ESQUEMA DE CONTAMINAÇÃO POR VÍRUS ENTÉRICOS
GASTROENTERITES
DEVIDO A Rotavirus
Família: REOVIRIDAE  RNA fita
dupla, icosaédrico, não envelopado
Divididos em 7 sorogrupos, de A a G
Sorogrupo A é a caus...
Diarréia  febre e vômito  podendo evoluir a óbito
Prevenir a desidratação e
distúrbios hidroeletrolíticos;
Manter a dieta alimentar
normal;
Eventualmente pode ser
necessári...
Aplicador
+
Dispositivo de
transferência
+
Frasco
Tampa plástica removível
Apresentação da Vacina contra Rotavírus da GSK
...
Hepatites transmitidas por água
e/ou alimentos contaminados
HEPATITE A HEPATITE E
Infecções agudas transmitidas por via fe...
Família: PICORNAVIRIDAE 
RNA fita simples, icosaédrico, não
envelopado
Alimentos envolvidos com a
transmissão: frutos do ...
febre, dores musculares,
cansaço, mal-estar,
inapetência, náuseas, vômitos,
icterícia, fezes amarelo-
esbranquiçadas e uri...
Não coma frutos do mar crus ou mal cozidos.
Moluscos especialmente filtram grande volume
de água e retêm os vírus se ela e...
Há duas vacinas contra a hepatite A.
Uma deve ser aplicada em duas doses
com intervalo de seis meses.
A outra, em três dos...
ADENOVÍRUS
ENTÉRICO
NORWALK VÍRUS HEV
Família ADENOVIRIDAE CALICIVIRIDAE
PICORNAVIRIDAE
Local onde
multiplica-se
Trato
gas...
Esquema de contaminação por vírus entéricos
Esquema de contaminação por vírus entéricos
Esquema de contaminação por vírus entéricos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Esquema de contaminação por vírus entéricos

889 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
889
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Esquema de contaminação por vírus entéricos

  1. 1. ESQUEMA DE CONTAMINAÇÃO POR VÍRUS ENTÉRICOS
  2. 2. GASTROENTERITES DEVIDO A Rotavirus
  3. 3. Família: REOVIRIDAE  RNA fita dupla, icosaédrico, não envelopado Divididos em 7 sorogrupos, de A a G Sorogrupo A é a causa mais importante de surtos de doença em seres humanos 40% dos casos de diarréia grave em lactentes e crianças até 2 anos de idade Transmissão: fecal/oral Período de incubação: 1 – 3 dias Triplo capsídeo protéico
  4. 4. Diarréia  febre e vômito  podendo evoluir a óbito
  5. 5. Prevenir a desidratação e distúrbios hidroeletrolíticos; Manter a dieta alimentar normal; Eventualmente pode ser necessário recorrer à hidratação parenteral, se a oral não for suficiente para a reposição de fluidos e eletrólitos.
  6. 6. Aplicador + Dispositivo de transferência + Frasco Tampa plástica removível Apresentação da Vacina contra Rotavírus da GSK - monodose / liofilizada -
  7. 7. Hepatites transmitidas por água e/ou alimentos contaminados HEPATITE A HEPATITE E Infecções agudas transmitidas por via fecal/oral!!!!
  8. 8. Família: PICORNAVIRIDAE  RNA fita simples, icosaédrico, não envelopado Alimentos envolvidos com a transmissão: frutos do mar e alguns vegetais Incidência maior em locais em que o saneamento básico é deficiente ou não existe Uma vez infectada, a pessoa desenvolve imunidade contra esse vírus por toda a vida Período de incubação: 2 – 6 semanas
  9. 9. febre, dores musculares, cansaço, mal-estar, inapetência, náuseas, vômitos, icterícia, fezes amarelo- esbranquiçadas e urina escura Doença ASSINTOMÁTICA SINTOMAS CLÁSSICOS autolimitada
  10. 10. Não coma frutos do mar crus ou mal cozidos. Moluscos especialmente filtram grande volume de água e retêm os vírus se ela estiver contaminada; Evite o consumo de alimentos e bebidas dos quais não conheça a procedência nem saiba como foram preparados; Procure beber só água clorada ou fervida, especialmente nas regiões em que o saneamento básico possa ser inadequado ou inexistente; Lave as mãos cuidadosamente antes das refeições e depois de usar o banheiro. A lavagem criteriosa das mãos é suficiente para impedir o contágio de pessoa para pessoa; Não ingira bebidas alcoólicas durante a fase aguda da doença e nos seis meses seguintes à volta das enzimas hepáticas aos níveis normais.
  11. 11. Há duas vacinas contra a hepatite A. Uma deve ser aplicada em duas doses com intervalo de seis meses. A outra, em três doses administradas nesses seis meses. A vacina contra a hepatite A não faz parte do programa oficial de vacinação oferecido pelo Ministério da Saúde, mas deve ser administrada a partir do primeiro ano de vida, porque sua eficácia é menor abaixo dessa faixa etária. Pessoas que pertençam ao grupo de risco ou que residam na mesma casa que o paciente infectado também devem ser vacinadas.
  12. 12. ADENOVÍRUS ENTÉRICO NORWALK VÍRUS HEV Família ADENOVIRIDAE CALICIVIRIDAE PICORNAVIRIDAE Local onde multiplica-se Trato gastrointestinal Trato gastrointestinal e dissemina-se nas fezes Trato gastrointestinal Período de incubação 3 – 10 dias 24 – 48 horas 2 – 6 semanas Sintomas Diarréia, náuseas, vômito e febre Náusea, vômito e diarréia Febre, cefaléia, mal- estar, icterícia. Pode resultar em morte de gestantes Pessoas acometidas crianças Adultos e crianças em idade escolar Adultos jovens Transmissão água Água, vegetais crus, pescado e frutos do mar Água ou alimentos (moluscos crus)

×