EEEssstttiiimmmuuuLLLaaarrr – Fonoaudiologia e Fisioterapia Domiciliar Fone: (61) 8212-4923 / 9367-0818e-mail: calfono@hot...
EEEssstttiiimmmuuuLLLaaarrr – Fonoaudiologia e Fisioterapia Domiciliar Fone: (61) 8212-4923 / 9367-0818e-mail: calfono@hot...
EEEssstttiiimmmuuuLLLaaarrr – Fonoaudiologia e Fisioterapia Domiciliar Fone: (61) 8212-4923 / 9367-0818e-mail: calfono@hot...
EEEssstttiiimmmuuuLLLaaarrr – Fonoaudiologia e Fisioterapia Domiciliar Fone: (61) 8212-4923 / 9367-0818e-mail: calfono@hot...
EEEssstttiiimmmuuuLLLaaarrr – Fonoaudiologia e Fisioterapia Domiciliar Fone: (61) 8212-4923 / 9367-0818e-mail: calfono@hot...
EEEssstttiiimmmuuuLLLaaarrr – Fonoaudiologia e Fisioterapia Domiciliar Fone: (61) 8212-4923 / 9367-0818e-mail: calfono@hot...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Lombalgia e lombociatalgia

2.390 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.390
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
61
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lombalgia e lombociatalgia

