • Contínuo, sistematizado e documentado; • Colaborando com o paciente e com o resto da equipe de saúde; • Alcançar resultados concretos que melhorem a qualidade de vida dos pacientes. Espanha, 2001
AVALIAÇÃO DA PRESCRIÇÃO RDC 44, 2009 Art. 44 : O farmacêutico deverá avaliar as receitas, observando os seguintes itens: I  -legibilidade e ausência de rasuras e emendas; II  -identificação do usuário; III -identificação do medicamento, concentração, dosagem, forma farmacêutica e quantidade; IV -modo de usar ou posologia; V  -duração do tratamento; VI -local e data da emissão; VII -assinatura e identificação do prescritor com o número de registro no respectivo conselho profissional.
DISPENSAÇÃO DO MEDICAMENTOS: I – Conferir o  nome  completo do  paciente  de acordo com a prescrição e com o solicitante; II – Conferir se o  medicamento  manipulado corresponde ao prescrito; III – Verificar o  aspecto  do medicamento, embalagem e rotulagem; IV – Verificar se a  validade  é compatível com o tempo proposto de utilização; V – Orientar sobre como  conservar  o medicamento
PROBLEMA RELACIONADO COM  MEDICAMENTOS (PRM) “ É  um problema de saúde,vinculado com a farmacoterapia e que interfere ou pode interferir com os resultados esperados de saúde nesse paciente”. (Consenso de Granada, 1998 )
O PROBLEMA DO USO IRRACIONAL Estima-se que : • até 75% dos antibióticos são prescritos inapropriadamente; • somente 50% dos pacientes, em média, tomam seus medicamentos corretamente; • cresce constantemente a resistência da maioria dos germes causadores de enfermidades infecciosas prevalentes; • a metade dos consumidores compram medicamentos para tratamento de um só dia. ( 1) Brundtland Gro Harlem. Global partnerships for health. WHO Drug Information Vol 13 N. 2, 1999.
Compilação: Aline Maria Sá Nascimento Farmacêutica bíoquimica Pós graduada em Farmácia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Assistência e Atenção Farmacêutica - Histórico, Conceitos e embasamento legal
Assistência e Atenção Farmacêutica - Histórico, Conceitos e embasamento legalAssistência e Atenção Farmacêutica - Histórico, Conceitos e embasamento legal
Assistência e Atenção Farmacêutica - Histórico, Conceitos e embasamento legalMarcelo Polacow Bisson
 
Atendente de Farmácia - Classificação dos Fármacos
Atendente de Farmácia - Classificação dos FármacosAtendente de Farmácia - Classificação dos Fármacos
Atendente de Farmácia - Classificação dos FármacosLuis Antonio Cezar Junior
 
Farmacologia Clínica dos MIPS
Farmacologia Clínica dos MIPSFarmacologia Clínica dos MIPS
Farmacologia Clínica dos MIPSTiago Sampaio
 
Medicamento Isento de Prescrição - Palestra Crf
Medicamento Isento de Prescrição -   Palestra CrfMedicamento Isento de Prescrição -   Palestra Crf
Medicamento Isento de Prescrição - Palestra CrfMarcelo Polacow Bisson
 
Assistencia farmaceutica e a anvisa
Assistencia farmaceutica e a anvisaAssistencia farmaceutica e a anvisa
Assistencia farmaceutica e a anvisacarolinylimadocarmo
 
Eventos adversos a medicamentos
Eventos adversos a medicamentosEventos adversos a medicamentos
Eventos adversos a medicamentosProqualis
 
Introdução a farmacologia (tec. enfermagem)
Introdução a farmacologia (tec. enfermagem)Introdução a farmacologia (tec. enfermagem)
Introdução a farmacologia (tec. enfermagem)Renato Santos
 
Ciclo da assistência farmacêutica1
Ciclo da assistência farmacêutica1Ciclo da assistência farmacêutica1
Ciclo da assistência farmacêutica1Suzana Zaba Walczak
 

Mais procurados (20)

