SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 56
Modelo de Negócio
Serviço de Saneamento Básico
Adilson Chicória
chicoria@gmail.com
Elizete Fazza
fazzaelizete@yahoo.com
Como este negócio funciona?
Qual é o Modelo de Negócio?
Para quem estamos criando Valor?
Quem é o cliente?
•População •Administração Pública
Segmentos Cliente
População
Administração
Pública
•População
•Administração Pública
Qual problema do nosso cliente
estamos ajudando a resolver?
População
Água. É um bem público porém:
O acesso à água não é simples
Nem todos tem acesso à nascentes e
à mananciais confiáveis
Poços arteseanos são caros e
tem baixa disponibilidade
Existem Trâmites legais para
utilização da água
Necessita destinar seus resíduos gerados
necessita
•Administração Pública
A administração Pública é responsável:
Prover acesso à água de qualidade
de forma Cômoda
Prover destinação dos resíduos
gerados pela população
Este não é o core business da
Administração Pública
Tem
Obrigação
População
Administração
Pública
Saneamento Básico
Necessita
Exige da
É obrigação
Depende da
Qual valor oferecemos à nosso
cliente?
Proposições de Valor
População
para
Água Potável
Esgoto Afastado
Proposições de Valor
Administração Pública
Know how
no Negócio
Obrigação Cumprida
Sensação de Satisfação
com Serviço Público
para
•População
•Administração Pública
Água Potável
•População
•Administração Pública
Serviço de Saneamento
Básico do Município
Acesso à saneamento
Obrigação Cumprida
Esgoto Afastado
e Tratado
Como o cliente quer receber nossa
Proposição de Valor?
Canais
• Como o cliente quer tomar conhecimento da
nossa de como podemos ajudá-lo
Administração Pública
Libera
Edital
Canais
• Como o cliente Avalia nossa
Proposta de Valor ?
Cumprimento dos Requisitos do Edital
Edital
Canais
• Como o cliente recebe nossa
Proposta de Valor?
Propostas
Pregão
Canais
• Como oferecemos suporte pós-
venda para nossa cliente?
Atendimento Pessoal
Canais
• Como o cliente toma conhecimento da nossa
proposta de valor?
População
Necessita e
procura a
central de
atendimento
Central de Atendimento
Canais
• Como o cliente Avalia nossa
Proposta de Valor ?
Proposta de Serviço Serviço prestado à outros consumidores
Canais
• Como o cliente COMPRA nossa Proposta de
Valor ?
Adesão através de central de atendimento
Fatura de consumo para pagamento
Canais
• Como o cliente recebe nossa
Proposta de Valor?
Ligação de sua residência à rede de
ABASTECIMENTO de ÁGUA
Ligação de sua residência à rede de
AFASTAMENTO/TRATAMENTO de
ESGOTO
Canais
• Como oferecemos suporte pós-venda para
nossa cliente?
População
Necessita e
procura a
central de
atendimento
Central de Atendimento
Água Potável
•População
•Administração Pública
Serviço de Saneamento
Básico do Município
Acesso à saneamento
Esgoto Afastado
e Tratado
Obrigação Cumprida
•Ligação à Rede de Distrib de
Água
•Ligação à Rede de
Afastamento de Esgoto
•Central de Atendimento
•Concessão/Licitação
•Atendimento Pessoal
Relacionamento com Cliente
• Qual tipo de relacionamento a
Administração Pública espera que nós
estabeleçamos e mantenhamos com
eles?
Atendimento Pessoal
Relacionamento com Cliente
• Qual tipo de relacionamento a
População espera que nós
estabeleçamos e mantenhamos com
eles?
Qualidade de Serviço
Não faltar
água
Água com boa
qualidade
Agilidade no
Atendimento
Satisfação
com Serviço
Público
Água Potável
•População
•Administração Pública
Serviço de Saneamento
Básico do Município
Acesso à saneamento
Obrigação Cumprida
•Ligação à Rede de Distrib de
Água
•Ligação à Rede de
Afastamento de Esgoto
•Central de Atendimento
•Concessão/Licitação
•Atendimento Pessoal
Atendimento Pessoal
•Alta Disponibilidade
•Qualidade Aceitável
•Agilidade no Atendimento
Qualidade dos Serviços
Sentimento de Atenção e
Satisfação
Interessa àEsgoto Afastado
e Tratado
Fluxo de Receitas
• Por qual valor nossos clientes estão
realmente dispostos a pagar?
Tarifação Mensal por volume consumido de água
Tarifação Mensal por esgoto dispensado
Água Potável
•População
•Administração Pública
Serviço de Saneamento
Básico do Município
Acesso à saneamento
Esgoto Afastado
Obrigação Cumprida
•Ligação à Rede de Distrib de
Água
•Ligação à Rede de
Afastamento de Esgoto
•Central de Atendimento
•Concessão/Licitação
•Atendimento Pessoal
Atendimento Pessoal
•Alta Disponibilidade
•Qualidade Aceitável
•Agilidade no Atendimento
Qualidade dos Serviços
Sentimento de Atenção e
Satisfação
Tarifa Mínima ou Volume Mensal
•Água Consumida
•Esgoto Gerado
Interessa à
Atividades Chave
• Quais Atividades Chave nossas Proposições de
Valor requerem?
