INTRODUÇÃONo Brasil e no mundo estamos vivenciandotransições demográfica e epidemiológica, com ocrescente aumento da popul...
INTRODUÇÃOAs neoplasias representam a segunda causa de morte na maioriados paises desenvolvidos e em muitos paises em fase...
INTRODUÇÃONo Brasil, a mortalidade geral por câncer representacerca de 14% do total de óbitos.No RS, no ano de 2006, a mor...
JUSTIFICATIVAPacientes com câncerfora de possibilidades de cura, necessitam dehospitalizações frequentes para controle des...
JUSTIFICATIVAA maioria dos pacientes comenfermidade terminal deseja permanecerem seus próprios domicilios..(Benitez, 2000)
JUSTIFICATIVAPara o enfrentamento destes problemas, ganhadestaque na literatura a utilização de cuidadospaliativos.⇨ Pacie...
JUSTIFICATIVA⇨ A grande maioria dospaíses não dispõe de ofertapública de cuidadospaliativos⇨ serviços pontuais debaixa cob...
JUSTIFICATIVAA internação domiciliar é umamodalidade de saúde que realizacuidados a pacientes que apresentamnecessidades c...
Programa de Internação Domiciliar InterdisciplinarPIDI/UFPel/FAUImplantação: 2005Realiza internaçãodomiciliar depacientes ...
Critérios de Inclusão no PIDI• Diagnóstico de câncer• Encaminhamentos de unidades da UFPel: ambulatóriosquimioterapia e ra...
INFRAESTRUTURAcopasede/veículoadministrativorecepçãominiauditório
RECURSOS HUMANOSEQUIPE DIRETA• Médica• Enfermeira• Técnicas de enfermagem• Assistente Social• MotoristaEQUIPE MATRICIALDE ...
PROCESSO DE TRABALHOInternação
PROCESSO DE TRABALHO
INSUMOSPROCESSO DE TRABALHO
ExamesComplementaresDomicilio HospitaisPROCESSO DE TRABALHO
Projeto Terapêuticoreunião equipe caso clínico gruposPROCESSO DE TRABALHO
PROCESSO DE TRABALHOInstrumentos
PROCESSO DE TRABALHO
PROCESSO DE TRABALHO• Cuidadores• EnlutadosEquipe Interdisciplinar: enfermeira, assistente social, psicóloga e capelãoGrupos
AtividadesAcadêmicasResidênciaMultiprofissionalem oncologia• Enfermagem,• Psicologia,• Nutrição,• OdontologiaPROCESSO DE T...
IntercorrênciasGravesPROCESSO DE TRABALHO
PROCESSO DE TRABALHOEDUCAÇÃOPERMANENTEProtocoloseRotinas
83% dos pacientes que internaramno PIDI foram encaminhados doserviço de quimioterapia doHE/UFPEL/FAUPERFIL DOS PACIENTESDi...
PERFIL DOS PACIENTES
PERFIL DOS PACIENTES
LOCAL DO CÂNCER18,2%7,4%10,8%10,3%6,4%4,4%3,4%1,0%4,9%3,4%5,4%3,4%10,2%10,8%PULMÃOESÔFAGOINTESTINOMAMACABEÇAE PESCOÇOESTÔM...
PERFIL DOS PACIENTESQuanto ao tempo de diagnóstico decâncer no momento da internação noPIDI a média foi de 24 meses e amed...
PERFIL DOS PACIENTES
PERFIL DOS PACIENTESApenas 15% dos pacientesapresentaram somente um motivo deinternação, 34% dois motivos e 42%três ou mai...
PERFIL DOS PACIENTES 99% dos pacientes fizeram uso deacesso venoso durante a internação. 78% estavam recebendo dieta por...
PERFIL DOS PACIENTESDor 24 horas após internação no PIDI65% referiramdor90% moderadaa intensa78% necessitouopioides43% mor...
Descrição dos pacientes por local do câncer, conforme estadiamento, motivo de internação, dor, analgesia e tratamentoativo...
DesfechoDissertação Mestrado 2009 (N= 213)
Projetos Futuros• Ampliar para 2 equipes internaçãodomiciliar – regulamentação portaria2529/2006• Inclusão dos cuidados pa...
Projetos FuturosCentro Regional de Cuidados Paliativos
Projetos Futuros• Hospice: 16 leitos• Internação Domiciliar: 2 equipes• Ambulatório Interdisciplinar de CuidadosPaliativos...