Assistência e Atenção Farmacêutica - Histórico, Conceitos e embasamento legal
Assistência e Atenção Farmacêutica - Histórico, Conceitos e embasamento legalAssistência e Atenção Farmacêutica - Histórico, Conceitos e embasamento legal
Assistência e Atenção Farmacêutica - Histórico, Conceitos e embasamento legal
 
Atendente de Farmácia - Classificação dos Fármacos
Atendente de Farmácia - Classificação dos FármacosAtendente de Farmácia - Classificação dos Fármacos
Atendente de Farmácia - Classificação dos Fármacos
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
Introdução à Farmacologia
Introdução à FarmacologiaIntrodução à Farmacologia
Introdução à Farmacologia
 
7ª aula classes de medicamentos
7ª aula   classes de medicamentos7ª aula   classes de medicamentos
7ª aula classes de medicamentos
 
Farmacologia Clínica dos MIPS
Farmacologia Clínica dos MIPSFarmacologia Clínica dos MIPS
Farmacologia Clínica dos MIPS
 
Introdução à farmacologia
Introdução à farmacologiaIntrodução à farmacologia
Introdução à farmacologia
 
Medicamento Isento de Prescrição - Palestra Crf
Medicamento Isento de Prescrição -   Palestra CrfMedicamento Isento de Prescrição -   Palestra Crf
Medicamento Isento de Prescrição - Palestra Crf
 
Assistencia farmaceutica e a anvisa
Assistencia farmaceutica e a anvisaAssistencia farmaceutica e a anvisa
Assistencia farmaceutica e a anvisa
 
Eventos adversos a medicamentos
Eventos adversos a medicamentosEventos adversos a medicamentos
Eventos adversos a medicamentos
 
Farmacodinâmica
FarmacodinâmicaFarmacodinâmica
Farmacodinâmica
 
Farmacologia aula-1
Farmacologia aula-1Farmacologia aula-1
Farmacologia aula-1
 
Aula 1 - AF
Aula 1 - AFAula 1 - AF
Aula 1 - AF
 
INTERAÇ
INTERAÇINTERAÇ
INTERAÇ
 
Aula 2 prm
Aula 2   prmAula 2   prm
Aula 2 prm
 
Medicamentos
MedicamentosMedicamentos
Medicamentos
 
Introdução a farmacologia (tec. enfermagem)
Introdução a farmacologia (tec. enfermagem)Introdução a farmacologia (tec. enfermagem)
Introdução a farmacologia (tec. enfermagem)
 
Farmacodinâmica
FarmacodinâmicaFarmacodinâmica
Farmacodinâmica
 
Atendente de Farmacia
Atendente de FarmaciaAtendente de Farmacia
Atendente de Farmacia
 
Ciclo da assistência farmacêutica1
Ciclo da assistência farmacêutica1Ciclo da assistência farmacêutica1
Ciclo da assistência farmacêutica1
 

Destaque

Proposta consenso atencao_farmaceutica
Proposta consenso atencao_farmaceuticaProposta consenso atencao_farmaceutica
Proposta consenso atencao_farmaceuticafernandayasmin
 
O farmacêutico na assistência farmacêutica do sus
O farmacêutico na assistência farmacêutica do susO farmacêutico na assistência farmacêutica do sus
O farmacêutico na assistência farmacêutica do susDESENVOLVA CONSULTORIA
 
Componente especializado da assistência farmacêutica (1)
Componente especializado da assistência farmacêutica (1)Componente especializado da assistência farmacêutica (1)
Componente especializado da assistência farmacêutica (1)Giovanni Oliveira
 
Módulo farmácia dispensação de medicamentos
Módulo farmácia   dispensação de medicamentosMódulo farmácia   dispensação de medicamentos
Módulo farmácia dispensação de medicamentosLeonardo Alves
 
A geometria das embalagens
A geometria das embalagensA geometria das embalagens
A geometria das embalagensgaussufflante
 
Programa de Atenção Farmacêutica
Programa de Atenção FarmacêuticaPrograma de Atenção Farmacêutica
Programa de Atenção Farmacêuticagislaynev
 
Embalagem dos produtos
Embalagem dos produtosEmbalagem dos produtos
Embalagem dos produtostiaguinho1
 
