Causas,Alopecia Areata:
Tratamentos e
Consequências
Alopecia areata é uma condição auto-imune, que causa perda de cabelo r...
Causas da Alopecia Areata
Se você já está com alopecia areata provavelmente está mais interessado em saber como
se curar, ...
Tratamento da Alopecia Areata
Uma vez que é diagnosticada, existem diferentes tratamentos disponíveis para ajudar a
soluci...
Consequências associadas à doença!
Embora a alopecia não seja considerada
uma doença grave, pode afetar as
pessoas psicolo...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Alopecia Areata: Tudo sobre esta Doença Autoimune!

712 visualizações

Publicada em

Você está com alopecia? Veja aqui as causas desta desordem autoimune e conheça os melhores tratamentos. Alopecia areata passo a passo.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
712
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Alopecia Areata: Tudo sobre esta Doença Autoimune!

  1. 1. Causas,Alopecia Areata: Tratamentos e Consequências Alopecia areata é uma condição auto-imune, que causa perda de cabelo repentina, em especial no couro, mas também pode acontecer nas sobrancelhas, barba ou até outra área do corpo. Geralmente acontece numa idade precoce e é comum tanto em homens como em mulheres. Por vezes, pode ocorrer prurido juntamente com a queda dos cabelos, mas habitualmente não existem outros sintomas associados. A doença é facilmente identificada através de biópsia.
  2. 2. Causas da Alopecia Areata Se você já está com alopecia areata provavelmente está mais interessado em saber como se curar, mas primeiro é importante saber o que pode ter causado esta patologia… A principal causa está no estresse e situações de ansiedade extrema, como: trauma, morte de familiar, acidente, gravidez, ou de outras grandes alterações na sua vida. Por outro lado a alopecia também pode estar ligada a outras doenças auto-imunes, é mais comum acontecer em pessoas que tenham: Lúpus – doença crônica que geralmente afeta a pele Distúrbios da tireoide Vitiligo – doença que provoca a despigmentação da pele Doenças alérgicas Artrite reumatoide Diabetes Se a perda de cabelo não for total, o cabelo pode crescer novamente dentro de alguns meses, mesmo sem tratamento. No entanto, é sempre recomendado fazer tratamento para ajudar no processo de cura e não ter nenhuma reversão. Veja abaixo como solucionar a questão!
  3. 3. Tratamento da Alopecia Areata Uma vez que é diagnosticada, existem diferentes tratamentos disponíveis para ajudar a solucionar a alopecia areata. No lote dos tratamentos mais usados estão:  Injeção de esteroides na superfície da pele afetada para ativar e acelerar o crescimento do cabelo.  Imunoterapia utilizando a difenilciclopropenona no couro cabeludo para neutralizar o ataque do sistema imunológico.  Revitalizadores aplicados na pele como o Minoxidil, que aumenta a velocidade do crescimento do cabelo e ainda dá força e volume.  Medicação administradas por via oral, como a Finasterida.  Terapia com luz ultravioleta É importante deixar claro que todos esses tratamentos não acabam definitivamente com a alopecia areata, eles estimulam o folículo a produzir cabelo novamente, e, precisam ser mantidos até que a doença desapareça. Na verdade, é o seu organismo que se vai curar a ele próprio.
  4. 4. Consequências associadas à doença! Embora a alopecia não seja considerada uma doença grave, pode afetar as pessoas psicologicamente. Alguns pacientes ficam mais anciosos e preocupados, ficam com baixa autoestima e até com sintomas depressivos, querendo a tudo o custo evitar a sua exposição publica. É preciso muito cuidado com esta situação, e, especialmente em crianças, o tratamento psicológico precisa ser considerado, pois, devido à descriminação dos colegas, as crianças podem se sentir excluídas do seu meio. Se você tem ou já teve alopecia areata partilhe sua história conosco! O que ajudou na sua recuperação? Qual foi o melhor tratamento para você? Quanto tempo precisou para se curar definitivamente? Saiba mais no nosso Blog: Alopecia

×