SlideShare uma empresa Scribd logo
Curso de Mariologia (5)


                     Maria em Caná
                     e junto à Cruz




            A mãe de Jesus no Evangelho de João

                                         Afonso Murad
                                maenossa.blogspot.com
Maria no Evangelho de João
*Duas cenas: em Caná, no início da vida pública de
Jesus (Jo 2,1-11), e junto à cruz, ao final de sua missão
(Jo 19,25-27). Maria presente nos momentos decisivos
de Jesus e de sua comunidade.

João não aborda as relações familiares de Jesus e a mãe.
Mostra o papel de Maria na comunidade cristã.


A mulher Maria: mulheres são importantes na
comunidade (samaritana, Maria e Marta, Madalena).
Maria é figura feminina do Povo de Deus, na grande
festa da aliança.
Jesus, o messias (cristologia Jesus, o enviado do Pai
baixa)                        (cristologia alta)
Esquema unitário              Esquema dual (de cima, de
                              baixo, luz e trevas)
Crescimento da                Plena consciência da
consciência de Jesus          identidade de Jesus
Anúncio na Galiléia, Paixão Prólogo, Livro dos Sinais,
em Jerusalém                  Livro da Exaltação
Temas centrais: O Reino de O Pai, o Filho, o Paráclito.
Deus, o Pai, o seguimento.
Parábolas                     Analogias
Gestos de Poder: dýnamis Sinais: seméia
Para anunciar o Reino de   Para mostrar quem é
Deus e a bondade do Pai    Jesus e suscitar a fé
e suscitar a fé
Muitos gestos de poder,    Sete sinais: Caná,
inclusive exorcismos       Curas do paralítico, do
                           filho do funcionário e do
                           cego,
                           multiplicação dos pães,
                           caminhar sobre as águas,
                           reavivar Lázaro
Maria em Caná (Jo 2,1-12)
Eles não têm mais vinho: com
                 sensibilidade e intervenção discreta,
                 Maria faz Jesus ver a necessidade das
                 pessoas.

Que há entre mim e você, ou que importa a mim e a
você: distanciamento entre Jesus e seu interlocutor.
Minha hora ainda não chegou: resistência, que só a
fé pode vencer.

Façam tudo o que ele lhes
disser: Maria é a pedagoga da fé,
que estimula os servos/amigos de
Jesus a realizar sua vontade.
O sinal de Caná, a fé e a comunidade
O vinho é a novidade radical do Reino
             de Deus e da Nova Aliança, que traz
             alegria e sentido para a humanidade.

            Grande quantidade de vinho, de 480 a
            720 litros:abundância do novo tempo.

             Jarras enchidas até a borda: a
             plenitude em Jesus. Depois dele não há
             nada melhor (O bom vinho guardado até agora).

Resultado do sinal:
Jesus manifesta sua glória
(identidade), seus
discípulos crêem nele e se
reúnem em torno dele.
Maria e nós, em Caná
              *Cada um de nós faz parte da festa do
              Reino de Deus, mas não é dono dela.

               *Como Maria, somos discípulos de Jesus
               e também pedagogos da fé para outras
               pessoas.

              *Jesus é o bom vinho, que nos inebria,
              alegra o coração e dá sentido ao viver.


*Maria nos ensina a exercitar o poder e a liderança:
contar com participação das pessoas, levar a crer em
Jesus, reunir os outros em torno a Ele.
Oração
Maria, mulher atenta em Caná, faze de nós pessoas com
olhos abertos e mãos disponíveis.
Há tantos que se embriagam com o vinho ruim da falsa
felicidade. Distanciam-se de Deus, de seus semelhantes,
e destroem a natureza.
Necessitamos do vinho da alegria, de vida com sentido,
com sabor, com beleza. Maria, dá-nos o vinho de Jesus.

Que Ele multiplique nosso amor,
pois as talhas do nosso coração
são rígidas e imperfeitas.

Que Ele transforme nossas existências, da mesmice para
a qualidade, da indiferença para a fé apaixonada.
Maria, queremos tomar e partilhar o vinho de Jesus. Amém
Maria junto à cruz, com o discípulo
        amado (Jo 19,25-27)
                *Maria persevera na fé,
                junto a Jesus, quando já não
                há mais sinais.

              *O discípulo amado
              representa a comunidade cristã.
                *Maria é adotada pela
                comunidade como mãe e
                assume sua missão.
               *Para Maria, como para nós, a
               cruz tem algo de trágico, de
               incompreensível, e de
               passagem. A última palavra é a
               da ressurreição.
Oração

Maria, que bom te chamar de mãe, receber-te como
nossa educadora e guia na fé. Obrigado, pois tu nos
conduzes a Jesus, não guardando nada para ti.

Ensina-nos a perseverar na
fé, a manter nosso
seguimento a Jesus, nos
fracassos e nas vitórias.


