A valorização das experiências e a motivação como ferramentas para as aulas no PROEJA-Formação Inicial e Continuada.  Josi...
ROTEIRO <ul><li>Introdução; </li></ul><ul><li>PROEJA - Formação Inicial e Continuada; </li></ul><ul><li>Valorização das ex...
INTRODUÇÃO <ul><li>Educação Básica no Brasil; </li></ul><ul><li>Faixa etária dos estudantes no ensino básico;  </li></ul><...
PROEJA-FIC <ul><li>Integração da formação inicial e continuada de trabalhadores; </li></ul><ul><li>Formação colaborará de ...
<ul><li>Concepção atual de aprendizagem e ensino mais difundidos: </li></ul><ul><ul><li>Informações são repassadas para os...
<ul><li>O aluno deve participar ativamente do próprio aprendizado: </li></ul><ul><ul><li>Experimentação – ALIAR TEORIA E P...
MOTIVAÇÃO <ul><li>“ A motivação ou o motivo,  é aquilo que move uma pessoa ou que a põe em ação ou a faz mudar de curso  (...
MOTIVAÇÃO EM SALA DE AULA <ul><li>Valorização das tarefas; </li></ul><ul><li>Valorização do conhecimento; </li></ul><ul><l...
MOTIVAÇÃO <ul><li>Estratégias utilizadas pelo professor:   </li></ul><ul><ul><li>manifestar entusiasmo pelas atividades re...
FERRAMENTAS? <ul><li>Alunos buscam identidade social; </li></ul><ul><li>Precisam de um motivo para continuar o estudo; </l...
RELATO DE CASO <ul><li>Escola Barão de Santo Ângelo, Balneário Pinhal/RS; </li></ul><ul><li>Turma formada predominantement...
AULAS TEÓRICAS <ul><li>Expositivas, dialogadas, com dinâmicas e música; </li></ul><ul><li>Valorização dos conhecimentos e ...
Figura 1: Aula teórica sobre compostagem
Figura 2: Frutos trazidos por aluna
Figura 3: Visita técnica propriedade de morangos
Figura 4: Preparo da terra para plantio das mudas de morango
Figura 5: Colocação da lona plástica
Figura 6: Término da aula prática
 
CONSIDERAÇÕES FINAIS <ul><li>Potencial de Balneário Pinhal para Fruticultura; </li></ul><ul><li>Afetividade dos alunos; </...
A valorização das experiências e a motivação como ferramentas para as aulas no PROEJA-Formação Inicial e Continuada.   Jos...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

PROEJA-FIC - A Valorização das Experiências e a Motivação como Ferramentas para as aulas no PROEJA-Formação Inicial e Continuada - Profª Josiane Pasini

2.724 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.724
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.742
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Aproximadamente, 97% das crianças de 7 a 14 anos têm acesso ao ensino fundamental, entretanto deficiências dos sistemas de ensino que se refletem na escola terminam provocando a evasão das crianças das classes populares do ensino fundamental.
  • PROEJA-FIC - A Valorização das Experiências e a Motivação como Ferramentas para as aulas no PROEJA-Formação Inicial e Continuada - Profª Josiane Pasini

