C R I A NÇ A S E M R I S C O

1.723 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.723
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

C R I A NÇ A S E M R I S C O

  1. 1. CRIANÇAS EM RISCO CIDADE DE BRAGA
  2. 2. COM ESTE PROJECTO PRETENDEMOS:  Perceber as lógicas de funcionamento das várias organizações e associações e quem as tutela “Crianças assinaladas como de risco” mas quem as  assinala? Processo de detecção dos vários casos  Diferentes formas de actuar dos organismos em causa  Papel da Câmara Municipal de Braga nestes processos  Entender o fenómeno com a ajuda de psicólogos e  sociólogos Carências no processo de resolução dos casos  Conhecer estórias 
  3. 3. ENQUADRAMENTO  Degradação do conceito de família CRIANÇAS DE RISCO SAÚDE EDUCAÇÃO ALIMENTAÇÃO
  4. 4. Pode assim definir-se por crianças de risco:  Crianças vítimas de maus tratos  Crianças em absentismo / insucesso escolar  Crianças pertencentes a minorias étnicas  Crianças de meios desfavorecidos  Crianças integradas em famílias disfuncionais
  5. 5. PERTINÊNCIA DO TEMA:  Realidade actual e muito próxima de nós  Quadro social e económico cada vez mais propício ao desenvolvimento deste fenómeno  1 de Junho: Dia Mundial da Criança
  6. 6. COM QUEM FALAR?  Câmara Municipal de Braga – Dr. Alfredo Cardoso (Gabinete de Apoio à Presidência)  Responsável pela rede de Acção Social da CMB  CPCJ: Comissão de Protecção de Crianças e Jovens – Dra. Fátima Soeiro (Presidente)  Técnicos do CAT (Centro de Acolhimento Temporário - Centro Cultural e Social de Santo Adrião)  Outras organismos que se revelem pertinentes  Psicólogo  Sociólogo  Crianças em risco  Papel da PSP …
  7. 7. QUE TIPOS DE SUPORTE VAMOS UTILIZAR:  Observação  Entrevista informal com as crianças  Podcast  Entrevistas em formato de vídeo  Galeria de Fotos  Textos de opinião  Dossier  Infografia  Blogue  Sites úteis

×