 Sustenta-nos de pé, como tu ficaste,
 solidários na vida, morte e ressurreição do Senhor.
 Amém.
 Estimula os servos a realizar a
  vontade de Jesus.
 Leva os discípulos a crer em Jesus.
 Ela pede a Jesus o sinal (intercessão)
 Reúne a comunidade em torno a
  Jesus.
 Junto à cruz, persevera na fé.
 Assume a missão da mãe da
  comunidade.
Maria em Caná


                Maria junto à cruz
Afonso Murad, Maria. Toda
de Deus e tão humana.
Compêndio de Mariologia.
Editoras: Paulinas/Santuário.
2012, cap. 5, pag 89-103.
Afonso Murad
   Desenhos: Max Gonçalves
www. maenossa.blogspot.com
                     (julho 2012)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula de pneumatologia
Aula de pneumatologiaAula de pneumatologia
Aula de pneumatologia
Alberto Nery
 
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULASCAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
Idpb São Jose I
 
Sacrametos sinais visiveis
Sacrametos sinais visiveisSacrametos sinais visiveis
Sacrametos sinais visiveis
Paulo Kuke
 
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos GruposApostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Christian Lepelletier
 
A ordem no culto cristão
A ordem no culto cristãoA ordem no culto cristão
A ordem no culto cristão
Elaine Marques
 
PENTECOSTES
PENTECOSTESPENTECOSTES
PENTECOSTES
Isaura Miike
 
Evangelismo
EvangelismoEvangelismo
Evangelismo
guestf8ed39
 
O que é a Eucaristia?
O que é a Eucaristia?O que é a Eucaristia?
O que é a Eucaristia?
Juliana Cristina M. Muniz
 
Formação Sagrada Tradição
Formação Sagrada TradiçãoFormação Sagrada Tradição
Treinamento cura e libertação
Treinamento cura e libertaçãoTreinamento cura e libertação
Treinamento cura e libertação
Carlos Cirleno Neves
 
Encontro com deus 5ª ministração - visão da igreja - pr. flávio
Encontro com deus    5ª ministração - visão da igreja - pr. flávioEncontro com deus    5ª ministração - visão da igreja - pr. flávio
Encontro com deus 5ª ministração - visão da igreja - pr. flávio
flavioamaral
 
Mistagogia: caminho para o mistério
Mistagogia: caminho para o mistérioMistagogia: caminho para o mistério
Mistagogia: caminho para o mistério
Fábio Vasconcelos
 
Célula nota 10
Célula nota 10Célula nota 10
Célula nota 10
Rodrigo Costa
 
A formação de um discípulo
A formação de um discípuloA formação de um discípulo
A formação de um discípulo
Mauricio Medeiros da Silva
 
Nascer de novo
Nascer de novoNascer de novo
Nascer de novo
Lucas Guerreiro
 
O líder de célula
O líder de célula O líder de célula
O líder de célula
Anderson Menger
 
7387773 manual-de-realizacao-do-encontro
7387773 manual-de-realizacao-do-encontro7387773 manual-de-realizacao-do-encontro
7387773 manual-de-realizacao-do-encontro
João Paulo Gomes Rodrigues
 
Apostilaimpacto 130720022214-phpapp02
Apostilaimpacto 130720022214-phpapp02Apostilaimpacto 130720022214-phpapp02
Apostilaimpacto 130720022214-phpapp02
Mariano Silva
 
Leitura orante dos discípulos de emaús
Leitura orante dos discípulos de emaúsLeitura orante dos discípulos de emaús
Leitura orante dos discípulos de emaús
Liana Plentz
 
O Padrão da Lei Moral | Os dez mandamentos | lição 2 | plano de aula
O Padrão da Lei Moral | Os dez mandamentos | lição 2 | plano de aulaO Padrão da Lei Moral | Os dez mandamentos | lição 2 | plano de aula
O Padrão da Lei Moral | Os dez mandamentos | lição 2 | plano de aula
Luis Carlos Oliveira
 

Mais procurados (20)

Aula de pneumatologia
Aula de pneumatologiaAula de pneumatologia
Aula de pneumatologia
 
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULASCAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
 
Sacrametos sinais visiveis
Sacrametos sinais visiveisSacrametos sinais visiveis
Sacrametos sinais visiveis
 
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos GruposApostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
 
A ordem no culto cristão
A ordem no culto cristãoA ordem no culto cristão
A ordem no culto cristão
 
PENTECOSTES
PENTECOSTESPENTECOSTES
PENTECOSTES
 
Evangelismo
EvangelismoEvangelismo
Evangelismo
 
O que é a Eucaristia?
O que é a Eucaristia?O que é a Eucaristia?
O que é a Eucaristia?
 
Formação Sagrada Tradição
Formação Sagrada TradiçãoFormação Sagrada Tradição
Formação Sagrada Tradição
 
Treinamento cura e libertação
Treinamento cura e libertaçãoTreinamento cura e libertação
Treinamento cura e libertação
 
Encontro com deus 5ª ministração - visão da igreja - pr. flávio
Encontro com deus    5ª ministração - visão da igreja - pr. flávioEncontro com deus    5ª ministração - visão da igreja - pr. flávio
Encontro com deus 5ª ministração - visão da igreja - pr. flávio
 
Mistagogia: caminho para o mistério
Mistagogia: caminho para o mistérioMistagogia: caminho para o mistério
Mistagogia: caminho para o mistério
 
Célula nota 10
Célula nota 10Célula nota 10
Célula nota 10
 
A formação de um discípulo
A formação de um discípuloA formação de um discípulo
A formação de um discípulo
 