    1. 1. A valorização das experiências e a motivação como ferramentas para as aulas no PROEJA-Formação Inicial e Continuada. Josiane Pasini Bento Gonçalves 2011 SEMINÁRIO PROEJA FIC “ Primeiras Experiências”
    2. 2. ROTEIRO <ul><li>Introdução; </li></ul><ul><li>PROEJA - Formação Inicial e Continuada; </li></ul><ul><li>Valorização das experiências; </li></ul><ul><li>Motivação em sala de aula; </li></ul><ul><li>Ferramentas? </li></ul><ul><li>Relato de caso; </li></ul><ul><li>Considerações finais. </li></ul>
    3. 3. INTRODUÇÃO <ul><li>Educação Básica no Brasil; </li></ul><ul><li>Faixa etária dos estudantes no ensino básico; </li></ul><ul><li>Evasão escolar; </li></ul><ul><li>PROEJA; </li></ul>
    4. 4. PROEJA-FIC <ul><li>Integração da formação inicial e continuada de trabalhadores; </li></ul><ul><li>Formação colaborará de uma forma mais imediata e direta para a qualificação profissional; </li></ul><ul><li>Visa contribuir para a melhoria das condições de inserção social, econômica, política e cultural dos jovens e adultos que não concluíram o ensino fundamental ; </li></ul><ul><li>Êxito da política vai permitir que crianças e adolescentes concluam o ensino fundamental com qualidade para prosseguir os estudos no ensino médio; </li></ul>
    5. 5. <ul><li>Concepção atual de aprendizagem e ensino mais difundidos: </li></ul><ul><ul><li>Informações são repassadas para os alunos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Alunos são meros ouvintes; </li></ul></ul><ul><ul><li>Memorização; </li></ul></ul><ul><ul><li>Renúncia ao direito de pensar. </li></ul></ul>VALORIZAÇÃO DAS EXPERIÊNCIAS
    6. 6. <ul><li>O aluno deve participar ativamente do próprio aprendizado: </li></ul><ul><ul><li>Experimentação – ALIAR TEORIA E PRÁTICA </li></ul></ul><ul><ul><li>Pesquisa em grupo; </li></ul></ul><ul><ul><li>Estimulo a dúvida; </li></ul></ul><ul><ul><li>Desenvolvimento do raciocínio. </li></ul></ul><ul><li>“ deixar de ver o aluno como receptor do conhecimento, não importando como o armazena e organiza em sua mente. Ele passa a ser considerado agente de uma construção[...] (MOREIRA, 2011, p. 15).” </li></ul>VALORIZAÇÃO DAS EXPERIÊNCIAS
    7. 7. MOTIVAÇÃO <ul><li>“ A motivação ou o motivo, é aquilo que move uma pessoa ou que a põe em ação ou a faz mudar de curso (BZUNECK, 2000, p. 9) ”. </li></ul><ul><li>Motivação do aluno esbarra na motivação do professor. </li></ul>
    8. 8. MOTIVAÇÃO EM SALA DE AULA <ul><li>Valorização das tarefas; </li></ul><ul><li>Valorização do conhecimento; </li></ul><ul><li>Estímulo através das atividades. </li></ul><ul><li>Compromisso com a educação e aprendizado dos alunos. </li></ul>
    9. 9. MOTIVAÇÃO <ul><li>Estratégias utilizadas pelo professor: </li></ul><ul><ul><li>manifestar entusiasmo pelas atividades realizadas com os alunos, constituindo um modelo ou exemplo de motivação para eles; </li></ul></ul><ul><ul><li>salientar as vantagens que poderão advir para a vida futura dos alunos se estudarem, comparativamente às desvantagens se não estudarem; </li></ul></ul><ul><ul><li>procurar saber quais são os interesses dos alunos e o nome próprio de cada um deles; </li></ul></ul><ul><ul><li>deixar os alunos participarem na escolha das matérias e tarefas escolares, sempre que possível; </li></ul></ul><ul><ul><li>estabelecer as relações entre as novas matérias e os conhecimentos anteriores; </li></ul></ul><ul><ul><li>partir de situações ou acontecimentos da atualidade ou da realidade circundante para ensinar as matérias aos alunos; </li></ul></ul>JESUS et al . (2008).
    10. 10. FERRAMENTAS? <ul><li>Alunos buscam identidade social; </li></ul><ul><li>Precisam de um motivo para continuar o estudo; </li></ul><ul><li>Valorização do conhecimento empírico = orgulho da sua trajetória; </li></ul><ul><li>Auto-estima e perspectivas; </li></ul><ul><li>Feedback da turma. </li></ul><ul><li>“ Os conhecimentos significativos são aqueles que se relacionam com a vivência, a prática e o cotidiano do trabalhador e que lhe permitem, a partir da motivação, a aquisição de novos conhecimentos (BRASIL, 2007)”; </li></ul>
    11. 11. RELATO DE CASO <ul><li>Escola Barão de Santo Ângelo, Balneário Pinhal/RS; </li></ul><ul><li>Turma formada predominantemente por mulheres; </li></ul><ul><li>Donas de casa; </li></ul><ul><li>Idade entre 16 e 65 anos; </li></ul><ul><li>Moradoras da região; </li></ul><ul><li>Formação em Economia Solidária; </li></ul><ul><li>Projeto da prefeitura para incentivo a fruticultura; </li></ul>
    12. 12. AULAS TEÓRICAS <ul><li>Expositivas, dialogadas, com dinâmicas e música; </li></ul><ul><li>Valorização dos conhecimentos e experiências das alunas; </li></ul><ul><li>Trabalhos em grupo. </li></ul>AULAS TEÓRICAS AULAS PRÁTICAS <ul><li>Visita técnica; </li></ul><ul><li>Material necessário e área de terra foram disponibilizada pelos alunos; </li></ul><ul><li>Os alunos realizaram a prática de acordo com conhecimentos prévios. </li></ul>
    13. 13. Figura 1: Aula teórica sobre compostagem
    14. 14. Figura 2: Frutos trazidos por aluna
    15. 15. Figura 3: Visita técnica propriedade de morangos
    16. 16. Figura 4: Preparo da terra para plantio das mudas de morango
    17. 17. Figura 5: Colocação da lona plástica
    18. 18. Figura 6: Término da aula prática
    19. 20. CONSIDERAÇÕES FINAIS <ul><li>Potencial de Balneário Pinhal para Fruticultura; </li></ul><ul><li>Afetividade dos alunos; </li></ul><ul><li>Importância da relação teoria-prática; </li></ul><ul><li>Motivação como ferramenta para manter os alunos nas aulas. </li></ul>
    20. 21. A valorização das experiências e a motivação como ferramentas para as aulas no PROEJA-Formação Inicial e Continuada. Josiane Pasini Bento Gonçalves 2011 SEMINÁRIO PROEJA FIC “ Primeiras Experiências” OBRIGADA PELA ATENÇÃO!

    ×