Doenças
Negligenciadas
Gerson Penna
Secretário de Vigilância em Saúde
Transição demográfica
2025 2050
2000
Fecundidade:
4,4 para 2,3 filhos
Pop. idosos
cresceu 107%, e o
grupo até 14 anos
apen...
0
5
10
15
20
25
30
35
40
45
1930 1940 1950 1960 1970 1980 1990 2000 2006
C.EXTERNAS AP.RESP.
NEOPL.MAL. AP.CIRCULATÓRIO
AP...
Conceito
Até a década de 70 as patentes dos medicamentos mais utilizados no mundo
eram de universidades e/ou de institutos...
Mercado farmacêutico mundial
(>$600 bi em 2005)
Maioria das doenças negligenciadas
(Ex.: hanseníase, chagas)
Doenças Negli...
0
100
200
300
400
500
600
700
60 62 64 66 68 70 72 74 76 78 80 82 84 86 88 90 92 94 96 98 00 02 04 06
Ano de notificação
n...
Malária
Incidência de malária (casos/1.000hab); jan-jun 2007
sem transmissão
0 --| 5
5 --| 25
25 --| 464
Maior concentraçã...
Malária - META
0
100.000
200.000
300.000
400.000
500.000
600.000
700.000
1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008...
Incidência
40/100 mil hab.
81.286 casos
Tuberculose
81 mil casos/ano – 4,5 mil mortes
9ª causa de internações por D.I
7ª e...
0
20000
40000
60000
80000
100000
120000
Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-oeste
NºCasos
0
5
10
15
20
25
30
35
40
45
Coef.D...
Distribuição de casos de Leishmaniose Visceral e
Tegumentar. Brasil, 2006
Fonte: SVS/MS
Visceral Tegumentar
Prioridade par...
Certificação internacional da interrupção da transmissão
vetorial da D. de Chagas por T.infestans no Brasil, 2006
Fonte: M...
Surtos de Doença de Chagas Aguda por local de
ocorrência. Brasil, Janeiro a outubro - 2007
UF Município Casos Óbitos Letal...
Fonte: SVS/DVE/CGDT/COVEV
Fonte: MS/SVS
0,0
0,5
1,0
1,5
2,0
2,5
3,0
TX MORT TX INTER
TX MORT 0,7 0,7 0,7 0,7 0,6 0,6 0,6 0...
Fonte MS/SVS
Distribuição da esquistossomose - % de positividade
em inquéritos coproscópicos. Brasil, 1998 - 2007
Evidênci...
Dengue - alerta da OMS - Manila - Julho 2007
2,5 bilhões de pessoas em risco
80 a 100 milhões de casos por ano
Estimativa ...
2005
200320022001
Nenhum
DEN 1
DEN 1 e 2
DEN 1, e 3
DEN 1, 2 e 3
Dengue - Sorotipos circulantes - Brasil, 2001 - 2006
Múlt...
Dengue e FHD
Áreas potenciais
dengue em 2008
Baixa incidência 2007
Susceptíveis em grandes
centros urbanos
Baixo Risco
Méd...
Descentralização
Secretarias Estaduais de Saúde certificadas. 1999 a 2002.
0
5
10
15
20
25
30
N
UF 0 0 0 2 10 16 17 22 26 ...
Secretarias Municipais de Saúde certificadas. 2000 a 2007
3001
4264
4798
5019
5145 5222 5300 5306
0
2000
4000
6000
2000 20...
1. Atenção Básica
2. Atenção de Média e Alta Complexidade
3. Vigilância em Saúde
4. Assistência Farmacêutica
5. Gestão do ...
Valores do TFVS - 2000 a 2008
ORÇAMENTO 2008: R$ 3.2 bilhões
554,7 552,4
615,1 642,9
112,7
661,7
124,3
715,7
135,5
772,8
1...
0,00
2,00
4,00
6,00
8,00
10,00
12,00
14,00
16,00
18,00
20,00
AC
AM
AP
PA
RO
RR
TO
AL
BA
CE
ES
GO
MA
MG
MS
MT
PB
PE
PI
RJ
R...
