WEBQUEST
PCNP de Tecnologia: Alexandre Borgonovi
Núcleo Pedagógico Educacional
Diretoria de Ensino – Catanduva
A palavra WebQuest em sua etimologia nos remete para
a soma de duas palavras:
 Web (rede de hiperligações)
 Quest (quest...
"Webquest é uma atividade
investigativa, em que alguma ou
toda a informação com que os
alunos interagem provém da
Internet...
Objetivos educacionais
A metodologia webquest pode
ajudar o educador a alcançar
objetivos educacionais importantes:
Modern...
Objetivos educacionais
Garantir acesso a informações autênticas e atualizadas
Conteúdos publicados na Internet, sobretudo ...
Objetivos educacionais
Favorecer o trabalho de autoria dos professores
Webquests devem ser produzidas por professores, não...
Objetivos educacionais
Desenvolver habilidades cognitivas
O modo de organizar Tarefa e Processo numa webquest pode
oferece...
Origem
O conceito de webquest foi criado em 1995, por Bernie
Dodge, professor da universidade estadual da Califórnia,
EUA,...
Origem
Essas fontes (também chamadas de recursos)
podem ser livros, vídeos, e mesmo pessoas a
entrevistar, mas normalmente...
Definição
 Atividade pedagógica.
 Organizada na forma de uma pesquisa estruturada.
 A maior parte ou todas as informaçõ...
Tipos
Webquest curta - leva de uma a três aulas
para ser explorada pelos alunos e tem como
objetivo a aquisição e integraç...
Seções de uma WQ
Como regra geral, uma webquest é constituída de seis seções:
1. Introdução
2. Tarefa
3. Processo(Fonte de...
1. Introdução
A Introdução é um texto curto, que apresenta o
tema e antecipa para os alunos que atividades eles
terão de r...
2. Tarefa
A Tarefa descreve que “produto” se espera dos
alunos ao final da webquest e que ferramentas
devem ser utilizadas...
 Analisar uma problemática;
 Colocar em palavras uma descoberta pessoal;
 Elaborar um resumo;
 Inventar uma mensagem p...
3. Processo
O Processo deve apresentar os passos que os alunos terão de
percorrer para desenvolver a Tarefa. Quanto mais d...
4. Recurso
Os recursos são os sites e páginas Web
que o professor escolhe e que devem ser
consultados pelos alunos para re...
5. Avaliação
Na seção Avaliação, o aluno deve ser informado sobre
como o seu desempenho será avaliado e em que casos a
ver...
5. Conclusão
A Conclusão deve resumir, em poucas frases, os assuntos
explorados na webquest e os objetivos supostamente
at...
6. Créditos
A seção de Créditos deve apresentar as fontes de todos os
materiais utilizados na webquest: imagens, músicas, ...
SEJA AUTOR
DE SUA
PRÓPRIA
WEBQUEST...
CRIAR SEU CADASTRO
PREENCHER DADOS
CLICAR EM
CADASTRAR
IMPORTANTE: ANOTE SEU LOGIN E SENHA
ACESSAR SUA CONTA
CRIAR SUA WEBQUEST
EMAIL E SENHA CADASTRADA
CLICAR E “ ENTRAR”
PAINEL DE CONTROLE

CRIAR NOVA
WEBQUEST
TÍTULO DA WQ
MODELO DA WQ
INTRODUÇÃO DA WQ
TAREFA DA WQ
PROCESSO DA WQ
AVALIAÇÃO DA WQ
CONCLUSÃO DA WQ
CRÉDITOS DA WQ
PUBLICAR A WQ
PARABÉNS SUA WQ
FOI CRIADA!!!!
Publicar
 Publicar significa pôr a
webquest no ar. É o
momento de tomar as
providências técnicas
para que a webquest
poss...
Referências
 BARROS, Gílian Cristina. WEBQUEST: METODOLOGIA QUE ULTRAPASSA
OS LIMITES DO CIBERESPAÇO. Paraná, 2005. Dispo...
NÚCLEO PEDAGÓGICO EDUCACIONAL
DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE
CATANDUVA
TECNOLOGIA EDUCACIONAL
PCNP TECNOLOGIA: ALEXANDRE BO...
Oficina em ATPC's   Webquest
Oficina em ATPC's   Webquest
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Oficina em ATPC's Webquest

2.941 visualizações

Publicada em

Oficina em ATP'c - Webquest, com utilização site: www.webquestfacil.com.br

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.941
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.404
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Oficina em ATPC's Webquest

