Estudo radiológico tornozelo e calcâneo

3.790 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

Estudo radiológico tornozelo e calcâneo

  1. 1. ESTUDO RADIOLÓGICO TORNOZELO E CALCÂNEO
  2. 2. AXIAL DE CALCÂNEO• Posição do Paciente: Deitado sobre a mesa em decúbitodorsal, estender os membros inferiores ao máximo;• Posição da Parte: Por o calcâneo de interesse sobre a partedescoberta do chassi, pedir para o paciente que faça umaflexão do pé o máximo possível, fornecer um lençoldobrado para auxiliar na flexão do pé;• Raio Central: Angulado 40º cefálico no sentido do eixolongitudinal do pé, incidindo na articulação talo calcânea;• DFoFi: 100 cm;• Indicações: Fraturas e/ou deslocamento lateral ou medialdas estruturas;
  3. 3. CALCÂNEO PERFIL• Posição do Paciente: Deitado sobre a mesa emdecúbito lateral, alinhar o calcâneo de interessesobre a parte descoberta do chassi, passar a pernaoposta sobre a de interesse;• Posição da Parte: Observar cuidadosamente paraque não haja rotação do calcâneo, flexionar o pédorsal para alinhar em perfil verdadeiro fazerrotação lateral;• Raio Central: Perpendicular, incidindo no meio daestrutura;• DFoFi: 100 cm;• Indicação: Traumas envolvendo o calcâneo.
  4. 4. TORNOZELO AP• Posição do Paciente: Deitado sobre a mesa, com omembro estendido e tornozelo de interesse sobre aparte descoberta do chassi;• Posição da Parte: Pedir para o paciente que faça umextensão máxima do pé, observar cuidadosamentepara que não haja rotação do tornozelo;• Raio Central: Perpendicular incidindo na articulaçãodo tornozelo;• DFoFi: 100 cm;• Indicações: Traumas e luxações do tornozelo.
  5. 5. TORNOZELO PERFIL• Posição do Paciente: Deitado sobre a mesa emdecúbito lateral, posicionar o tornozelo na partedescoberta do chassi;• Posição da Parte: Alinhar o tornozelo no quadrantedo chassi; passar a perna oposta sobre a pasta deinteresse para projetar um perfil verdadeiro;• Raio Central: Perpendicular incidindo no meio daestrutura;• DFoFi: 100 cm;• Indicações: Traumas e luxações.
  6. 6. TORNOZELO OBLÍQUAS• Posição do Paciente: Deitado sobre a mesa, com omembro estendido e tornozelo de interesse sobre aparte descoberta do chassi;• Posição da Parte: Pedir para o paciente que faça umextensão máxima do pé, fazer uma rotação dotornozelo medial de 15º;• Raio Central: Perpendicular incidindo na articulaçãodo tornozelo;• DFoFi: 100 cm;• Indicações: Traumas e luxações do tornozelo.
  7. 7. CRITÉRIO PARA OBLÍQUA DE 45º, INCIDÊNCIAVISUALIZA COM MAIS DETALHES,ARTICULAÇÃO TíBIOFIBULAR DISTAL, EFIBULA DISTAL COM ABERTURA DAARTICULAÇÃO.
  8. 8. TORNOZELO FORÇADAS AP• Posição do Paciente: Deitado sobre a mesa, com o membroestendido e tornozelo de interesse sobre a partedescoberta do chassi;• Posição da Parte: Pedir para o paciente que faça umextensão máximo do pé, Aplicar a pressão com a perna e otornozelo na posição para AP verdadeira, sem rotação,enquanto toda a superfície plantar é girada medialmentepara a inversão e lateralmente para a eversão;• Raio Central: Perpendicular incidindo na articulação dotornozelo;• DFoFi: 100 cm;• Indicações: Traumas e luxações do tornozelo.
  9. 9. Fasceite plantar:• A fáscia é uma faixa tensa de tecido conjuntivofibroso denso que se origina no aspecto inferoanterior do calcâneo e se insere na cabeça dosmetatarsianos.• O tendão de Aquiles também se prende nocalcâneo porem no aspecto postero superior. Seo tendão está muito tenso, há umaredistribuição de tensão ao longo da fáscia.DISTÚRBIOS MÚSCULOS-TENDÍNEOSESPORÃO CALCÂNEO
  10. 10. DISTÚRBIOS MÚSCULOS-TENDÍNEOSESPORÃO CALCÂNEO• Muita tensão pode causar lesões na fascia ateruptura da mesma. Isto resultará em dor eedema da mesma.• Quando isso acontece próximo ao calcâneo,pode haver a produção de osso novo. Istoresulta no desenvolvimento de um esporão decalcâneo.
  11. 11. DISTÚRBIOS MÚSCULOS-TENDÍNEOSESPORÃO CALCÂNEO
  12. 12. DISTÚRBIOS MÚSCULOS-TENDÍNEOSESPORÃO CALCÂNEO
  13. 13. ESTUDO RADIOLÓGICO

×