PAULO HENRIQUE POSSAS_SAC_SEMINÁRIO AIE 2015

829 visualizações

Publicada em

Apresentação do Diretor de Aeroportos da SAC, Paulo Henrique Possas, no Seminário Airport Infra Expo - Gestão de Aeroportos.

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
829
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PAULO HENRIQUE POSSAS_SAC_SEMINÁRIO AIE 2015

  1. 1. Gestão Aeroportuária Secretaria de Aeroportos Secretaria de Aviação Civil
  2. 2.  Governança do Setor de Aviação Civil Brasileiro  Monitoramento da Gestão Aeroportuária por resultados  A Gestão durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Apresentação Objetivo: mostrar a estrutura de governança do setor, bem como as práticas adotadas para melhorar o desempenho da Gestão Aeroportuária, especialmente durante os eventos de alta demanda (Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016)
  3. 3. Comitês Técnicos CONAERO – Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias Auxílio à tomada de decisão em assuntos específicos Autoridade Aeroportuária -Decisões em nível operacional -Integração entre os órgãos e entidades no aeroporto -Solução de questões operacionais excepcionais -Sugestões à CONAERO GOVERNANÇA DO SETOR Operações Especiais Facilitação Desempenho Operacional Comunicação Segurança da Aviação Civil Casa Civil Min. Saúde Min. Defesa Min. Fazenda Min. Justiça Min. Agricult. Min. Meio Amb. Min. Planej. SAC ANAC Convidada Autoridade Aeroportuária -Decisões em nível operacional -Integração entre os órgãos e entidades no aeroporto -Solução de questões operacionais excepcionais -Sugestões à CONAERO 15 Autoridades Aeroportuárias
  4. 4. INTEGRANTES SAC ANAC Casa Civil Min. Saúde Min. Defesa Min. Fazenda Min. Justiça Min. Agricult. Min. Meio Amb. Min. Planej. Operadores de Aeroportos  Outros participantes COMITÊ TÉCNICO DE DESEMPENHO OPERACIONAL MRE Objetivo: avaliar o desempenho do setor aeroportuário com objetivo de definir metas para melhoria da qualidade do serviço público prestado INSTITUTO TECNOLÓGICO DA AERONÁUTICA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DAS EMPRESAS ADMINISTRADORAS DE AEROPORTOS
  5. 5.  Empresa de Pesquisa Contratada e Fiscalizada pela SAC/PR  Coleta iniciou em dezembro de 2012  48 indicadores de percepção dos passageiros (Limpeza, Conforto, Comercial, Serviço Público, Informação)  30 medições (tempo de filas, restituição de bagagem, guichês ocupados, etc)  Divulgação de dados trimestrais  Estabelecimento de metas para órgãos públicos  16 minutos média trimestral Controle Migratório  8 minutos média trimestral Controle Aduaneiro  Ampliação da pesquisa para outros aeroportos DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS
  6. 6. DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS 4,00 4,04* Fonte: SAC/PR *1° bimestre 2015 1 532 4
  7. 7. DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS Ano:2014 INDICADORES COM MAIOR CORRELAÇÃO COM INDICADOR SATISFAÇÃO GERAL SENSAÇÃO DE PROTEÇÃO E SEGURANÇA 0,57 CONFORTO TÉRMICO DO AEROPORTO 0,54 CONFORTO NA SALA DE EMBARQUE 0,50 CONFORTO ACÚSTICO DO AEROPORTO 0,50 LIMPEZA GERAL DO AEROPORTO 0,48 LIMPEZA DOS SANITÁRIOS 0,48 MaispesonaavaliaçãodoPassageiro
  8. 8. 3,87 3,75 3,91 3,80 3,70 1° Trimestre 2014 2° Trimestre 2014 3° Trimestre 2014 4° Trimestre 2014 Evolução CONFORTO ACÚSTICO DOS AEROPORTOS DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS 3,81 3,90 4,05 3,93 3,70 1° Trimestre 2014 2° Trimestre 2014 3° Trimestre 2014 4° Trimestre 2014 Evolução CONFORTO TÉRMICO DOS AEROPORTOS
  9. 9. 3,92 3,81 3,89 3,96 3,70 1° Trimestre 2014 2° Trimestre 2014 3° Trimestre 2014 4° Trimestre 2014 Evolução LIMPEZA DOS SANITÁRIOS DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS 3,94 4,00 4,16 4,17 3,70 1° Trimestre 2014 2° Trimestre 2014 3° Trimestre 2014 4° Trimestre 2014 Evolução LIMPEZA GERAL DOS AEROPORTOS
  10. 10. 4,06 4,14 4,27 4,20 4,00 1° Trimestre 2014 2° Trimestre 2014 3° Trimestre 2014 4° Trimestre 2014 Evolução SENSAÇÃO DE PROTEÇÃO E SEGURANÇA DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS
  11. 11. INDICADORES COM MENOR CORRELAÇÃO COM A SATISFAÇÃO GERAL QUALIDADE SALA VIP 0,20 TEMPO DE FILA NO CHECK-IN (GUICHÊ) 0,20 TEMPO DE FILA DA ADUANA 0,20 TEMPO DE FILA NO CHECK-IN (AUTOATENDIMENTO) 0,18 CORDIALIDADE DOS FUNCIONÁRIOS DA EMIGRAÇÃO 0,17 TEMPO DE FILA NA EMIGRAÇÃO 0,15 DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS MaispesonaavaliaçãodoPassageiro Ano:2014
