Busca de Anterioridade: A PatenteBusca de Anterioridade: A Patente
como Fonte de Informaçãocomo Fonte de Informação
Tecnol...
Thomas EdisonThomas Edison
O que faz essa pessoa
especial?
A genialidade de uma
invenção?
Ou o sucesso comercial de
suas outras 1092 patentes?
** ThomasThomas Alva Edison é considerado um dos maiores inventoresAlva Edison é considerado um dos maiores inventores
de ...
Busca de Anterioridade: A PatenteBusca de Anterioridade: A Patente
como Fonte de Informaçãocomo Fonte de Informação
Tecnol...
Propriedade Industrial:Propriedade Industrial:
Marcas, Patentes, Desenhos, Modelos deMarcas, Patentes, Desenhos, Modelos d...
O que é uma patente ?O que é uma patente ?
Título de propriedadeTítulo de propriedade
concedido pelo Estadoconcedido pelo ...
PaísPaís
1.- Estados Unidos 51.207
2.- Japão 43.660
3.- Alemanha 18.855
4.- China 18.627
5.- Coreia do Sul 11.848
Países c...
Origem das 100 maioresOrigem das 100 maiores
drogasdrogas
IndústriaIndústria
UniversidadeUniversidade
1%1%IndústriaIndústr...
HIV / AIDSHIV / AIDS 7979
Mal de AlzheimerMal de Alzheimer 1919
DepressãoDepressão 1313
DiabetesDiabetes 1919
Medicamentos...
1212
Patente de InvençãoPatente de Invenção
É patenteável aÉ patenteável a
invenção queinvenção que
atenda aosatenda aos
requis...
Patente de InvençãoPatente de Invenção
Qualquer concepção nova, sejamQualquer concepção nova, sejam
produtos ou processos,...
Modelo de UtilidadeModelo de Utilidade
ObjetoObjeto de uso prático, ou partede uso prático, ou parte
deste, suscetível de ...
Modelo de UtilidadeModelo de Utilidade
1616
PI9903113 transformado em MU7903331PI9903113 transformado em MU7903331
11 –– M...
Modelo de UtilidadeModelo de Utilidade
É patenteável comoÉ patenteável como
modelo de utilidade omodelo de utilidade o
obj...
Desenho IndustrialDesenho Industrial
Forma plásticaForma plástica
ornamental de umornamental de um
objeto ou o conjuntoobj...
DI ou MU ?DI ou MU ?
Se objeto cumpreSe objeto cumpre
essencialmente umaessencialmente uma
função ornamentalfunção ornamen...
PatentesPatentes
INFORMAÇÃO
TECNOLÓGICA
PROTEÇÃO DAS
INOVAÇÕES
Uso de informação patentária
2020
TECNOLÓGICA INOVAÇÕES
• S...
Vantagens da Utilização do Documento
de Patente como Fonte de Informação
Conteúdo: suficiente para que um
profissional da ...
Estudo feito na Alemanha concluiu que poderiam
ser economizados 30% dos custos de P&D, se
usada informação técnica disponí...
AA proteção dos Direitos dedos Direitos de
Propriedade Intelectual atraves da LeiPropriedade Intelectual atraves da Lei
de...
Dispendios empresariais em P&D no Brasil
2424
Um exemplo brasileiroUm exemplo brasileiro
Fiocruz pesquisa desde a década de 70Fiocruz pesquisa desde a década de 70
uma ...
Por que devo ter patente ?Por que devo ter patente ?
Garantia de mercadoGarantia de mercado
Reduzir incerteza deReduzir in...
Valor da InformaçãoValor da Informação
-- Crescimento anual de 600 milCrescimento anual de 600 mil
documentos de patentes ...
Levantamento de capacitação tecnológica com
identificação de técnicas específicas;
Levantamento das tecnologias em nível m...
PatentesPatentes
Relatório de Busca
LEVANTAMENTO DO ESTADO DA TÉCNICA
Título da invenção:
Resumo da Invenção:
Diagrama da ...
PatentesPatentes
Classificação de documentos para efeitos de análise de
patenteabilidade
X = Documento de particular relev...
•Investigação prévia de patenteabilidade - Busca
prévia realizada ou solicitada pelo depositante para
investigar a novidad...
Objetivos da Busca
• Pesquisa e Desenvolvimento - Avaliação do
estado da arte de uma tecnologia, possibilitando
que sejam ...
ESTRATÉGIA DE BUSCA
1- Uso de palavras chave representativas da
técnica a ser buscada, selecionadas a partir
do diagrama d...
Limitação da Busca
A principal limitação da busca é a fase de
sigilo dos documentos. Qualquer base de
dados ou ferramenta ...
CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL
DE PATENTES
• FINALIDADES:
• Criar uma ferramenta de busca e recuperação
de documentos de pate...
CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL
DE PATENTES
• Estrutura Atual:
• 8 Seções:
• 21 Subseções
• 120 Classes
• 628 Subclasses
• 69....
CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL
DE PATENTES
• Acesso à IPC pela internet;
• 8 Seções:
• 21 Subseções• 21 Subseções
• 120 Class...
SUBGRUPOS - Exemplos
Grupo principal:
• A61K35/00 – Preparações medicinais contendo
materiais de constituição indeterminad...
CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL
DE PATENTES
Autor: Maria Isabel de Oliveira Penteado
CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL
DE PATENTES
Autor: Maria Isabel de Oliveira Penteado
• Exemplo 1: Dois
Descrição de matéria com
mais de uma característica
essencial diferente :
possibilidade de
classificação...
Busca préviaBusca prévia
http:spie.orghttp:spie.orgwww.disclosures.ip.comwww.disclosures.ip.comwww.surfIp.gov.sgwww.surfIp...
PatentesPatentes
• Base de Patentes do INPI - www.inpi.gov.br
• restrita a documentos depositados no Brasil e com data
de publicação a part...
PatentesPatentes
Escritório Europeu de Patentes – ep.espacenet.com
Acesso a dados bibliográficos de documentos do
escritório europeu e de m...
Busca de Patentes
Exemplos de outras ferramentas que podem ser
usadas em estudos de prospecção tecnológica, no
tratamento ...
COMPETITIVIDADE?
5858
Competência EstratégicaCompetência Estratégica
Conjunto de habilidades e tecnologias queConjunto de habilidades e tecnolog...
Competência EstratégicaCompetência Estratégica
Toda empresa, seja de que porte for, podeToda empresa, seja de que porte fo...
Perfil da empresa e
de suas Unidades
Estratégicas de
Negócios (UEN)
Mudanças políticas,
sócio-econômicas noEvolução
Evoluç...
Formulação de estratégiasFormulação de estratégias
Sobrevivência
no mercado
Estratégias daInformações
Alto grau de Inovaçã...
Inovação
=
Idéia
+
Implementação
+
Resultados
O que é inovação?
Invenção não é
inovação!
Valor
É a idéia colocada em
práti...
RESULTADOS
Por que Inovar?
TEMPO
Nascimento
Crescimento
Maturidade
Declínio
Ciclo de vidaCiclo de vida
dos produtosdos pro...
Dados Análise Relatórios de
inteligência
Análise das informações
6565
É um processo sistemático que
transforma bits e partes de
informações competitivas em
conhecimento estratégico
Inteligênci...
Inteligência Competitiva
É um processo sistemático que compreende a organização e análise
das necessidades dos clientes po...
Inteligência como suporte à EstratégiaInteligência como suporte à Estratégia
Entendendo o macroEntendendo o macro--ambient...
Nível 1Nível 1
Níveis de Atuação de IC na EmpresaNíveis de Atuação de IC na Empresa
Estratégico
Associado ao PEI
Identific...
Gestão das idéias
Gestão de projetos
priorização
Coleta
Classificação
Priorização
Recompensas
Produtos
Processos
Não-tecno...
Fluxo do processo decisório para projetos de inovação
ICICIC
Nível 2Nível 2
Captação e registro
das idéias
Priorização
(1o...
Uma idéia não é necessariamente igual a uma oportunidade de negócios!!Uma idéia não é necessariamente igual a uma oportuni...
7373
•1 "Mark Nowotarski, "Do not Steal My Avatar! Challenges of Social Network Patents, IP Watchdog, January 23, 2011". I...
Quando se fala em inovação, logo vem à mente grandes mudanças,
descobertas sensacionais, pessoas altamente criativas, que ...
LEMBRELEMBRE--SE!!!SE!!!
Ao amanhecer na ÁfricaAo amanhecer na África
desperta uma lebre. Eladesperta uma lebre. Ela
sabe ...
Abreu, A.F.; Coral, E.; Ogliari, A.
Gestão Integrada da Inovação.
São Paulo, Atlas, 2008
NUGINDE
INOVACAO
PROCESSONUGIN
IN...
Prof. Pedro Felipe de Abreu, Ph.DProf. Pedro Felipe de Abreu, Ph.D
Coordenador deCoordenador de InfraInfra--estruturaestru...
Propriedade intelectual busca anterioridade e informação competitiva
Propriedade intelectual busca anterioridade e informação competitiva
Propriedade intelectual busca anterioridade e informação competitiva
Propriedade intelectual busca anterioridade e informação competitiva
Propriedade intelectual busca anterioridade e informação competitiva
Propriedade intelectual busca anterioridade e informação competitiva
Propriedade intelectual busca anterioridade e informação competitiva
Propriedade intelectual busca anterioridade e informação competitiva
Propriedade intelectual busca anterioridade e informação competitiva
Propriedade intelectual busca anterioridade e informação competitiva
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Propriedade intelectual busca anterioridade e informação competitiva

1.268 visualizações

Publicada em

Busca de Anterioridade para Patentes, Patentes com informação para competitividade, inteligência competitiva

Publicada em: Negócios
1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.268
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Propriedade intelectual busca anterioridade e informação competitiva

  1. 1. Busca de Anterioridade: A PatenteBusca de Anterioridade: A Patente como Fonte de Informaçãocomo Fonte de Informação Tecnológica e MercadológicaTecnológica e Mercadológica I Ciclo de Palestras CINTEC/NPII Ciclo de Palestras CINTEC/NPI Prof. Pedro Felipe de Abreu, Ph.DProf. Pedro Felipe de Abreu, Ph.D Coordenador deCoordenador de InfraInfra--estruturaestrutura –– COGEPLANCOGEPLAN Núcleo de Engenharia de ProduçãoNúcleo de Engenharia de Produção -- CCETCCET ProfaProfa Aline França de Abreu, Ph.DAline França de Abreu, Ph.D Assessoria ReitorAssessoria Reitor –– Inovação e Processos GerenciaisInovação e Processos Gerenciais -- COGEPLANCOGEPLAN Universidade Federal de SergipeUniversidade Federal de Sergipe 25 de Setembro de25 de Setembro de 20132013 11
  2. 2. Thomas EdisonThomas Edison O que faz essa pessoa especial?