Acolhe – área 1000m2
Acolhe – Planta
Acolhe – Planta
Acolhe – Planta
ConclusõesRecomendamos a intervençãoconjunta e precoce aospacientes com câncer,contemplando os tratamentoscom intenção cur...
MUITO OBRIGADADia Mundial Cuidados Paliativos5° Seminário PIDI
Internação Domiciliar para  Pacientes Oncológicos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Internação Domiciliar para Pacientes Oncológicos

672 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
672
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Internação Domiciliar para Pacientes Oncológicos

  1. 1. INTRODUÇÃONo Brasil e no mundo estamos vivenciandotransições demográfica e epidemiológica, com ocrescente aumento da população idosa, resultandona elevação de morbidade e mortalidade por doençascrônicas.
  2. 2. INTRODUÇÃOAs neoplasias representam a segunda causa de morte na maioriados paises desenvolvidos e em muitos paises em fase dedesenvolvimento, incluindo o Brasil.A Organização Mundial da Saúde, estima que 84 milhões deindivíduos devem morrer por câncer nos próximos 10 anos, sendoatualmente responsável por cerca 12% de todas as mortes nomundo.(WHO, 2007)
  3. 3. INTRODUÇÃONo Brasil, a mortalidade geral por câncer representacerca de 14% do total de óbitos.No RS, no ano de 2006, a mortalidade por neoplasiasrepresentou 21% do total de óbitos.(INCA, 2007; SES, 2006)
  4. 4. JUSTIFICATIVAPacientes com câncerfora de possibilidades de cura, necessitam dehospitalizações frequentes para controle desintomas.(WHO, 2007)
  5. 5. JUSTIFICATIVAA maioria dos pacientes comenfermidade terminal deseja permanecerem seus próprios domicilios..(Benitez, 2000)
  6. 6. JUSTIFICATIVAPara o enfrentamento destes problemas, ganhadestaque na literatura a utilização de cuidadospaliativos.⇨ Pacientes com câncer fora de possibilidade decura devem receber cuidados paliativos desde omomento do diagnóstico.(Clark, 2007; Bruera, 2004; Brennan, 2007; Barnes, 2004;WHO, 2007; WHO, 2003)
  7. 7. JUSTIFICATIVA⇨ A grande maioria dospaíses não dispõe de ofertapública de cuidadospaliativos⇨ serviços pontuais debaixa cobertura⇨ a disponibilidade desseserviço ocorre de formasistemática somente empaíses desenvolvidos. .(Clark, 2007)grupo 4: 15% - 35 paísesgrupo 3: 34% - 80 países: BRASILgrupo 2: 18% - 41 paísesgrupo 1: 33% - 78 países
  8. 8. JUSTIFICATIVAA internação domiciliar é umamodalidade de saúde que realizacuidados a pacientes que apresentamnecessidades clínicas com menordependência de tecnologia altamenteespecializada(ANVISA, 2006)
  9. 9. Programa de Internação Domiciliar InterdisciplinarPIDI/UFPel/FAUImplantação: 2005Realiza internaçãodomiciliar depacientes comcâncer atendidos noSUS em Pelotas.
