Controle de Pátio
Perspectiva da ANAC
Alberto Gonçalves de Pinho
Especialista em Regulação
Gerência de Certificação e Segu...
Controle do Pátio (Apron Control)
• Perspectiva da ANAC
• Trabalho em Equipe
• Fundamentação Regulatória
• ANAC e DECEA
• ...
Perspectiva da ANAC
Aeroporto do
Galeão
Perspectiva da ANAC
• O ponto de transferência deverá ser claramente
identificável, marcado por um ponto de referência do
...
Aeroporto do Galeão
Pontos de
Transferência
Posição de espera
intermediária
Sinalização
vertical com a
frequência do
Contr...
Trabalho em equipe
• A RIOgaleão, procurou a ANAC para compor um
grupo de trabalho possibilitar a criação do Controle
de P...
Trabalho em equipe
• Trabalho conjunto para que a regulamentação do
DECEA e da ANAC fosse harmoniosa e eficaz.
• O resulta...
RBAC 153
26 de junho de 2012
Requisitos
IS 153.109
6 de agosto de 2015
Orientações
RBAC 153: Aeródromos –
Operação, Manutenção e
Resposta à Emergência
153.109 SISTEMA DE
ORIENTAÇÃO E CONTROLE
DA MOVIMENTAÇ...
RBAC 153:
153.109 SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E CONTROLE DA
MOVIMENTAÇÃO NO SOLO (SOCMS)
(a) O operador de aeródromo deve estabe...
RBAC 153:
153.109 SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E CONTROLE DA
MOVIMENTAÇÃO NO SOLO (SOCMS)
(b) O SOCMS caracteriza-se pelos seguin...
RBAC 153:
153.109 SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E CONTROLE DA
MOVIMENTAÇÃO NO SOLO (SOCMS)
(e) Os requisitos definidos no SOCMS de...
Instrução Suplementar
IS 153-109 A
SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E
CONTROLE DA
MOVIMENTAÇÃO NO
SOLO -SOCMS
(tem a função de orient...
IS Nº 153-109 Revisão A - SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E
CONTROLE DA MOVIMENTAÇÃO NO SOLO (SOCMS)
Sistema de Orientação e Control...
IS Nº 153-109 Revisão A - SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E
CONTROLE DA MOVIMENTAÇÃO NO SOLO (SOCMS)
Gerenciamento do pátio: conjunt...
5.6 Gerenciamento do pátio
Controle de Pátio
5.6.1.1 Em virtude de condições operacionais locais, o
operador de aeródromo ...
5.6.1.2 Os objetivos do Controle de Pátio incluem:
a) garantir o fluxo ordenado e seguro de aeronaves e
veículos;
b) contr...
5.6.1.3 As condições operacionais que devem ser
consideradas no estabelecimento do Controle de Pátio
incluem:
a) a seguran...
5.6.1.4 O acordo operacional deve estabelecer
claramente:
a) as responsabilidades e procedimentos operacionais
que serão a...
5.6.1.5 A TWR e o operador do aeródromo devem
avaliar a conveniência e oportunidade de instalação de
auxílios visuais para...
5.6.1.7 Medidas de transição devem ser planejadas
para garantir que a instalação do Controle de Pátio não
afete negativame...
ANAC e DECEA
Harmonização das normas da ANAC e do DECEA:
• ANAC:
– IS 153.109 A: Sistema de Orientação e Controle da
Movim...
Perspectiva da ANAC sobre
Controle do Pátio
Passo 1 – Planejamento do fluxo ordenado e seguro das
aeronaves pelo Aeroporto...
Obrigado!
Alberto Pinho
alberto.pinho@anac.gov.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação Alberto Gonçalves Pinho - Workshop ATC - Airport Infra Expo 2016

413 visualizações

Publicada em

Apresentação de Alberto Gonçalves Pinho no tópico “Apron Control Center Assessment” durante o Workshop de ATC promovido em parceria com a SAAB Group na sexta edição Airport Infra Expo, no Centro de Eventos e Exposições Brasil 21, em Brasília.