  3. 3. A genialidade de uma invenção?
  4. 4. Ou o sucesso comercial de suas outras 1092 patentes?
  5. 5. ** ThomasThomas Alva Edison é considerado um dos maiores inventoresAlva Edison é considerado um dos maiores inventores de todos os temposde todos os tempos.. ** EleEle assina as patentes de nada menos que 1093 invenções,assina as patentes de nada menos que 1093 invenções, muitas delas históricas como a lâmpada elétrica, o projetor demuitas delas históricas como a lâmpada elétrica, o projetor de imagens, a pilha alcalinaimagens, a pilha alcalina,...,... ** EleEle identificava a oportunidade de negócios e montava gruposidentificava a oportunidade de negócios e montava grupos de trabalho dedicados a criar produtos inovadoresde trabalho dedicados a criar produtos inovadores..de trabalho dedicados a criar produtos inovadoresde trabalho dedicados a criar produtos inovadores.. ** SuaSua visão de futuro somada a capacidade que ele tinha paravisão de futuro somada a capacidade que ele tinha para mover mais de 1.000 funcionários na direção de seus objetivosmover mais de 1.000 funcionários na direção de seus objetivos fazem dele, indiscutivelmente, um homem de negócios genialfazem dele, indiscutivelmente, um homem de negócios genial.. * Muito mais que um inventor, um inovador.Muito mais que um inventor, um inovador.
  6. 6. Busca de Anterioridade: A PatenteBusca de Anterioridade: A Patente como Fonte de Informaçãocomo Fonte de Informação Tecnológica e MercadológicaTecnológica e Mercadológica I Ciclo de Palestras CINTEC/NPII Ciclo de Palestras CINTEC/NPI 1.1. O que é uma patente?O que é uma patente? 1.1. A patente como fonte de informação tecnológica e mercadológicaA patente como fonte de informação tecnológica e mercadológica 2.2. Busca de Anterioridade:Busca de Anterioridade: 1.1. Busca e Recuperação de documentos de PatenteBusca e Recuperação de documentos de Patente 2.2. Principais Bancos de Patentes (nacional e internacional)Principais Bancos de Patentes (nacional e internacional) 3.3. A patente e a sua importância para a estratégica competitivaA patente e a sua importância para a estratégica competitiva 66
  7. 7. Propriedade Industrial:Propriedade Industrial: Marcas, Patentes, Desenhos, Modelos deMarcas, Patentes, Desenhos, Modelos de Utilidade, Segredos de Negócio, Cultivares,Utilidade, Segredos de Negócio, Cultivares, Franquias, Direitos de ConcorrênciaFranquias, Direitos de Concorrência Direitos Autorais e Outros:Direitos Autorais e Outros: Segmentos da Propriedade Intelectual: Direitos Autorais e Outros:Direitos Autorais e Outros: Copyrights, Softwares, IndicaçõesCopyrights, Softwares, Indicações Geográficas, Transferências de Tecnologia,Geográficas, Transferências de Tecnologia, Direitos de Personalidade, DireitosDireitos de Personalidade, Direitos DesportivosDesportivos 77
  8. 8. O que é uma patente ?O que é uma patente ? Título de propriedadeTítulo de propriedade concedido pelo Estadoconcedido pelo Estado ao depositante de umao depositante de um pedido para que estepedido para que este exclua terceiros daexclua terceiros da 88 exclua terceiros daexclua terceiros da produção, uso ouprodução, uso ou importação, sem suaimportação, sem sua autorização, da matériaautorização, da matéria reivindicada.reivindicada. A Embraco é um exemplo de empresa que inicialmente absorvendo tecnologia estrangeira acabou desenvolvendo tecnologia própria e é hoje detentora de dezenas de patentes. Com fábricas no Brasil, Itália, China e Eslováquia seus produtos abastecem 25% do mercado mundial de compressores para refrigeração Autor: Prof. Antonio Carlos Souza de Abrantes
  9. 9. PaísPaís 1.- Estados Unidos 51.207 2.- Japão 43.660 3.- Alemanha 18.855 4.- China 18.627 5.- Coreia do Sul 11.848 Países com maior número de patentesPaíses com maior número de patentes 5.- Coreia do Sul 11.848 6.- França 7.739 7.- Reino Unido 4.895 8.- Suissa 4.194 9.- Holanda 3.992 10.- Suecia 3,.585 Fonte:Fonte: OMPI, 2012OMPI, 2012 99
  10. 10. Origem das 100 maioresOrigem das 100 maiores drogasdrogas IndústriaIndústria UniversidadeUniversidade 1%1%IndústriaIndústria PrivadaPrivada 99%99% 1%1% 1010
  11. 11. HIV / AIDSHIV / AIDS 7979 Mal de AlzheimerMal de Alzheimer 1919 DepressãoDepressão 1313 DiabetesDiabetes 1919 Medicamentos em DesenvolvimentoMedicamentos em Desenvolvimento 1111 DiabetesDiabetes 1919 Doenças GastrointestinaisDoenças Gastrointestinais 99 OsteoartriteOsteoartrite 88 OsteoporoseOsteoporose 1818 Mal de ParkinsonMal de Parkinson 1010 Doenças da PróstataDoenças da Próstata 44 Problemas RespiratóriosProblemas Respiratórios 1818 Artrite ReumatóideArtrite Reumatóide 2020 Disfunções sexuaisDisfunções sexuais 99 Problemas de PeleProblemas de Pele 1515 Fonte: PhRMA (EUA)Fonte: PhRMA (EUA)
  12. 12. 1212
  13. 13. Patente de InvençãoPatente de Invenção É patenteável aÉ patenteável a invenção queinvenção que atenda aosatenda aos requisitos derequisitos de 1313 novidade, atividadenovidade, atividade inventiva einventiva e aplicação industrialaplicação industrial Patente: PI9404017 CONTADOR DE FLUXO DE PESSOAS EM TEMPO REAL A Feixe Tecnologia, empresa incubada da Coppe/UFRJ desenvolveu um sistema realiza a contagem e indica o fluxo de pessoas dentro de um determinado ambiente, utilizado nas Lojas Americanas Autor: Prof. Antonio Carlos Souza de Abrantes
