SEXUALIDADE E
PREVENÇÃO DAS DST/AIDS
NA TERCEIRA IDADE
SEXUALIDADE E PREVENÇÃO DAS
DST/AIDS NA TERCEIRA IDADE
MarMaríília Vianalia Viana BerzinsBerzins
Secretaria Municipal da SaSecretaria Municipal da Saúúde /Cidade de São Paulode ...
O envelhecimento humano foi a maior
conquista e triunfo da humanidade no
último século.
Nações Unidas - 2004
“O Envelhecimento é em primeiro
lugar um destino social e depois
uma transformação funcional ou
biológica.”
Thomae, Hans
ENVELHECEMOSENVELHECEMOS
CONFORMECONFORME
VIVEMOS.VIVEMOS.
MessyMessy, J, J
“Cada existência
humana é única, cada
homem envelhece de
uma maneira
particular. Uns
saudáveis, outros
não. Não há velhice...
O BRASIL
DE
CABELOS
BRANCOS!
POLPOLÍÍTICAS:TICAS:
PAPAÍÍSS
JOVEM!!JOVEM!!
POPULAÇÃO
BRASILEIRA
PNAD 2004
IDOSOS
17.662.715
ESPERANÇA DE VIDA
AO NASCER - 2004
ESPERANÇA DE VIDA
AO NASCER - 2004
FEMINIZAÇÃO DO
ENVELHECIMENTO
Há
preconceitos
e concepções
negativas da
velhice.
Valores culturais de
nossa sociedade
Mulher = esposa, mãe, dona de casa eMulher = esposa, mãe, dona de casa e cuidadoracui...
NAMORARNAMORAR
Melhora ou piora a QV?Melhora ou piora a QV?
MelhoraMelhora 68,9%68,9%
PioraPiora 8,8%8,8%
Tanto fazTanto f...
TER RELATER RELAÇÇÃO SEXUALÃO SEXUAL
Melhora ou piora a QV?Melhora ou piora a QV?
Melhora 65,3%
Piora 6,7%
Tanto faz 28,0%...
TER CÔNJUGE, COMPANHEIROTER CÔNJUGE, COMPANHEIRO
Melhora ou piora a QV?Melhora ou piora a QV?
MelhoraMelhora 81,9%81,9%
Pi...
OS VELHOS SÃO
ASSEXUADOS
““DENTADURA DO VOVÔDENTADURA DO VOVÔ””
www.orapois.com
““QUERO VER SUAS TETASQUERO VER SUAS TETAS””
www.orapois.com
““TATUAGEMTATUAGEM””
www.orapois.com
““PROTEPROTEÇÇÃO NA CAMAÃO NA CAMA””
www.orapois.com
Como usarComo usar umauma camisinhacamisinha depoisdepois dos 50dos 50
Primeiro, preparar-se
para a ação
Depois, seleciona...
Grita mais forte que não
te escuto!!!
Francisco, faz anos
que já não estão a
esta altura
Querido, por favor, deixe
disso. Eu sei muito bem
que é sua bengala!!!
Meu velho, façamos um
trato: eu deixo de usar
vestidos curtos e você
deixa de usar bermudas.
OK?
Não se ofenda, Alzira, mas
nós éramos amigos,
parentes ou esposos?
O corpo do velho, principalmente da
mulher velha,
se tornou vergonha, indigno, por
representar a feiúra do morte.
A mulher velha é pavorosa, enrugada, ignóbil,
com sua boca desguarnecida, buracos à guisa de
molares, nariz beijando o que...
HHáá uma carência de estudosuma carência de estudos
voltadas para pessoas idosasvoltadas para pessoas idosas
vivendo com a...
MITOMITO
• O idoso se vê
como uma
pessoa afastada
da exposição ao
vírus e sente-se
pertencente a um
grupo inatingível
pela...
ENTRE AS TENDÊNCIAS QUEENTRE AS TENDÊNCIAS QUE
CARACTERIZAM A EPIDEMIA DE AIDSCARACTERIZAM A EPIDEMIA DE AIDS
NO BRASIL, E...
Crescimento da população brasileira com
HIV/AIDS com 60 anos e mais, segundo o sexo e
anos de diagnóstico
1980-1991
(11ano...
