Semiologia do ombro

3.631 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.631
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Semiologia do ombro

  1. 1. SEMIOLOGIA DO OMBRO
  2. 2. IntroduçãoMaior mobilidade corpo humanoIntegridade das EstruturasEstabilidade estáticaEstabilidade estáticaCapsulo-ligamentaresLabrumPressao hidrostáticaEstabilidade dinâmica – Manguito rotador + biceps
  3. 3. Anatomia
  4. 4. Manguito Rotador2/3 cabeça do úmeroAbdução/ RE/ RI / Depressão da cabeça doúmeroúmeroSupra-espinhal – RE/abduçãoInfra- espinhal – RESubscapular – RI / aduçãoRedondo Menor – RE
  5. 5. Manguito Rotador
  6. 6. OmbroComplexidade e Estreita vizinhançaestruturasMobilidade do OmbroMobilidade do OmbroDiagnóstico DifícilExame Sistemático
  7. 7. AnamneseNada é mais importante para oNada é mais importante para odiagnóstico do que a História dopaciente...
  8. 8. AnamneseDorInicio - InsidiosoRepentinoTipo – SurdaTipo – SurdaLatejante/ AgudaLocalização – DifusaIrradiada – colelitíase/ IAMIrradiaçãoRelação com movimentosEfeito de Medicamentos/RepousoPeríodo do dia
  9. 9. AnamneseInstabilidadeIdade 1o. EpisódioMecanismo violentoMecanismo violentomovimento banalFrequênciaInterferência na vida do pacienteDiminuição de mobilidade – dordiminuição forçabloqueio mecânico
  10. 10. História Mórbida PregressaDoenças – Artrite ReumatóideHemofiliasInfecçãoInfecçãoEpilepsiaTratamentos prévios
  11. 11. Exame FísicoImportante Rotina ( sequência )Inspeção – EstáticaDinâmicaDinâmicaMobilidade – ElevaçãoRotação ExternaRotação InternaPalpaçãoManobras Especiais – orientadas pela anamnese
  12. 12. Inspeção EstáticaPaciente desnudo da cintura para cimaEdema / EquimoseDeformidades (Dragona / Sinal da Tecla)Alterações de relevo muscularPosição do MembroProvas Funcionais
  13. 13. Inspeção Estática
  14. 14. Inspeção DinâmicaAvaliar MobilidadeAbduçãoElevação – Plano da Escápula ( 0 – 180 )Elevação – Plano da Escápula ( 0 – 180 )Adução – com braço em flexão de 30o.Flexão ( 0 – 180 )Extensão ( 0 – 60 )Rotação Externa ( 0 – 75 )Rotação Interna ( Dorso mão às costas )
  15. 15. Inspeção Dinâmica
  16. 16. Provas Funcionais
  17. 17. Palpação
  18. 18. Testes EspeciaisImpactoInstabilidade
  19. 19. ImpactoNeer – Tubérculo maior projeta-se contraacrômio e reproduz o impacto. ( Dor )Hawkins – Tubérculo maior projetado contraHawkins – Tubérculo maior projetado contrao ligamento coraco-acromialYokum – Tubérculo maior desloca-se sob oligamento coraco-acromial e articulaçãoacrômio-clavicular.
  20. 20. Teste de Neer
  21. 21. Teste de Hawkins
  22. 22. Testes EspeciaisJobe – Avaliar força comparando com o ladooposto ( Supra-Espinhal )Patte – ( Infra-Espinhal )Patte – ( Infra-Espinhal )Gerber – ( Subescapular )Napoleão – ( Subescapular )
  23. 23. Teste de Jobe
  24. 24. InstabilidadeApreensãoSulcoGaveta AnteriorGaveta PosteriorRecolocação
  25. 25. Teste da Apreensão Anterior
  26. 26. Teste do Sulco
  27. 27. MODELO EFOMBRO DIREITO ESQUERDOELEVAÇÃO 0 – 180 1 – 150ROTAÇÃO EXT 0 – 75 20ROTAÇÃO EXT 0 – 75 20ROTAÇÃO INT T7 REG GLUTEANEER - +HAWKINS - +YOKUM - +JOBE - +
  28. 28. FIM

×