Programa de P&D em
Doenças Negligenciadas
DECIT/SCTIE
Produção científica brasileira nas 6
doenças cobertas pelo DECIT
Exe...
Publicações por autores brasileiros nas seis doenças
negligenciadas do Programa de P&D do DECIT
Ano Dengue MH Malaria TB L...
Publicações por autores brasileiros nas
DNcobertas pelo DECIT: Evolução anual
Exemplo de rede de co-autoria científica:
dengue, 2006-0730
Exemplo de rede de co-autoria científica:
malária, 2006-07
Recuperação de artigos: Base de dados ISI, Portal
CAPES
Process...
Exemplo de rede de co-autoria científica:
TB, 2006-07
Breve análise das instituições ativas em DN
10 Instituições que mais publicaram 2006-07 (nº de publicações)
Doença de Chag...
Breve análise das instituições ativas em DN
Instituições que estão nos "cutpoints" das respectivas Redes de Co-autoria
(20...
Fonte: Brasil, Ministerio da Saúde, Departamento de Ciencia e Tecnologia - Decit. Base de Datos Gerencial. Capturado em
03...
Fonte: Brasil, Ministerio da Saúde, Departamento de Ciencia e Tecnologia - Decit. Base de Datos Gerencial. Capturado em
03...
Fonte: Brasil, Ministerio da Saúde, Departamento de Ciencia e Tecnologia - Decit. Base de Datos Gerencial. Capturado em 03...
Fonte: Brasil, Ministerio da Saúde, Departamento de Ciencia e Tecnologia - Decit. Base de Datos Gerencial. Capturado em 03...
Ações em DN - SCTIE/MS - 2008
2º semestre de 2008: R$ 17 milhões em novo edital de DN
TDR:
- 16 a 19 de junho, RJ: 31ª Reu...
Doenças  negligenciadas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Doenças negligenciadas

746 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
746
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Doenças negligenciadas

  1. 1. Doenças Negligenciadas Gerson Penna Secretário de Vigilância em Saúde
  2. 2. Transição demográfica 2025 2050 2000 Fecundidade: 4,4 para 2,3 filhos Pop. idosos cresceu 107%, e o grupo até 14 anos apenas 14% 1980
  3. 3. 0 5 10 15 20 25 30 35 40 45 1930 1940 1950 1960 1970 1980 1990 2000 2006 C.EXTERNAS AP.RESP. NEOPL.MAL. AP.CIRCULATÓRIO AP. DIGEST. INF.PARASIT. Fonte: SVS/MS 2007 ÓBITOS POR GRUPO DE CAUSA Brasil, 1930 - 2006
  4. 4. Conceito Até a década de 70 as patentes dos medicamentos mais utilizados no mundo eram de universidades e/ou de institutos públicos de pesquisa, a partir daí, vem progressivamente sendo do setor privado OMS - Doenças negligenciadas: um conjunto de doenças associadas à situação de pobreza, as precárias condições de vida e as iniqüidades em saúde. Apesar de serem responsáveis por quase metade da carga de doença nos países em desenvolvimento, os investimentos em P&D, tradicionalmente, não priorizaram essa área. D.Chagas / Dengue / Esquistosomose Hanseníase / Leishmanioses Malária / Tuberculose
  5. 5. Mercado farmacêutico mundial (>$600 bi em 2005) Maioria das doenças negligenciadas (Ex.: hanseníase, chagas) Doenças Negligenciadas (Ex.: malária, tuberculoses)Doenças Globais (Ex.: rubéola, diabetes) Globais, negligenciadas e maioria das doenças negligenciadas (Médico Sem Fronteira - MSF - 2006)