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

Apresentação Alberto Gonçalves Pinho - Workshop ATC - Airport Infra Expo 2016

  1. 1. Controle de Pátio Perspectiva da ANAC Alberto Gonçalves de Pinho Especialista em Regulação Gerência de Certificação e Segurança Operacional Superintendência de Infraestrutura
  2. 2. Controle do Pátio (Apron Control) • Perspectiva da ANAC • Trabalho em Equipe • Fundamentação Regulatória • ANAC e DECEA • ANAC e A-CDM
  3. 3. Perspectiva da ANAC Aeroporto do Galeão
  4. 4. Perspectiva da ANAC • O ponto de transferência deverá ser claramente identificável, marcado por um ponto de referência do aeródromo ou uma sinalização horizontal. • A frequência do controle do pátio deverá ser informada em sinalização vertical antes do ponto de transferência. • O Acordo Operacional deverá prever as interfaces TWR-CCP. • As informações aeronáuticas deverão informar o serviço, seus pontos de transferência sua frequência.
  5. 5. Aeroporto do Galeão Pontos de Transferência Posição de espera intermediária Sinalização vertical com a frequência do Controle do Pátio
  6. 6. Trabalho em equipe • A RIOgaleão, procurou a ANAC para compor um grupo de trabalho possibilitar a criação do Controle de Pátio no Galeão. • GT composto de profissionais da – RIOgaleão; – Inframérica; – Infraero; – BH Airport; – GRU Airport. – DECEA; – ANAC. – SAAB.
  7. 7. Trabalho em equipe • Trabalho conjunto para que a regulamentação do DECEA e da ANAC fosse harmoniosa e eficaz. • O resultado foi fruto do consenso do grupo de trabalho. • Indústria e Autoridades trabalhando juntas!
  8. 8. RBAC 153 26 de junho de 2012 Requisitos IS 153.109 6 de agosto de 2015 Orientações
  9. 9. RBAC 153: Aeródromos – Operação, Manutenção e Resposta à Emergência 153.109 SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E CONTROLE DA MOVIMENTAÇÃO NO SOLO (SOCMS)
  10. 10. RBAC 153: 153.109 SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E CONTROLE DA MOVIMENTAÇÃO NO SOLO (SOCMS) (a) O operador de aeródromo deve estabelecer e implementar um SOCMS, composto de infraestrutura e procedimentos, cujos elementos estejam integrados entre si e que seja capaz de: (1) manter em qualquer parte da área de movimento um fluxo ordenado e seguro para o tráfego de aeronaves e veículos; (2) auxiliar na prevenção de incursão inadvertida ou não autorizada de aeronaves, pessoas ou veículos em pista de pouso e decolagem; e (3) auxiliar na prevenção de colisões que envolvam aeronaves, veículos, equipamentos, pessoas ou objetos na área de movimento.
  11. 11. RBAC 153: 153.109 SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E CONTROLE DA MOVIMENTAÇÃO NO SOLO (SOCMS) (b) O SOCMS caracteriza-se pelos seguintes elementos: (1) Movimentação de aeronaves, veículos, equipamentos e pessoas na área operacional; (2) Acesso e permanência na área de manobras; (3) Prevenção de incursão em pista; (4) Gerenciamento do pátio de aeronaves; (5) Alocação de aeronaves no pátio; (6) Operações em baixa visibilidade, quando aplicável.
  12. 12. RBAC 153: 153.109 SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E CONTROLE DA MOVIMENTAÇÃO NO SOLO (SOCMS) (e) Os requisitos definidos no SOCMS devem ser estabelecidos entre o operador de aeródromo e o provedor de serviços de navegação aérea do aeródromo, consolidados em acordo operacional assinado pelas partes, definindo-se os meios e procedimentos necessários para a coordenação de todas as atividades relacionadas ao fluxo de aeronaves, veículos, equipamentos e pessoas na área de movimento e a responsabilidade de cada um dos entes envolvidos.
  13. 13. Instrução Suplementar IS 153-109 A SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E CONTROLE DA MOVIMENTAÇÃO NO SOLO -SOCMS (tem a função de orientar cumprimento do requisito do RBAC 153 no item 109!)
  14. 14. IS Nº 153-109 Revisão A - SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E CONTROLE DA MOVIMENTAÇÃO NO SOLO (SOCMS) Sistema de Orientação e Controle da Movimentação no Solo – SOCMS: sistema composto de auxílios e informações que permitem aos motoristas e pilotos identificar suas rotas e locais de atuação e de medidas para garantir em qualquer parte da área de movimento do aeródromo um fluxo ordenado e seguro para o tráfego de veículos e aeronaves em solo. Acordo operacional: documento que visa estabelecer procedimentos operacionais padronizados a serem seguidos pelas partes signatárias durante a execução de suas atividades relacionadas à área operacional.
