1Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbNIcobelo@hotmaIl.ComRISCOS BIOLÓGIC...
2Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbAlgumas das tarefas que desempenham...
3Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSV...
4Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSV...
5Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbNivel de Probabilidade Nivel de Pro...
6Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSV...
7Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbGrau de Risco Grupo de Risco Priori...
8Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSA...
9Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbNenhum destes fatores é 100% efetiv...
10Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOS...
11Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbEstes são os procedimentos específ...
12Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOS...
13Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbNIcobelo@hotmaIl.ComRISCOS BIOLÓGI...
14Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOS...
15Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRegras gerais do EPI♦ O equipament...
16Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOS...
17Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOS...
18Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOS...
19Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbNIcobelo@hotmaIl.ComRISCOS BIOLÓGI...
20Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOS...
21Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbNIcobelo@hotmaIl.ComRISCOS BIOLÓGI...
22Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOS...
23Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbPodem-se usar procedimentos como:*...
24Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOS...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Riscos biológicos prevenção, controle e recomendações importantes

12.824 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.824
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
288
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Riscos biológicos prevenção, controle e recomendações importantes

  1. 1. 1Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbNIcobelo@hotmaIl.ComRISCOS BIOLÓGICOSCONTROLE, PREVENÇÃO E RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES
  2. 2. 2Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbAlgumas das tarefas que desempenham alguns grupos detrabalhadores, que convivem com riscos vinculados aexposição a agentes biológicos como:*. Virus, bactérias e parásitas, susceptível de estar contidos ou não emfluidos biológicos como sangue, urina, saliva, vómitos, e que podem entrarem contacto com pele, mucosas, sangue do trabalhador e outros.IntroduçãoRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOS:São aqueles que incluem infecções agudas ou crônicas,parasitoses, reações tóxicas ou alérgicas a plantas e animais.As infecções podem ser causadas por bactérias, virus,ricketsias, clamidias ou fungos. (OPS).• Biológico - significa “com vida”NIcobelo@hotmaIl.Com
  3. 3. 3Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSVariáveis e ClassificaçõesPara facilitar o processo de classificação, se estabelecem três variáveis*. Exposição*. Probabilidade*. Consequência
  4. 4. 4Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSVariáveis de Classificação: Exposição*. EXPOSIÇÃO: Determina a existência do risco biológico em cada uma dasetapas do processoRisco Etapa do processo PrioridadeALTO Etapa onde existecontato direto e permanentecom sangue e outro fluido corporal ou tecidosMÉDIO Etapa onde o contato com fluidos ou tecidoscorporais não é permanenteBAIXO Etapa que não implica por sua mesma exposiçãoa fluidos corporaisVermelhoLaranjaAmarelo
  5. 5. 5Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbNivel de Probabilidade Nivel de Probabilidade Prioridadede Materialização risco I de Risco (NPR)BAIXO NPR < 20MÉDIO NPR 20 – 40ALTO NPR 40 – 80MUITO ALTO NPR > 80RISGOS BIOLÓGICOSRISGOS BIOLÓGICOSVariáveis de Classificação: Probabilidade*. PROBABILIDADE: Aplica-se uma valorização de acôrdo ao nível de probabilidade dematerialização de risco tendo em conta as condições nas quais se desenvolve o trabalhoe que se evolua de acôrdo com os seguintes conceitosAmareloLaranjaVermelhoVermelhoNIcobelo@hotmaIl.Com
  6. 6. 6Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSVariáveis de Classificação: ConsequênciaCONSEQUÊNCIAS: De acôrdo o nível de riscos representado pela virulência e agravidade da contaminação pelos microorganismos possívelmente envolvidos em umacidente.Grau deRisco Grupo de Risco PrioridadeBAIXO Grupo de Risco I. É o caso do risco individual ou comunitário.Microorganismo com pouca possibilidade de provocarenfermidades nas pessoas.MEDIO Grupo de Risco II. Risco individual limitado ao riscocomunitário moderado. Quando o germem pode provocarenfermidades as pessôas, mas tem pouca possibilidade designificar um risco grave. Dispõem-se de medidas eficazesde tratamento e prevenção e ao risco de propagação é limitado.LaranjaAmareloEsta classificação tem em conta o risco individual da pessoa que esta em contato com oagente, como o risco de que este se propague a coletividade.