  1. 1. WEBQUEST
  2. 2. PCNP de Tecnologia: Alexandre Borgonovi Núcleo Pedagógico Educacional Diretoria de Ensino – Catanduva
  3. 3. A palavra WebQuest em sua etimologia nos remete para a soma de duas palavras:  Web (rede de hiperligações)  Quest (questionamento, busca ou pesquisa)
  4. 4. "Webquest é uma atividade investigativa, em que alguma ou toda a informação com que os alunos interagem provém da Internet.“ (Bernie Dodge)
  5. 5. Objetivos educacionais A metodologia webquest pode ajudar o educador a alcançar objetivos educacionais importantes: Modernizar modos de fazer educação As WQs fornecem orientações bastante concretas para tornar possível e efetivo o uso da Internet. E isso, na forma e na essência, é uma maneira de praticar uma educação sintonizada com nosso tempo.
  6. 6. Objetivos educacionais Garantir acesso a informações autênticas e atualizadas Conteúdos publicados na Internet, sobretudo os produzidos profissionalmente, refletem saberes e informações recentes. Além disso, são produtos autênticos que fazem parte do dia-a-dia das pessoas. Promover aprendizagem cooperativa As WQs estão baseadas na convicção de que aprendemos mais e melhor com os outros do que sozinhos. Aprendizagens significativas são resultados de atos de cooperação.
  7. 7. Objetivos educacionais Favorecer o trabalho de autoria dos professores Webquests devem ser produzidas por professores, não por especialistas ou técnicos. A idéia é oferecer oportunidades concretas para que os professores se vejam como autores de sua obra e atuem como tal. Favorecer o compartilhar de saberes pedagógicos Concebidas como publicações típicas do espaço Web (abertas, de acesso livre, gratuitas etc.), as webquests são uma forma interessante de cooperação e intercâmbio docente.
  8. 8. Objetivos educacionais Desenvolver habilidades cognitivas O modo de organizar Tarefa e Processo numa webquest pode oferecer oportunidades concretas para o desenvolvimento de habilidades do conhecer que favorecem o aprender a aprender. Transformar informações ativamente (em vez de apenas reproduzi-las) Na educação tradicional, parece que a preocupação central é armazenar e reproduzir "matéria". Na perspectiva sugerida por Dodge, o importante é acessar, entender e transformar as informações existentes, tendo em vista uma necessidade, problema ou meta significativa.
  9. 9. Origem O conceito de webquest foi criado em 1995, por Bernie Dodge, professor da universidade estadual da Califórnia, EUA, como proposta metodológica para usar a Internet de forma criativa. Em geral, uma webquest é elaborada pelo professor, para ser solucionada pelos alunos, reunidos em grupos. A webquest sempre parte de um tema e propõe uma Tarefa, que envolve consultar fontes de informação especialmente selecionadas pelo professor.
  10. 10. Origem Essas fontes (também chamadas de recursos) podem ser livros, vídeos, e mesmo pessoas a entrevistar, mas normalmente são sites ou páginas na Web. É comum que a Tarefa exija dos alunos a representação de papéis, para promover o contraste de pontos de vista ou a união de esforços em torno de um objetivo.
  11. 11. Definição  Atividade pedagógica.  Organizada na forma de uma pesquisa estruturada.  A maior parte ou todas as informações com as quais os estudantes interagem estão disponíveis na Internet.  Permite ao estudante desenvolver uma compreensão profunda, pensar crítico e criatividade ao analizar e sintetizar informação num determinado tópico.
  12. 12. Tipos Webquest curta - leva de uma a três aulas para ser explorada pelos alunos e tem como objetivo a aquisição e integração de conhecimentos. Webquest longa - leva de uma semana a um mês para ser explorada pelos alunos, em sala de aula, e tem como objetivo a extensão e o refinamento de conhecimentos. Bernie Dodge divide a webquest em dois tipos, ligados à duração do projeto e à dimensão de aprendizagem envolvida:
  13. 13. Seções de uma WQ Como regra geral, uma webquest é constituída de seis seções: 1. Introdução 2. Tarefa 3. Processo(Fonte de Informação) 4. Avaliação 5. Conclusão 6. Créditos