Perspectivas Futuras para a profissão farmacêutica no Brasil
Perspectivas Futuras para a profissão farmacêutica no BrasilPerspectivas Futuras para a profissão farmacêutica no Brasil
Perspectivas Futuras para a profissão farmacêutica no BrasilMarcelo Polacow Bisson
 
Manual de Prescrição Médica
Manual de Prescrição MédicaManual de Prescrição Médica
Manual de Prescrição MédicaFlávia Salame
 
Entendendo a Assistência Farmacêutica no Brasil
Entendendo a Assistência Farmacêutica no BrasilEntendendo a Assistência Farmacêutica no Brasil
Entendendo a Assistência Farmacêutica no BrasilThalles Peixoto
 
Embalagens de Alimentos
Embalagens de AlimentosEmbalagens de Alimentos
Embalagens de AlimentosMilton Marcelo
 
Introduã‡ãƒo sete dispensaã‡ã•es
Introduã‡ãƒo   sete dispensaã‡ã•esIntroduã‡ãƒo   sete dispensaã‡ã•es
Introduã‡ãƒo sete dispensaã‡ã•esWilson Araújo
 
Atuação clínica do farmacêutico - Congresso Riopharma 2015
Atuação clínica do farmacêutico - Congresso Riopharma 2015Atuação clínica do farmacêutico - Congresso Riopharma 2015
Atuação clínica do farmacêutico - Congresso Riopharma 2015Cassyano Correr
 

Destaque (20)

Atenção farmacêutica aula i
Atenção farmacêutica    aula iAtenção farmacêutica    aula i
Atenção farmacêutica aula i
 
Proposta consenso atencao_farmaceutica
Proposta consenso atencao_farmaceuticaProposta consenso atencao_farmaceutica
Proposta consenso atencao_farmaceutica
 
Cartilha Entendendo O Sus 2007
Cartilha Entendendo O Sus 2007Cartilha Entendendo O Sus 2007
Cartilha Entendendo O Sus 2007
 
O farmacêutico na assistência farmacêutica do sus
O farmacêutico na assistência farmacêutica do susO farmacêutico na assistência farmacêutica do sus
O farmacêutico na assistência farmacêutica do sus
 
Componente especializado da assistência farmacêutica (1)
Componente especializado da assistência farmacêutica (1)Componente especializado da assistência farmacêutica (1)
Componente especializado da assistência farmacêutica (1)
 
Embalagem
EmbalagemEmbalagem
Embalagem
 
“Assistência Farmacêutica No Sus”. Renata Macedo.
“Assistência Farmacêutica No Sus”. Renata Macedo.“Assistência Farmacêutica No Sus”. Renata Macedo.
“Assistência Farmacêutica No Sus”. Renata Macedo.
 
Módulo farmácia dispensação de medicamentos
Módulo farmácia   dispensação de medicamentosMódulo farmácia   dispensação de medicamentos
Módulo farmácia dispensação de medicamentos
 
A geometria das embalagens
A geometria das embalagensA geometria das embalagens
A geometria das embalagens
 
Embalagem para alimentos
Embalagem para alimentosEmbalagem para alimentos
Embalagem para alimentos
 
Programa de Atenção Farmacêutica
Programa de Atenção FarmacêuticaPrograma de Atenção Farmacêutica
Programa de Atenção Farmacêutica
 
Embalagens
EmbalagensEmbalagens
Embalagens
 
Embalagem dos produtos
Embalagem dos produtosEmbalagem dos produtos
Embalagem dos produtos
 
Perspectivas Futuras para a profissão farmacêutica no Brasil
Perspectivas Futuras para a profissão farmacêutica no BrasilPerspectivas Futuras para a profissão farmacêutica no Brasil
Perspectivas Futuras para a profissão farmacêutica no Brasil
 
Manual de Prescrição Médica
Manual de Prescrição MédicaManual de Prescrição Médica
Manual de Prescrição Médica
 
Entendendo a Assistência Farmacêutica no Brasil
Entendendo a Assistência Farmacêutica no BrasilEntendendo a Assistência Farmacêutica no Brasil
Entendendo a Assistência Farmacêutica no Brasil
 
