Manual hidroflex ii rev1.0

72 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
72
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manual hidroflex ii rev1.0

  1. 1. Manual de Instruções do HIDROFLEX II Medição de Nível com Tecnologia Ultra-sônica Revisão 1.0 – Março 2009
  2. 2. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES 1. Introdução: Agradecemos a preferência e lhe parabenizamos pela escolha do Medidor / Controlador de Nível Ultra-sônico modelo HIDROFLEX II desenvolvido pela MS Instrumentos Industriais Ltda. Nosso objetivo sempre foi produzir instrumentos precisos, de operação simples e resistentes às condições agressivas dos ambientes industriais. Com o HIDROFLEX II nosso objetivo foi alcançado. Estamos confiantes na satisfação proporcionada pelo nosso equipamento e temos a certeza de que este atenderá plenamente às suas necessidades. Atenção! Este equipamento contém componentes eletrônicos que podem ser danificados por eletricidade estática. Procedimento de *manuseio adequado deve ser adotado na manutenção ou substituição dos circuitos eletrônicos. * Manuseio adequado - procedimento: 1. Desligar a rede de alimentação elétrica. 2. Usar pulseiras de aterramento para remover, ajustar ou reinstalar os circuitos internos. 3. Os circuitos impressos (cartões) devem ser transportados em embalagens anti-estáticas ou outro embalado condutivo. Os cartões retirados deverão ser colocados imediatamente em embalagens com proteção anti-estática, - 2 - para armazenagem ou transporte. Comentários: Muitos outros equipamentos são sensíveis a descargas eletrostáticas. Os mais modernos desenvolvimentos eletrônicos utilizam componentes com tecnologia NMOS ou CMOS. Testes comprovaram que pequenas quantidades de eletricidade estática podem danificar esses componentes. Componentes danificados, mesmo que aparentem bom funcionamento, apresentarão falhas precocemente. 2. Características: • Medição de nível de líquidos e sólidos (granulados) • Não Intrusivo (medição sem contato com o material a ser medido). • Alimentação elétrica universal e flexível. Pode ser alimentado com CA ou CC. • Fácil de instalar, comissionar e configurar. O instrumento consiste de dois elementos: • Unidade eletrônica (transmissor). • Sensor (ou transdutor). O transmissor processa e controla todos os sinais, tanto do sensor como de saída (4-20 mA e relés). O sensor fica posicionado no topo do reservatório, com uma visão clara e desobstruída da superfície do material. O transmissor e o sensor são conectados por um único cabo e podem ser instalados a até 500 metros de distância um do outro. A Fig.1 apresenta um exemplo de aplicação típica. Unidade Eletrônica Alimentação Sensor Fig.1 Tanque Echo- !2 !1
  3. 3. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES - 3 - 3. Princípio de Operação: O medidor HIDROFLEX II utiliza o princípio da contagem do tempo de retorno do eco de uma emissão ultra-sônica para calcular a distância entre a face do transdutor ultra-sônico e o material do processo, sendo, portanto, capaz de medir o volume ou o nível de líquido de um reservatório. O sensor é simultaneamente um emissor (alto-falante) ultra-sônico e um microfone muito sensível. O sensor emite pulsos ultra-sônicos (30 kHz) e detecta o retorno desses pulsos (ecos), que são refletidos pela superfície do material que está sendo medido. O tempo decorrido entre a emissão e a detecção é contado, considerando o trajeto entre o sensor e a superfície do material. O processador eletrônico conta, com precisão, o tempo decorrido entre a emissão dos pulsos ultra-sônicos e a detecção dos ecos. O sinal refletido (eco) é processado por um software especialmente desenvolvido para selecionar o sinal correto e eliminar os ecos espúrios. Considerando a velocidade de propagação do som no ar e compensando os efeitos da variação de temperatura, o instrumento é capaz de calcular a distância entre a face do sensor e a superfície do material. Sensor Sinal Ultra-sônico proveniente do transdutor Fig.2 Tanque Unidade Eletrônica !1 Echo- !2 Sensor Eco retornado da superfície do material ao Sensor Fig.3 Tanque Unidade Eletrônica !2 !1 Echo- O instrumento utiliza um software capaz de efetuar o processamento da distância calculada em conjunto com as dimensões do reservatório e outros parâmetros do processo, visando determinar a variável de processo. Podem ser efetuados cálculos de volume em tanques com formatos não lineares e cálculos de taxas de vazão em calhas abertas, utilizando até 32 pontos de linearização. A emissão de ondas ultra-sônicas de alta potência, permite perdas mínimas no ambiente onde o sensor estiver instalado. Devido à alta potência do sinal emitido, qualquer perda tem, de longe, menos efeito no HIDROFLEX II do que nos tradicionais medidores ultra-sônicos. Quanto maior a energia transmitida, maior será a energia de retorno. O circuito receptor foi desenvolvido para identificar e monitorar sinais fracos, mesmo quando os níveis de ruído forem altos. O sinal é medido com compensação de temperatura, permitindo máxima precisão da medição.