Nascer de novo
Nascer de novoNascer de novo
Nascer de novo
 
O líder de célula
O líder de célula O líder de célula
O líder de célula
 
7387773 manual-de-realizacao-do-encontro
7387773 manual-de-realizacao-do-encontro7387773 manual-de-realizacao-do-encontro
7387773 manual-de-realizacao-do-encontro
 
Apostilaimpacto 130720022214-phpapp02
Apostilaimpacto 130720022214-phpapp02Apostilaimpacto 130720022214-phpapp02
Apostilaimpacto 130720022214-phpapp02
 
Leitura orante dos discípulos de emaús
Leitura orante dos discípulos de emaúsLeitura orante dos discípulos de emaús
Leitura orante dos discípulos de emaús
 
O Padrão da Lei Moral | Os dez mandamentos | lição 2 | plano de aula
O Padrão da Lei Moral | Os dez mandamentos | lição 2 | plano de aulaO Padrão da Lei Moral | Os dez mandamentos | lição 2 | plano de aula
O Padrão da Lei Moral | Os dez mandamentos | lição 2 | plano de aula
 

Destaque

C02 Caná
C02 CanáC02 Caná
C02 Caná
Carlos
 
Maria no documento de aparecida
Maria no documento de aparecidaMaria no documento de aparecida
Maria no documento de aparecida
Afonso Murad (FAJE)
 
Introdução à mariologia (2012)
Introdução à mariologia (2012)Introdução à mariologia (2012)
Introdução à mariologia (2012)
Afonso Murad (FAJE)
 
BODAS DE CANÁ
BODAS DE CANÁBODAS DE CANÁ
BODAS DE CANÁ
BRIAN MOORE
 
Bodas de caná
Bodas de canáBodas de caná
Bodas de caná
Simone Cristina
 
As Bodas de Caná - Retiro de Casais 2008
As Bodas de Caná - Retiro de Casais 2008As Bodas de Caná - Retiro de Casais 2008
As Bodas de Caná - Retiro de Casais 2008
HaroldoMaranhao
 
Maria em marcos e mateus (2012)
Maria em marcos e mateus (2012)Maria em marcos e mateus (2012)
Maria em marcos e mateus (2012)
Afonso Murad (FAJE)
 
Maria em Apocalipse 12 (2012)
Maria em Apocalipse 12 (2012)Maria em Apocalipse 12 (2012)
Maria em Apocalipse 12 (2012)
Afonso Murad (FAJE)
 
Um novo começo com maria
Um novo começo com mariaUm novo começo com maria
Um novo começo com maria
Afonso Murad (FAJE)
 
Maria nos dogmas: Maternidade e virgindade
Maria nos dogmas: Maternidade e virgindadeMaria nos dogmas: Maternidade e virgindade
Maria nos dogmas: Maternidade e virgindade
Afonso Murad (FAJE)
 
Casa Sobre a Rocha.
Casa Sobre a Rocha.Casa Sobre a Rocha.
Casa Sobre a Rocha.
Jell Ferraz
 
Ebd lição 7.1
Ebd lição 7.1Ebd lição 7.1
Ebd lição 7.1
Silva Soares
 
Apresentação1 a casa na rocha 16.jan .11
Apresentação1 a casa na rocha 16.jan .11Apresentação1 a casa na rocha 16.jan .11
Apresentação1 a casa na rocha 16.jan .11
Lucinda Ferreira
 
A graça divina na vida do ser humano
A graça divina na vida do ser humanoA graça divina na vida do ser humano
A graça divina na vida do ser humano
Simone Cristina
 
Prece à santa mãe de jesus
Prece à santa mãe de jesusPrece à santa mãe de jesus
Prece à santa mãe de jesus
rickie57
 
Mae de Jesus
Mae de JesusMae de Jesus
Mae de Jesus
Mensagens Virtuais
 
O Menino Jesus no Templo (Jacob Lorber)
O Menino Jesus no Templo (Jacob Lorber)O Menino Jesus no Templo (Jacob Lorber)
O Menino Jesus no Templo (Jacob Lorber)
Simona P
 
No Teu SilêNcio
No Teu SilêNcioNo Teu SilêNcio
No Teu SilêNcio
Sol_Nascente
 
Lição 02 transformação água em vinho
Lição 02   transformação água em vinhoLição 02   transformação água em vinho
Lição 02 transformação água em vinho
Márcio Pereira
 
Cúpula dos povos na rio+20. balanço provisório.
Cúpula dos povos na rio+20. balanço provisório.Cúpula dos povos na rio+20. balanço provisório.
Cúpula dos povos na rio+20. balanço provisório.
Afonso Murad (FAJE)
 

Destaque (20)

C02 Caná
C02 CanáC02 Caná
C02 Caná
 
Maria no documento de aparecida
Maria no documento de aparecidaMaria no documento de aparecida
Maria no documento de aparecida
 
Introdução à mariologia (2012)
Introdução à mariologia (2012)Introdução à mariologia (2012)
Introdução à mariologia (2012)
 
BODAS DE CANÁ
BODAS DE CANÁBODAS DE CANÁ
BODAS DE CANÁ
 
Bodas de caná
Bodas de canáBodas de caná
Bodas de caná
 
As Bodas de Caná - Retiro de Casais 2008
As Bodas de Caná - Retiro de Casais 2008As Bodas de Caná - Retiro de Casais 2008
As Bodas de Caná - Retiro de Casais 2008
 
