Oportunidades e perspectivas para a vida consagrada na contemporaneidade

7.191 visualizações

Publicada em

Apresentação no II Congresso de Vida Consagrada em Aparecida

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.191
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4.560
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
105
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Oportunidades e perspectivas para a vida consagrada na contemporaneidade

  1. 1. Oportunidades e perspectivas para a Vida Consagrada no mundo contemporâneo Ir. Afonso Murad Aparecida, de abril/2015
  2. 2. Tendências que nos oferecem oportunidades de renovação
  3. 3. Pessoas e relacionamentos
  4. 4. Subjetividade Cada um/a é singular, com sua identidade, história pessoal. • Recriamos o senso de pertença, envolvendo as pessoas nos processos de decisão. • Vida comunitária com menos regras e mais consensos. • Tensão produtiva entre indivíduo e grupo.
  5. 5. Encantamento e fruição • Continuamos a cultivar a leveza pessoal, comunitária e institucional. • Inspiramo-nos na cultura popular.
  6. 6. Gênero e sexualidade Novos papéis do homem e da mulher • Relações de reciprocidade. Diversidade de orientação sexual • Da negação ao: acolhimento, respeito, diálogo, superação do corporativismo.
  7. 7. Padrão de consumo e simplicidade Conforto e comodidade Investimento no corpo Caminho de ascensão social • Buscamos o essencial, simplicidade voluntária. • Hábitos saudáveis. Consciência do impacto dos nossos hábitos sobre o ambiente. • Atitudes pessoais e coletivas.
  8. 8. Gerações Infâncias Juventude sem projetos a longo prazo Meia idade: Crise nas opções assumidas Terceira idade: aumento da expectativa de vida Envelhecimento da Vida Religiosa. • Comunidades interatoras (somos todos protagonistas e não há coadjuvantes).
  9. 9. Subjetividade Leveza Gênero e sexualidade Simplicidade e consumo Gerações
  10. 10. Na sociedade
  11. 11. Pobreza e inclusão social Mudanças no cenário popular Novas formas de pobreza e exclusão Distanciamento dos pobres • Fidelidade criativa para atuar junto aos pobres e mais necessitados: presenças significativas que inspirem a sociedade civil.
  12. 12. Mística Sociedade multirreligiosa e secularizada • Experimentamos e testemunhamos a busca/encontro com o Deus da vida: seguimento de Jesus.
  13. 13. O espaço virtual • Tornamos público: o conhecimento, o que somos, o que realizamos, com a ajuda da tecnologia (Brilhe a vossa luz!). • Cultivamos a beleza, o estético, em vários âmbitos (real, não simulado). • Mantemos a discrição e a reserva.
  14. 14. Presencial e virtual • Servirmo-nos dos meios para criar comunidades virtuais de interesse. • Definimos os momentos presenciais e os qualificamos.
  15. 15. Educação • Incorporamos a contribuição da neurociência: como se aprende (centros educativos, formação inicial). • Cultivamos valores a partir de práticas (educandos/as, educadores/as, formandos/as).
  16. 16. Sensibilidade ecológica Somos filhos/as da Terra e responsáveis pela continuidade da teia da vida • Realizar ações individuais, coletivas e institucionais em vista da sociedade sustentável.
  17. 17. Internacionalidade e interculturalidade • Experimentamos que somos “cidadãos planetários”, missionários sem fronteiras geográficas ou culturais.
  18. 18. Pobreza e inclusão Espaço virtual Sensibilidade ecológica Mística Educação Internacionalidade
  19. 19. Instituições
  20. 20. Busca de resultados • Instituições religiosas se tornam mais eficazes. Buscamos superar o amadorismo. Estudamos antes de tomar decisões. Adotamos modelos de governança. • Mostramos os limites éticos do modelo empresarial, a partir do carisma. Nosso tesouro e nosso coração não residem
  21. 21. Estruturas ágeis e pessoas criativas • Centralização sensata e ação local. • Crescente envolvimento do leigos/as na gestão.
  22. 22. As redes • Criamos e fortalecemos redes em torno de questões comuns pelo bem da humanidade. • Compartilhamos conhecimentos, boas práticas e métodos em vista da inovação.
  23. 23. Na Igreja • Novamente nos sentimos filhos/as, com o Papa Francisco. • Atuamos para formar lideranças leigas da “Igreja em saída”. • Promovemos novas formas de consagração e de adesão aos carismas.
  24. 24. Busca de resultados Estruturas ágeis Redes Na Igreja- comunidade Formas de consagração
  25. 25. Conclusão aberta • Sonhamos juntos(as), confiantes na promessa de Deus e na presença do Espírito, que renova a face da Terra.
  26. 26. “Prefiro uma Igreja acidentada, ferida e enlameada por ter saído pelas estradas, a uma Igreja enferma pelo fechamento e a comodidade de se agarrar às próprias seguranças”. Papa Francisco
  27. 27. Disponível em: afonsomurad.blogspot.com Apoio :

×