  14. 14. Patente de InvençãoPatente de Invenção Qualquer concepção nova, sejamQualquer concepção nova, sejam produtos ou processos, queprodutos ou processos, que representem um avanço em relaçãorepresentem um avanço em relação 1414 representem um avanço em relaçãorepresentem um avanço em relação ao estado da técnica e constitua aao estado da técnica e constitua a solução de um problema técnicosolução de um problema técnico Cartão indutivo Nelson Bardini Autor: Prof. Antonio Carlos Souza de Abrantes
  15. 15. Modelo de UtilidadeModelo de Utilidade ObjetoObjeto de uso prático, ou partede uso prático, ou parte deste, suscetível de aplicaçãodeste, suscetível de aplicação industrial, que apresente novaindustrial, que apresente nova forma ou disposição,forma ou disposição, 1515 forma ou disposição,forma ou disposição, envolvendo ato inventivo, queenvolvendo ato inventivo, que resulte em melhoria funcionalresulte em melhoria funcional no seu uso ou em suano seu uso ou em sua fabricação. Não são aceitosfabricação. Não são aceitos circuitos elétricos, métodos,circuitos elétricos, métodos, sistemas ousistemas ou softwaressoftwares Autor: Prof. Antonio Carlos Souza de Abrantes
  16. 16. Modelo de UtilidadeModelo de Utilidade 1616 PI9903113 transformado em MU7903331PI9903113 transformado em MU7903331 11 –– Mouse ortopédico ... tendo uma superfície de fundo, extremidadeMouse ortopédico ... tendo uma superfície de fundo, extremidade posterior ... compreendendo um ou mais botões... Caracterizado peloposterior ... compreendendo um ou mais botões... Caracterizado pelo fato da base do mouse ser circunscrita pelas bordas anterior, posteriorfato da base do mouse ser circunscrita pelas bordas anterior, posterior e laterais formando um trapézio com ângulo de aproximadamente 75e laterais formando um trapézio com ângulo de aproximadamente 75 graus ...graus ... Autor: Prof. Antonio Carlos Souza de Abrantes
  17. 17. Modelo de UtilidadeModelo de Utilidade É patenteável comoÉ patenteável como modelo de utilidade omodelo de utilidade o objeto de uso prático,objeto de uso prático, ou parte deste, queou parte deste, que apresente nova formaapresente nova forma 1717 apresente nova formaapresente nova forma ou disposição,ou disposição, envolvendo atoenvolvendo ato inventivo, que resulteinventivo, que resulte em melhoria funcionalem melhoria funcional no seu uso ou em suano seu uso ou em sua fabricaçãofabricação MU7200984 CONSTRUTIVIDADE APLICADA A PAINÉIS PUBLICITÁRIOS Este novo outdoor projetado em 1992 pelo inventor da cidade de Cascavel, no Paraná, Isac Ribeiro, troca painéis na posição horizontal sem gastar energia, faz através da força Eólica, Autor: Prof. Antonio Carlos Souza de Abrantes
  18. 18. Desenho IndustrialDesenho Industrial Forma plásticaForma plástica ornamental de umornamental de um objeto ou o conjuntoobjeto ou o conjunto ornamental de linhas eornamental de linhas e cores que possa sercores que possa ser aplicado a um produto,aplicado a um produto, 1818 aplicado a um produto,aplicado a um produto, proporcionandoproporcionando resultado visual novo eresultado visual novo e original na suaoriginal na sua configuração externa econfiguração externa e que possa servir de tipoque possa servir de tipo de fabricação industrialde fabricação industrial Autor: Prof. Antonio Carlos Souza de Abrantes
  19. 19. DI ou MU ?DI ou MU ? Se objeto cumpreSe objeto cumpre essencialmente umaessencialmente uma função ornamentalfunção ornamental tratatrata--se de DI sese de DI se 1919 essencialmente umaessencialmente uma funcionalidadefuncionalidade então trataentão trata--se dese de modelo de utilidademodelo de utilidade (MU7201619)(MU7201619) Autor: Prof. Antonio Carlos Souza de Abrantes
  20. 20. PatentesPatentes INFORMAÇÃO TECNOLÓGICA PROTEÇÃO DAS INOVAÇÕES Uso de informação patentária 2020 TECNOLÓGICA INOVAÇÕES • Subsidiar pesquiss • Reproduzir invenções não patenteadas no Brasil • Conhecer a concorrência • Produtos e processos novos e estratégicos • Evitar violação de patentes de terceiros • Evitar violação de patentes Autor: Maria Isabel de Oliveira Penteado
  21. 21. Vantagens da Utilização do Documento de Patente como Fonte de Informação Conteúdo: suficiente para que um profissional da área técnica da invenção consiga realizá-la Formato universal: Dados bibliográficos com campos específicos numerados Atualidade: Contém a informação mais recente em relação ao estado da técnica Autor: Maria Isabel de Oliveira Penteado
  22. 22. Estudo feito na Alemanha concluiu que poderiam ser economizados 30% dos custos de P&D, se usada informação técnica disponível. Segundo estimativa da Organização Britânica de Informação Tecnológica na Europa Segundo estimativa da Organização Britânica de Patentes, £20 bilhões por ano são desperdiçadas na área da Comunidade Européia devido a invenções duplicadas. Fonte: Organização de Patentes da Áustria.
