Trauma dentário

766 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
766
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trauma dentário

  1. 1. TRAUMA DENTÁRIO O traumatismo dental, muito comum na infância e na adolescência, seja durante a prática de esportes ou num acidente, pode ocasionar perdas dentais irreparáveis em alguns casos, tanto no momento do acidente como anos após. DENTE DE LEITE SOFRE A PANCADA, MAS A SEQUELA ACONTECE NO DENTE PERMANENTE, DEVIDO SUA PROXIMIDADE. SEQUELAS EM DENTE PERMANENTE DEVIDO TRAUMA VIOLENTO DA DENTIÇÃO DECÍDUA. Dente de leite que levou a pancada Germe do dente permanente
  2. 2. Procedimentos a serem tomados quando o trauma for no dente permanente. 1- Procure e junte o dente pela coroa, nunca pela raiz. 2- Enxágüe o dente em água corrente, retire alguma sujeira sem jamais escová-lo ou limpa-lo com pano. 3- Recoloque o dente no seu lugar, cuidando o lado de trás e o da frente do dente. 4- Vá correndo ao dentista para ele fixá-lo nos dentes vizinhos. 5- Caso não tenha coragem de fazer o reimplante do dente, junte e coloque-o no leite, saliva ou soro fisiológico e corra para o dentista.
  3. 3. ( O sucesso do reimplante dentário está diretamente relacionado com o menor tempo que esse fique fora da boca.) OBS: Quando houver fratura de um pedaço da coroa dentária, sempre procurar o fragmento e levar ao dentista para colar. Procedimentos a serem tomados quando o trauma for no dente decíduos(de leite). No caso de avulsão dentária dos dente de leite, o reimplante é contra indicado, pois o prognóstico do caso não é bom. Existe o risco de traumatizar o germe do dente permanente que irá substituí-lo futuramente.
  4. 4. Só deve ser recolocado no seu lugar, quando o dente de leite ficar pendurado pela gengiva. Algumas medidas preventivas são eficientes para reduzir, ou até mesmo eliminar, a prevalência dos traumas dentários. - Uso de cintos e assentos de segurança nos automóveis. - Na prática de esportes de risco, não esquecer dos equipamentos de proteção, como protetores bucais, joelheiras, capacete, cotoveleiras, etc.
  5. 5. - Observar se a criança apresenta protrusão dos dentes incisivos superiores, pois isso à torna mais vulnerável aos traumas bucais. - Sempre ter um adulto com as crianças quando estão brincado na piscina, ela é um dos locais com grande índice de trauma dentário. Use escada na entrada e saída das piscinas. - Os passeios bicicleta devem ser acompanhados sempre pelos adultos. - Evite situações de risco, como uso de andadores para bebes. - Evite dar golpes na boca e brincadeiras com objetos perigosos. Pouco se tem feito para promover informação educativa básica à comunidade quanto ao trauma dentário, causas, conseqüências, medidas básicas de atendimento emergencial e prevenção. Ao levar o conhecimento à população, ela participara. Prestando os primeiros socorros, o que limitara o dano na região afetada. O traumatismo dentário não só compromete a integridade da dentição, como também poderá afetar a auto-estima, a qualidade de vida e, dependendo do caso, acompanhar o individuo pelo resto da vida. Por isto, é importante conhecer e realizar os primeiros socorros adequados no momento da emergência. Marisa Peccin Especialista em Odontopediatria e Ortopedia Facial

×