IBM Design Studio Brasil - IBM Design Thinking Workshop - Oxigenar 2015

1.361 visualizações

Publicada em

Workshop de IBM Design Thinking promovido pelo IBM Design Studio Brasil em apoio ao movimento Oxigenar Joinville 2015

Publicada em: Negócios
0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.361
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
94
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
48
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

IBM Design Studio Brasil - IBM Design Thinking Workshop - Oxigenar 2015

  1. 1. Workshop IBM Design Thinking IBM Design Studio Brasil Oxigenar Joinville 2015 by @AdilsonChicoria @IBMDesignBR
  2. 2. http://www.esauce.com.br/podcast/de-cabeca-48-design-thinking-com-adilson-chicoria-da-ibm/ Ouça também o podcast de Design Thinking gravado no Oxigenar 2015
  3. 3. Jornada AS-ISTurma de 27/Out
  4. 4. Jornada AS-ISTurma de 28/Out
  5. 5. Entender Explorar Prototipar Testar Visualizar a Experiência do Usuário Colaborar, Alinhar, Engajar! Investir para resultado IBM Design Thinking
  6. 6. Hills • O quê: Definição do desafio de forma que possamos visualizar qual problema estamos tentando resolver, quem são os usuários beneficiados e qual tipo de valor esperamos oferecer ao nosso usuário. • Objetivo: • definir o escopo inicial do problema que será explorado
  7. 7. Hills(desafio) Como ajudar nosso usuário a participar de um Tour Guiado e completar uma tarefa de forma que ele sinta engajado e não pule o Tour Guiado.
  8. 8. Desafio (27/out)
  9. 9. Desafio (28/out)
  10. 10. Contexto do Serviço (dia 27/out)
 Tour Guiado para Serviço de Blog (dia 28/out)
 Tour Guiado para Serviço que permite cuidar de plantas remotamente
  11. 11. Cenários Paralelos • O quê: Buscar onde podemos encontrar cenários paralelos sobre “Tour Guiado”. Ex: Museu, Visita à Empresas • Objetivo: • desconectar das soluções padrões para o problema • buscar informações sobre o que é importante para o usuário nos tours guiados • entender os drives que motivam o usuário a fazer um tour guiado • perceber quais contextos influenciam na eficácia de Tour Guiado
  12. 12. Cenários Paralelos Complexidade (C) Depende de Pessoas( DP) Pressão Social (PS) Prazer (P) Onde (foi o tour guiado) O quê? (Descrição da Experiência) UX ( Pontuação da Experiência como Usuário
 0=pior à 5=melhor=Wow!! ) Museu 5 C = 3 DP = 4 PS = 2 P = 5 Visita masterpieces imperdíveis em 1 hora.
  13. 13. +Cenários Paralelos
  14. 14. +Cenários Paralelos
  15. 15. +Cenários Paralelos
  16. 16. +Cenários Paralelos
  17. 17. Playback Apresentar para os demais quais foram os cenários paralelos encontrados. 
 