  4. 4. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES 4. Especificações Técnicas: • Faixa Máxima de Medição : 13,0 m para líquidos; 5 m para sólidos. • Modos de Medição: Distância; Nível; % de Nível; Volume; Vazão em calha aberta • Zona Morta: Mínima = 0,35 m; Nominal = 0,40 m, Conservadora = 0,50 m • Precisão: ± 0,25% da Faixa Máxima. • Resolução: ± 1 mm • Temperatura de Operação: -20 ºC a 60 ºC • Pressão Máxima de Operação: ± 7,5 PSI (± 0,5 BAR) • Freqüência de Operação: 30 kHz. • Ângulo do Feixe: 7,5º • Tensão de Operação: 90 a 265 V AC 50/60 Hz; ou 12 a 30 V CC. • Consumo de Energia: 10 VA @ 240V AC; 3W @ 24 V CC. • Saída Analógica: 4 – 20 mA (até 600 ohms com fonte externa de 24 VCC). • Comunicação Digital: GosHawk (Modbus). • Cabo de Interligação: 4 condutores, 10m, blindado (BELDEN 3084A). • Distância Sensor / Transmissor: Até 500 m usando cabo extensor especificado. • Interface com o Operador: Display LCD alfanumérico, 2 linhas x 12 dígitos e teclado de membrana. • Relés: 3 x SPDT 230V / 0,5 A, programáveis com ajustes independentes • Grau de Proteção: Transmissor = IP 65; Sensor = IP 68 • Dimensões: Ver desenho dimensional páginas 5-8 • Entradas de Cabos: 5 furos tamponados (4 x M20 + 1 x M16). - 4 -
  5. 5. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES - 5 - 5. Dimensões: SENSOR SIMPLES: ROSCA 1” BSP SENSOR COM FLANGE: 75mm ROSCA 3” BSP 202mm ROSCA M75 150mm
  6. 6. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES - 6 - SENSOR COM CONE E FLANGE: A = 100mm B = 290mm C = 490mm A = 191mm B = 228mm C = 150mm D = 18mm
  7. 7. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES FRENTE 4 x M20 1 x M16 - 7 -
  8. 8. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES TRÁS LATERAL - 8 -
  9. 9. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES - 9 - 6. Instalações Típicas: MEDIÇÃO DE NÍVEL EM SÓLIDOS GRANULARES MEDIÇÃO DE NÍVEL EM LIQUIDOS
  10. 10. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES - 10 - 7. Procedimentos de Instalação: 7.1. Transmissor Selecionar uma posição de montagem adequada, onde não esteja exposto à luz solar direta. Se necessário usar uma cobertura ou anteparo. Observar os limites de temperatura (-20 ºC a 60 ºC). Não instalar próximo de emissores de E.M.F. como cabos de potência, demarradores ou SCR, variadores de velocidade, etc. Evitar montar em locais com forte vibração como corrimão e planta rotativa. Usar amortecedores de borracha em locais com vibração fraca. Remover o circuito eletrônico para perfurar as entradas de cabos. 7.2. Zona Morta A Zona Morta mínima é de 0,35 m, se possível usar distância conservativa (0,5 m) e aumentar tal distância em 50% se houver espuma, poeira, vapores ou condensação. Se a montagem for com flange, use arruelas de borracha. Não apertar excessivamente. Quando usar cone focalizador, o mesmo deverá avançar pelo menos 50 mm (2”)para dentro do vaso. Se o sensor precisar ser montado acima do teto, use um tubo ou pescoço adequado. O bom senso deve ser aplicado ao selecionar a posição de montagem. Uma linha de visão direta e clara, entre o sensor e o fundo do vaso, deve ser preferida. 7.3. Sensor (Transdutor) O PASSO MAIS IMPORTANTE é a seleção da posição adequada para montar o sensor. Leia atentamente os procedimentos de instalação e contate a MS Instrumentos se tiver qualquer dúvida ou pergunta. A face do sensor deve ficar distante pelo menos 0,35 m do ponto mais alto de medição Onde for possível usar distância conservativa (0,5 m) e aumentar tal distância em 50% se houver espuma, poeira, vapores ou condensação. 7.4. Monitoração de Sólidos Em geral, a montagem do sensor pode ser determinada medindo a distância da entrada de produto até à parede do vaso e montar o sensor a um terço dessa distância à parede (ver desenho). 7.5. Monitoração de Líquidos Montar o sensor em posição perpendicular à superfície do líquido e longe da entrada de material. Evite montar próximo de escadas, agitadores, anteparos, etc.