Maria em marcos e mateus (2012)
Maria em marcos e mateus (2012)Maria em marcos e mateus (2012)
Maria em marcos e mateus (2012)
 
Maria em Apocalipse 12 (2012)
Maria em Apocalipse 12 (2012)Maria em Apocalipse 12 (2012)
Maria em Apocalipse 12 (2012)
 
Um novo começo com maria
Um novo começo com mariaUm novo começo com maria
Um novo começo com maria
 
Maria nos dogmas: Maternidade e virgindade
Maria nos dogmas: Maternidade e virgindadeMaria nos dogmas: Maternidade e virgindade
Maria nos dogmas: Maternidade e virgindade
 
Casa Sobre a Rocha.
Casa Sobre a Rocha.Casa Sobre a Rocha.
Casa Sobre a Rocha.
 
Ebd lição 7.1
Ebd lição 7.1Ebd lição 7.1
Ebd lição 7.1
 
Apresentação1 a casa na rocha 16.jan .11
Apresentação1 a casa na rocha 16.jan .11Apresentação1 a casa na rocha 16.jan .11
Apresentação1 a casa na rocha 16.jan .11
 
A graça divina na vida do ser humano
A graça divina na vida do ser humanoA graça divina na vida do ser humano
A graça divina na vida do ser humano
 
Prece à santa mãe de jesus
Prece à santa mãe de jesusPrece à santa mãe de jesus
Prece à santa mãe de jesus
 
Mae de Jesus
Mae de JesusMae de Jesus
Mae de Jesus
 
O Menino Jesus no Templo (Jacob Lorber)
O Menino Jesus no Templo (Jacob Lorber)O Menino Jesus no Templo (Jacob Lorber)
O Menino Jesus no Templo (Jacob Lorber)
 
No Teu SilêNcio
No Teu SilêNcioNo Teu SilêNcio
No Teu SilêNcio
 
Lição 02 transformação água em vinho
Lição 02   transformação água em vinhoLição 02   transformação água em vinho
Lição 02 transformação água em vinho
 
Cúpula dos povos na rio+20. balanço provisório.
Cúpula dos povos na rio+20. balanço provisório.Cúpula dos povos na rio+20. balanço provisório.
Cúpula dos povos na rio+20. balanço provisório.
 

Semelhante a Maria nas bodas de Caná e na cruz

Messaggio della Consigliera per le Missioni_14 maio 2021 por
Messaggio della Consigliera per le Missioni_14 maio 2021 porMessaggio della Consigliera per le Missioni_14 maio 2021 por
Messaggio della Consigliera per le Missioni_14 maio 2021 por
Maike Loes
 
01-dizer-sim-a-deus.ppt
01-dizer-sim-a-deus.ppt01-dizer-sim-a-deus.ppt
01-dizer-sim-a-deus.ppt
WendelFialho
 
O rosto mariano da igreja fundamentos teologicos
O rosto mariano da igreja  fundamentos teologicosO rosto mariano da igreja  fundamentos teologicos
O rosto mariano da igreja fundamentos teologicos
Afonso Murad (FAJE)
 
Maria e a promessa
Maria e a promessaMaria e a promessa
Maria e a promessa
Afonso Murad (FAJE)
 
O momento mariano
O momento marianoO momento mariano
O momento mariano
febri samar
 
2ª edição - CAMINHAR COM O VERBO
2ª edição - CAMINHAR COM O VERBO2ª edição - CAMINHAR COM O VERBO
2ª edição - CAMINHAR COM O VERBO
Pascom Sagrado C. de Jesus
 
08 12 10
08 12 1008 12 10
Terco Missionário
Terco MissionárioTerco Missionário
Terco Missionário
Bernadetecebs .
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
ParoquiaDeSaoPedro
 
C1420 assuncao
C1420 assuncaoC1420 assuncao
C1420 assuncao
Isaura Miike
 
Roteiro homilético do 20.º dom. t cm. assunção de nossa senhora – ano a –17...
Roteiro homilético do 20.º dom. t cm. assunção de nossa senhora  – ano a  –17...Roteiro homilético do 20.º dom. t cm. assunção de nossa senhora  – ano a  –17...
Roteiro homilético do 20.º dom. t cm. assunção de nossa senhora – ano a –17...
José Luiz Silva Pinto
 
Jornal Divino Amor em Foco - Nº 01
Jornal Divino Amor em Foco - Nº 01Jornal Divino Amor em Foco - Nº 01
Jornal Divino Amor em Foco - Nº 01
pnsdivinoamor
 
Missões no Setor 9 das CEBs - Homenagem para as mães
Missões no Setor 9 das CEBs - Homenagem para as mãesMissões no Setor 9 das CEBs - Homenagem para as mães
Missões no Setor 9 das CEBs - Homenagem para as mães
Bernadetecebs .
 
