Gestalt Terapia - Psicologia

6.422 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde

Gestalt Terapia - Psicologia

  1. 1. Gestalt significa
  2. 2. É uma prática Psicoterápica que prega a consciência do momento, baseada em vários fundamentos:
  3. 3. doutrina holística
  4. 4. existencialismo humanismo fenomenologia
  5. 5. Fundada pelo “grupo dos sete” entre 1940 e 1950
  6. 6. Fritz Perls Pai da Terapia Gestalt
  7. 7. Perls nasceu em Berlim em 1893. De família judia, teve uma infância perturbada, reprovando muito até ser expulso do colégio. Já adulto, formou-se médico e especializou-se em psiquiatria.
  8. 8. Serviu ao exército, trabalhou com Kurt Goldstein no Instituto de Soldados com Lesões Cerebrais. Nessa experiência percebeu a importância de considerar o organismo como um todo.
  9. 9. No início, Perls era muito influenciado pela psicanálise, conseguindo até se encontrar com Freud. Após muitos anos, rompeu com o movimento por discordar de diversos aspectos.
  10. 10. Freud ignorava a visão holística do homem.
  11. 11. Perls dava ênfase à pessoa no presente, muito mais do que em seu passado. Como > Por que
  12. 12. Conceitos de Instintos e Libido de Freud foram substituídos por necessidades que surgem quando o equilíbrio do organismo é perturbado.
  13. 13. Assim, o propósito da Gestalt Terapia é a análise do todo. Soma das interações e interdependências das partes.
  14. 14. A análise das partes nunca irá proporcionar uma compreensão do todo.
  15. 15. Para a Gestalt, o homem é um organismo unificado, não podendo ser admitida a divisão entre mente e corpo, reconhecendo que os pensamentos e ações são feitos da mesma matéria, sendo as ações físicas inter-relacionadas às ações mentais.
  16. 16. O homem é um ser que deve ser visto por completo, como um todo vivendo em seu campo único de atividades. O campo de atividades é o ambiente em que se dão as interações e relações entre o indivíduo e o meio.
  17. 17. O meio não cria o indivíduo. nem este cria o meio.
  18. 18. Durante esse contato com o meio, o ritmo de aproximação e afastamento vai sendo ditado por uma hierarquia de necessidades, que se refere ao nível de preferência de necessidades de um indivíduo.
  19. 19. A hierarquia de necessidades é guiada por gestalts dominantes. Gestalt Dominante é algo que é objeto de desejo de um indivíduo e que se encontra no topo da sua hierarquia de necessidades.
  20. 20. Quando esta é satisfeita, a Gestalt se fecha. Quando não satisfeita, se torna uma Gestalt inacabada
  21. 21. Fisicamente e psicologicamente, a situação inacabada continua a pressionar por fechamento e a pessoa não consegue apreciar as satisfações potenciais no presente
  22. 22. Esse processo mantém o equilíbrio entre corpo e mente. Chama-se: homeostase
  23. 23. principais CONCEITOS
  24. 24. FIGURA E FUNDO
  25. 25. Processo de formação dinâmico. A figura depende do fundo sobre o qual aparece. Quando satisfeita, a pessoa se torna fundo, para que surja uma nova figura.
  26. 26. AQUI E AGORA
  27. 27. Refere-se ao momento presente, que é a única possibilidade e única realidade possível. O futuro são expectativas, objetivos e metas que dirigem nossas escolhas. O como é mais importante que o por que.
  28. 28. A INTENCIONALIDADE DO ATO
  29. 29. A consciência não é um depósito, passível de acúmulos, mas ativa, dando sentido às coisas. O indivíduo toma consciência: todo ato psíquico é intenção. Assim, surge a intencionalidade do ato, na qual estão presentes vontade e liberdade.
  30. 30. CICLO CONTATO-RETRAÇÃO
  31. 31. O homem está inserido nesse processo, também chamado de Ciclo de Satisfação das Necessidades, Ciclo da Autorregulação Organísmica ou Ciclo da Gestalt. O ciclo se divide:
  32. 32. Pré-contato Contato Contato Pleno Pós contato
  33. 33. MECANISMOS DE EVITAÇÃO DO CONTATO
  34. 34. As resistências ou mecanismos de evitação do contato são perturbações na fronteira de contato, que não permitem o contato saudável com o meio.
  35. 35. Podem ter causas biológicas ou patológicas. As principais resistências são: confluência, introjeção, projeção, retroflexão, deflexão e proflexão.
  36. 36. Obrigada Adriane Fernandes

×