  7. 7. 7Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbGrau de Risco Grupo de Risco PrioridadeALTO Grupo de Risco III. Risco individual elevado,risco comunitário escaso. Agente patógeneoque pode provocar enfermidades humanasgraves, mas que geralmente não se propagade uma pessoa para outra.MUITO ALTO Grupo de Risco IV: Elevado, risco individuale comunitário. Agente patógeno que podeprovocar enfermidades graves as pessôase aos animais que podem propagar-se fácilmentede um indivíduo a outro direta ou indiretamente.RISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSVariáveis de Classificação: ConsequênciaVermelhoVermelhoNIcobelo@hotmaIl.Com
  8. 8. 8Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSAções chaves de promoção e prevençãoDevem-se estabelecer medidas de biosegurança, definidas como:“As normas que orientam aos trabalhadores da saúde e outrosofícios para o contrôle das infecções ocupacionais pormicroorganismos”Princípio“Todos os trabalhadores da saúde devem tratar a todosos pacientes e a seus fluídos corporais como se estiveremcontaminados e tomar as precauções necessárias paraprevenir que ocorra a transmissão”Existem uma série de regras desenhadas para proteger aotrabalhador exposto ao risco biológico, sempre e quando as siga
  9. 9. 9Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbNenhum destes fatores é 100% efetivo por si só. Se devem-se usar emconjunto, a maneira de cinco barreiras protetoras contra infecções.RISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSContrôle dos Riscos BiológicosExistem cinco táticas principais que reduzem o risco de exposição aagentes patógenos ou riscos biológicos em seu trabalho:*. Contrôles de Engenharia*. Praticas no trabalho*. Equipamento proteção pessoal*. Redução da fonte*. Programa de imunizações ou esquema de vacinaçãoNIcobelo@hotmaIl.Com
  10. 10. 10Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSContrôle dos Riscos Biológicos*. Contrôles de EngenhariaAqui alguns exemplos:*. Agulhas auto-cobertas*. Gabinetes de biosegurança*. AutoclavesUsualmente, a efetividade dos contrôles de Engenharia dependem devocê..Os contrôles de engenharia são sistemas físicos ou mecánicos que seimplementam para eliminar as fontes de perigo.ResiduosbiológicosExemplo: as bolsas marcadas especialmente para o despejo de materiaiscontaminados de primeiros socorros, não serviram de nada se você esquececolocar as toalhas, gases ou outros artígos contaminados nelas.
  11. 11. 11Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbEstes são os procedimentos específicos que voce deve seguir em seu trabalho,para reduzir o risco de exposição a agentes patógenos do sangue o materiaisinfecciosos.RISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSContrôle dos Riscos Biológicos*. Praticas no trabalhoOs pinçamentos com agulhas ou com objetos corto-punçantesSão considerados elementos corto-punçantes, as agulhas hipodérmicas, asde sutura, as lâminas de bisturí, etc.*. Estes devem ser guardados em recipientes herméticos, rígidos,descartáveis a prova de perfurações.*. Selar-se e identificar-se com rótulos, em material resistente aágua, acompanhadas de legendas como: “PERIGO, MATERIALINFECCIOSO”, ou outras com identificação no sentido e levar-se atratamento por incineração.NIcobelo@hotmaIl.Com
  12. 12. 12Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSControle dos Riscos Biológicos*. Praticas no trabalho*. Em caso de sofrer uma ferida com material contaminado:*. Fazer lavagem intensa com agua e sabão da região afetada*. Favorecer la hemorragia controlada se é possível*. Estabelecer se encontra dentro do periodo de proteção contra o tétano*. Reportar o acidente ou incidente*. Estabelecer o programa de seguimento o vigilância epidemiológica derisco de infecção por HIV ou HVB.*. Fazendo exames ao paciente o fluido origem da infecção*. Encontra-se positivo fazer exames ao trabalhadorcontaminado segundo esquema indicado.
  13. 13. 13Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbNIcobelo@hotmaIl.ComRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSControle dos Riscos Biológicos*. Para lavagens das mãosFazer uma lavagem rigorosa das mãos despois de cadaprocedimento em que pode haver contaminação com sangueou outros fluídos corporais.*. Se algum material infeccioso alcança suas mãos, você deve larvar maisrápido possível, e menor será o risco de que seja contaminado.*. Ao lavar-se as mãos evitará que transmita a contaminação desuas mãos a outras áreas de seu corpo ou superficies que possamtocar logo.*. Cada vez que se retire as luvas deve lavar-se as mãos comsabão tão logo seja possível.
  14. 14. 14Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSControle dos Riscos Biológicos*. Equipamento de proteção pessoalUsar em forma rotineira os elementos necessários para proteger a pele,mucosas, olhos, boca e mãos, como luvas, tapa-bocas, proteção face, olhos,aventais e aventais impermeáveis e outros necessários.
  15. 15. 15Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRegras gerais do EPI♦ O equipamento protetor deve ser apropriado para a tarefa que tenha quedesempenhar.♦ Voce debe usar o equipamento protetor pessoal apropriado cada vez quedesempenha alguma tarefa.♦ Seu equipamento deve estar livre de imperfeições que podem por emperigo a segurança do mesmo ao ser utilizado.♦ Suas luvas devem-lhe cair bem.♦ Se ao estar usando equipamento protetor, o mesmo chega a serpenetrado por materiais potencialmente infeciosos, retire-os o mais rápidopossível..RISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSControle dos Riscos Biológicos*. Equipamento de proteção individual - EPINIcobelo@hotmaIl.Com
  16. 16. 16Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSControle dos Riscos Biológicos*. Redução em sua fonteREDUÇÃO NA FONTE: Entendemos como a diminuição dos riscos na origem oucomeço das gerações de resíduos, mediante a adoção de práticas operativascomo:Classificação seletiva:*. Separação de material infeccioso, corto-pulçante, e outrasfrações perigosas do resto de resíduos.*. Depósito de material contaminado em recipientes adequados,devidamente identificados.