Partilhando Outubro 2011
Partilhando Outubro 2011Partilhando Outubro 2011
Partilhando Outubro 2011
Paróquia Sagrado Coração de Jesus
 
Somos Servos - Maio 2014
Somos Servos - Maio 2014Somos Servos - Maio 2014
Somos Servos - Maio 2014
Charlie Maria
 
Devoção a maria - Ancoragem e perspectivas
Devoção a maria - Ancoragem e perspectivasDevoção a maria - Ancoragem e perspectivas
Devoção a maria - Ancoragem e perspectivas
Afonso Murad (FAJE)
 
Mulheres que seguiram Jesus.pptx
Mulheres que seguiram Jesus.pptxMulheres que seguiram Jesus.pptx
Mulheres que seguiram Jesus.pptx
M.R.L
 
14 aprile 2021 por
14 aprile 2021 por14 aprile 2021 por
14 aprile 2021 por
Maike Loes
 
Jornal A Família Católica, 19 edição. dezembro 2014
Jornal A Família Católica, 19 edição. dezembro 2014Jornal A Família Católica, 19 edição. dezembro 2014
Jornal A Família Católica, 19 edição. dezembro 2014
Thiago Guerino
 
Assunção
AssunçãoAssunção
Assunção
Marly Fernandes
 

Semelhante a Maria nas bodas de Caná e na cruz (20)

Messaggio della Consigliera per le Missioni_14 maio 2021 por
Messaggio della Consigliera per le Missioni_14 maio 2021 porMessaggio della Consigliera per le Missioni_14 maio 2021 por
Messaggio della Consigliera per le Missioni_14 maio 2021 por
 
01-dizer-sim-a-deus.ppt
01-dizer-sim-a-deus.ppt01-dizer-sim-a-deus.ppt
01-dizer-sim-a-deus.ppt
 
O rosto mariano da igreja fundamentos teologicos
O rosto mariano da igreja  fundamentos teologicosO rosto mariano da igreja  fundamentos teologicos
O rosto mariano da igreja fundamentos teologicos
 
Maria e a promessa
Maria e a promessaMaria e a promessa
Maria e a promessa
 
O momento mariano
O momento marianoO momento mariano
O momento mariano
 
2ª edição - CAMINHAR COM O VERBO
2ª edição - CAMINHAR COM O VERBO2ª edição - CAMINHAR COM O VERBO
2ª edição - CAMINHAR COM O VERBO
 
08 12 10
08 12 1008 12 10
08 12 10
 
Terco Missionário
Terco MissionárioTerco Missionário
Terco Missionário
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
 
C1420 assuncao
C1420 assuncaoC1420 assuncao
C1420 assuncao
 
Roteiro homilético do 20.º dom. t cm. assunção de nossa senhora – ano a –17...
Roteiro homilético do 20.º dom. t cm. assunção de nossa senhora  – ano a  –17...Roteiro homilético do 20.º dom. t cm. assunção de nossa senhora  – ano a  –17...
Roteiro homilético do 20.º dom. t cm. assunção de nossa senhora – ano a –17...
 
Jornal Divino Amor em Foco - Nº 01
Jornal Divino Amor em Foco - Nº 01Jornal Divino Amor em Foco - Nº 01
Jornal Divino Amor em Foco - Nº 01
 
Missões no Setor 9 das CEBs - Homenagem para as mães
Missões no Setor 9 das CEBs - Homenagem para as mãesMissões no Setor 9 das CEBs - Homenagem para as mães
Missões no Setor 9 das CEBs - Homenagem para as mães
 
Partilhando Outubro 2011
Partilhando Outubro 2011Partilhando Outubro 2011
Partilhando Outubro 2011
 
Somos Servos - Maio 2014
Somos Servos - Maio 2014Somos Servos - Maio 2014
Somos Servos - Maio 2014
 
Devoção a maria - Ancoragem e perspectivas
Devoção a maria - Ancoragem e perspectivasDevoção a maria - Ancoragem e perspectivas
Devoção a maria - Ancoragem e perspectivas
 
Mulheres que seguiram Jesus.pptx
Mulheres que seguiram Jesus.pptxMulheres que seguiram Jesus.pptx
Mulheres que seguiram Jesus.pptx
 
14 aprile 2021 por
14 aprile 2021 por14 aprile 2021 por
14 aprile 2021 por
 
Jornal A Família Católica, 19 edição. dezembro 2014
Jornal A Família Católica, 19 edição. dezembro 2014Jornal A Família Católica, 19 edição. dezembro 2014
Jornal A Família Católica, 19 edição. dezembro 2014
 
Assunção
AssunçãoAssunção
Assunção
 

Mais de Afonso Murad (FAJE)

Contribuição de E Theokritoff para nossa ecoteologia.pptx
Contribuição de E Theokritoff para nossa ecoteologia.pptxContribuição de E Theokritoff para nossa ecoteologia.pptx
Contribuição de E Theokritoff para nossa ecoteologia.pptx
Afonso Murad (FAJE)
 
Sugestões de ações comunitárias de ecologia integral na cidade.pdf
Sugestões de ações comunitárias de ecologia integral na cidade.pdfSugestões de ações comunitárias de ecologia integral na cidade.pdf
Sugestões de ações comunitárias de ecologia integral na cidade.pdf
Afonso Murad (FAJE)
 
Maria no calendário litúrgico (Afonso Murad).pdf
Maria no calendário litúrgico (Afonso Murad).pdfMaria no calendário litúrgico (Afonso Murad).pdf
Maria no calendário litúrgico (Afonso Murad).pdf
Afonso Murad (FAJE)
 