  23. 23. AA proteção dos Direitos dedos Direitos de Propriedade Intelectual atraves da LeiPropriedade Intelectual atraves da Lei de Patentes produz efeitos no Brasilde Patentes produz efeitos no Brasil Alguns exemplos importantesAlguns exemplos importantes 2323
  24. 24. Dispendios empresariais em P&D no Brasil 2424
  25. 25. Um exemplo brasileiroUm exemplo brasileiro Fiocruz pesquisa desde a década de 70Fiocruz pesquisa desde a década de 70 uma vacina para a esquistossomoseuma vacina para a esquistossomose 2525
  26. 26. Por que devo ter patente ?Por que devo ter patente ? Garantia de mercadoGarantia de mercado Reduzir incerteza deReduzir incerteza de investimentos em P&Dinvestimentos em P&D Licenciamento: receitasLicenciamento: receitas e acesso a novose acesso a novos 2626 e acesso a novose acesso a novos mercadosmercados Acesso a tecnologiasAcesso a tecnologias pelo licenciamentopelo licenciamento cruzado de patentescruzado de patentes Instrumento paraInstrumento para combater contrafaçãocombater contrafação O sistema de moldagem de injeção de aço criado pela Lupatech em conjunto com a UFSC resulta em peças quase 30% mais baratas. O método já foi patenteado na Alemanha e nos EUA e estima-se que, com a venda da tecnologia, seu faturamento aumente de 150 milhões de reais, em 2004, para 200 milhões neste ano Autor: Prof. Antonio Carlos Souza de Abrantes
  27. 27. Valor da InformaçãoValor da Informação -- Crescimento anual de 600 milCrescimento anual de 600 mil documentos de patentes no mundo;documentos de patentes no mundo; -- Abrange todos os camposAbrange todos os campos BUSCA DE ANTERIORIDADEBUSCA DE ANTERIORIDADE tecnológicos com estrutura uniforme;tecnológicos com estrutura uniforme; -- Contém a informação mais recenteContém a informação mais recente em relação ao estado da técnica;em relação ao estado da técnica; -- Disseminação do conhecimentoDisseminação do conhecimento pela descrição detalhada dapela descrição detalhada da invenção.invenção. Autor: Maria Isabel de Oliveira Penteado
  28. 28. Levantamento de capacitação tecnológica com identificação de técnicas específicas; Levantamento das tecnologias em nível mundial por empresa, inventor, assunto; Informações Extraídas de Patentes por empresa, inventor, assunto; Mapeamento de citações em patentes, o que permite o rastreamento de tecnologias; Análise de famílias de patentes: Verifica os países onde se busca proteção para uma mesma invenção.