Estudos apontam dois grupos nas
pessoas idosas:
a) Os que estão envelhecendo com o
HIV, devido a melhoria das
terapêuticas...
A porcentagem de pessoasA porcentagem de pessoas
no momento do diagnno momento do diagnóóstico destico de
aids, na faixa e...
Cruz realizou pesquisa em Santos para estudar oCruz realizou pesquisa em Santos para estudar o
perfil epidemiolperfil epid...
Pesquisas atribuíram o aumento da
incidência de HIV/aids entre as pessoas
idosas aos tratamentos hormonais, às
próteses e ...
IDOSOS: AIDS NO BRASIL
(1992-2003)
• Prevenção a AIDS com o enfoque para adolescentes e
jovens
• Campanhas não acompanham ...
• Crescimento importante em ambos os sexos
• Um homem para cada mulher
• Crescimento de 600% para o sexo masculino e
800% ...
IDOSOS: AIDS NO BRASIL
(1992-2003)
A reação das famílias quando
descobrem que o parente idoso está
com AIDS chega a extrem...
Preservativos paras as idosas:
Elas não estão no período pós-
menopausa e sem risco de engravidarem,
acreditam que não pre...
Pesquisa no Instituto Emílio Ribas de
SP observou ainda mais um
complicador:
A demora no diagnóstico. Na maioria
dos casos...
A infecção pelo HIV é
freqüentemente diagnosticada
apenas depois de uma
investigação extensa e por
exclusão de outras doen...
“O médico me perguntou se foi transfusão de
sangue. Não acha que velho pega a doença. Minha
filha, então, ficou muito revo...
“Meu filho falou:mãe, eu
nasci na época da aids e me
choca mais a senhora ser
sexuada do que estar com a
doença.”
Estado d...
“Nós somos da geração das mulheres
que se casaram virgens, nos casamos
com um príncipe encantado. Agora,
descobrimos que e...
“A gente tem de falar e falar e falar que a
doença existe e qualquer um pode pegar.
Não pode a esta altura da vida, com tu...
Medidas efetivas e imediatas
precisam ser implantadas para
controlar, promover e prevenir .
Uma sociedade boa para todas as
idades é aquela que não permite
que a diferença se transforme em
desigualdade.
Obrigada
pela
atenção!
Marília Berzins
mariliaa@prefeitura.sp.gov.br
Desafios da prevençao e da assistencia no sus
Desafios da prevençao e da assistencia no sus
Desafios da prevençao e da assistencia no sus
Desafios da prevençao e da assistencia no sus
Desafios da prevençao e da assistencia no sus
Desafios da prevençao e da assistencia no sus
Desafios da prevençao e da assistencia no sus
Desafios da prevençao e da assistencia no sus
Desafios da prevençao e da assistencia no sus
Desafios da prevençao e da assistencia no sus
Desafios da prevençao e da assistencia no sus
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Desafios da prevençao e da assistencia no sus

510 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
510
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Desafios da prevençao e da assistencia no sus

  1. 1. SEXUALIDADE E PREVENÇÃO DAS DST/AIDS NA TERCEIRA IDADE SEXUALIDADE E PREVENÇÃO DAS DST/AIDS NA TERCEIRA IDADE
  2. 2. MarMaríília Vianalia Viana BerzinsBerzins Secretaria Municipal da SaSecretaria Municipal da Saúúde /Cidade de São Paulode /Cidade de São Paulo mariliaa@prefeitura.sp.gov.brmariliaa@prefeitura.sp.gov.br
  3. 3. O envelhecimento humano foi a maior conquista e triunfo da humanidade no último século. Nações Unidas - 2004
  4. 4. “O Envelhecimento é em primeiro lugar um destino social e depois uma transformação funcional ou biológica.” Thomae, Hans
  5. 5. ENVELHECEMOSENVELHECEMOS CONFORMECONFORME VIVEMOS.VIVEMOS. MessyMessy, J, J
  6. 6. “Cada existência humana é única, cada homem envelhece de uma maneira particular. Uns saudáveis, outros não. Não há velhice e sim velhices. O envelhecimento deve ser considerado um processo tipicamente individual, existencial e subjetivo, cujas conseqüências ocorrem de forma diversa em cada sujeito..” Braga, Pérola – 2005.