Maria na "Laudato Si" e "Querida Amazônia"
Maria na "Laudato Si" e "Querida Amazônia"Maria na "Laudato Si" e "Querida Amazônia"
Maria na "Laudato Si" e "Querida Amazônia"
Afonso Murad (FAJE)
 
Gestão Eclesial e Fraternidade Cristã: Valores e Práticas
Gestão Eclesial e Fraternidade Cristã: Valores e PráticasGestão Eclesial e Fraternidade Cristã: Valores e Práticas
Gestão Eclesial e Fraternidade Cristã: Valores e Práticas
Afonso Murad (FAJE)
 
Ecoteologia Caracterização e Perspectivas.pdf
Ecoteologia Caracterização e Perspectivas.pdfEcoteologia Caracterização e Perspectivas.pdf
Ecoteologia Caracterização e Perspectivas.pdf
Afonso Murad (FAJE)
 
Búsquedas y Encuentros en la pastoral con niños y jóvenes.pdf
Búsquedas y Encuentros en la pastoral con niños y jóvenes.pdfBúsquedas y Encuentros en la pastoral con niños y jóvenes.pdf
Búsquedas y Encuentros en la pastoral con niños y jóvenes.pdf
Afonso Murad (FAJE)
 
Liderazgo e espiritualidad. Posibilidades y tensiones.pdf
Liderazgo e espiritualidad. Posibilidades y tensiones.pdfLiderazgo e espiritualidad. Posibilidades y tensiones.pdf
Liderazgo e espiritualidad. Posibilidades y tensiones.pdf
Afonso Murad (FAJE)
 
Tarefas nucleares da Ecoteologia segundo Ernst Conradie (Afonso Murad).pdf
Tarefas nucleares da Ecoteologia segundo Ernst Conradie (Afonso Murad).pdfTarefas nucleares da Ecoteologia segundo Ernst Conradie (Afonso Murad).pdf
Tarefas nucleares da Ecoteologia segundo Ernst Conradie (Afonso Murad).pdf
Afonso Murad (FAJE)
 
Ser cristao na contemporaneidade. Sete dicas para vivenciar
Ser cristao na contemporaneidade. Sete dicas para vivenciarSer cristao na contemporaneidade. Sete dicas para vivenciar
Ser cristao na contemporaneidade. Sete dicas para vivenciar
Afonso Murad (FAJE)
 
Fratelli tutti e o sinodo para a Amazonia a luz da ecoteologia
Fratelli tutti e o sinodo para a Amazonia a luz da ecoteologiaFratelli tutti e o sinodo para a Amazonia a luz da ecoteologia
Fratelli tutti e o sinodo para a Amazonia a luz da ecoteologia
Afonso Murad (FAJE)
 
Escravo servo ou filho de Maria. Dialogo com Montfort
Escravo servo ou filho de Maria. Dialogo com MontfortEscravo servo ou filho de Maria. Dialogo com Montfort
Escravo servo ou filho de Maria. Dialogo com Montfort
Afonso Murad (FAJE)
 
Alimento ecologia e espiritualidade
Alimento ecologia e espiritualidadeAlimento ecologia e espiritualidade
Alimento ecologia e espiritualidade
Afonso Murad (FAJE)
 
Transparencia y gestion del cambio
Transparencia y gestion del cambioTransparencia y gestion del cambio
Transparencia y gestion del cambio
Afonso Murad (FAJE)
 
Maria educadora e aprendiz
Maria educadora e aprendizMaria educadora e aprendiz
Maria educadora e aprendiz
Afonso Murad (FAJE)
 
Fecundidade na vida religiosa (florescer e frutificar)
Fecundidade na vida religiosa (florescer e frutificar)Fecundidade na vida religiosa (florescer e frutificar)
Fecundidade na vida religiosa (florescer e frutificar)
Afonso Murad (FAJE)
 
Ecoespiritualidade e praticas de cuidado da casa comum (palmas)
Ecoespiritualidade e praticas de cuidado da casa comum (palmas)Ecoespiritualidade e praticas de cuidado da casa comum (palmas)
Ecoespiritualidade e praticas de cuidado da casa comum (palmas)
Afonso Murad (FAJE)
 
Conectar a vida religiosa no mundo e a escolha por jesus
Conectar a vida religiosa no mundo e a escolha por jesusConectar a vida religiosa no mundo e a escolha por jesus
Conectar a vida religiosa no mundo e a escolha por jesus
Afonso Murad (FAJE)
 
Ecoespiritualidade e pacto educativo global
Ecoespiritualidade e pacto educativo globalEcoespiritualidade e pacto educativo global
Ecoespiritualidade e pacto educativo global
Afonso Murad (FAJE)
 
Apelos para a vida religiosa na laudato si e na fratelli tutti
Apelos para a vida religiosa na laudato si e na fratelli tuttiApelos para a vida religiosa na laudato si e na fratelli tutti
Apelos para a vida religiosa na laudato si e na fratelli tutti
Afonso Murad (FAJE)
 

Mais de Afonso Murad (FAJE) (20)

Contribuição de E Theokritoff para nossa ecoteologia.pptx
Contribuição de E Theokritoff para nossa ecoteologia.pptxContribuição de E Theokritoff para nossa ecoteologia.pptx
Contribuição de E Theokritoff para nossa ecoteologia.pptx
 