  29. 29. PatentesPatentes Relatório de Busca LEVANTAMENTO DO ESTADO DA TÉCNICA Título da invenção: Resumo da Invenção: Diagrama da Invenção: (reflete o conceito inventivo eDiagrama da Invenção: (reflete o conceito inventivo e da aos pesquisador a linha de racicínio ussada pelo tecnico em patentes para estabelecer o parecer.) problema solução Meio para alcançar solução Autor: Maria Isabel de Oliveira Penteado
  30. 30. PatentesPatentes Classificação de documentos para efeitos de análise de patenteabilidade X = Documento de particular relevância em relação à novidade ou à atividade inventiva, quando o documento é o único a ser citado. Y = Documento de particular relevância em relação à atividadeY = Documento de particular relevância em relação à atividade inventiva, quando combinado com um ou mais documentos. O = Documento referente a uma revelação oral, uso, exibição, ou outros meios que não sejam o documento impresso. A = Documento que define o estado da técnica, em geral, não sendo de particular relevância. P= Documento pertencente a mesma "Família de Patentes" Autor: Maria Isabel de Oliveira Penteado
  31. 31. •Investigação prévia de patenteabilidade - Busca prévia realizada ou solicitada pelo depositante para investigar a novidade de uma matéria. •Investigação oficial de patenteabilidade - Busca Objetivos da Busca •Investigação oficial de patenteabilidade - Busca realizada pelo examinador para atribuição de novidade e atividade inventiva à matéria descrita em um pedido de patente •Ações Legais - Busca para subsidiar ações de oposição/nulidade. Autor: Maria Isabel de Oliveira Penteado
  32. 32. Objetivos da Busca • Pesquisa e Desenvolvimento - Avaliação do estado da arte de uma tecnologia, possibilitando que sejam evitados esforços e investimentos duplicados em P&D • Interesses Mercadológicos - Busca para identificação de mercados para livre exploração de tecnologias, identificação de possibilidades de licenciamento ou para o monitoramento das atividades do competidor Autor: Maria Isabel de Oliveira Penteado
  33. 33. ESTRATÉGIA DE BUSCA 1- Uso de palavras chave representativas da técnica a ser buscada, selecionadas a partir do diagrama de invenção, 2- Classificação da técnica a ser buscada de acordo com o sistema da IPC (Internationalacordo com o sistema da IPC (International Patent Classification), 3- Combinação das 2 estratégias Autor: Maria Isabel de Oliveira Penteado
  34. 34. Limitação da Busca A principal limitação da busca é a fase de sigilo dos documentos. Qualquer base de dados ou ferramenta de busca utilizada vai recuperar apenas documentos que já tenhamrecuperar apenas documentos que já tenham sido publicados Autor: Maria Isabel de Oliveira Penteado
  35. 35. CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE PATENTES • FINALIDADES: • Criar uma ferramenta de busca e recuperação de documentos de patente. • Instrumento para disposições organizadas dos documentos de patente, a fim de facilitar odocumentos de patente, a fim de facilitar o acesso às informações tecnológicas e legais contidas nos mesmos Áreas tecnológicas mais comuns: A (necessidades humanas, inclui agronomia) e C (processos biológicos) Autor: Maria Isabel de Oliveira Penteado
  36. 36. CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE PATENTES • Estrutura Atual: • 8 Seções: • 21 Subseções • 120 Classes • 628 Subclasses • 69.000 Grupos
  37. 37. CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE PATENTES • Acesso à IPC pela internet; • 8 Seções: • 21 Subseções• 21 Subseções • 120 Classes • 628 Subclasses • 69.000 Grupos
  38. 38. SUBGRUPOS - Exemplos Grupo principal: • A61K35/00 – Preparações medicinais contendo materiais de constituição indeterminada ou seus produtos de reação Subgrupos:Subgrupos: • A61K35/02 . de materiais inanimados • A61K35/04 . . Alcatrões; Betumes; Óleos minerais; Betuminosulfonato de amônia, por ex., Ictiol • A61K35/06 . . . Óleos minerais • A61K35/08 . . Águas minerais • A61K35/10 . . Turfa; Âmbar
  39. 39. CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE PATENTES Autor: Maria Isabel de Oliveira Penteado
  40. 40. CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE PATENTES Autor: Maria Isabel de Oliveira Penteado
  41. 41. • Exemplo 1: Dois Descrição de matéria com mais de uma característica essencial diferente : possibilidade de classificação em mais de um subgrupo de mesmo nível componentes diferentes em um mesmo produto (pedras e óleos essenciais) Classificação Internacional: A61K35/78 e A61K35/02 Autor: Maria Isabel de Oliveira Penteado
  42. 42. Busca préviaBusca prévia http:spie.orghttp:spie.orgwww.disclosures.ip.comwww.disclosures.ip.comwww.surfIp.gov.sgwww.surfIp.gov.sg 4242 http:ep.espacenet.comhttp:ep.espacenet.com www.uspto.govwww.uspto.gov www.spi.orgwww.spi.org www.eevl.ac.ukwww.eevl.ac.uk www.inpi.gov.brwww.inpi.gov.br
  43. 43. PatentesPatentes
  44. 44. • Base de Patentes do INPI - www.inpi.gov.br • restrita a documentos depositados no Brasil e com data de publicação a partir de 1992; • fornece somente os dados bibliográficos dos pedidos folha de rosto digitalizada para alguns documentos; • apresenta relatório de andamento dos processos, com os• apresenta relatório de andamento dos processos, com os despachos já publicados; • busca por diversos campos bibliográficos; • busca por palavras-chave em português; • Operador de truncagem de termos *; • Operadores booleanos AND, OR e AND NOT Autor: Maria Isabel de Oliveira Penteado