  15. 15. IS Nº 153-109 Revisão A - SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E CONTROLE DA MOVIMENTAÇÃO NO SOLO (SOCMS) Gerenciamento do pátio: conjunto de ações para garantir um movimento seguro e ordenado de aeronaves, veículos, equipamentos e pessoas no pátio, tais como provimento de posições de estacionamento para as aeronaves, delimitação das áreas para o estacionamento de equipamentos e movimentação de veículos e pessoas, orientação dos pilotos durante o estacionamento da aeronave e controle da movimentação de aeronaves e veículos. Controle de Pátio (Apron Control): serviço estabelecido para controlar as atividades e o movimento de aeronaves, veículos, equipamentos e pessoas no pátio.
  16. 16. 5.6 Gerenciamento do pátio Controle de Pátio 5.6.1.1 Em virtude de condições operacionais locais, o operador de aeródromo poderá estabelecer um Controle de Pátio, cuja área de atuação e responsabilidades serão definidas em acordo operacional com a TWR. IS Nº 153-109 Revisão A - SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E CONTROLE DA MOVIMENTAÇÃO NO SOLO (SOCMS)
  17. 17. 5.6.1.2 Os objetivos do Controle de Pátio incluem: a) garantir o fluxo ordenado e seguro de aeronaves e veículos; b) controle de movimento de aeronaves a fim de prevenir colisões entre aeronaves, veículos, equipamentos e obstáculos; e c) controle de entrada e saída de aeronaves no pátio em coordenação com a TWR. IS Nº 153-109 Revisão A - SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E CONTROLE DA MOVIMENTAÇÃO NO SOLO (SOCMS)
  18. 18. 5.6.1.3 As condições operacionais que devem ser consideradas no estabelecimento do Controle de Pátio incluem: a) a segurança operacional; b) a densidade de tráfego; c) as restrições de visualização do pátio pela TWR; e d) as condições de visibilidade predominantes no aeródromo. IS Nº 153-109 Revisão A - SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E CONTROLE DA MOVIMENTAÇÃO NO SOLO (SOCMS)
  19. 19. 5.6.1.4 O acordo operacional deve estabelecer claramente: a) as responsabilidades e procedimentos operacionais que serão assumidos pelo Controle de Pátio; b) os pontos de transferência (handover points); c) horários de funcionamento do Controle de Pátio; d) procedimentos para operação em baixa visibilidade; e) procedimentos de emergência aeroportuária; e f) procedimentos de contingência. IS Nº 153-109 Revisão A - SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E CONTROLE DA MOVIMENTAÇÃO NO SOLO (SOCMS)
  20. 20. 5.6.1.5 A TWR e o operador do aeródromo devem avaliar a conveniência e oportunidade de instalação de auxílios visuais para indicar os pontos de transferência. 5.6.1.6 As informações relativas ao Controle de Pátio deverão constar nas publicações de informações aeronáuticas do aeródromo, tais como a frequência do serviço e os pontos de transferência. IS Nº 153-109 Revisão A - SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E CONTROLE DA MOVIMENTAÇÃO NO SOLO (SOCMS)
  21. 21. 5.6.1.7 Medidas de transição devem ser planejadas para garantir que a instalação do Controle de Pátio não afete negativamente a segurança operacional. 5.6.1.8 A comunidade aeroportuária deve ser informada com antecedência adequada sobre a mudança de procedimentos operacionais, de modo que haja treinamento e familiarização prévia. IS Nº 153-109 Revisão A - SISTEMA DE ORIENTAÇÃO E CONTROLE DA MOVIMENTAÇÃO NO SOLO (SOCMS)
  22. 22. ANAC e DECEA Harmonização das normas da ANAC e do DECEA: • ANAC: – IS 153.109 A: Sistema de Orientação e Controle da Movimentação no Solo – SOCMS. • DECEA: – ICA 63-10: Estações Prestadoras de Serviços de Telecomunicações e de Tráfego Aéreo – EPTA. – ICA 100-37: Serviços De Tráfego Aéreo.
  23. 23. Perspectiva da ANAC sobre Controle do Pátio Passo 1 – Planejamento do fluxo ordenado e seguro das aeronaves pelo Aeroporto e DT-CEA; Passo 2 - Assinatura do Acordo Operacional (PIP e SOCMS); Passo 3 – Análise e aprovação do SOCMS pela ANAC; Passo 4 - O controle do pátio poderá estar implantado, conforme detalhado no SOCMS, mediante Acordo Operacional específico.
  24. 24. Obrigado! Alberto Pinho alberto.pinho@anac.gov.br

×