– Nossos Canais de Distribuição?
– Relacionamento com Cliente?
– Fluxo de Receitas?
Atividades Chave
Água Potável
Esgoto Afastado e Tratado
Manutenção e Expansão das Redes: Água e Esgoto
Atividades Chave
Água Potável
Captação e Tratamento: Água
Atividades Chave
Atendimento ao Cliente
Qualidade de Serviço
Não faltar
água
Água com
boa
qualidade
Agilidade no
Atendimento
Satisfação
com
Serviço
Público
Atividades Chave
Tarifação Correta e Em dia
Leitura Precisa e Em DIA
Atividades Chave
Pessoas
Gestão
Operacional
Financeira
Técnica
Atividades Chave
Bom Relacionamento com Orgãos de Regulação
Água Potável
•População
•Administração Pública
Serviço de Saneamento
Básico do Município
Acesso à saneamento
Obrigação Cumprida
•Ligação à Rede de Distrib de
Água
•Ligação à Rede de
Afastamento de Esgoto
•Central de Atendimento
•Concessão/Licitação
•Atendimento Pessoal
Atendimento Pessoal
•Alta Disponibilidade
•Qualidade Aceitável
•Agilidade no Atendimento
Qualidade dos Serviços
Sentimento de Atenção e
Satisfação
Tarifa Mínima ou Volume Mensal
•Água Consumida
•Esgoto Gerado
1. Relacionamento Orgão
Ambientai
2. Atendimento ao Cliente
3. Manutenção e Expansão
de Redes
4. Leitura Precisa
5. Gestão
Relacionamento com
Prefeitura
Interessa àEsgoto Afastado
e Tratado
Recursos Chave
• Quais Recursos são necessárias para
sustentar:
– Proposições de Valor ?
– Relacionamento com o cliente ?
– Canais ?
– Atividades Chaves ?
Recursos Chave
Água Bruta
Recursos Chave
Infraestrutura de Tratamento de Água
Recursos Chave
Infraestrutura de Redes de Abastecimento de Água e Afastamento de Esgoto
Recursos Chave
Infraestrutura de Atendimento
Recursos Chave
Recursos Financeiros para Investimento
Recursos Chave
Energia Elétrica Bombas
Água Potável
•População
•Administração Pública
Serviço de Saneamento
Básico do Município
Acesso à saneamento
Obrigação Cumprida
•Ligação à Rede de Distrib de
Água
•Ligação à Rede de
Afastamento de Esgoto
•Central de Atendimento
•Concessão/Licitação
•Atendimento Pessoal
Atendimento Pessoal
•Alta Disponibilidade
•Qualidade Aceitável
•Agilidade no Atendimento
Qualidade dos Serviços
Sentimento de Atenção e
Satisfação
Tarifa Mínima ou Volume Mensal
•Água Consumida
•Esgoto Gerado
1. Relacionamento Orgão
Ambientai
2. Atendimento ao Cliente
3. Manutenção e Expansão
de Redes
4. Leitura Precisa
5. Gestão
Relacionamento com
Prefeitura
•Água Bruta
•Energia Elétrica
•Infraestrutura de Tratamento
de Água e Esgoto
•Infraestrutura de Redes
Recurso Finaceiro para
Investimentos
Interessa àEsgoto Afastado
e Tratado
Parceiros Chave
• Quais Parcerias são necessárias para
sustentar:
– Proposições de Valor ?
– Relacionamento com o cliente ?
– Canais ?
– Atividades Chaves ?
Parceiros Chave
Energia
Insumos de Redes
Software de Gestão
Fornecedores
Terceirização
Água Potável
•População
•Administração Pública
Serviço de Saneamento
Básico do Município
Acesso à saneamento
Obrigação Cumprida
•Ligação à Rede de Distrib de
Água
•Ligação à Rede de
Afastamento de Esgoto
•Central de Atendimento
•Concessão/Licitação
•Atendimento Pessoal
Atendimento Pessoal
•Alta Disponibilidade
•Qualidade Aceitável
•Agilidade no Atendimento
Qualidade dos Serviços
Sentimento de Atenção e
Satisfação
Tarifa Mínima ou Volume Mensal
•Água Consumida
•Esgoto Gerado
1. Relacionamento Orgão
Ambientai
2. Atendimento ao Cliente
3. Manutenção e Expansão
de Redes
4. Leitura Precisa
5. Gestão
Relacionamento com
Prefeitura
•Água Bruta
•Energia Elétrica
•Infraestrutura de Tratamento
de Água e Esgoto
•Infraestrutura de Redes
Recurso Finaceiro para
Investimentos
•Outsourcing
•Abertura/Fechamento
de vala
•Fornecedores
•Insumos de Redes
•Bombas
•Software Faturamento
•Energia Elétrica
Interessa àEsgoto Afastado
e Tratado
Custo de Infraestrutura
• Quais são os custos mais importantes inerentes ao nosso
modelo de negócio?
