O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Atenção farmacêutica

4.519 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

Atenção farmacêutica

  1. 1. ATENÇÃO FARMACÊUTICA
  2. 2. ATENÇÃO FARMACÊUTICA “ Atenção Farmacêutica é um conceito de prática profissional na qual o paciente é o principal beneficiário das ações do farmacêutico. Atenção Farmacêutica é o compêndio das atitudes, os comportamentos, os compromissos, as inquietudes, os valores éticos, as funções, os conhecimentos, as responsabilidades e as habilidades do farmacêutico na prestação da farmacoterapia como objetivo de obter resultados terapêuticos definidos na saúde e na qualidade de vida do paciente”. OMS,1993
  3. 3. FARMACOTERAPIA SEGURA • Reconhecimento dos sinais e sintomas e identificação precisa da enfermidade; • Medicamentos seguros e efetivos; • Prescrição apropriada com objetivos explícitos; • Dispensação orientada ao paciente; • Participação do paciente na atenção; • Detecção dos problemas e resolução; • Sistemas de documentação e comunicação; • Gestão de funcionamento do sistema e de produtos.
  4. 4. ATENÇÃO FARMACÊUTICA Elementos Indispensáveis • Ser realizada por um farmacêutico; • Cumprir os requisitos da legislação vigente quanto a exigência da receita médica; • Requer a disponibilidade de procedimentos normatizados de trabalho para a entrevista, tomada de decisões e informação ao usuário; • Requer a disponibilidade de protocolos e guias para o caso de indicação terapêutica; • Registrar e documentar todas as atividades realizadas; • Fomentar a comunicação com outros profissionais de saúde.
  5. 5. Papéis e responsabilidades do futuro farmacêutico (farmacêutico 7 estrelas) Vancouver, 1997 • Prestador de serviços; • Decisor; • Comunicador; • Líder; • Gerente; • Aprendiz permanente; • Educador. BOAS PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO FARMACÊUTICA BPEF (FIP, 2000)
  6. 6. PHARMACEUTICAL CARE “ Provisão responsável do tratamento farmacológico como propósito de alcançar resultados concretos que melhorem a qualidade de vida do paciente.Estes resultados são: 1)cura de uma enfermidade; 2)eliminação ou redução de sintomas do paciente; 3)interrupção ou retardamento do processo patológico, ou prevenção de uma enfermidade ou de um sintoma”. Hepler y Strand, 1990
  7. 7. ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA “ Grupo de atividades relacionadas como medicamento, destinadas a apoiar as ações de saúde de mandadas por uma comunidade. Envolve o abastecimento de medicamentos em todas e em cada uma de suas etapas constitutivas, a conservação e controle de qualidade,a segurança e a eficácia terapêutica dos medicamentos,o acompanhamento e a avaliação da utilização, a obtenção e a difusão de informação sobre medicamentos e a educação permanente dos profissionais de saúde, do paciente e da comunidade para assegurar o uso racional de medicamentos” Portaria 3.916/98 -MS
  8. 8. SERVIÇOS FARMACÊUTICOS • Dispensação Ativa; • Formulação Magistral; • Consulta Farmacêutica; • Educação Sanitária; • Uso Racional de medicamentos; • Farmacovigilância; • Seguimento Farmacoterapêutico.
  9. 9. SEGUIMENTO FARMACOTERAPÊUTICO • Prática profissional; • Farmacêutico se responsabiliza pelas necessidades do paciente relacionadas com os medicamentos; • Detectar, prevenir e resolver problemas relacionados a medicamentos (PRM); • Contínuo, sistematizado e documentado; • Colaborando com o paciente e com o resto da equipe de saúde; • Alcançar resultados concretos que melhorem a qualidade de vida dos pacientes. Espanha, 2001
  10. 10. AVALIAÇÃO DA PRESCRIÇÃO RDC 44, 2009 Art. 44 : O farmacêutico deverá avaliar as receitas, observando os seguintes itens: I -legibilidade e ausência de rasuras e emendas; II -identificação do usuário; III -identificação do medicamento, concentração, dosagem, forma farmacêutica e quantidade; IV -modo de usar ou posologia; V -duração do tratamento; VI -local e data da emissão; VII -assinatura e identificação do prescritor com o número de registro no respectivo conselho profissional.
  11. 11. DISPENSAÇÃO DO MEDICAMENTOS: I – Conferir o nome completo do paciente de acordo com a prescrição e com o solicitante; II – Conferir se o medicamento manipulado corresponde ao prescrito; III – Verificar o aspecto do medicamento, embalagem e rotulagem; IV – Verificar se a validade é compatível com o tempo proposto de utilização; V – Orientar sobre como conservar o medicamento
  12. 12. PROBLEMA RELACIONADO COM MEDICAMENTOS (PRM) “ É um problema de saúde,vinculado com a farmacoterapia e que interfere ou pode interferir com os resultados esperados de saúde nesse paciente”. (Consenso de Granada, 1998 )
  13. 13. O PROBLEMA DO USO IRRACIONAL Estima-se que : • até 75% dos antibióticos são prescritos inapropriadamente; • somente 50% dos pacientes, em média, tomam seus medicamentos corretamente; • cresce constantemente a resistência da maioria dos germes causadores de enfermidades infecciosas prevalentes; • a metade dos consumidores compram medicamentos para tratamento de um só dia. ( 1) Brundtland Gro Harlem. Global partnerships for health. WHO Drug Information Vol 13 N. 2, 1999.
  14. 14. Compilação: Aline Maria Sá Nascimento Farmacêutica bíoquimica Pós graduada em Farmácia

×