  45. 45. PatentesPatentes
  46. 46. Escritório Europeu de Patentes – ep.espacenet.com Acesso a dados bibliográficos de documentos do escritório europeu e de mais de 70 países; Alguns documentos completos, em formato pdf; 10 campos de busca específicos;10 campos de busca específicos; palavras-chave em inglês; Até 4 termos de busca por campo; Truncagem (*, ? e #) e operadores lógicos (AND, OR e NOT); Autor: Maria Isabel de Oliveira Penteado
  47. 47. Busca de Patentes Exemplos de outras ferramentas que podem ser usadas em estudos de prospecção tecnológica, no tratamento de informações extraídas de documentos de patente: • Matheo Analyzer - http://www.matheo-software.com• Matheo Analyzer - http://www.matheo-software.com • VantagePoint - http://thevantagepoint.com • PatentLab II - http://www.delphion.com • Aureka - http://www.micropat.com • Focust v1.2 – http://www.wisdomain.com/overview.htm
  48. 48. COMPETITIVIDADE? 5858
  49. 49. Competência EstratégicaCompetência Estratégica Conjunto de habilidades e tecnologias queConjunto de habilidades e tecnologias que fazem com que uma organização se distingafazem com que uma organização se distinga das outras.das outras. Tudo aquilo que torna uma empresa diferenteTudo aquilo que torna uma empresa diferente sob o ponto de vista dos seus clientes.sob o ponto de vista dos seus clientes. Uma organização tem uma competênciaUma organização tem uma competência essencial quando ela éessencial quando ela é únicaúnica sob o ponto desob o ponto de vista de competitividade, o que a deixa emvista de competitividade, o que a deixa em posição de destaque perante as concorrentes,posição de destaque perante as concorrentes, por um tempo determinado, até que estaspor um tempo determinado, até que estas consigam imitáconsigam imitá--la e até superála e até superá--la.la. NesteNeste momento a empresa já precisa estarmomento a empresa já precisa estar desenvolvendo novas competências.desenvolvendo novas competências. 5959
  50. 50. Competência EstratégicaCompetência Estratégica Toda empresa, seja de que porte for, podeToda empresa, seja de que porte for, pode desenvolver um diferencial que a projete perante osdesenvolver um diferencial que a projete perante os clientes, torneclientes, torne--os mais fiéis e os faça ser os seusos mais fiéis e os faça ser os seus maiores divulgadoresmaiores divulgadores Tire a sua empresa do lugar comum e defina uma competência própria para ela. Nunca siga a multidão!
  51. 51. Perfil da empresa e de suas Unidades Estratégicas de Negócios (UEN) Mudanças políticas, sócio-econômicas noEvolução Evolução tecnológica em Análise EstratégicaAnálise Estratégica sócio-econômicas no ambiente da empresa Missão, objetivos e metas da empresa e suas UEN Diretrizes estratégicas da empresa Evolução tecnológica referente aos atuais negócios da empresa. tecnológica em áreas distantes da empresa. Oportunidades de novos negócios.
  52. 52. Formulação de estratégiasFormulação de estratégias Sobrevivência no mercado Estratégias daInformações Alto grau de Inovação DEFINIÇÃO Influência sobre o ambiente Acompanhamento das tendências do ambiente no mercado competitivo Estratégias da organização Informações do ambiente DEFINIÇÃO
  53. 53. Inovação = Idéia + Implementação + Resultados O que é inovação? Invenção não é inovação! Valor É a idéia colocada em prática
  54. 54. RESULTADOS Por que Inovar? TEMPO Nascimento Crescimento Maturidade Declínio Ciclo de vidaCiclo de vida dos produtosdos produtos
  55. 55. Dados Análise Relatórios de inteligência Análise das informações 6565
  56. 56. É um processo sistemático que transforma bits e partes de informações competitivas em conhecimento estratégico Inteligência competitivaInteligência competitiva conhecimento estratégico para tomada de decisão. Conhecimento sobre posição competitiva atual, desempenho, pontos fortes e fracos, e intenções específicas para o futuro Fonte: Tyson (1998) 6666
  57. 57. Inteligência Competitiva É um processo sistemático que compreende a organização e análise das necessidades dos clientes por inovações, emergindo novos operadores, mudanças tecnológicas e modelos de negócios, alinhando recursos para inovação visando reduzir riscos ealinhando recursos para inovação visando reduzir riscos e potencializar a inteligência no processo decisório. Essas necessidades encontram-se desarticuladas em razão da grande variedade de fontes e do ambiente onde estão disponíveis os dados e informações. IGTI, UFSC, 2010 6767
  58. 58. Inteligência como suporte à EstratégiaInteligência como suporte à Estratégia Entendendo o macroEntendendo o macro--ambienteambiente O quê o mercado quer?O quê o mercado quer? SocialSocial Como o ambiente reage à nossa estratégia?Como o ambiente reage à nossa estratégia? CenáriosCenários CompetitorCompetitor IntelligenceIntelligenceCustomerCustomer IntelligenceIntelligence Quem provê e como?Quem provê e como? Como podemos nos diferenciar?Como podemos nos diferenciar? SocialSocial PolíticoPolítico EconômicoEconômico TecnologiaTecnologia AmbienteAmbiente EstratégiaEstratégia DiferenciaisDiferenciais estratégicosestratégicos 6868
