Ressonância magnética

812 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
812
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ressonância magnética

  1. 1. Ressonância Magnética de extremidades: tecnologia e aplicações Karina Ferrassa Damas
  2. 2. MSK EXTREME 1,5T - RM aberta de alto campo para extremidades
  3. 3. CONDIÇÕES PARA INSTALAÇÃO - Área útil 24m² (sendo magneto 15m² e sala de comando 9m²) - Plataforma Windows - Pesa 350kg - Gradiente 70mT/m- slew rate de 200T/m/s - Tecnologia v-spec – bobina ideal de acordo com anatomia, tamanho e peso do paciente. - Carregamento Hélio : 2x ao ano
  4. 4. COMPONENTES DO EQUIPAMENTO - Poltrona almofadada - Deslizante - Posicionada manualmente - Rodas traváveis - Inclinação ajustável do assento e do encosto - Pacientes com até 160kg
  5. 5. COMPONETES DO EQUIPAMENTO - Acessório: suporte para apoio dos membros livres. - Acessório: apoio para os braços e pernas removíveis.
  6. 6. BOBINAS - Maior precisão: bobinas ideais de acordo com anatomia, tamanho e peso do paciente - Área examinada fica no isocentro do magneto: eliminando a necessidade de utilizarmos bobina de superfície
  7. 7. CARACTERÍSTICAS - Realização de exames de extremidades: joelho, perna, retro pé, médio pé, ante pé, dedo, cotovelo, braço, antebraço, punho, mão. - FOV máximo de 160mm - Menor ruído - Design não é claustrofóbico diminuem as anestesias - Mais confortável para o paciente - Sala pode ser mais agradável : TV plasma com DVD, papel de parede, travesseiros, entre outros.
  8. 8. DESIGN DO SOFTWARE
  9. 9. CALIBRAÇÃO
  10. 10. POSICIONAMENTO - Extremamente operador dependente COTOVELO JOELHO MÃO PÉ OU TORNOZELO
  11. 11. PROGRAMAÇÃO - Inicialmente aparece 3 planos para correção do posicionamento - Posteriormente realizamos a calibração - Finalmente verificamos a saturação.
  12. 12. PROGRAMAÇÃO
  13. 13. PROTOCOLOS ARMAZENADOS
  14. 14. PROGRAMAÇÃO
  15. 15. IMAGENS JOELHO localizador T1 FAT T2 FAT PD
  16. 16. IMAGENS RETRO PÉ AX STIR T1 T2 FAT T2 FAT
  17. 17. IMAGENS PÉ T1 FAT T2 FAT T2 FAT T2 FAT T1 T1
  18. 18. COTOVELO T1 T2 FAT
  19. 19. PUNHO 2 mm T1 T1 FAT T1 T2 FAT T2 FAT
  20. 20. MÃO E DEDO T2 FAT T2 FAT T1 T1 FAT
  21. 21. FOTOGRAFIA
  22. 22. ENVIO PACS
  23. 23. PLANILHA DE ERROS
  24. 24. GRAVAR EM CD
  25. 25. DESVANTAGENS - Software ainda Limita alterações nos parâmetros físicos - não tem os 3 planos para programação - Plataforma complexa para alteração do protocolo - Pouco espaço no disco (HD) para armazenamento de imagens - Não tem relatório que armazena envio PACS - Pouco tipo de filme – não faz muitas composições
  26. 26. VANTAGENS - Operador mais focado, direcionado e treinado - Conforto para o paciente - Geração de elogios para o serviço - Imagens compatíveis em qualidade e especificidade com campo fechado - Diminuição da agenda anestesia - Redução das atividades para enfermagem
  27. 27. OBRIGADO!!!!

×