Contexto Histórico/Social politico da época 
 Movimento essencialmente poético do fim do século XIX, o simbolismo 
repres...
Origens do Simbolismo 
 Ao longo da década de 1890, desenvolveu-se na França um 
movimento estético a princípio apelidado...
Simbolismo em Portugal (1890/1915) 
 Com a publicação de Oaristos, de Eugenio de Castro, em 
1890, inicia-se oficialmente...
Os Principais Autores/Obras do simbolismo em Portugal 
Eugênio de Castro (1869/1944); 
Obras 
OaristoS (1890), Horas (1891...
Antônio Nobre (1867/1900) Obras 
Só (1892) Despedidas (1902) 
Em 1892, Nobre, advogado formado em Paris, publica sua obra ...
Camilo Pessanha (1871/1926) Obra 
Clepsidra (1920) 
Pessanha, estudioso da civilização chinesa, morreu em Macau. 
É consid...
Simbolismo no Brasil 
 Iniciado oficialmente em 1893, com a publicação de Missal 
(prosa poética) e Broquéis, de Cruz e S...
Os Principais Autores/Obras do simbolismo Brasileiro 
José da Cruz e Souza 1861-1898; obras 
Nasceu em Santa Catarina, no ...
Vejamos esse Poema de Cruz e Souza 
“Cristais” 
Mas claro e fino do que as finas pratas 
O som da tua voz deliciava... 
Na...
Alphonsus de Guimaraens (1870-1921); 
Formou-se em Direito, tendo sido promotor e juiz. A noiva morreu 
quando ambos tinha...
Alunas: 
• Adriane Ferreira 
• Adriene Ferreira 
• Jeniffer Marques 
• Rayanne 
• Milena Rodrigues 
C.E DUQUE COSTA 
Profª...
Simbolismo 140117175431-phpapp02
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Simbolismo 140117175431-phpapp02

271 visualizações

Publicada em

gg

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
271
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Simbolismo 140117175431-phpapp02