Sugestões de ações comunitárias de ecologia integral na cidade.pdf
Sugestões de ações comunitárias de ecologia integral na cidade.pdfSugestões de ações comunitárias de ecologia integral na cidade.pdf
Sugestões de ações comunitárias de ecologia integral na cidade.pdf
 
Maria no calendário litúrgico (Afonso Murad).pdf
Maria no calendário litúrgico (Afonso Murad).pdfMaria no calendário litúrgico (Afonso Murad).pdf
Maria no calendário litúrgico (Afonso Murad).pdf
 
Maria na "Laudato Si" e "Querida Amazônia"
Maria na "Laudato Si" e "Querida Amazônia"Maria na "Laudato Si" e "Querida Amazônia"
Maria na "Laudato Si" e "Querida Amazônia"
 
Gestão Eclesial e Fraternidade Cristã: Valores e Práticas
Gestão Eclesial e Fraternidade Cristã: Valores e PráticasGestão Eclesial e Fraternidade Cristã: Valores e Práticas
Gestão Eclesial e Fraternidade Cristã: Valores e Práticas
 
Ecoteologia Caracterização e Perspectivas.pdf
Ecoteologia Caracterização e Perspectivas.pdfEcoteologia Caracterização e Perspectivas.pdf
Ecoteologia Caracterização e Perspectivas.pdf
 
Búsquedas y Encuentros en la pastoral con niños y jóvenes.pdf
Búsquedas y Encuentros en la pastoral con niños y jóvenes.pdfBúsquedas y Encuentros en la pastoral con niños y jóvenes.pdf
Búsquedas y Encuentros en la pastoral con niños y jóvenes.pdf
 
Liderazgo e espiritualidad. Posibilidades y tensiones.pdf
Liderazgo e espiritualidad. Posibilidades y tensiones.pdfLiderazgo e espiritualidad. Posibilidades y tensiones.pdf
Liderazgo e espiritualidad. Posibilidades y tensiones.pdf
 
Tarefas nucleares da Ecoteologia segundo Ernst Conradie (Afonso Murad).pdf
Tarefas nucleares da Ecoteologia segundo Ernst Conradie (Afonso Murad).pdfTarefas nucleares da Ecoteologia segundo Ernst Conradie (Afonso Murad).pdf
Tarefas nucleares da Ecoteologia segundo Ernst Conradie (Afonso Murad).pdf
 
Ser cristao na contemporaneidade. Sete dicas para vivenciar
Ser cristao na contemporaneidade. Sete dicas para vivenciarSer cristao na contemporaneidade. Sete dicas para vivenciar
Ser cristao na contemporaneidade. Sete dicas para vivenciar
 
Fratelli tutti e o sinodo para a Amazonia a luz da ecoteologia
Fratelli tutti e o sinodo para a Amazonia a luz da ecoteologiaFratelli tutti e o sinodo para a Amazonia a luz da ecoteologia
Fratelli tutti e o sinodo para a Amazonia a luz da ecoteologia
 
Escravo servo ou filho de Maria. Dialogo com Montfort
Escravo servo ou filho de Maria. Dialogo com MontfortEscravo servo ou filho de Maria. Dialogo com Montfort
Escravo servo ou filho de Maria. Dialogo com Montfort
 
Alimento ecologia e espiritualidade
Alimento ecologia e espiritualidadeAlimento ecologia e espiritualidade
Alimento ecologia e espiritualidade
 
Transparencia y gestion del cambio
Transparencia y gestion del cambioTransparencia y gestion del cambio
Transparencia y gestion del cambio
 
Maria educadora e aprendiz
Maria educadora e aprendizMaria educadora e aprendiz
Maria educadora e aprendiz
 
Fecundidade na vida religiosa (florescer e frutificar)
Fecundidade na vida religiosa (florescer e frutificar)Fecundidade na vida religiosa (florescer e frutificar)
Fecundidade na vida religiosa (florescer e frutificar)
 
Ecoespiritualidade e praticas de cuidado da casa comum (palmas)
Ecoespiritualidade e praticas de cuidado da casa comum (palmas)Ecoespiritualidade e praticas de cuidado da casa comum (palmas)
Ecoespiritualidade e praticas de cuidado da casa comum (palmas)
 
Conectar a vida religiosa no mundo e a escolha por jesus
Conectar a vida religiosa no mundo e a escolha por jesusConectar a vida religiosa no mundo e a escolha por jesus
Conectar a vida religiosa no mundo e a escolha por jesus
 
Ecoespiritualidade e pacto educativo global
Ecoespiritualidade e pacto educativo globalEcoespiritualidade e pacto educativo global
Ecoespiritualidade e pacto educativo global
 
Apelos para a vida religiosa na laudato si e na fratelli tutti
Apelos para a vida religiosa na laudato si e na fratelli tuttiApelos para a vida religiosa na laudato si e na fratelli tutti
Apelos para a vida religiosa na laudato si e na fratelli tutti
 

Último

A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
LEILANEGOUVEIA1
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
GuilhermeCerqueira17
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 

Último (14)