  6. 6. 0 100 200 300 400 500 600 700 60 62 64 66 68 70 72 74 76 78 80 82 84 86 88 90 92 94 96 98 00 02 04 06 Ano de notificação nº. casos( x1.000) Fonte: SVS/MS Malária - Brasil, 1960 a 2007 priorização e articulação entre gestores. Plano de intensificação Expansão da rede de serviços Convênio Global com estados Mobilização dos Gestores 93 mil casos a menos, com redução de 3 mil internações
  7. 7. Malária Incidência de malária (casos/1.000hab); jan-jun 2007 sem transmissão 0 --| 5 5 --| 25 25 --| 464 Maior concentração na Amazônia ocidental Fonte: SVS/MS * Dados atualizado em 17.10.2007, sujeitos à alteração Incidência de Malária (casos/1.000 hab.), segundo municípios. Amazônia Legal, Jan a jun 2007
  8. 8. Malária - META 0 100.000 200.000 300.000 400.000 500.000 600.000 700.000 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 Nº. de casos 0 5 10 15 20 25 30 35 Casos/1.000 hab. Nº. de casos IPA Fonte: Sivep-malária/SVS/MS – atualizado em 26.10.2007. Dados sujeito a revisão
  9. 9. Incidência 40/100 mil hab. 81.286 casos Tuberculose 81 mil casos/ano – 4,5 mil mortes 9ª causa de internações por D.I 7ª em gastos com internação em D.I. 4ª causa de mortes por D.I. Maior causa de óbito relacionado a AIDS (1.153 mortes) 70% dos casos em 315 municípios Incidência TB por UF - Brasil, 2006
  10. 10. 0 20000 40000 60000 80000 100000 120000 Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-oeste NºCasos 0 5 10 15 20 25 30 35 40 45 Coef.Detecção Nº Casos Coef. Detecção Somatório de Casos Novos acumulado de Hanseníase e Coeficiente de Detecção Geral (104 hab), por Região, Brasil, 2001-2006 Hanseníase 3 mil pessoas/ano ainda são diagnosticadas com deformidade física Cobertura de 34% de UBS oferecendo diagnóstico e tratamento A média do percentual de cura no período de 90%
  11. 11. Distribuição de casos de Leishmaniose Visceral e Tegumentar. Brasil, 2006 Fonte: SVS/MS Visceral Tegumentar Prioridade para P&D Novas Drogas Leishmanioses
  12. 12. Certificação internacional da interrupção da transmissão vetorial da D. de Chagas por T.infestans no Brasil, 2006 Fonte: MS/SVS UF com transmissão no passado pelo T. infestans META: Controlar a transmissão de DCA e manter interrompida a transmissão da D. Chagas pelo T. infestans Doença de Chagas
  13. 13. Surtos de Doença de Chagas Aguda por local de ocorrência. Brasil, Janeiro a outubro - 2007 UF Município Casos Óbitos Letalidade (%) Transmissão Veículo AM Coari 25 0 0 Oral Açaí AP Macapá Novo Horizonte 5 0 0 Ignorada AP Macapá Curiaú 2 0 0 Ignorada PA Belém Pedreira 9 0 0 Oral Açaí PA Ananindeua PAAR 6 0 0 Oral Açaí PA Cametá 2 0 0 Oral Ignorado PA Capanema 2 0 0 Ignorada PA Santa Isabel do Pará 3 0 0 Oral Ignorado PA São João de Pirabas 4 3 75 Oral Açaí PA Belém Terra Firme 4 0 0 Oral Açaí PA Bagre 14 0 0 Oral Açaí PA Breves 12 0 0 Oral Açaí PA Abaetetuba Bosque 4 0 0 Ignorada PA Ananindeua 4 1 25 Oral Açaí PA Belém 2 0 0 Oral Açaí TOTAL 98 4 4,08 PNCDCh/SVS/MS - Dados atulizados em 22 de outubro de 2007 Doença de Chagas
