Acidentes com animais peçonhentos

15.576 visualizações

Publicada em

Cuidados de enfermagem nos acidentes com animais peçonhentos.

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

Acidentes com animais peçonhentos

  1. 1. ADRIANA RODRIGUES DO CARMO1 INTRODUÇÃO Animais peçonhentos são aqueles que possuem glândulas de veneno que secomunica com dentes ocos, ou ferrões, ou aguilhões, por onde o veneno passaativamente. Portanto, peçonhentos são os animais que injetam veneno com facilidade ede maneira ativa.2 IDENTIFICAÇÃO DAS SERPENTES 2.1 PEÇONHENTAS  Cabeça triangular, bem destacada do corpo e coberta por escamas pequenas;  Pupila em forma de fenda vertical;  Escamas ásperas e com arestas;  Dentes inoculadores (ocos);  Movimentos lentos e vagarosos e  Hábitos noturnos (escondem-se durante o dia e saem à noite). 2.2 NÃO PEÇONHENTAS  Cabeça arredondada, pouco destacada do corpo e com grandes escamas formando placas;  Pupila arredondada;  Escamas achatadas e lisas;  Sem dentes peçonhentos (injetores de veneno);  Movimentos rápidos e ágeis e
  2. 2.  Hábitos diurnos (escondem-se durante a noite e saem de dia para caçar).3 ACIDENTE COM SERPENTES PEÇONHENTAS 3.1 ACIDENTES BOTRÓPICOS (JARARACAS)  Dor no Local da Picada;  Pode apresentar edema;  Tem sangramentos;  Pode apresentar náuseas e êmese e  Sudorese e hipotensão arterial. 3.2 ACIDENTES CROTÁLICOS (CASCAVÉIS)  Ação Neurotóxica, miotóxica e coagulante;  Visão duplicada;  Náuseas;  Dores musculares;  Urina de cor escura e  A dor é pequena e pouco intensa.
  3. 3. 3.3 ACIDENTES LAQUÉTICOS (SURUCUCUS)  Dor no local da picada;  Pode apresentar edema;  Tem sangramentos;  Pode apresentar náuseas e vômitos;  Sudorese e hipotensão arterial;  Visão dupla;  Dilatação da pupila E  Diarreia. Importante: Em qualquer caso de acidente com serpentes peçonhentas, o paciente deve sermedicado nas primeiras horas após o acidente. O soro antiveneno é o único tratamentoeficaz.4 ACIDENTES COM ESCORPIÕES Ansiedade que pode levar ao coma e à morte; Manifestações clínicas como arritmia cardíaca e edema agudo de pulmão; Dor local intensa como queimação ou agulhada, edema e rubor; Mal-estar geral acompanhado de sudoreses; Cefaleia; Fraqueza muscular; Lacrimejamento; Tontura; Delírio e Agitação.
  4. 4. 5 ACIDENTES COM ABELHAS, VESPAS E MARIMBONDOS As picadas mais disseminadas, comuns e mortais são as de abelhas de melcomum, pelo menos para os que são alérgicos. A maioria das reações a picadas deabelha são intensas (ainda que breves) podendo causar:  Urticária;  Edema nos lábios;  Rouquidão ou estridor;  Sibilos e/ou falta de ar;  Dor abdominal, vômito ou diarreia;  Taquicardia ou bradicardia;  Queda de pressão arterial;  Choque hipovolêmico fraco;  Síncope e  Dor local. Mesmo se você não tiver reações alérgicas às picadas de inseto, isso pode causargrande desconforto. Para aliviar a dor você pode:  Elevar a parte do corpo que foi picada e colocar gelo ou fazer uma compressa fria para diminuir o edema (inchaço);  Não furar qualquer bolha que possa surgir. Limpe as bolhas com água e sabão para evitar infecções;  Creme de corticosteroide tópico e anti-histamínico oral pode ajudar a controlar a inflamação e a coceira;  Se você estiver com muita coceira (mesmo sem reação alérgica) procure um médico para que ele receite a medicação correta para reduzir o inchaço;  Se o inchaço aumentar, procure cuidados médicos imediatamente e
  5. 5.  Se você é alérgico a picadas de insetos, seu médico pode recomendar que você adote medidas preventivas para evitar o contato e que tenha sempre a mão medicamentos para tratamento imediato de reações anafiláticas.6 ACIDENTES COM LACRAIAS Dor forte e inchaço (edema) no local da picada; Em acidentes com lacraias grandes também pode ocorrer: Febre, Calafrios, Tremores e suores.7 ACIDENTES COM ARANHAS A ação e o efeito do veneno lançado são diferentes em cada espécie, sendo as dogênero as caranguejeira tóxicos para o sistema nervoso, e os demais, com exceção daarmadeira, podem até ser fatais, principalmente para as crianças, que ainda não têm todoo sistema imunológico desenvolvido.
  6. 6. 8 PRIMEIROS SOCORROS Situações de emergência podem ocorrer a qualquer pessoa. Nesses momentos,quem presta ajuda precisa:  Manter a calma;  Agir com prontidão e  Saber o que está fazendo.  Lave o local da picada de preferência com água e sabão.  Mantenha a vítima deitada. Evite que ela se movimente para não favorecer a absorção do veneno.  Tentar manter a área afetada no mesmo nível do coração ou, se possível, abaixo dele.  Nunca faça um torniquete, isso acaba impedindo a circulação do sangue e pode causar gangrena ou necrose.  Não fure, não corte, não queime, não esprema, não faça sucção no local da ferida e nem aplique folhas, pó de café ou terra sobre ela para não provocar infecção.  Não dê a vítima bebidas alcoólicas, querosene, ou fumo, como é costume em algumas regiões do país.  Remover anéis, pulseiras e outros objetos que possam garrotear, em caso de inchaço do membro afetado.  Lembre-se: nenhum remédio caseiro substitui o soro antipeçonhento. Leve a vítima imediatamente ao serviço de saúde mais próximo, para que possa receber o soro em tempo.  Leve, se possível, o animal agressor, mesmo morto, para facilitar o diagnóstico.

×