1LOMBALGIAAdriele Flausino*Bruna L. Widerski*Luana Porphirio*Lucas Manganari*Roger P. Kaneta∗Sarah Beatriz C. Meirelles Fé...
2DESENVOLVIMENTO• Prevenção em SaúdeA prevenção da lombalgia envolve medidas físicas, organizacionais ecognitivas. As medi...
3O grande desafio atual seria organizar as tarefas do cotidiano, tendo comopreocupações o alinhamento postural nas diversa...
4TOSCANO, J. J. O.; EGYPTO, E. P.. A influência do sedentarismo na prevalência delombalgia. Revista Bras Med Esporte. v. 7...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Lombalgia iv congresso multiprofissional em saúde

313 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
313
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lombalgia iv congresso multiprofissional em saúde

  1. 1. 1LOMBALGIAAdriele Flausino*Bruna L. Widerski*Luana Porphirio*Lucas Manganari*Roger P. Kaneta∗Sarah Beatriz C. Meirelles Félix∗∗INTRODUÇÃOA lombalgia atinge cerca de 80% da população que apresenta dores na colunalombar, segundo estudos epidemiológicos. Vale ressaltar que o impacto além de socialpara o indivíduo, que por vezes fica impossibilitado de exercer diversas atividades, étambém financeiro, visto que causa baixo desempenho dos trabalhadores e isso podeafetar até mesmo a economia regional.É uma patologia multifatorial e dentre as causas está a ocupação do indivíduo.A lombalgia pode ser classificada como primária ou secundária, com ou semcomprometimento neurológico; mecânico-degenerativa; não-mecânica; inflamatória;infecciosa; metabólica; neoplásica ou secundária a repercussão de doenças sistêmicas.(Jr, Milton Helfenstein, 2010)Ela pode ocorrer por fatores traumáticos, psicossociais, mecânicos e posturais.Sendo idade e condicionamento físico – classificados como fatores individuais – fatoresque contribuem para o surgimento das dores. Há uma outra classificação, a profissional,que ocorre a partir do trabalho com movimentos repetitivos e levantamento de peso, porexemplo. A falta de atividade física e o sedentarismo contribuem para este quadroclínico.∗Discentes∗∗Docente do Centro Universitário Filadélfia - UniFil
  2. 2. 2DESENVOLVIMENTO• Prevenção em SaúdeA prevenção da lombalgia envolve medidas físicas, organizacionais ecognitivas. As medidas físicas devem abordar a biomecânica, a postura no trabalho, omanuseio de materiais e cargas, os movimentos repetitivos, o projeto do posto detrabalho, a segurança e a saúde ocupacional. A prevenção organizacional deve enfocaras comunicações, o gerenciamento de recursos, o projeto de trabalho, a organizaçãotemporal do trabalho, o trabalho em grupo, os paradigmas do trabalho, o trabalhocooperativo, a cultura organizacional, as organizações em rede, o teletrabalho e a gestãoda qualidade. Compete à parte cognitiva estudar os processos psicológicos, a cargamental de trabalho, a tomada de decisão, o desempenho especializado, a interação dohomem com a máquina, o estresse e os treinamentos.• Educação em SaúdeA dor lombar é uma alteração musculoesquelética muito comum em umasociedade industrializada, chegando a afetar 70 a 80 % da população adulta em algumafase da vida, principalmente no individuo economicamente ativo.O individuo precisa entender e compreender seu corpo, como:- Noções de anatomia e princípios biomecânicos básicos da coluna nasatividades da vida diária;- Orientações posturais básicas;- Técnicas de relaxamento e respiração- Exercícios para a coluna lombar- Mostrar a importância do fortalecimento da musculatura lombar- Apresentar como a lombalgia impacta na vida do paciente- Reforço das orientações e cartilhas com orientações básicas.• Promoção em Saúde
  3. 3. 3O grande desafio atual seria organizar as tarefas do cotidiano, tendo comopreocupações o alinhamento postural nas diversas atividades e o desenvolvimento doscomponentes da aptidão física. Porém a atividade física esportiva com finscompetitivos, oferece riscos de dores e doenças nas costas associadas com esforçomusculares acentuados e repetitivos. Cuidados com o tipo de exercício, nível deatividade, carga de trabalho, postura corporal na infância e adolescência evita umpossível problema como lombalgia.CONCLUSÃOA lombalgia é uma doença com multicausalidade e dentre as causas a principalesta na ocupação do individuo; Classifica-se a lombalgia dentre fatores, assim como, afalta de atividade física e o sedentarismo. Há um grande desafio para a reabilitação etratamento desses pacientes que constitui em reorganizar as tarefas habituais do mesmo,lembrando que atividades físicas esportivas com fim de competir podem impactar otratamento de uma forma negativa ao invés de ajudar. Indivíduos economicamenteativos estão mais propícios a ter essa enfermidade nestes casos deve-se orientar opaciente a ter noções básicas de postura/exercícios para a coluna lombar(moderados).Chegando com êxito ao resultado esperado que é a recuperação do paciente, para queele execute movimentos até então complexos de se realizar por motivo das dores.REFERÊNCIASANDRADE, S.C.; AURELEAN, G.R.A.; MARIA, J.P.V. "Escola de Coluna": revisãohistórica e sua aplicação na lombalgia crônica. Revista Brasileira de Reumatologia.v.45, n.4, jul/ago, 2005. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S048250042005000400006&lang=pt&tlng= >. Acesso em: 23 de maio de 2012.JUNIOR, M. H.; GOLDENFUM, M. A.; SIENA, C.. Lombalgia Ocupacional. Revistada Associação Médica Brasileira. v. 56. n.5, 2010. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010442302010000500022&lang=pt&tlng= >. Acesso em: 23 de maio de 2012.
  4. 4. 4TOSCANO, J. J. O.; EGYPTO, E. P.. A influência do sedentarismo na prevalência delombalgia. Revista Bras Med Esporte. v. 7. n. 4, jul/ago, 2001.

×