MODELO NACIONAL DEGESTÃO COMERCIAL EM    AEROPORTOS
A Empresa   A Infraero é uma Empresa Estatal com 39 anos,representa a 3ª maior operadora de aeroportosem quantidade de pas...
A Empresa• 66 aeroportos;• 69 Grupamentos deNavegação Aérea; e• 51 Unidades Técnicasde Aeronavegação;• 34   terminais     ...
Receitas    As principais fontes de financiamento da INFRAERO sãoos negócios comerciais e de logística de carga, que junto...
ModeloLei n.º 7.565/86 – CBA: Art.28. Os aeródromos são classificados em civis emilitares; Art. 29. Os aeródromos civis ...
ModeloLei n.º 7.565/86 – CBA:Art.     39.        Os    aeroportos    compreendem         áreasdestinadas:V – ao terminal ...
ModeloLei n.º 7.565/86 – CBA:Parágrafo único. A utilização das áreas aeroportuáriasno caso deste artigo sujeita-se à lici...
ModeloLei n.º 12.462/2011 – SAC/PR:Art.       1º.     A      Presidência     da      República        éconstituída, essen...
ModeloRegulamento de Licitações e Contratos da Infraero - RLCI:• Pregão Presencial – sem investimento• Concorrência - com ...
Pregão nas Concessões                                                                                                     ...
Portfolio de Negócios ComerciaisÁreas Comerciais:- Áreas Externas – AEX (PDIR e PDA);• Lado     ar:    Terminais    de   C...
Portfolio de Negócios Comerciais - Publicidade Aeroportuária•   Indoor e Outdoor - TPS e AEX (Sistema viário)•   Tradicion...
Varejo AeroportuárioFortalecimento do varejo aeroportuário por meio doreforço na identidade visual, capacitação de recurso...
Oportunidades e Desafios1. Concessão de aeroportos da rede;2. Flexibilização da legislação para concorrer;3. Adequação e d...
OBRIGADO!    CLAITON RESENDE FARIASUPERINTENDENTE DE NEGÓCIOS COMERCIAIS             (61) 3312-3507         crfaria@infrae...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2012_Workshop Varejo Aeroportuário_CLAITON RESENDE FARIA 2 - Infraero

726 visualizações

Publicada em

Eventos simultâneos organizados pela Sator Eventos, a 2a Airport Infra Expo, feira de infraestrutura aeroportuária, o 1o Workshop de Varejo Aeroportuário Brasileiro e o 2o Seminário Internacional de Infraestrutura Aeroportuária da America Latina, ocorreram entre os dias 24 e 26 no Transamérica Expo Center, em São Paulo, e contaram com a presença de diversas autoridades e empresas do setor.