A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 

Maria nas bodas de Caná e na cruz

  • 1. Curso de Mariologia (5) Maria em Caná e junto à Cruz A mãe de Jesus no Evangelho de João Afonso Murad maenossa.blogspot.com
  • 2. Maria no Evangelho de João *Duas cenas: em Caná, no início da vida pública de Jesus (Jo 2,1-11), e junto à cruz, ao final de sua missão (Jo 19,25-27). Maria presente nos momentos decisivos de Jesus e de sua comunidade. João não aborda as relações familiares de Jesus e a mãe. Mostra o papel de Maria na comunidade cristã. A mulher Maria: mulheres são importantes na comunidade (samaritana, Maria e Marta, Madalena). Maria é figura feminina do Povo de Deus, na grande festa da aliança.
  • 3. Jesus, o messias (cristologia Jesus, o enviado do Pai baixa) (cristologia alta) Esquema unitário Esquema dual (de cima, de baixo, luz e trevas) Crescimento da Plena consciência da consciência de Jesus identidade de Jesus Anúncio na Galiléia, Paixão Prólogo, Livro dos Sinais, em Jerusalém Livro da Exaltação Temas centrais: O Reino de O Pai, o Filho, o Paráclito. Deus, o Pai, o seguimento. Parábolas Analogias
  • 4. Gestos de Poder: dýnamis Sinais: seméia Para anunciar o Reino de Para mostrar quem é Deus e a bondade do Pai Jesus e suscitar a fé e suscitar a fé Muitos gestos de poder, Sete sinais: Caná, inclusive exorcismos Curas do paralítico, do filho do funcionário e do cego, multiplicação dos pães, caminhar sobre as águas, reavivar Lázaro
  • 5. Maria em Caná (Jo 2,1-12)
  • 6. Eles não têm mais vinho: com sensibilidade e intervenção discreta, Maria faz Jesus ver a necessidade das pessoas. Que há entre mim e você, ou que importa a mim e a você: distanciamento entre Jesus e seu interlocutor. Minha hora ainda não chegou: resistência, que só a fé pode vencer. Façam tudo o que ele lhes disser: Maria é a pedagoga da fé, que estimula os servos/amigos de Jesus a realizar sua vontade.
  • 7. O sinal de Caná, a fé e a comunidade
  • 8. O vinho é a novidade radical do Reino de Deus e da Nova Aliança, que traz alegria e sentido para a humanidade. Grande quantidade de vinho, de 480 a 720 litros:abundância do novo tempo. Jarras enchidas até a borda: a plenitude em Jesus. Depois dele não há nada melhor (O bom vinho guardado até agora). Resultado do sinal: Jesus manifesta sua glória (identidade), seus discípulos crêem nele e se reúnem em torno dele.
  • 9. Maria e nós, em Caná *Cada um de nós faz parte da festa do Reino de Deus, mas não é dono dela. *Como Maria, somos discípulos de Jesus e também pedagogos da fé para outras pessoas. *Jesus é o bom vinho, que nos inebria, alegra o coração e dá sentido ao viver. *Maria nos ensina a exercitar o poder e a liderança: contar com participação das pessoas, levar a crer em Jesus, reunir os outros em torno a Ele.
  • 10. Oração Maria, mulher atenta em Caná, faze de nós pessoas com olhos abertos e mãos disponíveis. Há tantos que se embriagam com o vinho ruim da falsa felicidade. Distanciam-se de Deus, de seus semelhantes, e destroem a natureza. Necessitamos do vinho da alegria, de vida com sentido, com sabor, com beleza. Maria, dá-nos o vinho de Jesus. Que Ele multiplique nosso amor, pois as talhas do nosso coração são rígidas e imperfeitas. Que Ele transforme nossas existências, da mesmice para a qualidade, da indiferença para a fé apaixonada. Maria, queremos tomar e partilhar o vinho de Jesus. Amém
  • 11. Maria junto à cruz, com o discípulo amado (Jo 19,25-27) *Maria persevera na fé, junto a Jesus, quando já não há mais sinais. *O discípulo amado representa a comunidade cristã. *Maria é adotada pela comunidade como mãe e assume sua missão. *Para Maria, como para nós, a cruz tem algo de trágico, de incompreensível, e de passagem. A última palavra é a da ressurreição.
  • 12. Oração Maria, que bom te chamar de mãe, receber-te como nossa educadora e guia na fé. Obrigado, pois tu nos conduzes a Jesus, não guardando nada para ti. Ensina-nos a perseverar na fé, a manter nosso seguimento a Jesus, nos fracassos e nas vitórias. Sustenta-nos de pé, como tu ficaste, solidários na vida, morte e ressurreição do Senhor. Amém.
  • 13.  Estimula os servos a realizar a vontade de Jesus.  Leva os discípulos a crer em Jesus.  Ela pede a Jesus o sinal (intercessão)  Reúne a comunidade em torno a Jesus.  Junto à cruz, persevera na fé.  Assume a missão da mãe da comunidade.
  • 14. Maria em Caná Maria junto à cruz
  • 15. Afonso Murad, Maria. Toda de Deus e tão humana. Compêndio de Mariologia. Editoras: Paulinas/Santuário. 2012, cap. 5, pag 89-103.
  • 16. Afonso Murad Desenhos: Max Gonçalves www. maenossa.blogspot.com (julho 2012)