  14. 14. 1. Introdução A Introdução é um texto curto, que apresenta o tema e antecipa para os alunos que atividades eles terão de realizar. Se a WQ tem um cenário ou pede representação de papéis ("Você é um detetive tentando descobrir um poeta misterioso"), isso deve ser mencionado na Introdução. • Apresenta-se o Tema. • Provoca-se o interesse dos alunos. • Dá-se orientação mais geral sobre a atividade. Na introdução:
  15. 15. 2. Tarefa A Tarefa descreve que “produto” se espera dos alunos ao final da webquest e que ferramentas devem ser utilizadas para elaborá-lo (um determinado software, por exemplo). Exemplos de Tarefas:  Resolver um problema;  Solucionar um mistério;  Formular e defender uma opinião;
  16. 16.  Analisar uma problemática;  Colocar em palavras uma descoberta pessoal;  Elaborar um resumo;  Inventar uma mensagem persuasiva;  Redigir um relato jornalístico, ou  Qualquer coisa que exija dos aprendizes processar e transformar as informações coletadas. 2. Tarefa
  17. 17. 3. Processo O Processo deve apresentar os passos que os alunos terão de percorrer para desenvolver a Tarefa. Quanto mais detalhado for o processo, melhor. Na seção Processo, também cabe sugerir de que forma os alunos deverão organizar as informações que serão reunidas: usando fluxogramas, mapas mentais, checklists etc. Exemplo: 1. Primeiro, formem grupos de três alunos. 2. Em seguida, decidam o papel que cada um vai representar. 3. ...e assim por diante.
  18. 18. 4. Recurso Os recursos são os sites e páginas Web que o professor escolhe e que devem ser consultados pelos alunos para realizar a Tarefa.
  19. 19. 5. Avaliação Na seção Avaliação, o aluno deve ser informado sobre como o seu desempenho será avaliado e em que casos a verificação será individual ou coletiva.
  20. 20. 5. Conclusão A Conclusão deve resumir, em poucas frases, os assuntos explorados na webquest e os objetivos supostamente atingidos. A conclusão é também o espaço para incentivar o aluno a continuar refletindo sobre o assunto, através de questões retóricas e links adicionais.
  21. 21. 6. Créditos A seção de Créditos deve apresentar as fontes de todos os materiais utilizados na webquest: imagens, músicas, textos, livros, sites, páginas Web. Se as fontes são sites ou páginas Web, colocam-se os links. Quando os materiais são físicos, colocam-se as referências bibliográficas. Créditos é também o espaço dos agradecimentos a pessoas ou instituições que de algum modo tenham colaborado na elaboração da webquest.
  22. 22. SEJA AUTOR DE SUA PRÓPRIA WEBQUEST...
  23. 23. CRIAR SEU CADASTRO
  24. 24. PREENCHER DADOS CLICAR EM CADASTRAR IMPORTANTE: ANOTE SEU LOGIN E SENHA
  25. 25. ACESSAR SUA CONTA CRIAR SUA WEBQUEST EMAIL E SENHA CADASTRADA CLICAR E “ ENTRAR”
  26. 26. PAINEL DE CONTROLE  CRIAR NOVA WEBQUEST
  27. 27. TÍTULO DA WQ
  28. 28. MODELO DA WQ
  29. 29. INTRODUÇÃO DA WQ
  30. 30. TAREFA DA WQ
  31. 31. PROCESSO DA WQ
  32. 32. AVALIAÇÃO DA WQ
  33. 33. CONCLUSÃO DA WQ
  34. 34. CRÉDITOS DA WQ
  35. 35. PUBLICAR A WQ PARABÉNS SUA WQ FOI CRIADA!!!!
  36. 36. Publicar  Publicar significa pôr a webquest no ar. É o momento de tomar as providências técnicas para que a webquest possa ser acessada e utilizada pelas pessoas, na Internet.
  37. 37. Referências  BARROS, Gílian Cristina. WEBQUEST: METODOLOGIA QUE ULTRAPASSA OS LIMITES DO CIBERESPAÇO. Paraná, 2005. Disponível em: http://www.gilian.escolabr.com/textos/webquest_giliancris.pdf • http://webquest.sp.senac.br/textos • http://www.webquestbrasil.org/criador/ • http://www.webquestbrasil.org/criador/webquest/soporte_tablon_w.php?id_acti vidad=18725&id_pagina=1 • http://pt.wikipedia.org/wiki/WebQuest • http://www.portalwebquest.net/ • http://www.webquestfacil.com.br/
  38. 38. NÚCLEO PEDAGÓGICO EDUCACIONAL DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE CATANDUVA TECNOLOGIA EDUCACIONAL PCNP TECNOLOGIA: ALEXANDRE BORGONOVI ACOMPANHE NOSSO BLOG: NPE CATANDUVA http://www.ntecatanduva.blogspot.com.br/

×