  12. 12. Tempo de fila nos órgãos públicos Limpeza, Conforto e Segurança Custo e tempo de fila no comércio Tempo de fila check-in e transporte público DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS AEROPORTO ÓRGÃOS PÚBLICOS AEROPORTO (COMERCIAL) CIAs. AÉREAS TRANSPORTE PÚBLICO MaispesonaavaliaçãodoPassageiro
  13. 13. DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS Todos os Passageiros Passageiros de Voos Internacionais
  14. 14. DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS Comparativo Todos os Passageiros x Passageiros de Voos internacionais
  15. 15. DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS Comparativo Todos os Passageiros x Passageiros de Voos internacionais
  16. 16. DESEMPENHO OPERACIONAL DOS AEROPORTOS Atingimento das Metas definidas pela CONAERO
  17. 17. INTEGRANTES SAC ANAC Casa Civil Min. Saúde Min. Defesa Min. Fazenda Min. Justiça Min. Agricult. Min. Meio Amb. Min. Planej. Operadores de Aeroportos  Outros participantes COMITÊ TÉCNICO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS MINISTÉRIO DO ESPORTE COMANDO GERAL DE OPERAÇÕES AÉREAS ESTADO MAIOR DA AERONÁUTICA MRE CENTRO DE COMUNICAÇÕES E GUERRA ELETRÔNICA DO EXERCITO APO Objetivo: planejar o Setor de Aviação Civil para operação durante os grandes eventos COMANDO DE DEFESA AEROSPACIAL BRASILEIRA
  18. 18. Fonte: HST Vôos e Operadores Aeroportuários  Planejamento para Operação Final do Ano 2014/2015 COMITÊ TÉCNICO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS
  19. 19.  Evolução do Planejamento para Grandes Eventos Concluída Concluída Concluída Em andamento COMITÊ TÉCNICO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS
  20. 20.  Manual de Planejamento do setor aéreo Capítulo Tema 1 Premissas 2 Demanda 3 Capacidade 4 Legislação 5 Gerenciamento Operacional 6 Segurança e Defesa 7 Recursos Humanos Capítulo Tema 8 Treinamentos 9 Eventos-teste 10 Comunicação Social 11 Melhorias do Nível de Conforto 12 Acessibilidade 13 Gerenciamento de Infraestrutura COMITÊ TÉCNICO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS
  21. 21.  Capacidade • Aeródromos envolvidos*, alternativos e suas vocações Durante o período dos Jogos, os aeródromos do Rio de Janeiro não serão alternativos de nenhum outro aeródromo Indicativo VIP Internacional Doméstico Geral Classificação Galeão SBGL C Base Aérea do Galeão BAGL C Santos Dumont SBRJ C Jacarepaguá SBJR C Guarulhos SBGR C Confins SBCF C Campinas SBKP C São José dos Campos SBSJ M Ribeirão Preto SBRP M Juíz de Fora SBJF M Cabo Frio SBCB M Macaé SBME M Campos SBCP M Jogos Olímpicos/Paralímpicos Rio 2016 RIO DE JANEIRO Aeródromos de alternativa Aeródromos de destino * Pendente confirmação das cidades do futebol VOLTAR COMITÊ TÉCNICO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS
  22. 22. Posições de Pátio (Operação) 498 Posições de Contigência 1180 Total de Posições mapeadas 1678 (336%) COMITÊ TÉCNICO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS
  23. 23.  Gerenciamento Operacional • Coordenação e alocação de slots, definição das regras para gerenciamento da demanda de movimentos aéreos durante o evento e procedimentos de operação da Sala Master, visando a coordenação do setor de aviação COMITÊ TÉCNICO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS
  24. 24.  Gerenciamento de Infraestrutura Exemplo de Fluxo de Processo – Partida de Cães-guia COMITÊ TÉCNICO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS
  25. 25. Simulados 30/07 Evento-teste de Remo 23/07 Planejamento (VALIDAR PRÉ-REQUISITOS PARA O EVENTO) 23/07 Execução de chegada 03/08 Realização do evento-teste de Remo 05/08 Execução de partida 10/08 Avaliação 11/08 Evento-teste de Hipismo 23/07 Evento-teste de Vela 29/07 Evento-teste de Chefs de Mission SeminarOlímpico (Checkin remoto) 10/08 Evento-teste de BochaParalímpico 29/10 Evento-teste de Rugby em cadeirade rodas 15/01 Evento-teste de MaratonaParalímpica 12/02 Evento-teste de Saltos ornamentais 19/02 Evento-teste de Pentatlo moderno 25/02 Evento-teste de EsgrimaParalímpico 01/03 Evento-teste de Tiro 31/03 Evento-teste de Ginástica 01/04 Evento-teste de Tiro Paralímpico 12/04 COMITÊ TÉCNICO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS  Eventos-Teste
  26. 26. E-GATE - FACILITAÇÃO

×