  14. 14. Fonte: SVS/DVE/CGDT/COVEV Fonte: MS/SVS 0,0 0,5 1,0 1,5 2,0 2,5 3,0 TX MORT TX INTER TX MORT 0,7 0,7 0,7 0,7 0,6 0,6 0,6 0,5 0,5 0,5 0,5 0,5 0,4 0,4 0,4 0,4 0,4 0,4 0,4 0,3 0,3 0,3 0,3 0,3 0,3 0,3 0,3 0,3 0,3 TX INTER 1,2 1,0 1,2 2,0 2,5 2,2 2,1 2,2 2,2 2,2 1,9 1,4 1,1 1,0 0,8 0,8 0,8 0,7 0,6 0,6 0,5 0,5 0,4 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 00 01 02 03 04 05 06 Taxas de mortalidade e de internação por esquistossomose. Brasil, 1977 – 2006. /100.000 hab
  15. 15. Fonte MS/SVS Distribuição da esquistossomose - % de positividade em inquéritos coproscópicos. Brasil, 1998 - 2007 Evidências epidemiológicas Taxa Mortalidade redução 57% (80 – 2005) 514 óbitos (2005) Taxa internação redução 57% (98 – 2007) 722 internações (2007)
  16. 16. Dengue - alerta da OMS - Manila - Julho 2007 2,5 bilhões de pessoas em risco 80 a 100 milhões de casos por ano Estimativa de 400.000 casos de FHD 100 países endêmicos
  17. 17. 2005 200320022001 Nenhum DEN 1 DEN 1 e 2 DEN 1, e 3 DEN 1, 2 e 3 Dengue - Sorotipos circulantes - Brasil, 2001 - 2006 Múltiplas infecções
  18. 18. Dengue e FHD Áreas potenciais dengue em 2008 Baixa incidência 2007 Susceptíveis em grandes centros urbanos Baixo Risco Médio Risco Alto Risco Áreas potenciais FHD em 2008 População previamente exposta Circulação simultânea DENV1, DENV2 e DENV3 Predomínio de DENV2 em algumas UF
  19. 19. Descentralização Secretarias Estaduais de Saúde certificadas. 1999 a 2002. 0 5 10 15 20 25 30 N UF 0 0 0 2 10 16 17 22 26 27 DEZ JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET 1999 2000 Portaria MS1399
  20. 20. Secretarias Municipais de Saúde certificadas. 2000 a 2007 3001 4264 4798 5019 5145 5222 5300 5306 0 2000 4000 6000 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 N N = 5564 Descentralização
  21. 21. 1. Atenção Básica 2. Atenção de Média e Alta Complexidade 3. Vigilância em Saúde 4. Assistência Farmacêutica 5. Gestão do SUS Blocos de Financiamento
  22. 22. Valores do TFVS - 2000 a 2008 ORÇAMENTO 2008: R$ 3.2 bilhões 554,7 552,4 615,1 642,9 112,7 661,7 124,3 715,7 135,5 772,8 141,5 821,6 145,8 874,7 0,00 200,00 400,00 600,00 800,00 1.000,00 1.200,00 Milhões 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 Incentivo AIDS TFVS 774,4 839,9 908,3 963,1 1.020,5
  23. 23. 0,00 2,00 4,00 6,00 8,00 10,00 12,00 14,00 16,00 18,00 20,00 AC AM AP PA RO RR TO AL BA CE ES GO MA MG MS MT PB PE PI RJ RN SE PR SP DF RS SC BR R$ X 97-99 TFVS Comparação dos per capita da média dos gastos federais com ações de vigilância, prevenção e controle de doenças no período 1997-1999 com o do TFVS, por UF
  24. 24. Programa de P&D em Doenças Negligenciadas DECIT/SCTIE Produção científica brasileira nas 6 doenças cobertas pelo DECIT Exemplos de visualização de redes sociais de co-autorias científicas C. Morel, CDTS/Fiocruz, 03/2008
  25. 25. Publicações por autores brasileiros nas seis doenças negligenciadas do Programa de P&D do DECIT Ano Dengue MH Malaria TB Leishmanioses Chagas Totais 2001 10 24 36 23 75 93 261 2002 10 17 28 26 97 103 281 2003 16 22 30 36 89 135 328 2004 15 23 35 42 87 125 327 2005 20 23 42 52 120 144 401 2006 26 21 50 59 136 157 449 2007 43 45 64 67 171 165 555 Totais 140 175 285 305 775 922 2602 dengue MH malaria* vivax falciparum TB Leishmanioses Chagas Palavras-chave usadas para recuperação dos artigos (Busca Avançada, ISI Web of Science)
