Lendas 9o ano D 2013

1.578 visualizações

Publicada em

Trabalho das Lendas - Apresentação 9o. D - 2013

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.578
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
307
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lendas 9o ano D 2013

  1. 1. Disciplina: Leitura eRedaçãoTRABALHO DAS LENDAS9º. ANO D - 2013
  2. 2. Lendas BrasileirasCorpo SecoNomes: Milena Karolina, Nicole Santos, GabrielaBatista, Beatriz e BrendaNº 20,22,7,2,49 º ano DProfessora: Marcia
  3. 3. A lenda do corpo-seco Corpo Seco• De acordo com a lenda, o corpo-seco foi um homem muito malvado que vivia prejudicando as pessoas. Era tãoruim que maltratava e batia na própria mãe.• Após sua morte, ele foi rejeitado por Deus e até pelo diabo. Até mesmo a terra, onde havia sido enterrado, oexpulsou. Com o corpo em estado de decomposição teve que sair de seu túmulo. Começou a viver como almapenada, grudando nos troncos das árvores, que secavam quase que imediatamente.Ele então passou a viver assombrando as pessoas nas estradas. De acordo com a lenda, quando uma pessoapassa na estrada o corpo-seco gruda em seu corpo e começa a sugar o sangue. A vítima da assombração podemorrer caso ninguém passe na estrada para salvá-la.
  4. 4. A lenda do corpo seco• De acordo com a lenda, o corpo-seco foi um homem muito malvado que vivia prejudicando aspessoas. Era tão ruim que maltratava e batia na própria mãe.Após sua morte, de acordo com a lenda, ele foi rejeitado por Deus e até pelo diabo. Até mesmoa terra, onde havia sido enterrado, o expulsou. Com o corpo em estado de decomposição teve quesair de seu túmulo. Começou a viver como alma penada, grudando nos troncos das árvores, quesecavam quase que imediatamente.• Ele então começou a viver nas estradas e sempre que alguém passava ele começava a correratrás com um balde de água, para jogar nas pessoas e dizendo para nunca maltratarem suas mães,pois se não iriam ficar secos que nem ele.
  5. 5. TRABALHO:LENDABRASILEIRAGrupo: Felipe Marinho de AlmeidaWesley Barbosa de SousaN° 05 e 30Serie : 9° Ano D
  6. 6. O NEGRINHO DO PASTORERO• O protagonista é um menino muito negro e pequeno, escravo de um estancieiro muitomau; este menino não tinha padrinhos nem nome, sendo conhecido como Negrinho, ese dizia afilhado da Virgem Maria. Após perder uma corrida e ser cruelmente punidopelo estancieiro, o Negrinho caiu no sono, e perdeu o pastoreio. Ele foi castigado denovo, mas depois achou o pastoreio, mas, caindo no sono, o perdeu pela segunda vez.Desta vez, além da surra, o estancieiro jogou o menino sobre um formigueiro, para queas formigas o comessem, e foi embora quando elas cobriram o seu corpo. Três diasdepois, o estancieiro foi até o formigueiro, e viu o Negrinho, em pé, com a pele lisa, etirando as últimas formigas do seu corpo; em frente a ele estava a sua madrinha, aVirgem Maria, indicando que o Negrinho agora estava no céu. A partir de então, foramvistos vários pastoreios, tocados por um Neguinho, montado em um cavalo baio.
  7. 7. NOVO FINAL• depois de morto o negrinho movido por certodesejo de vingança voltou para atormentar ofazendeiro, até que ele parasse de abusar dosoutros escravos e diz o mito que até hojequando um dono de fazenda abusa dos servosele aparecesse para dar uma lição de moral paraaprender a ser um bom patrão
  8. 8. Lenda do CurupiraO Curupira gosta de sentar na sombra das mangueiras paracomer os frutos. Lá fica entretido ao deliciar cada manga.Mas se percebe que é observado, logo sai correndo, e numavelocidade tão grande que a visão humana não consegueacompanhar. "Não adianta correr atrás de um Curupira",dizem os caboclos, "porque não há quem o alcance".A função do curupira é proteger as árvores, plantas eanimais das florestas. Seus alvos principais são os caçadores,lenhadores e pessoas que destroem as matas de formapredatória.Para assustar os caçadores e lenhadores, o curupira emitesons e assovios agudos. Outra tática usada é a criação deimagens ilusórias e assustadoras para espantar os "inimigosdas florestas".
  9. 9. Final da Lenda O curupira é assustador,pois as suaspernas viradas para trás e cabelosavermelhados causam medos.É um sermuito preservador da natureza,poispreserva tudo ao seu redor.Umas dasprincipais imagens ilusórias são seusolhos esbranquiçados e a sua línguapara fora.Seu assovio chega a ser maisforte do que o rugido do leão .Com seuesquisito jeito de andar podetraumatizar qualquer um,com seu chorade criança ninguém