  7. 7. O BRASIL DE CABELOS BRANCOS! POLPOLÍÍTICAS:TICAS: PAPAÍÍSS JOVEM!!JOVEM!!
  8. 8. POPULAÇÃO BRASILEIRA PNAD 2004 IDOSOS 17.662.715
  9. 9. ESPERANÇA DE VIDA AO NASCER - 2004
  10. 10. ESPERANÇA DE VIDA AO NASCER - 2004
  11. 11. FEMINIZAÇÃO DO ENVELHECIMENTO
  12. 12. Há preconceitos e concepções negativas da velhice.
  13. 13. Valores culturais de nossa sociedade Mulher = esposa, mãe, dona de casa eMulher = esposa, mãe, dona de casa e cuidadoracuidadora VinculaVinculaçção da sexualidadeão da sexualidade àà reprodureproduççãoão NegaNegaçção do prazer (ão do prazer (àà mulher)mulher) ClimatClimatéério =rio = éépoca em que os sonhos acabampoca em que os sonhos acabam Menopausa:Menopausa: . impossibilidade de ter filhos. impossibilidade de ter filhos . diminui. diminuiçção da libidoão da libido . medo de desequil. medo de desequilííbrio emocionalbrio emocional . sinaliza. sinalizaçção do envelhecimento (estou velha)ão do envelhecimento (estou velha) Homem viHomem viúúvovo recasarrecasar Mulher viMulher viúúvava conformarconformar--sese
  14. 14. NAMORARNAMORAR Melhora ou piora a QV?Melhora ou piora a QV? MelhoraMelhora 68,9%68,9% PioraPiora 8,8%8,8% Tanto fazTanto faz 22,3%22,3% Determinante positivo:Determinante positivo: . uma das atividades prazerosas da vida. uma das atividades prazerosas da vida . fala maliciosa. fala maliciosa Determinante negativo:Determinante negativo: . namorar. namorar éé coisa de jovemcoisa de jovem . meu tempo passou; agora. meu tempo passou; agora éé semsem--vergonhicevergonhice . coisa pecaminosa. coisa pecaminosa . não quero arranjar marido (vi. não quero arranjar marido (viúúvas)vas) . recusa a pensar no assunto. recusa a pensar no assunto 193 entrevistas193 entrevistas 122 mulheres122 mulheres 71 homens71 homens (Paschoal, 2004)
  15. 15. TER RELATER RELAÇÇÃO SEXUALÃO SEXUAL Melhora ou piora a QV?Melhora ou piora a QV? Melhora 65,3% Piora 6,7% Tanto faz 28,0% Determinante negativo: . experiência negativa; sujeição ao marido (mulheres)(mulheres) . nunca ter experimento prazer . não ter = libertação Tanto faz: . sublimação da incapacidade (disfunção erétil) . contentar-se com outros jogos afetivos e amorosos (estar junto, abraçar, tocar, acariciar, beijar,...) 193 entrevistas 122 mulheres 71 homens (Paschoal, 2004)
  16. 16. TER CÔNJUGE, COMPANHEIROTER CÔNJUGE, COMPANHEIRO Melhora ou piora a QV?Melhora ou piora a QV? MelhoraMelhora 81,9%81,9% PioraPiora 4,1%4,1% Tanto fazTanto faz 14,0%14,0% Determinante positivo:Determinante positivo: . ter com quem contar. ter com quem contar . poder dividir as responsabilidades da vida. poder dividir as responsabilidades da vida . afetividade, companheirismo. afetividade, companheirismo . possibilidade de vida sexual mais cont. possibilidade de vida sexual mais contíínua e duradouranua e duradoura (homens)(homens) Determinante negativo (mulheres):Determinante negativo (mulheres): . domina. dominaçção do maridoão do marido . ren. renúúncia aos projetos pessoaisncia aos projetos pessoais . infidelidade masculina. infidelidade masculina 193 entrevistas193 entrevistas 122 mulheres122 mulheres 71 homens71 homens (Paschoal, 2004)
  17. 17. OS VELHOS SÃO ASSEXUADOS
  18. 18. ““DENTADURA DO VOVÔDENTADURA DO VOVÔ”” www.orapois.com
  19. 19. ““QUERO VER SUAS TETASQUERO VER SUAS TETAS”” www.orapois.com
  20. 20. ““TATUAGEMTATUAGEM”” www.orapois.com
  21. 21. ““PROTEPROTEÇÇÃO NA CAMAÃO NA CAMA”” www.orapois.com
  22. 22. Como usarComo usar umauma camisinhacamisinha depoisdepois dos 50dos 50 Primeiro, preparar-se para a ação Depois, selecionar a camisinha E, finalmente,dar- lhe uso adequado
  23. 23. Grita mais forte que não te escuto!!!
