Jesus nosso irmao

637 visualizações

Publicada em

Apresentação didática destinada a lideranças cristãs, desenvolvendo o aspecto humano de Jesus.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
637
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jesus nosso irmao

  1. 1. Jesus, nosso irmão! Afonso Murad
  2. 2. Jesus, nosso irmão? • Estamos habituados a chamar Jesus de Senhor, Salvador, redentor, mestre, Filho de Deus, e não como irmão. • O fato de ele ser divino dificulta nomear Jesus como “nosso irmão”. Está muito acima de nós. • Irmão é uma das muitas formas de compreender a relação de Jesus conosco. • Percebemos a face de Jesus irmão, ao voltar aos evangelhos sinóticos.
  3. 3. Jesus-irmão na Epístola aos Hebreus Jesus não se envergonha de chamar-nos de “irmãos” (Hb 2,13). Ele assumiu a nossa carne (Hb 2,14). Jesus libertou os homens que viviam paralisados a vida inteira por medo da morte ( Hb 2,15). Porque Jesus foi colocado à prova, e perseverou no sofrimento pessoalmente, é capaz de vir em nosso auxílio (Hb 2,18).
  4. 4. Jesus, nosso irmão A irmandade-fraternidade de Jesus conosco começa com a encarnação: A palavra se fez carne, e habitou entre nós (Jo 1,1).
  5. 5. Jesus teve conflitos com sua família A nova família de Jesus (Mc3,31-35 e Lc 8,19-21)
  6. 6. O que nos faz ser da nova família de Jesus, seus irmãos? Lc 8,15 • Acolher a Palavra viva, que é o próprio Jesus. • Meditar, guardar • Dar frutos, na perseverança
  7. 7. O lugar de Jesus, na nova família do Reino • O Pai é Deus. Somos filhos, no Filho. E irmãos, a partir dele. • Jesus nos ensina, abre o caminho para nós: caminho, verdade, vida... • Jesus é mestre e irmão. Nós somos irmãos: Nunca se deixem chamar “mestres”, pois um só é o mestre e todos vocês são irmãos (Mt 23,8)
  8. 8. Jesus, o primeiro irmão Tudo concorre para o bem dos que amam a Deus, daqueles que são chamados, segundo seu projeto. Aqueles que Deus antecipadamente conheceu, os predestinou a serem conformes à imagem do seu Filho, para que este seja o primeiro entre muitos irmãos (Rm 8,28-30)
  9. 9. A fé de Jesus • Ele realiza a atitude de entrega, confiança e compromisso sinalizado pela aliança no AT. • Hb 12,2: Jesus é o autor e o realizador da nossa fé. • Jesus percebe que o Pai: - O ama infinitamente, - O aceita totalmente, - Fundamenta sua resposta incondicionada. • Jesus é alguém descentrado em si mesmo e totalmente centrado no Pai.
  10. 10. Jesus descansa no Pai
  11. 11. O Pai não deixa Jesus descansar
  12. 12. As tentações • A fé-entrega de Jesus se solidificou, aprofundou, cresceu e ganhou lucidez nos embates da vida, foi provada nas tentações e confirmada nas vitórias. • As tentações, descritas em Lc 4,1-13 e Lc 22,39-46
  13. 13. OLHAR PARA A PRÁTICA LIBERTADORA DE JESUS, NOSSO IRMÃO, MESTRE e SENHOR. Jesus, autor e realizador de nossa fé (Hb 12,2)
  14. 14. Jesus é nosso irmão e Salvador • Na encarnação: o Filho de Deus vem experimentar a nossa vida humana, com suas belezas e limitações. • Na vida: com gestos e Palavras, Jesus nos mostra como ser Filhos e irmãos, aprendizes e anunciadores. • Na morte: entrega da vida. • Na ressurreição: Jesus, o primeiro ressuscitado
  15. 15. Texto e criação: Afonso Murad (Bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq). Desenhos: Max Gonçalves. (versão agosto 2013)

×