  59. 59. Nível 1Nível 1 Níveis de Atuação de IC na EmpresaNíveis de Atuação de IC na Empresa Estratégico Associado ao PEI Identificação de oportunidades/idéias Identificação de rupturas/mudanças mercadológicas e/ou tecnológicas Acompanhamento do PEI – resultados externos Nível 2Nível 2 Acompanhamento do PEI – resultados externos Definição de Processo de Feedback e Avaliação do PEI – Comitê de Inovação Tático/Operacional Suporte a gestão do portfolio de projetos Informação para elaboração e monitoramento dos resultados dos projetos Estabelecimento de Rotina de Monitoramento Tecnológico, Social, Mercadológico e Legal
  60. 60. Gestão das idéias Gestão de projetos priorização Coleta Classificação Priorização Recompensas Produtos Processos Não-tecnológicas Comunicação Inteligênciacompetitiva Implantação Monitoramento Interna Externa Indicadores Comunicação Inteligênciacompetitiva
  61. 61. Fluxo do processo decisório para projetos de inovação ICICIC Nível 2Nível 2 Captação e registro das idéias Priorização (1o filtro) EVTEC (2o filtro) PDP Geração de cenários prospectivos tecnológicos e mercadológicos, identificação de ameaças e oportunidades Estudos específicos de mercado, avaliação da concorrência, levantamento preliminares com consumidores dentro de canais já estabelecidos Estudos detalhados de mercado, levantamento sobre fontes de financiamento e viabilidade técnica, comercial e financeira do produto Monitoramento do desempenho do produto no mercado, Monitoramento de novidades no mercado, no ambiente que possam colocar em risco o lançamento
  62. 62. Uma idéia não é necessariamente igual a uma oportunidade de negócios!!Uma idéia não é necessariamente igual a uma oportunidade de negócios!! - Numa escola de engenharia nos Estados Unidos, onde um curso sobre criação de novas empresas era lecionado, os alunos tiveram como tarefa examinar o papel das invenções e patentes na criação de um negócio. - Aos alunos foi pedido que selecionassem no periódico Patent Gazette (publicação sobre patentes), volume de 10 anos atrás, 10 patentes que eles consideravam mais 7272 anos atrás, 10 patentes que eles consideravam mais promissoras. - Os estudantes tinham então que localizar os inventores e descobrir quanto eles tinham ganhado com estas “boas idéias”. - Os resultados foram surpreendentes: menos de 1% dessas patentes resultaram em ganhos financeiros para os seus inventores. TIMMONS, J. (1988). Entrepreneurship: Theory and Practice, vol 1 and 2, Canadian Industrial Innovation Centre, Waterloo, Ontario, Canada.
  63. 63. 7373 •1 "Mark Nowotarski, "Do not Steal My Avatar! Challenges of Social Network Patents, IP Watchdog, January 23, 2011". Ipwatchdog.com. 23 January 2011. Retrieved 24 April 2012. •2 "USPTO search on published patent applications mentioning "social media"". Appft.uspto.gov. Retrieved 24 April 2012. •Rápido crescimento de patentes nos EUA nessa área, especialmente últimos 5 anos * 7000 aplicações arquivadas, 2000 publicadas mas número bem menor foram liberadas para patentear – novos modelos de negócio
  64. 64. Quando se fala em inovação, logo vem à mente grandes mudanças, descobertas sensacionais, pessoas altamente criativas, que têm “estalos” brilhantes. A diferença entre invenção e inovação: invenção é a criação de algo totalmente novo e que nem sempre é colocado no mercado. O mundo está cheio de invenções que nunca saíram do papel ou da prateleira! Inovação é quando algo de novo, não necessariamente recém descoberto, chega ao mercado. Assim, inovação é algo criado para ser distribuído, comercializado. Inovação não é apenas para produtos. A inovação em processos podeInovação não é apenas para produtos. A inovação em processos pode ser tão ou mais importante que as inovações de produtos, como se viu na indústria automobilística japonesa, Pode-se ter também inovação nos métodos de comercialização, na atenção ao cliente, na forma de comunicação. A inovação patenteável tem maior longevidade na manutenção da competitividade de uma empresa, especialmente se ela for de base tecnológica. A busca de anterioridade deve estar ligada a estratégia de inovação da organização
  65. 65. LEMBRELEMBRE--SE!!!SE!!! Ao amanhecer na ÁfricaAo amanhecer na África desperta uma lebre. Eladesperta uma lebre. Ela sabe que deverá corrersabe que deverá correr mais depressa do que omais depressa do que o leão ou será mortaleão ou será morta Conclusão: Quando o sol nasce, não importa se você é uma lebre ou um leão, é melhor que comece a correr... A cada amanhecer na África desperta um leão, que sabe que deverá correr mais depressa do que a lebre ou morrerá de fome
  66. 66. Abreu, A.F.; Coral, E.; Ogliari, A. Gestão Integrada da Inovação. São Paulo, Atlas, 2008 NUGINDE INOVACAO PROCESSONUGIN INOVACAO
  67. 67. Prof. Pedro Felipe de Abreu, Ph.DProf. Pedro Felipe de Abreu, Ph.D Coordenador deCoordenador de InfraInfra--estruturaestrutura –– COGEPLANCOGEPLAN Núcleo de Engenharia de ProduçãoNúcleo de Engenharia de Produção –– CCETCCET deabreu.pedro@gmail.comdeabreu.pedro@gmail.com Obrigado pela atenção!Obrigado pela atenção! ProfaProfa Aline França de Abreu, Ph.DAline França de Abreu, Ph.D Assessoria ReitorAssessoria Reitor –– Inovação e Processos GerenciaisInovação e Processos Gerenciais –– COGEPLANCOGEPLAN afdeabreu@gmail.comafdeabreu@gmail.com UniversidadeUniversidade Federal de SergipeFederal de Sergipe I Ciclo de Palestras CINTEC/NPI 25 de SetembroI Ciclo de Palestras CINTEC/NPI 25 de Setembro dede 20142014 7777

×