  26. 26. Publicações por autores brasileiros nas DNcobertas pelo DECIT: Evolução anual
  27. 27. Exemplo de rede de co-autoria científica: dengue, 2006-0730
  28. 28. Exemplo de rede de co-autoria científica: malária, 2006-07 Recuperação de artigos: Base de dados ISI, Portal CAPES Processamento: Softwares VantagePoint; UCINet; NetDraw Maiores informações: CDTS/Fiocruz
  29. 29. Exemplo de rede de co-autoria científica: TB, 2006-07
  30. 30. Breve análise das instituições ativas em DN 10 Instituições que mais publicaram 2006-07 (nº de publicações) Doença de Chagas Dengue Leishmanioses Hanseníase Malaria Tuberculose 1Fiocruz/IOC (38) Fiocruz/IOC (20) Fiocruz/IOC(29) Fiocruz/IOC (17) USP/São Paulo (41) UFRJ (13) 2USP/São Paulo (33) USP/São Paulo (7) USP/São Paulo (24) UFRJ (9) Fiocruz/IOC (12) UFRGS (10) 3UFRJ (27) Inst Evandro Chagas, Belem (6) UFMG (22) London Sch Hyg & Trop Med (6) Fiocruz/CPqRR (10) PUC/RS (9) 4UFMG (24) USP/Rib Preto (6) UFRJ (21) UFPR (6) UFMG (10) USP/São Paulo (8) 5UNIFESP (20) UFRJ (5) Fiocruz/CPqRR (16) Univ Tubingen (5) FMTAM (10) USP/Rib Preto (7) 6Fiocruz/CPqRR (13) UFPE (5) UFBA (15) USP/São Paulo (5) UFRJ (9) UNESP/SJ Rio Preto (5) 7Fiocruz/IBMP (10) Fiocruz/Bio-Manguinhos (5) UFOP (10) Inst Lauro Souza Lima, Bauru (4) UEA (7) Fiocruz/IOC (5) 8USP/Rib Preto (9) Fiocruz/CPqAM (5) USP/Rib Preto (9) UERJ (4) UNIFESP (6) UFES (4) 9UFF (7) UFBA (4) UNIFESP (9) UFBA (4) UFPA (6) UNESP/Rio Claro (4) 10Fiocruz/RJ (5) UFF (4) Fiocruz/CPqGM (9) UFES (4) Ctr Univ Nilton Lins, Manaus (5) Fiocruz/Far-Manguinhos (4) Código de cores: Instituições do Norte, Nordeste, Centro-Oeste Instituições estrangeiras Instituições brasileiras que aparecem no nível mais alto de 'k-core' (2006-07; ordem alfabética) Doença de Chagas Dengue (max=8) Leishmanioses (max=6) Hanseníase Malaria Tuberculose 1Fiocruz/IOC Fiocruz/IOC UFMG Fiocruz/IOC Fiocruz/CPqAM Fiocruz/IOC 2Fiocruz/IPEC Secr. Saúde Ceará URFN UERJ Fiocruz/IOC UFRGS 3 Secr. Saúde DF UFRJ Secr. Est. Saude RO 4 URFF UFPE 5 UFRR
  31. 31. Breve análise das instituições ativas em DN Instituições que estão nos "cutpoints" das respectivas Redes de Co-autoria (2006-07; ordem alfabética) Doença de Chagas Dengue Leishmanioses Hanseníase Malaria Tuberculose 1Fiocruz/IBMP Ctr Pesq Med Trop, P Velho Fiocruz/ENSP Fiocruz/IOC Ctr Pesq Med Trop, P Velho Fiocruz/IOC 2Fiocruz/IOC Fiocruz/CPqAM Fiocruz/IOC Fiocruz/RJ Fiocruz/CPqRR Inst Trop Med Prince Leopold 3Hosp Anis Rassi Fiocruz/IBMP Fiocruz/IPEC London School Hyg & Trop Med FMTAM UFES 4UERJ Fiocruz/IOC Inst. Adolfo Lutz Royal Trop Inst UFBA UFMG 5UFMG Inst Evandro Chagas UEM Secr Est Saude SP UFJF UFRJ 6UFPE UFMG UERJ UFBA UFMG UNICAMP 7UFRJ UFPE UFGO UFCE UFPA USP/Rib Preto 8UFSC UFPR UFMG UFPR UFRJ USP/São Paulo 9UFTM UFRJ UFPR UNESP/Botucatu UnB 10UnB UNIFESP UFRJ USP/São Paulo UNIFESP 11UNICAMP Univ Texas UFRN USP/São Paulo 12UNIFESP USP/São Paulo UNESP/Araçatuba 13USP/Rib Preto UNESP/Jaboticabal 14USP/São Paulo UNICAMP 15 USP/Rib. Preto 16 USP/São Paulo Código de cores: Instituições do Norte, Nordeste, Centro-Oeste Instituições estrangeiras