  17. 17. 17Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSControle dos Riscos Biológicos*. Programa de imunizações1. HEPATITIS B.3 doses: 0 - 1 - 62. HEPATITIS A2 doses: 0 - 63. ANTIGRIPALanual4. ANTITETANICA5 doses: 0 - 1 - 2 - 6 - 125. VARICELAdoses única6. FEBRE AMARELAuma dose cada 10 anosEsquema de vacinação para um adulto.NIcobelo@hotmaIl.Com
  18. 18. 18Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSRecomendações mais importantes*. Uso de máscaras e bolsas de ressucitação:Para evitar o contacto direto durante o procedimento de resucitaçãoboca a boca*. Restrição a exposição dos trabalhadores da saúde ou deoutros setores que tenham:Feridas ou lesões abertas na pele, de manejo direto de pacientes.*. Seguimento restrito a mulheres grávidas
  19. 19. 19Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbNIcobelo@hotmaIl.ComRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSRecomendações mais importantesEm caso de derrames de material contaminado, deve-se cobrir compapel e outro material absorvente e derramar um líquidodesinfectante de tipo hipoclorito de sódio a l 0.5 % (5000 ppm) aoredor e sobre a zona de derrame, deixando atuar por 10 minutos
  20. 20. 20Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSRecomendações mais importantes*. Eliminação de despejos hospitalares:Calcula-se que um hospital que atenda casos agudos, elimina ao redor de 5Kgrs de resíduos sólidos por pacientes por dia e que cerca de 8% é materialinfectado.Este 8% com toda probabilidade contém agentes patógenos que podemocasionar enfermidades as pessoas expostas.*. Os lixos e dejeitos devem recolher-se em bolsas de diferentes cores(segundo normas internacionais).*. Os lixos e dejeitos infectados devem desinfectar-se e incinerar-se.*. Os lixos não contaminados podem tratar-se igual que ao restante do lixo.MaterialdescartávelTecidoshumanosPapelãoe papel VidroResiduosbiológicosPlástico Residuos dealimentos
  21. 21. 21Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbNIcobelo@hotmaIl.ComRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSRecomendações mais importantes*. Educação e treinamentoA educação, treinamento e colaboração de todas as pessoas quetrabalham em instituições de saúde são indispensáveis para lograr exito.E Importante que se tenha um claro conhecimento do problema e dos métodos deprevenção.A formação do pessoal deve compreender sempre o ensino de métodosseguros para afrontar os procedimentos que possam afetar sua saúde.Entre algumas atividades temos:*. Procedimentos que adentram riscos de inalação*. Riscos de ingestão*. Riscos de inoculação*. Manipulação de sangue e de outros materiais patológicosperigosos.*. Procedimentos para a eliminação de material infeccioso.
  22. 22. 22Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSRecomendações mais importantes*. Ações a outros trabalhadoresEm quanto a biosegurança, as medidas preventivas devem extender-se atodos os trabalhadores potencialmente expostos.*. Tanto os profissionais que tem a seu cargo as ações eatenção direta de pacientes,*. . como aqueles administrativos que podem estar expostospossívelmente ao risco.*. Em especial o pessoal encarregado de serviço de asseo e manejode lixo.Este pessoal deve atender-se muito especialmente aorelacionado com os programas de educação sobre o riscoBiológico.
  23. 23. 23Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbPodem-se usar procedimentos como:*.a trituração*. centrifugação*. mesclados e outros.RISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSRecomendações mais importantes*. Na zona de trabalho onde exista a presença de riscos biológicos não sepermitirá ao pessoal:*. comer*. beber*. fumar*. guardar alimentos*. nem aplicar cosméticos*. Deve-se manter o local limpo e asseado, retirando do mesmo qualquermaterial que não tenha relação com o trabalho.*. Todos os procedimento técnicos se efetuaram de maneira que reduzam aomínimo a formação de aerosóis.NIcobelo@hotmaIl.Com
  24. 24. 24Autores: Nicolau Bello - nicobelo@hotmail.com / Gustavo del C. Herrera, Gustavo H BobbRISCOS BIOLÓGICOSRISCOS BIOLÓGICOSRecomendações mais importantes*. Todos os acidentes ou incidentes com presença de riscobiológicos devem reportar-se e investigar-seimediatamente.*. Também deve-se fazer com algum tipo de derrames ou exposiçõesreais ou potenciais a material infecioso.*. Deve-se levar um protocolo escrito detais acidentes ou incidentes.

×