1
1
Tuberculose
A Tuberculose continua a ser um grave
problema de saúde pública.
Mantém altas taxas de incidência em
Portu...
2
7
Tuberculose
• Izoniazida (H)
• Rifampicina (R)
• Pirazinamida (Z)
• Etambutol (E)
• Estreptomicina (S)
• 5mg/Kg ( 300m...
3
13
Aspectos Radiográficos da
Tuberculose
• Lesões em diferentes fases de evolução
• Predomínio apical
• Dessiminação con...
4
19
Passos no diagnóstico em Grupos de Risco
Negativo para VIH:
Sintomas sim Rx sugestivo e sim tratar como doença
bacilo...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A tuberculose continua a ser um grave problema de saude publica

759 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

A tuberculose continua a ser um grave problema de saude publica

  1. 1. 1 1 Tuberculose A Tuberculose continua a ser um grave problema de saúde pública. Mantém altas taxas de incidência em Portugal, especialmente nas Sub Regiões de Saúde de Lisboa, Porto, Setúbal e Faro, onde a incidência é superior à Nacional. 2 Tuberculose • A tuberculose (TB) é uma doença transmissível por via aérea que resulta do contacto com doentes com Tuberculose Pulmonar (TP) e que eliminam bacilos para a atmosfera – doente bacilífero. • Estima-se que cada um destes doentes infectem 10 a 12 pessoas em cada ano. • Destes - tuberculose infecção – cerca de 10% desenvolverão doença tuberculosa em qualquer altura das suas vidas. • Portugal é dos países da União Europeia com maior taxa de casos notificados. 3 Tuberculose • Em 1999 foram notificados 4552 casos novos de TB, o que corresponde a uma incidência de 46 casos/100.000 habitantes 4 Tuberculose • O principal obstáculo à descida da incidência no nosso país, resulta do facto de cerca de 25% dos casos de TB nunca serem detectados e consequentemente não serem tratados, mantendo-se como fontes de infecção. • Rastreio de massa (rastreio activo indiscriminado) • Rastreio passivo pessoas que se apresentem nos serviços de saúde com tosse arrastada • Rastreio activo nos conviventes de doentes infecciosos, reclusos à entrada do sistema prisional, trabalhadores da saúde e outros grupos de risco (sem abrigo, infectados por VIH e toxicodependentes) 5 Tuberculose • A TB é uma doença infecto contagiosa transmitida por exposição repetida a um meio ambiente contaminado com Mycobacterium Tuberculosis • A maioria da população infectada pelo Mycobacterium Tuberculosis tem uma TB latente (tuberculose infecção) sem nunca desenvolverem uma Tuberculose Doença. 6 Tuberculose • Devido ás características do Mycobacterium Tuberculosis o tratamento deverá ser sempre de pelo menos 6 meses e com uma associação de 4 medicamentos nos primeiros 2 meses (H+R+Z+E) e de 2 nos restantes 4 meses (I+R).
  2. 2. 2 7 Tuberculose • Izoniazida (H) • Rifampicina (R) • Pirazinamida (Z) • Etambutol (E) • Estreptomicina (S) • 5mg/Kg ( 300mg) • 10 mg/Kg (600mg) • 30 mg/Kg (2000mg) • 20 mg/Kg • 15 mg/Kg 8 Tuberculose • O aumento de resistência que se tem verificado nos últimos anos a alguns dos medicamentos utilizados nos esquemas convencionais resulta da má adesão ao tratamento prescrito. • É preocupante quando esta resistência se manifesta a mais do que um antibacilar e se o for em relação à Izoniazida e Rifampicina classifica-se de estirpe multiresistente 9 Diagnóstico da Tuberculose Infecção • Devem ser rastreados todos os trabalhadores dos serviços de saúde e os outros grupos de risco • O teste de Mantoux – Prova de tuberculina a 2 U pode identificar a população infectada 6 a 8 semanas após a exposição ao bacilo • Os seropositivos para VIH podem não reagir ao teste de Mantoux (anergia). Assim devem ser submetidos a pelo menos mais 2 testes cutâneos com outros 2 antigénios. 10 Diagnóstico da Tuberculose Activa-Doença • Tosse há mais de 2 semanas • Quebra do estado geral • Febre inexplicada • Seropositivo VIH exposto a um caso de TB • Sempre que há depressão do sistema imunológico a TB infecção é mais fácil de reactivar 11 Diagnóstico daTuberculose Activa-Doença • Exame bacteriológico de expectoração, com pesquisa do BK em exame directo e cultural, em 3 amostras • Radiografia do tórax • Pedir sempre antibiograma para as culturas positivas 12 SINTOMAS DE TUBERCULOSE EM ACTIVIDADE • GERAIS • Astenia • Mal estar • Perda de peso • PULMONARES • Tosse • Expectoração • Toracalgia • Expectoração hemoptóica
  3. 3. 3 13 Aspectos Radiográficos da Tuberculose • Lesões em diferentes fases de evolução • Predomínio apical • Dessiminação contra lateral 14 Tuberculose Pulmonar cavitada 15 Tuberculose Pulmonar 16 Tuberculose Pulmonar cavitada 17 TAC de Tuberculose Pulmonar cavitada 18 Tuberculose Pulmonar Miliar com derrame pleural Tuberculose Pulmonar Miliar
  4. 4. 4 19 Passos no diagnóstico em Grupos de Risco Negativo para VIH: Sintomas sim Rx sugestivo e sim tratar como doença baciloscopias + Mantoux >15 mm não não Revalidar após nova exposição Tratar como TB infecção 20 Passos no diagnóstico em Grupos de Risco Positivo para VIH: Sintomas sim não Rx sugestivo e Tratar como Mantoux > 5mm sim baciloscopias + doença não não Não sim Multiteste + Tratar Tratar como não TB infecção 21 Como tratar um caso de Tuberculose • Infecção • S a H/R/Z c/ cultura – aos 2 meses • Forma cavitada • S/ antibiograma ou cavitada s/ TOD • Pleural • Ganglionar / Meníngea / Renal / Osteoarticular • Intestinal / Peritonial • Pericardica • 2HRZ • 2HRZE 4HR • 2HRZES 1HRE 6HR • 2HRES 1HREZ 5HRE • 2HRZE 4HR cinesiter. • 2HRZE 7HR corticost. • 2HRZE 7HR • 2HRZE 7HR corticost. 22 Tuberculose Pulmonar cavitada 23 Toracoplastia

×