 Explicar os cenários escolhidos com a "melhor" experiência (UX=5) e "pior" experiência (0).
  18. 18. https://vimeo.com/144575487 https://vimeo.com/144575462 https://vimeo.com/144575446 https://vimeo.com/144575414
  19. 19. Entrevista O quê: Entrevistar os usuários para saber sobre suas últimas experiências de “Tour Guiado” e entender: • Onde foi a experiência • O que? Qual foi a experiência? • Como foi a experiência? • Como chegou na experiência? Motivações • Com quem estava? Qual situação? • Era possível completar a tarefa sem o Tour Guiado. Objetivo: • Conhecer o usuário • Entender o tipo de usuário? Como ele se comporta? • Quais são seus drives? O que o motiva a fazer/continuar/abandonar o Tour Guiado? • Ganhar conhecimento sobre o possível modelo mental do usuário. ( como ele age e pensa e quais são seus drives).
  20. 20. https://vimeo.com/147542586 Video
  21. 21. Mapa de Empatia • O quê: Utilizar o conhecimento levantado na Entrevista para criar um ponto de vista do tipo de usuário projetando o modelo mental do usuário em relação ao desafio proposto. Objetivo: • Praticar empatia se colocando no lugar do usuário frente à um desafio e expressar o que o usuário pensa e sente (inferido) e o que e faz e fala (observado). • Visualizar pontos de dor e objetivos do tipo de usuário.
  22. 22. Playback Apresentar para os demais grupos os perfis de usuários mapeado.
  23. 23. https://vimeo.com/144575894 https://vimeo.com/144575895 https://vimeo.com/144575896 https://vimeo.com/144575897 https://vimeo.com/144575898 https://vimeo.com/144575899
  24. 24. Jornada AS-IS • O quê: Utilizar o conhecimento levantado na Entrevista e na criação do Mapa de Empatia e mapear a Jornada do Usuário na resolução do problema. • Objetivo: • Mapear os momentos da Jornada do Usuário • Capturar dimensões de percepção do usuário em cada momento da jornada • Visualizar pontos de dor e objetivos do tipo de usuário
  25. 25. Descobrir Entender Conectar Monitorar Agir Faço Penso Sinto Jornada AS-IS Pesquiso no Google Será que vale a pena? Cansado de procurar referências…
  26. 26. Dores/Oportunidades • O quê: Identificar no momentos da Jornada em o usuário tem dificuldades/issues (dores) para executar uma tarefa e tentar visualizar uma oportunidade. • Objetivo: • Mapear pontos de dores dos diversos tipos de usuários durante sua jornada na resolução do problema. • Mapear pontos de possíveis melhorias para ser utilizados no momento de criação de idéias.
  27. 27. Descobrir Entender Conectar Monitorar Agir Faço Penso Sinto Jornada AS-IS Pesquiso no Google Será que vale a pena? Cansado de procurar referências… Pesquiso no Google Será que vale a pena? Cansado de procurar referências… Pesquiso no Google Será que vale a pena? Cansado de procurar referências… Pesquiso no Google Será que vale a pena? Cansado de procurar referências… Pesquiso no Google Será que vale a pena? Cansado de procurar referências… Pesquiso no Google Pesquiso no Google Pesquiso no Google Será que vale a pena? Cansado de procurar referências… dor oportunid adade dor falta confiança? oportunidad ade Fazer o usuário confiar mais
  28. 28. Ideation+Co-creation • O quê: Tendo como orientação o Hill (desafio) juntar o time e o usuários entrevistados que representam o Perfil para criar idéias que resolvam problemas para o perfil de usuário sendo trabalhado. • Objetivo: • Gerar o maior número de idéias possível individualmente e depois co-criar com as idéias dos demais do time.
  29. 29. Video Ideation - https://vimeo.com/147542859
  30. 30. Prototipação • O quê: Escolher uma das idéias geradas para prototipá-la de forma que possamos “materializar" rapidamente esta idéia para apresentar aos usuários e observar suas interações.
 • Objetivo: • Representar de forma rápida nossas idéias • Visualizar nossa idéia em outra dimensão • Interagir com demais “tocando" a idéia • Permitir ao usuário contribuir com nosso protótipo de baixa fidelidade • Aprender mais sobre a problema/idéia/interações
  31. 31. https://vimeo.com/146767386
  32. 32. Playback Apresentar o protótipo para os demais grupos mostrando como as idéias resolvem o problemas do usuário levantado de acordo com o desafio proposto.
  33. 33. https://vimeo.com/144576995 https://vimeo.com/144577222 https://vimeo.com/144577215 https://vimeo.com/144577058 https://vimeo.com/144577194
  34. 34. https://vimeo.com/146768592 https://vimeo.com/146768442 https://vimeo.com/146768331 https://vimeo.com/146768251 https://vimeo.com/146768007
  35. 35. Jornada AS-ISTurma de 27/Out
  36. 36. Jornada AS-ISTurma de 28/Out
  37. 37. Entender Prototip Colaborar, Alinhar, Engajar! Videos 
 https://vimeo.com/album/3639948

  38. 38. Entender Prototip Colaborar, Alinhar, Engajar! Fotos Dia 27 - Acesse o álbum aqui
  39. 39. Entender Prototip Colaborar, Alinhar, Engajar! Fotos Dia 28 - Acesse o álbum aqui
  40. 40. Entender Prototip Colaborar, Alinhar, Engajar! Referências d.school - Virtual Crash Course
 http://dschool.stanford.edu/dgift/ d.school
 Design Thinking material Harvard Business Review
 Design Thinking by IDEO
 IBM Design
 IBM Design


×