Apresentação aula 1

448 visualizações

Publicada em

Estrutuiras de Concreto armado I - UNASP-EC

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
448
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação aula 1

  1. 1. DISCIPLINA ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO 1 Aula 1
  2. 2. APRESENTAÇÃO PESSOAL PROFESSOR : GERALDO SILVEIRA LEITE JÚNIOR FORMAÇÃO CARGA-HORÁRIA: 3 AULAS / SEMANA – 1 SEMESTRE » ENGENHEIRO CIVIL – UNESP; » MESTRE EM ESTRUTURAS – UNICAMP; » DOUTOR EM ESTRUTURAS – UNICAMP. _______________________________________________________________________
  3. 3. _______________________________________________________________________ ISOSTÁTICA TÓPICOS INICIAIS A SEREM ABORDADOS 1) BOAS-VINDAS AOS ALUNOS; 2) CONTEÚDO PROGRAMÁTICO; 3) REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS; 4) CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO; 5) DICAS E COMENTÁRIOS GERAIS.
  4. 4. _______________________________________________________________________ 1) BOAS VINDAS “SEJAM TODOS MUITO BEM-VINDOS”
  5. 5. _______________________________________________________________________ 2) CONTEÚDO PROGRAMÁTICO (GENÉRICO) Propriedades dos materiais (concreto e aço); estados limites do concreto; ações e segurança; durabilidade das estruturas; domínios de deformações; solicitações normais (armadura simples, armadura dupla e seção “T”).
  6. 6. _______________________________________________________________________ 3) REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BÁSICA 1) ARAÚJO, J. M. Curso de concreto armado. Rio Grande: Dunas, 2003. 1.v. 2) ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Projeto de estruturas de concreto – procedimento: NBR 6118. Rio de Janeiro, 2003. 3) CARVALHO, R. C.; FIGUEIREDO FILHO, J. R. Cálculo e detalhamento de estruturas usuais de concreto armado 3.ed. São Carlos: EdUFSCar, 2004. 1.v.
  7. 7. _______________________________________________________________________ 3) REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS COMPLEMENTAR 1) CARVALHO, R. C.; PINHEIRO, L. M. Cálculo e detalhamento de estruturas usuais de concreto armado. São Paulo: Pini, 2009. 2.v. 2) FUSCO, P. B. Técnica de armar as estruturas. São Paulo: Pini, 2003. 3) FUSCO, P. B. Tecnologia do concreto estrutural. São Paulo: Pini, 2008. 4) MEHTA, P. K.; MONTEITO, P. J. M. Concreto: microestrutura, propriedades e materiais. 3.ed. São Paulo: IBRACON, 2008.
  8. 8. _______________________________________________________________________ 3) REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS APOSTILA * PINHEIRO, L. M. – “Fundamentos do concreto e projeto de edifícios” – Apostila do Departamento de Engenharia de Estruturas da EESC-USP – site: http://www.set.eesc.usp.br/mdidatico/concreto/Textos/
  9. 9. _______________________________________________________________________ 4) CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO A Média Final (MF) do(a) aluno(a) será calculada da seguinte maneira: MF = 0,15.NSAEC + 0,37.P1 + 0,38.P2 + 0,10.TRAB, onde: NSAEC = Nota obtida no SAEC (Sistema de Avaliação para Engenharia Civil); P1 e P2 = Provas 1 e 2 respectivamente; TRAB = Média dos trabalhos realizados. Se: MF ≥ 6,0 (aprovado(a)).
  10. 10. _______________________________________________________________________ 4) CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO Observações 1) O aluno(a) que faltar em dia de avaliação (P1 ou P2) poderá requerer uma prova de segunda chamada. Essa prova somente poderá ser realizada mediante autorização por escrito da coordenação do curso de engenharia civil, que analisará caso a caso. Essa autorização deve ser informada ao professor com antecedência mínima de uma semana em relação a data da realização da prova. O conteúdo da prova de segunda chamada será todo aquele que foi abordado no semestre; 2) Quem utilizar meios ilícitos (cola) de qualquer natureza, em qualquer uma das avaliações, ficará com nota zero e o caso será informado à coordenação do curso para que sejam tomadas as devidas providências; 3) Em cada prova, deverá ser respeitado um tempo mínimo de 30 minutos de permanência na sala de aula, após esse tempo, os alunos poderão sair. Se um aluno sair da sala no dia da prova, NINGUÉM mais poderá entrar; 4) Os alunos não poderão fazer provas em outros horários ou turmas diferentes;
  11. 11. _______________________________________________________________________ 4) CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO 5) Para a realização de cada prova, não será permitido o uso de calculadoras programáveis e/ou que armazene textos, além de outros objetos estranhos à prova, tais como ( laptops, telefones celulares, bonés, fones de ouvido, etc); 6) As regras para a elaboração dos trabalhos serão discutidas e informadas aos alunos em sala logo no início do semestre e será de responsabilidade do aluno segui-las rigorosamente. Se o aluno estiver ausente nessa aula, caberá ao mesmo tomar ciência das diretrizes estabelecidas; 7) A data de entrega do trabalho também será combinada em sala logo no início do semestre e será de responsabilidade do aluno segui-la rigorosamente. Se o aluno estiver ausente nessa aula, caberá também ao mesmo tomar ciência dessa informação;
  12. 12. _______________________________________________________________________ 4) CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO 8) Os trabalhos deverão ser entregues pelos alunos em sala de aula ao professor no dia, horário e na data combinada. No momento da entrega o aluno assinará uma “Ata” confirmando a sua entrega, portanto, não serão aceitos em “hipótese alguma”, trabalhos fora do prazo estabelecido e/ou entregues por outras pessoas; 9) Os trabalhos que não se enquadrarem nas regras estabelecidas ficarão com nota zero.
  13. 13. _______________________________________________________________________ 5) DICAS E COMENTÁRIOS GERAIS 5.1) NOTAS e FALTAS; 5.2) PRÉ-REQUISITO: DISCIPLINAS ANTERIORES; 5.3) CELULAR e CONVERSA DURANTE A EXPLICAÇÃO; 5.4) PROVIDENCIAR CALCULADORA CIENTÍFICA NÃO PROGRAMÁVEL; 5.5) HORÁRIO; 5.6) COMUNICAÇÃO PROFESSOR-ALUNO; 5.7) NÃO FICAR COM DÚVIDAS EM HIPÓTESE ALGUMA.

×