  10. 10. Imagens da Lenda Curupira Curupira
  11. 11. Nomes: Ariely Fernanda, Graziela Aline, Nicolle f, Lanna deAndrade.
  12. 12. Segunda a lenda, quando uma mulher tem 7 filhas e, depois, um homem,esse último filho será um Lobisomem.Quando nasce, a criança é pálida, magra e possui as orelhas um poucocompridas. As formas de lobisomem aparecem a partir dos 13 anos de idade.Na primeira noite de terça ou sexta-feira após seu 13º aniversário, o garoto saià noite e no silêncio da noite se transforma pela primeira vez em lobisomeme uiva para a Lua, semelhante a um lobo.Após a primeira transformação, em todas as noites de terça ou sexta-feira, ohomem se transforma em lobisomem e passa a visitar 7 partes da região, 7pátios de igreja, 7 vilas e 7 encruzilhadas. Por onde ele passa, açoita oscachorros e desliga todas as luzes que vê, além de uivar de formaaterrorizante.Quando está quase amanhecendo, o lobisomem volta a ser homem. Segundoo folclore, para findar a situação de lobisomem é necessário que alguém batabem forte em sua cabeça. Algumas versões da história dizem que os monstrostêm preferência por bebês não batizados, fazendo com que as famíliasbatizem suas crianças o mais rápido possível.Versão verdadeira
  13. 13. Segunda a lenda, quando uma mulher tem 7 filhas e, depois, um homem, esse últimofilho será um Lobisomem.Quando nasce, a criança é pálida, magra e possui as orelhas um pouco compridas. Asformas de lobisomem aparecem a partir dos 13 anos de idade. Na primeira noite deterça ou sexta-feira após seu 13º aniversário, o garoto sai à noite e no silêncio da noitese transforma pela primeira vez em lobisomem e uiva para a Lua, semelhante a umlobo.Após a primeira transformação, em todas as noites de terça ou sexta-feira, o homem setransforma em lobisomem e passa a visitar 7 partes da região, 7 pátios de igreja, 7vilas e 7 encruzilhadas. Por onde ele passa, açoita os cachorros e desliga todas as luzesque vê, além de uivar de forma aterrorizante.Para acabar com a maldição, tem duas maneiras:É preciso cortar a calda do lobisomem , ou arrancar uma presa de sua bocaVersão modificada
  14. 14. NOME:GUSTAVO N° 10NOME:LUIZ N° 16NOME:PEDRO N° 24NOME:RICHARD N° 26
  15. 15.  Grupo: Larissa Rebeca M. da Silva 14 Mahysa Oliveira 17 Fernanda Zanotto Gombradi 5 Nathalia Yumi Takano 21TRABALHO: LENDABRASILEIRA
  16. 16. Diz a lenda, que à noite, um assobio agudo perturba osono das pessoas e assusta as crianças, ocasião em queo dono da casa deve prometer tabaco ou fumo. Aoouvir durante a noite, nas imediações da casa, umestridente assobio, o morador diz:: - Matinta, podepassar amanhã aqui para pegar seu tabaco. No diaseguinte uma velha aparece na residência onde apromessa foi feita, a fim de apanhar o fumo. A velha éuma pessoa do lugar que carregaria a maldição de"virar" Matinta Perera, ou seja, à noite transformar-seneste ser indescritível que assombra as pessoas. AMatinta Perera pode ser de dois tipos: com asa e semasa. A que tem asa pode transformar-se em pássaro evoar nas cercanias do lugar onde mora. A que não tem,anda sempre com um pássaro, considerado agourento,e identificado como sendo "rasga-mortalha". Dizem quea Matinta, quando está para morrer, pergunta:" Quemquer? Quem quer?" Se alguém responder "eu quero",pensando em se tratar de alguma herança de dinheiroou jóias, recebe na verdade a sina de "virar" MatintaPerera.Matinta Perera
  17. 17. Diz a lenda, que à noite, um assobio agudo perturbao sono das pessoas e assusta as crianças, ocasião emque o dono da casa deve prometer tabaco ou fumo.Ao ouvir durante a noite, nas imediações da casa,um estridente assobio, o morador diz:: - Matinta,pode passar amanhã aqui para pegar seu tabaco. Nodia seguinte uma velha aparece na residência onde apromessa foi feita, a fim de apanhar o fumo. A velhaé uma pessoa do lugar que carregaria a maldição de"virar" Matinta Perera, ou seja, à noite transformar-seneste ser indescritível que assombra as pessoas. AMatinta Perera pode ser de dois tipos: com asa e semasa. A que tem asa pode transformar-se em pássaro evoar nas cercanias do lugar onde mora. A que nãotem, anda sempre com um pássaro, consideradoagourento, e identificado como sendo "rasga-mortalha". Dizem que a Matinta, quando está paramorrer, pergunta:" Quem você é? Quem você é?”Se a pessoa que responde é uma mulher ela éamaldiçoada tornando-se a nova Matinta mas, se éum homem ou um menino não!Novo Final