  10. 10. Critérios de Inclusão no PIDI• Diagnóstico de câncer• Encaminhamentos de unidades da UFPel: ambulatóriosquimioterapia e radioterapia, UBS, hospital• Ser morador zona urbana de Pelotas• Condições mínimas de moradia para cuidados emdomicilio• Possuir pelo menos um cuidador responsável• Vaga disponível: o programa comporta 10 pacientesconcomitantes
  11. 11. INFRAESTRUTURAcopasede/veículoadministrativorecepçãominiauditório
  12. 12. RECURSOS HUMANOSEQUIPE DIRETA• Médica• Enfermeira• Técnicas de enfermagem• Assistente Social• MotoristaEQUIPE MATRICIALDE SUPORTE• Nutricionista• Psicóloga• CapelãoADMINISTRATIVO: médica coordenadorae técnico administrativo
  13. 13. PROCESSO DE TRABALHOInternação
  14. 14. PROCESSO DE TRABALHO
  15. 15. INSUMOSPROCESSO DE TRABALHO
  16. 16. ExamesComplementaresDomicilio HospitaisPROCESSO DE TRABALHO
  17. 17. Projeto Terapêuticoreunião equipe caso clínico gruposPROCESSO DE TRABALHO
  18. 18. PROCESSO DE TRABALHOInstrumentos
  19. 19. PROCESSO DE TRABALHO
  20. 20. PROCESSO DE TRABALHO• Cuidadores• EnlutadosEquipe Interdisciplinar: enfermeira, assistente social, psicóloga e capelãoGrupos
  21. 21. AtividadesAcadêmicasResidênciaMultiprofissionalem oncologia• Enfermagem,• Psicologia,• Nutrição,• OdontologiaPROCESSO DE TRABALHO
  22. 22. IntercorrênciasGravesPROCESSO DE TRABALHO
  23. 23. PROCESSO DE TRABALHOEDUCAÇÃOPERMANENTEProtocoloseRotinas
  24. 24. 83% dos pacientes que internaramno PIDI foram encaminhados doserviço de quimioterapia doHE/UFPEL/FAUPERFIL DOS PACIENTESDissertação Mestrado 2009 (N= 213)
  25. 25. PERFIL DOS PACIENTES
  26. 26. PERFIL DOS PACIENTES
  27. 27. LOCAL DO CÂNCER18,2%7,4%10,8%10,3%6,4%4,4%3,4%1,0%4,9%3,4%5,4%3,4%10,2%10,8%PULMÃOESÔFAGOINTESTINOMAMACABEÇAE PESCOÇOESTÔMAGOPÂNCREASCOLO DE ÚTEROSNCPROSTATAHEMATOLOGICOPRIM. DESCONHECIDOOVARIOOUTROSPERFIL DOS PACIENTESDissertação Mestrado 2009 (N= 213)
  28. 28. PERFIL DOS PACIENTESQuanto ao tempo de diagnóstico decâncer no momento da internação noPIDI a média foi de 24 meses e amediana foi de 10 meses.Dissertação Mestrado 2009 (N= 213)
  29. 29. PERFIL DOS PACIENTES
  30. 30. PERFIL DOS PACIENTESApenas 15% dos pacientesapresentaram somente um motivo deinternação, 34% dois motivos e 42%três ou mais.Dissertação Mestrado 2009 (N= 213)
  31. 31. PERFIL DOS PACIENTES 99% dos pacientes fizeram uso deacesso venoso durante a internação. 78% estavam recebendo dieta por viaoral. Somente um paciente recebeuoxigenioterapia domiciliar no período deestudo.Dissertação Mestrado 2009 (N= 213)
  32. 32. PERFIL DOS PACIENTESDor 24 horas após internação no PIDI65% referiramdor90% moderadaa intensa78% necessitouopioides43% morfina26% codeínaDissertação Mestrado 2009 (N= 213)
  33. 33. Descrição dos pacientes por local do câncer, conforme estadiamento, motivo de internação, dor, analgesia e tratamentoativo do câncer, PIDI/UFPel/FAU, Pelotas, RS75,0 75,068,0 68,0Dissertação Mestrado 2009 (N= 213)
  34. 34. DesfechoDissertação Mestrado 2009 (N= 213)
  35. 35. Projetos Futuros• Ampliar para 2 equipes internaçãodomiciliar – regulamentação portaria2529/2006• Inclusão dos cuidados paliativos na gradecurricular de estudantes de medicina
  36. 36. Projetos FuturosCentro Regional de Cuidados Paliativos
  37. 37. Projetos Futuros• Hospice: 16 leitos• Internação Domiciliar: 2 equipes• Ambulatório Interdisciplinar de CuidadosPaliativos : medicina, enfermagem, nutrição,psicologia, serviço social, fisioterapia,capelania.
  38. 38. Acolhe – área 1000m2
  39. 39. Acolhe – Planta
  40. 40. Acolhe – Planta
  41. 41. Acolhe – Planta
  42. 42. ConclusõesRecomendamos a intervençãoconjunta e precoce aospacientes com câncer,contemplando os tratamentoscom intenção curativa e desuportemodelo de atençãocompartilhadaInterdisciplinartodos os niveis deatenção MELHOR QUALIDADE DE VIDA⇩⇨(Fornells, 2000; Temel, 2010)
  43. 43. MUITO OBRIGADADia Mundial Cuidados Paliativos5° Seminário PIDI

×