  1. 1. Contexto Histórico/Social politico da época  Movimento essencialmente poético do fim do século XIX, o simbolismo representa uma ruptura artística radical com a mentalidade Cultural do Realismo-Naturalismo, buscando fundamentalmente retomar o primado das Dimensões não-racionais da existência.  Para tanto, o simbolismo redescobre e redimensiona a subjetividade, o sentimento, a imaginação, a espiritualidade; busca desvendar o subcon-sciente e o inconsciente nas relações misteriosas e transcendentes do sujeito humano consigo próprio e com o mundo..
  2. 2. Origens do Simbolismo  Ao longo da década de 1890, desenvolveu-se na França um movimento estético a princípio apelidado de "decadentismo" e depois "Simbolismo". Por muitos aspectos ligado ao Romantismo e tendo berço comum ao Parnasianismo ("Parnasse Contemporain", 1866), o Simbolismo gerou-se quando escritores passaram a considerar que o Positivismo de Augusto Comte e o demasiado uso da ciência e do ateísmo (procedimentos do Realismo) não conseguiam expressar completamente o que acontecia com o homem e a Natureza.
  3. 3. Simbolismo em Portugal (1890/1915)  Com a publicação de Oaristos, de Eugenio de Castro, em 1890, inicia-se oficialmente o Simbolismo português, durando até 1915, época do surgimento da geração Orpheu, que desencadeia a revolução modernista no país, em muitos aspectos baseada nas conquistas da nova estética.  Os poetas simbolistas portugueses vivenciam um momento múltiplo e vário, de intensa agitação social, política, cultural e artística. Com o episódio do Ultimatum inglês, aceleram-se as manifestações nacionalistas e republicanas, que culminarão com a proclamação da República, em 1910.
  4. 4. Os Principais Autores/Obras do simbolismo em Portugal Eugênio de Castro (1869/1944); Obras OaristoS (1890), Horas (1891), Silva e Interlúdio (1894). OaristoS (1890) Motivado pela influência recebida em sua estrada na França, Castro, formado em Letras na Universidade de Coimbra, inaugura o Simbolismo português com Oaristo. Características A produção literária de Eugênio de Castro apresenta versos livres, vocabulário erudito, pessimismo e ambiguidade nos temas trabalhados(blasfêmias-liturgia; ocultismo-catolicismo).
  5. 5. Antônio Nobre (1867/1900) Obras Só (1892) Despedidas (1902) Em 1892, Nobre, advogado formado em Paris, publica sua obra mais importante: Só, uma coletânea de poemas em que utiliza uma linguagem coloquial, para voltar ao passado, à in fância. Características A produção literária de Antônio Nobre apresenta vocabulário simples, temas coloquiais, apego à terra, às raízes populares; descrição de seu exílio parisiense e egocentrismo. Primeiros Versos (1921) Alicerces (1983)
  6. 6. Camilo Pessanha (1871/1926) Obra Clepsidra (1920) Pessanha, estudioso da civilização chinesa, morreu em Macau. É considerado o maior simbolista português. Características Suas composições trabalham temas sentimentais, apresentam uma musicalidade marcante e uma postura de resignação diante da adversidade. Esse quadro compõe imagens fugidias, carregadas de pessimismo, e transitoriedade da vida.
  7. 7. Simbolismo no Brasil  Iniciado oficialmente em 1893, com a publicação de Missal (prosa poética) e Broquéis, de Cruz e Souza, considerado o maior representante do movimento no país, ao lado de Alphonsus de Guimarães, o Simbolismo brasileiro, segundo alguns autores, não foi tão relevante quanto o europeu. Em outras palavras, não Con- Seguiu substituir os cânones da literatura oficial, predominante-mente realista e parnasiana.  Esse fenômeno não é difícil de entender: a ênfase no primitivo e no inconsciente desta poesia, seu caráter universalizante e ao mesmo tempo intimista, não respondiam às questões nacionais.
  8. 8. Os Principais Autores/Obras do simbolismo Brasileiro José da Cruz e Souza 1861-1898; obras Nasceu em Santa Catarina, no ano de 1861 e faleceu em Minas Gerais, em 1898. Apesar de ser filho de negros escravos, teve uma excelente educação, falava francês, latim e grego. Cruz e Souza teve uma vida de padecimentos, além de sofrer preconceitos racial. Chamado “ O Cisne Negro” ou “ Dante negro” ele é considerado um dos maiores poetas dos Simbolismo mundial. Características Sua produção literária é carregada ora de erotismo e satanismo, ora de misticismo. As composições apresentam uma visão trágica da vida e busca de transcendência (eu x mundo). O poeta, usando um vocabulário litúrgico e apresentando obsessão pela cor branca, cria analogias e correspondências entre o concreto e o abstrato. 1893 (poesia)
  9. 9. Vejamos esse Poema de Cruz e Souza “Cristais” Mas claro e fino do que as finas pratas O som da tua voz deliciava... Na dolência velada das sonatas Como um perfume a tudo perfumava. Era um som feito luz, eram volatas Em lânguida espiral que iluminava, Brancas sonoridades de cascatas... Tanta harmonia melancolizava. Filtros sutis de melodias, de ondas de cantos volutuosos como rodas de silfos leves, sensuais, lascivos... Como que anseios invisíveis, mudos, Da brancura das sedas e veludos, das virgindades, dos pudores vivos.
  10. 10. Alphonsus de Guimaraens (1870-1921); Formou-se em Direito, tendo sido promotor e juiz. A noiva morreu quando ambos tinham dezoito anos; ele nunca superou este ocorrido, apesar de ter-se casado e ter tido quatorze filhos. Viveu isolado do mundo literário de sua época, o que lhe valeu o apelido de "O solitário de Mariana". Características Sua obra revela um apelo constante à memória e à imaginação, os versos são melancólicos, dotados de uma musicalidade marcante. Religião, Natureza e Arte servem de apoio para a exploração de seu tema preferido: a morte da amada. obras • Setenário das Dores de Nossa Senhora (1899) • Câmara Ardente (1899) • Dona Mística (1899) • Kyriale (1902) • Pauvre Lyre (1921)
  11. 11. Alunas: • Adriane Ferreira • Adriene Ferreira • Jeniffer Marques • Rayanne • Milena Rodrigues C.E DUQUE COSTA Profª: Karina

×