  24. 24. Francisco, faz anos que já não estão a esta altura
  25. 25. Querido, por favor, deixe disso. Eu sei muito bem que é sua bengala!!!
  26. 26. Meu velho, façamos um trato: eu deixo de usar vestidos curtos e você deixa de usar bermudas. OK?
  27. 27. Não se ofenda, Alzira, mas nós éramos amigos, parentes ou esposos?
  28. 28. O corpo do velho, principalmente da mulher velha, se tornou vergonha, indigno, por representar a feiúra do morte.
  29. 29. A mulher velha é pavorosa, enrugada, ignóbil, com sua boca desguarnecida, buracos à guisa de molares, nariz beijando o queixo; seu hálito é fétido, é um saco de ossos, é a morte em pessoa. Francisco de Quevedo Villegas. Romancista do Século XVII. In A Velhice. Simone de Beauvoir, 1990:208
  30. 30. HHáá uma carência de estudosuma carência de estudos voltadas para pessoas idosasvoltadas para pessoas idosas vivendo com aids.vivendo com aids. Barbosa, A . S (2006)Barbosa, A . S (2006)
  31. 31. MITOMITO • O idoso se vê como uma pessoa afastada da exposição ao vírus e sente-se pertencente a um grupo inatingível pela infecção do HIV.
  32. 32. ENTRE AS TENDÊNCIAS QUEENTRE AS TENDÊNCIAS QUE CARACTERIZAM A EPIDEMIA DE AIDSCARACTERIZAM A EPIDEMIA DE AIDS NO BRASIL, ESPECIALMENTE NOSNO BRASIL, ESPECIALMENTE NOS ÚÚLTIMOS ANOS, DESTACALTIMOS ANOS, DESTACA--SE OSE O AUMENTO NA PROPORAUMENTO NA PROPORÇÇÃO DE IDOSOSÃO DE IDOSOS E DE MULHERES ENTRE OS CASOSE DE MULHERES ENTRE OS CASOS NOTIFICADOS.NOTIFICADOS.
  33. 33. Crescimento da população brasileira com HIV/AIDS com 60 anos e mais, segundo o sexo e anos de diagnóstico 1980-1991 (11anos) 1992-2003 (11 anos) TOTAL (22 anos) Crescimento Masculino 550 3523 4073 640,54% Feminino 415 3440 3855 828,90% 965 6963 7928 Fonte: Boletim Epidemiológico 2003
  34. 34. Estudos apontam dois grupos nas pessoas idosas: a) Os que estão envelhecendo com o HIV, devido a melhoria das terapêuticas anti-HIV; b) Aquele formado por pessoas que contraíram o vírus com mais de 60 anos
  35. 35. A porcentagem de pessoasA porcentagem de pessoas no momento do diagnno momento do diagnóóstico destico de aids, na faixa etaids, na faixa etáária de 50 anosria de 50 anos e mais foi de 7% em 1996.e mais foi de 7% em 1996. No ano de 2004,chegou aNo ano de 2004,chegou a 13%.13%. Barbosa, A . S (2006)Barbosa, A . S (2006)
  36. 36. Cruz realizou pesquisa em Santos para estudar oCruz realizou pesquisa em Santos para estudar o perfil epidemiolperfil epidemiolóógico da Pessoa Idos com HIV/AIDS.gico da Pessoa Idos com HIV/AIDS. 55,7% do sexo masculino55,7% do sexo masculino 62,1% acreditam que foram contaminados em62,1% acreditam que foram contaminados em relarelaççõesões heterosesexuaisheterosesexuais com mcom múúltiplos parceiros eltiplos parceiros e parceiras contaminados.parceiras contaminados. Incidência de casos ocorreu em ambos os sexosIncidência de casos ocorreu em ambos os sexos entre os grupos etentre os grupos etáários de 60 a 69 anos e 70 a 79rios de 60 a 69 anos e 70 a 79 anos.anos. Sexo e estado civil, o grupo feminino representouSexo e estado civil, o grupo feminino representou 46,5% de vi46,5% de viúúvas contra 48,2% de homens solteiros.vas contra 48,2% de homens solteiros. Barbosa, A . S (2006)Barbosa, A . S (2006)
  37. 37. Pesquisas atribuíram o aumento da incidência de HIV/aids entre as pessoas idosas aos tratamentos hormonais, às próteses e aos medicamentos que estão ampliando a vida sexual da população idosa. Aliado a isso, existe uma grande falta de informação sobre a doença, preconceitos contra o uso de preservativos e ausência de ações preventivas para as pessoas idosas.