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

2012_Workshop Varejo Aeroportuário_CLAITON RESENDE FARIA 2 - Infraero

  1. 1. MODELO NACIONAL DEGESTÃO COMERCIAL EM AEROPORTOS
  2. 2. A Empresa A Infraero é uma Empresa Estatal com 39 anos,representa a 3ª maior operadora de aeroportosem quantidade de passageiros e a 1ª emnúmero de aeroportos. Responsável por 96% do movimento dotransporte aéreo regular do Brasil, equivale a 2,8milhões de pousos e decolagens de aeronavesnacionais e estrangeiras, transportando179 milhões de passageiros/2011. 2
  3. 3. A Empresa• 66 aeroportos;• 69 Grupamentos deNavegação Aérea; e• 51 Unidades Técnicasde Aeronavegação;• 34 terminais delogística de carga. 3
  4. 4. Receitas As principais fontes de financiamento da INFRAERO sãoos negócios comerciais e de logística de carga, que juntoscorrespondem a 50,19% das receitas. NAVEG. AÉREA POUSO E PERM. R$ 377.218.703 COMERCIAIS 9,92% R$ 1.141.922.317 R$ 440.813.102 11,59% 30,03% R$ 3,8 bilhões EMBARQUE ARMAZENAGEM R$ 1.075.620.164 EXPL.DE E CAPATAZIA 28,29% SERVIÇOS R$ 659.130.216 R$ 107.277.955 17,34% 2,82% 4
  5. 5. ModeloLei n.º 7.565/86 – CBA: Art.28. Os aeródromos são classificados em civis emilitares; Art. 29. Os aeródromos civis são classificados empúblicos e privados; Art. 36. Os aeródromos públicos serão construídos,mantidos e explorados:I – diretamente pela União;II – por empresas especializadas da AdministraçãoFederal Indireta ...III – mediante convênio com os Estados e MunicípiosIV – por concessão ou autorização. 5
  6. 6. ModeloLei n.º 7.565/86 – CBA:Art. 39. Os aeroportos compreendem áreasdestinadas:V – ao terminal de carga aérea;VII – ao público usuário e estacionamento de veículos;IX – ao comércio apropriado para aeroporto.Art. 41. O funcionamento de estabelecimentosempresariais nas áreas aeroportuárias de que trata oartigo 39, IX, depende de autorização da autoridadeaeroportuária ... deverá ser ininterrupto durante 24horas, salvo determinação em contrário daadministração do aeroporto. 6
  7. 7. ModeloLei n.º 7.565/86 – CBA:Parágrafo único. A utilização das áreas aeroportuáriasno caso deste artigo sujeita-se à licitação prévia, naforma de regulamentação baixada pelo Poder Executivo.Lei n.º 11.182/2005 – ANAC:Art. 2º. Compete à União, por intermédio da ANAC enos termos das políticas estabelecidas pelos PoderesExecutivo e Legislativo, regular e fiscalizar as atividadesde aviação civil e de infraestrutura aeronáutica eaeroportuária. 7
  8. 8. ModeloLei n.º 12.462/2011 – SAC/PR:Art. 1º. A Presidência da República éconstituída, essencialmente:(...)XII - pela Secretaria de Aviação Civil.Lei n.º 5.862/72 – INFRAERO:Art. 2º. A INFRAERO terá por finalidadeimplantar, administrar, operar e explorar industrial ecomercialmente a infraestrutura aeroportuária que lhefor atribuída pela Secretaria de Aviação Civil daPresidência da República. 8
  9. 9. ModeloRegulamento de Licitações e Contratos da Infraero - RLCI:• Pregão Presencial – sem investimento• Concorrência - com investimento• Excepcionalidades• Prazos:Até 120 meses para concessões sem investimento(Pregão Presencial)Até 240 meses para concessões com investimento(Concorrência Pública)Máximo 300 meses (Conselho de Administração) 9
  10. 10. Pregão nas Concessões 1,000,000,000 900,000,000 967,620,570 800,000,000 529,934,267 700,000,000 437,686,302 600,000,000 500,000,000 252,070,583 400,000,000 160,650,970 300,000,000 91,419,613 200,000,000 94,770 100,000,000 88,345 6,425 0 1.173 ProcessosConcorrência Pregão Tomada de Preços Leilão70% efetivo Precificado Adjudicado Receita Adicional 10
  11. 11. Portfolio de Negócios ComerciaisÁreas Comerciais:- Áreas Externas – AEX (PDIR e PDA);• Lado ar: Terminais de Carga, Setores de Hangares, P.A.A, Comissaria (Catering), Esata’s (Handling)...etc;• Lado terra: Locadoras, Posto de Combustível, Hotéis, Estacionamentos, Edifícios Garagem, Revenda de automóveis, Restaurantes...etc.- Áreas Terminais de Passageiros – ATP• Varejo (Lojas, conveniência ...etc);• Serviços e facilidades;• Alimentação;• Entretenimento. 11
  12. 12. Portfolio de Negócios Comerciais - Publicidade Aeroportuária• Indoor e Outdoor - TPS e AEX (Sistema viário)• Tradicional/Digital• Projetos Especiais - Telecomunicações em Aeroportos• Facilidades em telecomunicações• Ramais telefônicos• Pontos de redes• Concessão de espaços para antenas• Wi-fi (Pago e Gratuito) 12
  13. 13. Varejo AeroportuárioFortalecimento do varejo aeroportuário por meio doreforço na identidade visual, capacitação de recursoshumanos, aprimoramento do mix comercial e dacomunicação mercadológica. LOGO ANTERIOR LOGO ATUAL 13
  14. 14. Oportunidades e Desafios1. Concessão de aeroportos da rede;2. Flexibilização da legislação para concorrer;3. Adequação e desenvolvimento da infraestrutura equivalente à demanda crescente nos Aeroportos;4. Melhoria da prestação dos serviços, atendimento e qualidade;5. Melhoria da governança corporativa com foco orientado em cada negócio;6. Parcerias público-privada para empreendimentos comerciais.
  15. 15. OBRIGADO! CLAITON RESENDE FARIASUPERINTENDENTE DE NEGÓCIOS COMERCIAIS (61) 3312-3507 crfaria@infraero.gov.br 15

×