  11. 11. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES POSICIONAMENTO DO SENSOR - 11 - 8. Montagem: 8.1. Montagem do Sensor TANQUE ENTRADA DE MATERIAL MONTAGEM EM PESCOÇO 50mm MINIMO DENTRO DO TANQUE MONTAR LONGE DE ESTRUTURAS INTERNAS MONTAR AFASTADO DA ENTRADA DE MATERIAL A = CORRETO B = INCORRETO
  12. 12. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES RESPEITAR A ÁREA CEGA - 12 - A = CORRETO B = INCORRETO ÁREA CEGA 8.2. Diagramas de Interligação SENSOR
  13. 13. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES - 13 - 9. Parametrização: Toda a parametrização pode ser feita via as 4 (quatro) teclas do transmissor. (A) Ao teclar e manter pressionada interrompe a operação normal e habilita o modo parametrização. Habilita o modo “Editar” para alterar os parâmetros gravados. (B) Ao teclar simplesmente grava o parâmetro editado. (A) Incrementa uma unidade ao parâmetro selecionado com o modo “Editar” habilitado. (B) Navega pelos parâmetros com o modo “Editar” não habilitado. (A) Diminui uma unidade ao parâmetro selecionado com o modo “Editar” habilitado. (B) Navega pelos parâmetros com o modo “Editar” não habilitado. (A) Usado somente quando a calibração está terminada. (B) Armazena na memória a parametrização feita e retorna para operação normal.
  14. 14. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES - 14 - 9.1. Árvore de Parametrização SENHA 0 SENHA 0 SENHA 195 Teclar duas vezes consecutivas a tecla RUN para retornar ao modo de operação.
  15. 15. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES (1) Vá ao submenu Quickset e entre com os parâmetros desejados. (2) Em seguida tecle duas vezes RUN e o display mostrará Ao teclar os botões no modo operação, você navegará pelos diagnósticos do equipamento. Exemplo: Distância da superfície ao sensor em metros. Distância do eco em metros. Ex: 4.2 Tamanho do Eco em Volts. Ex: 1.07 Ganho aplicado na distância do Eco encontrado. Ex: 28.3% Recover aplicado na distância do Eco encontrado. Ex: 3.1% Ruído. Ex: 1.9% Temperatura. Ex: 56.3°C Distância ao sensor da fronteira superior da janela em metros. Ex: 3.9 Distância ao sensor da fronteira inferior da janela em metros. Ex: 4.5 Normal se o equipamento está trabalhando corretamente Recover se algum percentual de Recover está sendo aplicado Failed se há alguma falha. - 15 -
  16. 16. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES - 16 - 9.2. Menu Quickset Para acessar o submenu Quickset, é necessário teclar e manter pressionada a tecla até aparecer “Unlock 0” (SENHA). Então utilize as teclas para selecionar o código de acesso. O default é 0 (ver códigos de acesso na página 14). Ao selecionar a senha de acesso, tecle novamente e, ao selecionar a opção Quickset através das teclas , tecle novamente para entrar nesse submenu. UNITS (Unidade) – Permite ao usuário escolher a unidade de engenharia a ser utilizada no display da Unidade Eletrônica. As opções são: centímetros, metros, pés, polegadas. LOW LEVEL (Nível baixo) – É a distância da face do sensor ao nível baixo. Corresponde ao 4mA. HIGH LEVEL (Nível alto) – É a distância da face do sensor ao nível alto. Corresponde ao 20mA. FAIL TIME (Tempo de falha) – É o tempo contado após o equipamento entrar em falha para ser enviado o sinal de falha correspondente. FAILSAFE (Parâmetro de Falha) – Após o tempo contado (parâmetro FAIL TIME), o usuário pode selecionar o sinal mais conveniente para indicação de falha. Os sinais disponíveis para caracterizar falha são: <4mA, 4mA, 20mA, >20mA ou LAST KNOWN (última leitura do equipamento). APPLICATION TYPE (Tipo de aplicação) – Este parâmetro é fixo. Somente medição de líquidos. FILL RATE/EMP RATE (Taxa de enchimento/esvaziamento) – Esse parâmetro permite ao usuário programar a taxa de variação de nível para que o instrumento tenha resposta mais rápida ou mais lenta em função da aplicação. DISPLAY – Permite ao usuário selecionar a forma de medição que será mostrada no Display entre as opções: Space (distância), Material (nível), % Material (% nível), Flow (vazão). FLOW (vazão) – Abre a árvore de calibração de vazão FLOW UNITS (unidades de vazão) – Liters (litros), cubic feet (pé cúbico), cubic meter (metro cúbico). FLOW EXP (expoente de vazão) – É o expoente da calha. FLOW MAX (vazão máxima) – É a vazão máxima da calha. LO CUT OF (limite inferior de vazão) – É o valor de lâmina d´água considerado desprezível. Qualquer nível d´água inferior a esse valor programado resultará na indicação de 4mA.