Embalagens de Alimentos
Embalagens de AlimentosEmbalagens de Alimentos
Embalagens de Alimentos
 
Introduã‡ãƒo sete dispensaã‡ã•es
Introduã‡ãƒo   sete dispensaã‡ã•esIntroduã‡ãƒo   sete dispensaã‡ã•es
Introduã‡ãƒo sete dispensaã‡ã•es
 
Rdc 44-2010 - Antibioticos
Rdc 44-2010  -  AntibioticosRdc 44-2010  -  Antibioticos
Rdc 44-2010 - Antibioticos
 
Atuação clínica do farmacêutico - Congresso Riopharma 2015
Atuação clínica do farmacêutico - Congresso Riopharma 2015Atuação clínica do farmacêutico - Congresso Riopharma 2015
Atuação clínica do farmacêutico - Congresso Riopharma 2015
 

Semelhante a Atenção farmacêutica

atenofarmacutica-111020152517-phpapp01.pdf
atenofarmacutica-111020152517-phpapp01.pdfatenofarmacutica-111020152517-phpapp01.pdf
atenofarmacutica-111020152517-phpapp01.pdfProfYasminBlanco
 
atenofarmacutica-111020152517-phpapp01.pptx
atenofarmacutica-111020152517-phpapp01.pptxatenofarmacutica-111020152517-phpapp01.pptx
atenofarmacutica-111020152517-phpapp01.pptxProfYasminBlanco
 
atencao-farmaceutica farmacia clinica.pdf
atencao-farmaceutica farmacia clinica.pdfatencao-farmaceutica farmacia clinica.pdf
atencao-farmaceutica farmacia clinica.pdfNaidilene Aguilar
 
Farmácia Clínica como iniciar a fazer .
Farmácia Clínica como iniciar a fazer .Farmácia Clínica como iniciar a fazer .
Farmácia Clínica como iniciar a fazer .OdilonCalian1
 
Dia do farmacêutico
Dia do farmacêuticoDia do farmacêutico
Dia do farmacêuticoBruno Pereira
 
Atenção Farmacêutica e Farmácia Clínica em cronologia
Atenção Farmacêutica e Farmácia Clínica em cronologiaAtenção Farmacêutica e Farmácia Clínica em cronologia
Atenção Farmacêutica e Farmácia Clínica em cronologiafarmwaine
 
Ciclo da Assistência Farmacêutica.pptx
Ciclo da Assistência Farmacêutica.pptxCiclo da Assistência Farmacêutica.pptx
Ciclo da Assistência Farmacêutica.pptxRitaViviane
 
Método Clínico para Atenção Farmacêutica
Método Clínico para Atenção FarmacêuticaMétodo Clínico para Atenção Farmacêutica
Método Clínico para Atenção FarmacêuticaBruna Bernardi
 
metodo clinicopara atencao farmaceutica
 metodo clinicopara atencao farmaceutica metodo clinicopara atencao farmaceutica
metodo clinicopara atencao farmaceuticaARNON ANDRADE
 
10 atendente de farmácia (dispensação de farmacia)
10   atendente de farmácia (dispensação de farmacia)10   atendente de farmácia (dispensação de farmacia)
10 atendente de farmácia (dispensação de farmacia)Elizeu Ferro
 
Atenção farmacêutica a grupos de risco
Atenção farmacêutica a grupos de riscoAtenção farmacêutica a grupos de risco
Atenção farmacêutica a grupos de riscoNemesio Silva
 
Assistencia farmaceutica
Assistencia farmaceuticaAssistencia farmaceutica
Assistencia farmaceuticajlpgemeinder
 
Reconciliacao-medicamentosa farmacia-ppt.ppt
Reconciliacao-medicamentosa farmacia-ppt.pptReconciliacao-medicamentosa farmacia-ppt.ppt
Reconciliacao-medicamentosa farmacia-ppt.pptOdilonCalian1
 
atenofarmacutica-aulai-121219111500-phpapp02.pptx
atenofarmacutica-aulai-121219111500-phpapp02.pptxatenofarmacutica-aulai-121219111500-phpapp02.pptx
atenofarmacutica-aulai-121219111500-phpapp02.pptxAlineRibeiro648347
 
atenofarmacutica-aulai-121219111500-phpapp02.pptx
atenofarmacutica-aulai-121219111500-phpapp02.pptxatenofarmacutica-aulai-121219111500-phpapp02.pptx
atenofarmacutica-aulai-121219111500-phpapp02.pptxAlineRibeiro648347
 
