Linkedin - Cultura organizacional x Cultura de Segurança - Linkedin

155 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Linkedin - Cultura organizacional x Cultura de Segurança - Linkedin

  1. 1. CULTURA ORGANIZACIONALORGANIZACIONAL X CULTURA DE SEGURANÇA
  2. 2. O que é cultura? Edgar Schein sugere que cultura deve ser considerada em 3 níveis: Artefatos O que é observado Valores aceitos e adotados Artefatos Pressupostos O que é observado Estabelecido pela direção Não diretamente observados
  3. 3. Referências de culturas de segurança A gestão da segurança dos sistemas prevê atuação no nível de artefatos: • Procedimentos; • Normas e regulamentos; • EPIs; • Treinamento de pessoal; • Etc. Etc...
  4. 4. Declaração de valores e compromissos - 2º. nível • Segurança é prioridade absoluta;• Segurança é prioridade absoluta; • Se estiver em dúvida não opere, não prossiga, pare, evite.... • Etc..
  5. 5. Como podemos abordar os aspectos não visíveis ou observáveis de uma organização para promovermos uma boa CULTURA DE SEGURANÇACULTURA DE SEGURANÇA “Eu tenho várias idéias, mas não sei qual é a mais adequada para tratar os aspectos de segurança”
  6. 6. Proposição Pressupostos sobre como ORGANIZAR Pressupostos sobre a SOLUÇÃO Pressupostos sobre o PROBLEMA
  7. 7. O problema “Nós devemos ter um grande RESPEITO em relação aos riscos e perigos de nossa atividade. Nós devemos nos sentir vulneráveis” IAEA Insag 3:IAEA Insag 3: O objetivo da Cultura de Segurança é estabelecer, prioritariamente, que os assuntos de segurança devam receber um tratamento compatível com a sua importância. VULNERABILIDADE
  8. 8. A solução Indústrias como a aeroespacial, aeronáutica, nuclear e do petróleo adotam o conceito de múltiplas, redundantes, superpostas e independentes barreiras de segurança. DEFESA EM PROFUNDIDADE PLANTA PROCESSO PESSOA
  9. 9. Como organizar Hierarquia Delegação de poder e competência Tempo Passado, presente e foco no futuro Liderança O papel dos líderes Ação O que deveria estar acontecendo Informação Bases aceitáveis para decisões Motivação Como mudar comportamentos e atitudes
  10. 10. Culturas organizacionais Todas as organizações são estruturadas em um conjunto de idéias e conceitos sobre COMO ORGANIZAR-SE. As “indústrias tecnológicas” baseiam-se ouAs “indústrias tecnológicas” baseiam-se ou deveriam basear-se em alguns pressupostos básicos, quais sejam: • vulnerabilidade; • barreiras da planta, das pessoas e dos processos; • defesa em profundidade.
  11. 11. O primeiro e principal pressuposto para uma Cultura de Segurança é então: DEFESA EM PROFUNDIDADE PLANTAS PROCESSOS PESSOAS VULNERABILIDADE
  12. 12. O segundo pressuposto básico Hierarquia Delegação de poder e competência Tempo Passado, presente e foco no futuro Liderança O papel dos líderes Ação O que deveria estar acontecendo Informação Bases aceitáveis para decisões Motivação Como mudar comportamentos e atitudes Esses são pressupostos mais flexíveis, variarão na filosofia e estilo de atuar da organização, mas eles funcionam como base para o pressuposto principal
  13. 13. Que tipo de pressupostos estamos então procurando? “Nós estamos vulneráveis em relação a ocorrência de um acidente significativo.um acidente significativo. Ele pode ocorrer aqui” VULNERABILIDADE
  14. 14. A planta é efetiva em relação à SEGURANÇA somente se tal conceito for incorporado em suas características construtivas e se for analisadoconstrutivas e se for analisado sob uma configuração específica PLANTA
  15. 15. Processos são eficientes caso sejam especificados, compreendidos e seguidos. PROCESSO
  16. 16. Pessoas são eficientes e efetivas se foram convenientemente treinadas, qualificadas e habilitadas, bem como periodicamente avaliadas de acordo com a sua performance (“feedback”) PESSOAS
  17. 17. Barreiras de segurança são mutuamente interdependentes: Elas não podem ser negociadas umas contra as outras DEFESA EM PROFUNDIDADE Em geral nós não podemos substituir pessoas por uma planta deficiente em matéria de segurança
  18. 18. O que está errado? Normalmente a percepção que a organização tem em relação a um problema (VULNERABILIDADE) ou uma solução (DEFESA EM PROFUNDIDADE) é falsa: • “A misteriosa viabilidade do falso” – Trotter, 1879 (UK)1879 (UK) • “É seguro comprometer uma linha de defesa se as outras estão mantidas” • “A planta é intrínsecamente segura” • “O desenho da planta, da plataforma, do navio é diferente – Isto não pode ocorrer aqui”
  19. 19. Quando o pressuposto é EXCESSIVAMENTE PODEROSO ele se torna um “buraco negro”, ou seja, ele é capaz de tudo atrair ou sugarou sugar • “Os processos, por si só, vão resolver todos os problemas” • “ A planta, por si só, é uma barreira de segurança fundamental”
  20. 20. O que está de fato errado neste pensamento (pressuposto do buraco negro)? Se a organização assume que a única barreira de segurança real é a planta então: • Ela não irá investir fortemente na prevenção• Ela não irá investir fortemente na prevenção do erro humano; • Os gestores tenderão a olhar o problema sob uma perspectiva muito técnica; • Normalmente farão uma série de mudanças na planta.
  21. 21. CONCLUSÃO Todas as culturas das organizações são construídas sobre um conjunto de idéias, pressupostos e conceitos. Para chegarmos a alcançar uma forte CULTURA DE SEGURANÇA nós devemosCULTURA DE SEGURANÇA nós devemos olhar para os pressupostos básicos: DEFESA EM PROFUNDIDADE PLANTAS PROCESSOS PESSOAS VULNERABILIDADE
  22. 22. MUITO OBRIGADO!! Alexandre R. Oliveira Cultura de Segurança – Consultoria em SMS www.culturadeseguranca.com.br

×