  32. 32. Fonte: Brasil, Ministerio da Saúde, Departamento de Ciencia e Tecnologia - Decit. Base de Datos Gerencial. Capturado em 03/06/2008. ** Valor Total de Recursos investidos pelo Decit e parceiros. Critérios de busca: chagas and malária and dengue and aegypti and esquistossomose and tuberculose and tb and hanseníase and leishmaniose Nº de projetos e recursos investidos por ano em Doenças Negligenciadas pela SCTIE/MS - 2003 a 2007
  33. 33. Fonte: Brasil, Ministerio da Saúde, Departamento de Ciencia e Tecnologia - Decit. Base de Datos Gerencial. Capturado em 03/06/2008. ** Valor Total de Recursos investidos pelo Decit e parceiros. Critérios de busca: chagas and malária and dengue and aegypti and esquistossomose and tuberculose and tb and hanseníase and leishmaniose Nº de projetos e recursos por região investidos em Doenças Negligenciadas pela SCTIE/MS - 2003 a 2007
  34. 34. Fonte: Brasil, Ministerio da Saúde, Departamento de Ciencia e Tecnologia - Decit. Base de Datos Gerencial. Capturado em 03/06/2008. ** Valor Total de Recursos investidos pelo Decit e parceiros. Critérios de busca: chagas and malária and dengue and aegypti and esquistossomose and tuberculose and tb and hanseníase and leishmaniose Nº de projetos e recursos por Doenças Negligenciadas apoiados pela SCTIE/MS - 2003 a 2007
  35. 35. Fonte: Brasil, Ministerio da Saúde, Departamento de Ciencia e Tecnologia - Decit. Base de Datos Gerencial. Capturado em 03/06/2008. ** Valor Total de Recursos investidos pelo Decit e parceiros. Critérios de busca: chagas and malária and dengue and aegypti and esquistossomose and tuberculose and tb and hanseníase and leishmaniose Nº de projetos por região apoiados em Doenças Negligenciadas pela SCTIE/MS - 2003 a 2007
  36. 36. Ações em DN - SCTIE/MS - 2008 2º semestre de 2008: R$ 17 milhões em novo edital de DN TDR: - 16 a 19 de junho, RJ: 31ª Reunião da Comissão de Coordenação Conjunta do Programa Especial para Pesquisa e Capacitação em Doenças Tropicais – TDR. - O TDR é patrocinado pela OMS, Unicef, PNUD e B. Mundial - Missão coordenar, incentivar e financiar o combate às DN, que afetam unicamente as populações dos países mais pobres. - Avaliará a implementação da New TDR Ten Year, o fortalecimento e a expansão do foco no controle e na prevenção de doenças infecciosas que atingem as populações mais pobres. - Nos próximos 10 anos, o Programa atuará em ações que promovam o desenvolvimento de medicamentos e o fortalecimento da capacidade de pesquisa em países onde as doenças parasitárias são endêmicas. A nova estratégia também apresenta como desafio o controle e a prevenção de algumas doenças emergentes em países em desenvolvimento, tais como a co-infecção HIV/tuberculose, as doenças sexualmente transmissíveis e a dengue.

×