Palestra farma&farma 2012
Palestra farma&farma 2012Palestra farma&farma 2012
Palestra farma&farma 2012farmaefarma
 
Atendimento de Prescrição Médica numa Farmácia
Atendimento de Prescrição Médica numa FarmáciaAtendimento de Prescrição Médica numa Farmácia
Atendimento de Prescrição Médica numa FarmáciadmlsnMgrllDpShyn
 
Assistência Clínica na Farmacoterapia Antineoplásica Oral: uma experiência pr...
Assistência Clínica na Farmacoterapia Antineoplásica Oral: uma experiência pr...Assistência Clínica na Farmacoterapia Antineoplásica Oral: uma experiência pr...
Assistência Clínica na Farmacoterapia Antineoplásica Oral: uma experiência pr...martinsfmf
 

Semelhante a Atenção farmacêutica (20)

atenofarmacutica-111020152517-phpapp01.pdf
atenofarmacutica-111020152517-phpapp01.pdfatenofarmacutica-111020152517-phpapp01.pdf
atenofarmacutica-111020152517-phpapp01.pdf
 
atenofarmacutica-111020152517-phpapp01.pptx
atenofarmacutica-111020152517-phpapp01.pptxatenofarmacutica-111020152517-phpapp01.pptx
atenofarmacutica-111020152517-phpapp01.pptx
 
Conceitos de Atenção Farmacêutica
Conceitos de  Atenção FarmacêuticaConceitos de  Atenção Farmacêutica
Conceitos de Atenção Farmacêutica
 
Farmacoté..
Farmacoté..Farmacoté..
Farmacoté..
 
atencao-farmaceutica farmacia clinica.pdf
atencao-farmaceutica farmacia clinica.pdfatencao-farmaceutica farmacia clinica.pdf
atencao-farmaceutica farmacia clinica.pdf
 
Farmácia Clínica como iniciar a fazer .
Farmácia Clínica como iniciar a fazer .Farmácia Clínica como iniciar a fazer .
Farmácia Clínica como iniciar a fazer .
 
Dia do farmacêutico
Dia do farmacêuticoDia do farmacêutico
Dia do farmacêutico
 
Atenção Farmacêutica e Farmácia Clínica em cronologia
Atenção Farmacêutica e Farmácia Clínica em cronologiaAtenção Farmacêutica e Farmácia Clínica em cronologia
Atenção Farmacêutica e Farmácia Clínica em cronologia
 
Ciclo da Assistência Farmacêutica.pptx
Ciclo da Assistência Farmacêutica.pptxCiclo da Assistência Farmacêutica.pptx
Ciclo da Assistência Farmacêutica.pptx
 
Método Clínico para Atenção Farmacêutica
Método Clínico para Atenção FarmacêuticaMétodo Clínico para Atenção Farmacêutica
Método Clínico para Atenção Farmacêutica
 
metodo clinicopara atencao farmaceutica
 metodo clinicopara atencao farmaceutica metodo clinicopara atencao farmaceutica
metodo clinicopara atencao farmaceutica
 
10 atendente de farmácia (dispensação de farmacia)
10   atendente de farmácia (dispensação de farmacia)10   atendente de farmácia (dispensação de farmacia)
10 atendente de farmácia (dispensação de farmacia)
 
Atenção farmacêutica a grupos de risco
Atenção farmacêutica a grupos de riscoAtenção farmacêutica a grupos de risco
Atenção farmacêutica a grupos de risco
 
Assistencia farmaceutica
Assistencia farmaceuticaAssistencia farmaceutica
Assistencia farmaceutica
 