  18. 18. Nome: Rafael, João Paulo, Vinicius Barbosa9º. Ano D
  19. 19. Lendas BrasileirasSaci-Pererê
  20. 20. Saci-Pererê O Saci-Pererê é uma lenda do folclore brasileiro e originou-se entre astribos indígenas do sul do Brasil. O saci possui apenas uma perna, usa um gorro vermelho e sempre estácom um cachimbo na boca.Inicialmente, o saci era retratado como um curumim endiabrado, comduas pernas, cor morena, além de possuir um rabo típico.
  21. 21.  Com a influência da mitologia africana, o saci se transformou em umnegrinho que perdeu a perna lutando capoeira, além disso, herdou o pito,uma espécie de cachimbo, e ganhou da mitologia europeia um gorrinhovermelho.A principal característica do saci é a travessura, ele é muito brincalhão,diverte-se com os animais e com as pessoas. Por ser muito moleque eleacaba causando transtornos, como: fazer o feijão queimar, esconder objetos,jogar os dedais das costureiras em buracos e etc. Segundo a lenda, o Saci está nos redemoinhos de vento e pode sercapturado jogando uma peneira sobre os redemoinhos.Após a captura, deve-se retirar o capuz da criatura para garantir suaobediência e prendê-lo em uma garrafa.Diz também a lenda que os Sacis nascem em brotos de bambus, onde vivemsete anos e, após esse tempo, vivem mais setenta e sete para atentar a vidados humanos e animais, depois morrem e viram um cogumelo venenoso ouuma orelha de pau.
  22. 22. Final da História O saci depois de armar brincadeiras de mal gosto com seus colegas. Foipunido com uma bela de uma pegadinha armada por seus colegas, eleslevaram o saci para perto de uma lagoa e lá o jogaram dentro da água.Com isso o Saci parou de fazer pegadinhas de mal gosto com as pessoase decidiu as ajudar em vez de pregar peças em seus amigos.
  23. 23. Bianca, Jaqueline, Letícia, MilenaC. e ThaisNºs:3, 11, 15, 19 e 279º D
  24. 24.  Diz a lenda que a Lua era um deus que namorava as mais lindas jovens índias e sempre que se escondia, escolhiae levava algumas moças consigo. Em uma aldeia indígena, havia uma linda jovem, a guerreira Naiá, que sonhavacom a Lua e mal podia esperar o dia em que o deus iria chamá-la.Os índios mais experientes alertavam Naiá, dizendo que quando a Lua levava uma moça, essa jovem deixava aforma humana e virava uma estrela no céu. No entanto a jovem não se importava, já que era apaixonada pela Lua.Essa paixão virou obsessão no momento em que Naiá não queria mais comer nem beber nada, só admirar a Lua.Numa noite em que o luar estava muito bonito, a moça chegou à beira de um lago, viu a lua refletida no meio daságuas e acreditou que o deus havia descido do céu para se banhar ali. Assim, a moça se atirou no lago em direçãoà imagem da Lua. Quando percebeu que aquilo fora uma ilusão, tentou voltar, porém não conseguiu e morreuafogada.Comovida pela situação, o deus Lua resolveu transformar a jovem em uma estrela diferente de todas as outras:uma estrela das águas – Vitória-Régia. Por esse motivo, as flores perfumadas e brancas dessa planta só abrem noperíodo da noite.
  25. 25.  Diz a lenda que a Lua era um deus que namorava as mais lindas jovens índias e sempre quese escondia, escolhia e levava algumas moças consigo. Em uma aldeia indígena, havia umalinda jovem, a guerreira Naiá, que sonhava com a Lua e mal podia esperar o dia em que odeus iria chamá-la.Os índios mais experientes alertavam Naiá, dizendo que quando a Lua levava uma moça,essa jovem deixava a forma humana e virava uma estrela no céu. No entanto a jovem nãose importava, já que era apaixonada pela Lua. Essa paixão virou obsessão no momento emque Naiá não queria mais comer nem beber nada, só admirar a Lua.Numa noite em que o luar estava muito bonito, a moça chegou à beira de um lago, viu a luarefletida no meio das águas e acreditou que a deusa havia descido do céu para se banharali. Assim, a moça se atirou no lago em direção à imagem da Lua. Quando percebeu queaquilo fora uma ilusão, tentou voltar, porém não conseguiu e morreu afogada.Então, o deus Lua ficou furioso e decidiu não transformá-la em uma estrela...
  26. 26.  ..resolveu transformá-la em uma linda ave branca, quevoa apenas ao anoitecer ao redor da lua, fazendo voltas,e escrevendo mensagens nas nuvens para os índios dasua tribo. Os índios achavam que a ave era sagrada, poisrepararam que essa ave sempre aparecia ao anoitecer,dançando entre as nuvens, e faziam suas cerimôniastoda vez em que a ave aparecia, de 7 em 7 dias, paradar sorte em suas colheitas e festividades.

×