  1. 1. EEEssstttiiimmmuuuLLLaaarrr – Fonoaudiologia e Fisioterapia Domiciliar Fone: (61) 8212-4923 / 9367-0818e-mail: calfono@hotmail.com Home Page: www.fonoefisiodomicilio.com.brLombalgia e Lombociatalgia.As más posturas na posição ortostática, na marcha, ao se sentar, nas atividadesfísicas, atividades de vida diária e ocupacional e, até mesmo durante o repouso produzemdesequilíbrios músculos-articulares que são responsáveis por sintomas dolorosos quequando localizados na região lombar é denominado lombalgia e quando estes sintomasirradiam para a região posterior das pernas e até mesmo para os pés, é denominadalombociatalgia.Nas hérnias de disco lombares, mais frequente entre L5-S1, o disco intervertebrallesionado sofre um abaulamento, geralmente posterior ou postero-lateral, provocandoredução do canal medular e possivelmente compressão das raízes nervosas do nível dahérnia. Essa compressão radicular é a responsável pelo sintoma álgico daslombociatalgias. Outros fatores podem, também, determinar compressão radicular, comotumores, processos inflamatórios, osteófitos, redução da espessura discal, etc.
  2. 2. EEEssstttiiimmmuuuLLLaaarrr – Fonoaudiologia e Fisioterapia Domiciliar Fone: (61) 8212-4923 / 9367-0818e-mail: calfono@hotmail.com Home Page: www.fonoefisiodomicilio.com.brAo lado da cefaléia, a dor lombar talvez seja a queixa mais frequente na práticaprofissional da área da saúde. Tanto na lombalgia como na lombociatalgia a dor temlocalização lombar ou lombossacra, quase sempre bilateral, mas predominando em umdos lados. A articulação sacro-lombar, entre a L5 e S1 é o ponto equilíbrio do corpohumano. Assimetrias do quadril costumam ser responsável por diversos problemas desdeo pé até o pescoço em função de esta importante articulação fazer parte de uma cadeiacinética fechada.Na lombalgia é comum a dor não apresentar irradiação importante, enquanto nalombociatalgia ela se irradia para a nádega e face posterior da coxa, face posterior eanterior da perna, podendo estender-se até o pé. Neste caso a dor pode estar presenteem uma ou mais das regiões citadas de forma continua ou segmentada. A intensidade dador é variável, desde uma sensação de desconforto até uma dor lancinante e amovimentação da coluna pode agravar ou minimizar a dor.
  3. 3. EEEssstttiiimmmuuuLLLaaarrr – Fonoaudiologia e Fisioterapia Domiciliar Fone: (61) 8212-4923 / 9367-0818e-mail: calfono@hotmail.com Home Page: www.fonoefisiodomicilio.com.brQuase sempre há transtorno funcional, impedindo o paciente de trabalhar, recostarou deitar. Em alguns eventos esporádicos pode haver completo bloqueio funcional,ficando o paciente numa posição rígida, sem condições de exercer qualquer atividade. Ador pode ser aguda, desencadeada por um esforço físico (levantar um peso, por exemplo)ou surgir gradativamente.É comum a presença de rigidez matinal que melhora com a movimentação.Mudanças de posição, o ato de sentar, deambulação, tosse, espirro e pequenos esforçospodem aumentar a dor. A rigidez pós-repouso, geralmente matinal, costuma ocorrer tantonas doenças inflamatórias como nas degenerativas. Há, contudo, uma diferença quemerece ser destacada. A rigidez de origem inflamatória é mais persistente, ou seja, opaciente se levanta com dor e rigidez na coluna que persiste por tempo prolongado,enquanto nos processos degenerativos o paciente pode levanta-se com rigidez, mas estalogo desaparece.Observa-se limitação da mobilidade da coluna, dor à palpação da região lombar,podendo haver uma área extremamente sensível. A compressão da região lombar podedesencadear dor pelo trajeto do nervo ciático. As lombalgias são ocasionadas porprocessos inflamatórios, degenerativos, por alterações da mecânica da coluna vertebral,malformações e sobrecarga da musculatura lombar.
  4. 4. EEEssstttiiimmmuuuLLLaaarrr – Fonoaudiologia e Fisioterapia Domiciliar Fone: (61) 8212-4923 / 9367-0818e-mail: calfono@hotmail.com Home Page: www.fonoefisiodomicilio.com.brAdmite-se que a principal causa da lombalgia seja uma alteração do discointervertebral, que se tornaria incapaz de amortecer as cargas que lhe são transmitidas.Mas sabendo que a parte central do disco não possui inervação sensitiva, admite-se quea dor só surge quando as alterações discais atingem as lamelas superficiais e o ligamentoposterior, estruturas ricamente inervadas.Causas: Lesões e disfunções músculo-ligamentares; Espondiloartrose; Protusão Discal; Hérnia de Disco;Quadro Clínico: Dor local; Dor irradiada; Parestesia; Dor repouso/movimento; Hipotrofia/Hipotonia; Arco de Movimento Incompleto; Alteração da biomecânica da coluna lombar;Avaliação Fisioterapêutica: Anamnese; Exame Físico: Inspeção: observar postura, marcha, coloração da pele, cicatriz; Palpação: tensão muscular, tender point, trigger point; Teste Articular e Muscular para coluna lombar e membro inferior; Teste de Laségue: utiliza-se para observar se há compressão de raiz nervosa. OFisioterapeuta realizará passivamente uma flexão de coxo-femural e aos 30/45graus desta posição o paciente pode referir dor/parestesia, caracterizando umacompressão radicular. Perimetria; Sensibilidade (tátil, térmica e dolorosa); Reflexos;
  5. 5. EEEssstttiiimmmuuuLLLaaarrr – Fonoaudiologia e Fisioterapia Domiciliar Fone: (61) 8212-4923 / 9367-0818e-mail: calfono@hotmail.com Home Page: www.fonoefisiodomicilio.com.brDiagnóstico:Talvez o mais importante seja saber como ocorreu a lombalgia. Muitas vezes, aindicação da situação ou do movimento que provocou a dor pode levar à hipótesediagnóstica mais adequada.Se há escoliose, seja por efeito da própria coluna, seja em decorrência dadiferença de comprimento dos membros inferiores, a escoliose facilita a lombalgia porritmo lombo-pélvico inadequado;Quando os músculos ísquio-tibiais estão tensos e há limitação dos movimentos dasarticulações coxo-femurais, isto é identificado observando em vista posterior e lateral, como dorso do paciente nu, a evolução do movimento de tocar os pés com a ponta dos dedossem dobrar os joelhos e voltar à posição ereta sem dobrar os joelhos.Na pesquisa desses movimentos, o importante não é avaliar a extensibilidade dosmesmos, mas a facilidade, uniformidade e simetria de sua realização. Os músculosísquio-tibiais e os paravertebrais tensos e a limitação das articulações coxo-femuraisfavorecem a lombalgia por ritmo lombo-pélvico inadequado.Radiografia: Deve ser feita com o indivíduo em pé, em AP e perfil. Achados radiográficos que favorecem a lombalgia por ritmo pélvico inadequado: Escoliose; Diferença de comprimento dos membros, que predispõe a escoliose; Alterações sacro-ilíacas;Achados radiográficos que favorecem a lombalgia por instabilidade articular: Hiperlordose lombar; Sacro horizontalizado; Diminuição acentuada do espaço entre L5 e S1; Espondilólise; Espondilolistese;Objetivos do Tratamento: Abolir ou diminuir a dor; Aumentar ou manter o arco de movimento; Normalizar tensão muscular; Normalizar o trofismo; Normalizar a força muscular; Abolir parestesia; Normalizar a marcha;
  6. 6. EEEssstttiiimmmuuuLLLaaarrr – Fonoaudiologia e Fisioterapia Domiciliar Fone: (61) 8212-4923 / 9367-0818e-mail: calfono@hotmail.com Home Page: www.fonoefisiodomicilio.com.brBibliografia:CAILLIET, R. Lombalgias. 3ª Edição. São Paulo – SP: Manole.COSSERMELLI, W. Reumatologia Básica. São Paulo – SP: Sarvier.HOPPENFELD, S. Propedêutica Ortopédica: coluna e extremidades. São Paulo – SP:Atheneu, 1999.KNOPLICH, J. A Coluna Vertebral: da criança e do adolescente. Santa Cecília – SP:Panamed editorial.PINTO, L. A. F. Lombalgias. Rio de Janeiro – 1991.PORTO, C. C. Exame Clínico. 4ª Edição. Rio de Janeiro – RJ: Guanabara Koogan.Dr. Ricardo RochaFisioterapeutaEsp. Fisiologia HumanaMsc. DorCREFITO: 106136-F

×