Reconciliacao-medicamentosa farmacia-ppt.ppt
Reconciliacao-medicamentosa farmacia-ppt.pptReconciliacao-medicamentosa farmacia-ppt.ppt
Reconciliacao-medicamentosa farmacia-ppt.ppt
 
atenofarmacutica-aulai-121219111500-phpapp02.pptx
atenofarmacutica-aulai-121219111500-phpapp02.pptxatenofarmacutica-aulai-121219111500-phpapp02.pptx
atenofarmacutica-aulai-121219111500-phpapp02.pptx
 
atenofarmacutica-aulai-121219111500-phpapp02.pptx
atenofarmacutica-aulai-121219111500-phpapp02.pptxatenofarmacutica-aulai-121219111500-phpapp02.pptx
atenofarmacutica-aulai-121219111500-phpapp02.pptx
 
Palestra farma&farma 2012
Palestra farma&farma 2012Palestra farma&farma 2012
Palestra farma&farma 2012
 
Atendimento de Prescrição Médica numa Farmácia
Atendimento de Prescrição Médica numa FarmáciaAtendimento de Prescrição Médica numa Farmácia
Atendimento de Prescrição Médica numa Farmácia
 
Assistência Clínica na Farmacoterapia Antineoplásica Oral: uma experiência pr...
Assistência Clínica na Farmacoterapia Antineoplásica Oral: uma experiência pr...Assistência Clínica na Farmacoterapia Antineoplásica Oral: uma experiência pr...
Assistência Clínica na Farmacoterapia Antineoplásica Oral: uma experiência pr...
 

Mais de Aline Maria Sá Nascimento (11)

Uso indiscriminado de medicamentos
Uso indiscriminado de medicamentosUso indiscriminado de medicamentos
Uso indiscriminado de medicamentos
 
Indiscriminate use of medicines
Indiscriminate use of medicinesIndiscriminate use of medicines
Indiscriminate use of medicines
 
Tabagismo
TabagismoTabagismo
Tabagismo
 
Medicamentos e amamentação
Medicamentos e amamentaçãoMedicamentos e amamentação
Medicamentos e amamentação
 
Torcicolo (cervicalgia)
Torcicolo (cervicalgia)Torcicolo (cervicalgia)
Torcicolo (cervicalgia)
 
Hiperplasia prostática benigna
Hiperplasia prostática benignaHiperplasia prostática benigna
Hiperplasia prostática benigna
 
Intolerância ao glúten
Intolerância ao glútenIntolerância ao glúten
Intolerância ao glúten
 