  38. 38. IDOSOS: AIDS NO BRASIL (1992-2003) • Prevenção a AIDS com o enfoque para adolescentes e jovens • Campanhas não acompanham a mudança do perfil dos riscos de grupo da doença • É comum as pessoas idosas não usarem preservativos • Pesquisa apontou que 87% das pessoas idosas sabiam os métodos de prevenção. • (Blumenau/SC)
  39. 39. • Crescimento importante em ambos os sexos • Um homem para cada mulher • Crescimento de 600% para o sexo masculino e 800% para as mulheres em 20 anos de história • Feminização da aids entre as pessoas idosas • Sudeste é a região com maior número de casos • Fonte: Cruz, GECP – Portal do Envelhecimento
  40. 40. IDOSOS: AIDS NO BRASIL (1992-2003) A reação das famílias quando descobrem que o parente idoso está com AIDS chega a extremos: espanto e preconceito porque imaginam que idosos não mantém vida sexual ativa. Figueiredo, J.
  41. 41. Preservativos paras as idosas: Elas não estão no período pós- menopausa e sem risco de engravidarem, acreditam que não precisam de proteção. Os homens mais velhos são preconceituosos ao uso do preservativo.
  42. 42. Pesquisa no Instituto Emílio Ribas de SP observou ainda mais um complicador: A demora no diagnóstico. Na maioria dos casos, a doença foi confundida com outras, devido aos preconceitos dos médicos que não solicitaram testes para sorolologia de HIV.
  43. 43. A infecção pelo HIV é freqüentemente diagnosticada apenas depois de uma investigação extensa e por exclusão de outras doenças, o que atrasa o diagnóstico e tratamento. IMPORTANTE:
  44. 44. “O médico me perguntou se foi transfusão de sangue. Não acha que velho pega a doença. Minha filha, então, ficou muito revoltada comigo. Eu namorei e achava que não precisa me cuidar porque estava velha. Mas não vou me entregar para essa doença... Tem um senhor de 93 anos que ficou sozinho. Tem uma senhora que foi espancada pelos filhos.” O Estado de SP.01 de Maio de 2005
  45. 45. “Meu filho falou:mãe, eu nasci na época da aids e me choca mais a senhora ser sexuada do que estar com a doença.” Estado de SP.01 de Maio de 2005.
  46. 46. “Nós somos da geração das mulheres que se casaram virgens, nos casamos com um príncipe encantado. Agora, descobrimos que ele transmitiu a doença para nós. E de repente nos vemos com HIV.É absolutamente cruel. Temos que redescobrir o prazer e aprender a usar camisinha. Mas é uma mudança social. Eu e meu marido vamos à farmácia comprar preservativo e os vendedores riem da gente, fazem brincadeiras ofensivas, uma coisa totalmente desnecessária.” O Estado de SP.01 de Maio de 2005.
  47. 47. “A gente tem de falar e falar e falar que a doença existe e qualquer um pode pegar. Não pode a esta altura da vida, com tudo isso que a gente passa, ainda ficar com vergonha e desistir. Tem de ajudar para que não aconteça com outros.” Corina Silva Santos
  48. 48. Medidas efetivas e imediatas precisam ser implantadas para controlar, promover e prevenir .
  49. 49. Uma sociedade boa para todas as idades é aquela que não permite que a diferença se transforme em desigualdade.
  50. 50. Obrigada pela atenção! Marília Berzins mariliaa@prefeitura.sp.gov.br

×