  17. 17. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES - 17 - CONTINUA
  18. 18. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES - 18 -
  19. 19. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES - 19 - 9.3. TX Setup GAIN (Ganho) – Esse valor é selecionável e representa o Ganho inicial que será aplicado para medição de nível em operação normal. O valor definido nesse parâmetro será aplicado após a distância definida pelo parâmetro DIST STEP (distância do passo) da face do sensor. O Parâmetro DIST STEP será descrito em seguida. DIST STEP (distância do passo) – É o parâmetro que define a distância em metros da face do sensor na qual o ganho máximo definido pelo parâmetro GAIN STEP atuará. O parâmetro GAIN STEP será descrito em seguida. GAIN STEP (passo de ganho) – Esse parâmetro define o valor máximo de ganho % aplicado pela unidade eletrônica dentro da distância definida no parâmetro DIST STEP (distância do passo) até a face do sensor. THLD (Threshold) – É o parâmetro que define em Volts o valor mínimo de eco a ser considerado pela eletrônica. Ecos menores que esse valor serão desconsiderados e tratados como ruído. BLANKING (Área cega) – É a área cega do equipamento. EMPT DIST (Distância Vazia) – Diferente do Nível baixo, esse parâmetro define a distância máxima a qual a eletrônica deve reconhecer um eco. VELOCITY (Velocidade) – É o parâmetro que compensa a velocidade do som caso a medição seja num meio diferente do ar. Multiplica-se essa velocidade pela constante aqui definida. O valor default é 1.
  20. 20. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES - 20 - 9.4. Output Adjustment Fill damp (Damping de enchimento) – Esse parâmetro permite alterar o damping de enchimento. Empty damp (Damping de esvaziamento) – Esse parâmetro permite alterar o damping de esvaziamento. 4mA Adj (Ajuste do 4mA) – Nesse parâmetro o usuário pode ajustar a saída de 4mA com o auxilio de um multímetro calibrado. 20mA Adj (Ajuste do 20mA) – Nesse parâmetro o usuário pode ajustar a saída de 20mA com o auxilio de um multímetro calibrado. Analog (Saída analógica) – Aqui o usuário pode selecionar como se dará a saída de 4-20mA. Ex: 4-20mA/20- 4mA. Simulate (Simulação) – Esse parâmetro permite a simulação do nível para testar a saída de 4-20mA e a atuação dos relés. Relays (Relés) – É o parâmetro que programa os relés. Os mesmos podem estar desligados (OFF), podem atuar como relés de falha (FS) ou atuar normalmente dentro dos set points definidos pelo usuário.
  21. 21. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES - 21 - 9.5. Tracking Recov Max (Recover Máximo) – Parâmetro que define o limite máximo de Recover (ganho extra) a ser utilizado. Window (janela) – Parâmetro que determina o tamanho da janela que focará o eco. Somente os ecos localizados dentro da janela são considerados válidos. Wind Fwd (Abertura da Janela para frente) – Parâmetro que estabelece o quanto a janela se deslocará para frente caso o eco saia da janela.
  22. 22. HIDROFLEX II – MANUAL DE INSTRUÇÕES Wind Back (Abertura da janela para trás) – Parâmetro que estabelece o quanto a janela se deslocará para trás caso o eco saia da janela. Confirm (Confirmação) – É o número mínimo de ecos que deve proceder de dentro da janela para que seja considerado eco válido. Hold (Tempo de espera) – É o tempo contado para se iniciar a abertura da janela caso não haja um número mínimo de ecos na mesma. O número mínimo de ecos é definido no parâmetro Confirm. Tx Charge (Carga) – É a tensão fornecida ao sensor para que o mesmo emita os pulsos. Não deve ser alterado. Em caso de dúvidas, a MS Instrumentos deverá ser contatada. - 22 -

×