Aftas
AftasAftas
Aftas
 
Asma
AsmaAsma
Asma
 
Rinite alérgica
Rinite alérgicaRinite alérgica
Rinite alérgica
 
Acne
AcneAcne
Acne
 

Atenção farmacêutica

  • 1. ATENÇÃO FARMACÊUTICA
  • 2. ATENÇÃO FARMACÊUTICA “ Atenção Farmacêutica é um conceito de prática profissional na qual o paciente é o principal beneficiário das ações do farmacêutico. Atenção Farmacêutica é o compêndio das atitudes, os comportamentos, os compromissos, as inquietudes, os valores éticos, as funções, os conhecimentos, as responsabilidades e as habilidades do farmacêutico na prestação da farmacoterapia como objetivo de obter resultados terapêuticos definidos na saúde e na qualidade de vida do paciente”. OMS,1993
  • 3. FARMACOTERAPIA SEGURA • Reconhecimento dos sinais e sintomas e identificação precisa da enfermidade; • Medicamentos seguros e efetivos; • Prescrição apropriada com objetivos explícitos; • Dispensação orientada ao paciente; • Participação do paciente na atenção; • Detecção dos problemas e resolução; • Sistemas de documentação e comunicação; • Gestão de funcionamento do sistema e de produtos.
  • 4. ATENÇÃO FARMACÊUTICA Elementos Indispensáveis • Ser realizada por um farmacêutico; • Cumprir os requisitos da legislação vigente quanto a exigência da receita médica; • Requer a disponibilidade de procedimentos normatizados de trabalho para a entrevista, tomada de decisões e informação ao usuário; • Requer a disponibilidade de protocolos e guias para o caso de indicação terapêutica; • Registrar e documentar todas as atividades realizadas; • Fomentar a comunicação com outros profissionais de saúde.
  • 5. Papéis e responsabilidades do futuro farmacêutico (farmacêutico 7 estrelas) Vancouver, 1997 • Prestador de serviços; • Decisor; • Comunicador; • Líder; • Gerente; • Aprendiz permanente; • Educador. BOAS PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO FARMACÊUTICA BPEF (FIP, 2000)
  • 6. PHARMACEUTICAL CARE “ Provisão responsável do tratamento farmacológico como propósito de alcançar resultados concretos que melhorem a qualidade de vida do paciente.Estes resultados são: 1)cura de uma enfermidade; 2)eliminação ou redução de sintomas do paciente; 3)interrupção ou retardamento do processo patológico, ou prevenção de uma enfermidade ou de um sintoma”. Hepler y Strand, 1990
  • 7. ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA “ Grupo de atividades relacionadas como medicamento, destinadas a apoiar as ações de saúde de mandadas por uma comunidade. Envolve o abastecimento de medicamentos em todas e em cada uma de suas etapas constitutivas, a conservação e controle de qualidade,a segurança e a eficácia terapêutica dos medicamentos,o acompanhamento e a avaliação da utilização, a obtenção e a difusão de informação sobre medicamentos e a educação permanente dos profissionais de saúde, do paciente e da comunidade para assegurar o uso racional de medicamentos” Portaria 3.916/98 -MS
  • 8. SERVIÇOS FARMACÊUTICOS • Dispensação Ativa; • Formulação Magistral; • Consulta Farmacêutica; • Educação Sanitária; • Uso Racional de medicamentos; • Farmacovigilância; • Seguimento Farmacoterapêutico.
  • 9. SEGUIMENTO FARMACOTERAPÊUTICO • Prática profissional; • Farmacêutico se responsabiliza pelas necessidades do paciente relacionadas com os medicamentos; • Detectar, prevenir e resolver problemas relacionados a medicamentos (PRM); • Contínuo, sistematizado e documentado; • Colaborando com o paciente e com o resto da equipe de saúde; • Alcançar resultados concretos que melhorem a qualidade de vida dos pacientes. Espanha, 2001
  • 10. AVALIAÇÃO DA PRESCRIÇÃO RDC 44, 2009 Art. 44 : O farmacêutico deverá avaliar as receitas, observando os seguintes itens: I -legibilidade e ausência de rasuras e emendas; II -identificação do usuário; III -identificação do medicamento, concentração, dosagem, forma farmacêutica e quantidade; IV -modo de usar ou posologia; V -duração do tratamento; VI -local e data da emissão; VII -assinatura e identificação do prescritor com o número de registro no respectivo conselho profissional.
  • 11. DISPENSAÇÃO DO MEDICAMENTOS: I – Conferir o nome completo do paciente de acordo com a prescrição e com o solicitante; II – Conferir se o medicamento manipulado corresponde ao prescrito; III – Verificar o aspecto do medicamento, embalagem e rotulagem; IV – Verificar se a validade é compatível com o tempo proposto de utilização; V – Orientar sobre como conservar o medicamento
  • 12. PROBLEMA RELACIONADO COM MEDICAMENTOS (PRM) “ É um problema de saúde,vinculado com a farmacoterapia e que interfere ou pode interferir com os resultados esperados de saúde nesse paciente”. (Consenso de Granada, 1998 )
  • 13. O PROBLEMA DO USO IRRACIONAL Estima-se que : • até 75% dos antibióticos são prescritos inapropriadamente; • somente 50% dos pacientes, em média, tomam seus medicamentos corretamente; • cresce constantemente a resistência da maioria dos germes causadores de enfermidades infecciosas prevalentes; • a metade dos consumidores compram medicamentos para tratamento de um só dia. ( 1) Brundtland Gro Harlem. Global partnerships for health. WHO Drug Information Vol 13 N. 2, 1999.
  • 14. Compilação: Aline Maria Sá Nascimento Farmacêutica bíoquimica Pós graduada em Farmácia