• Quais Recursos Chaves são mais caros?
• Quais Atividades Chaves são mais caras?
Energia Manutenção de
Redes
Custo de Infraestrutura
• Quais são os custos mais importantes inerentes ao nosso
modelo de negócio?
• Quais Recursos Chaves são mais caros?
• Quais Atividades Chaves são mais caras?
Infraestrutura de
Atendimento
Custo de
RelacionamentoGestão
Água Potável
•População
•Administração Pública
Serviço de Saneamento
Básico do Município
Acesso à saneamento
Obrigação Cumprida
•Ligação à Rede de Distrib de
Água
•Ligação à Rede de
Afastamento de Esgoto
•Central de Atendimento
•Concessão/Licitação
•Atendimento Pessoal
Atendimento Pessoal
•Alta Disponibilidade
•Qualidade Aceitável
•Agilidade no Atendimento
Qualidade dos Serviços
Sentimento de Atenção e
Satisfação
Tarifa Mínima ou Volume Mensal
•Água Consumida
•Esgoto Gerado
1. Relacionamento Orgão
Ambientai
2. Atendimento ao Cliente
3. Manutenção e Expansão
de Redes
4. Leitura Precisa
5. Gestão
Relacionamento com
Prefeitura
•Água Bruta
•Energia Elétrica
•Infraestrutura de Tratamento
de Água e Esgoto
•Infraestrutura de Redes
Recurso Finaceiro para
Investimentos
•Outsourcing
•Abertura/Fechamento
de vala
•Fornecedores
•Insumos de Redes
•Bombas
•Software Faturamento
•Energia Elétrica
•Staff
•Infraestrutura
•TI
Custos de Relacionamento
Interessa àEsgoto Afastado
e Tratado
Água Potável
•População
•Administração Pública
Serviço de Saneamento
Básico do Município
Acesso à saneamento
Obrigação Cumprida
•Ligação à Rede de Distrib de
Água
•Ligação à Rede de
Afastamento de Esgoto
•Central de Atendimento
•Concessão/Licitação
•Atendimento Pessoal
Atendimento Pessoal
•Alta Disponibilidade
•Qualidade Aceitável
•Agilidade no Atendimento
Qualidade dos Serviços
Sentimento de Atenção e
Satisfação
Tarifa Mínima ou Volume Mensal
•Água Consumida
•Esgoto Gerado
1. Relacionamento Orgão
Ambientai
2. Atendimento ao Cliente
3. Manutenção e Expansão
de Redes
4. Leitura Precisa
5. Gestão
Relacionamento com
Prefeitura
•Água Bruta
•Energia Elétrica
•Infraestrutura de Tratamento
de Água e Esgoto
•Infraestrutura de Redes
Recurso Finaceiro para
Investimentos
•Outsourcing
•Abertura/Fechamento
de vala
•Fornecedores
•Insumos de Redes
•Bombas
•Software Faturamento
•Energia Elétrica
•Staff
•Infraestrutura
•TI
Custos de Relacionamento
Interessa à
Eficiência
Esgoto Afastado
e Tratado
Valor
Água Potável
•População
•Administração Pública
Serviço de Saneamento
Básico do Município
Acesso à saneamento
Obrigação Cumprida
•Ligação à Rede de Distrib de
Água
•Ligação à Rede de
Afastamento de Esgoto
•Central de Atendimento
•Concessão/Licitação
•Atendimento Pessoal
Atendimento Pessoal
•Alta Disponibilidade
•Qualidade Aceitável
•Agilidade no Atendimento
Qualidade dos Serviços
Sentimento de Atenção e
Satisfação
Tarifa Mínima ou Volume Mensal
•Água Consumida
•Esgoto Gerado
1. Relacionamento Orgão
Ambientai
2. Atendimento ao Cliente
3. Manutenção e Expansão
de Redes
4. Leitura Precisa
5. Gestão
Relacionamento com
Prefeitura
•Água Bruta
•Energia Elétrica
•Infraestrutura de Tratamento
de Água e Esgoto
•Infraestrutura de Redes
Recurso Finaceiro para
Investimentos
•Outsourcing
•Abertura/Fechamento
de vala
•Fornecedores
•Insumos de Redes
•Bombas
•Software Faturamento
•Energia Elétrica
•Staff
•Infraestrutura
•TI
Custos de Relacionamento
Interessa à
(-) Custos (+)Receita +$
Esgoto Afastado
e Tratado
Adilson Chicória
chicoria@gmail.com
Elizete Fazza
fazzaelizete@yahoo.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Power point -_contrato_de_compra_e_venda
Power point -_contrato_de_compra_e_vendaPower point -_contrato_de_compra_e_venda
Power point -_contrato_de_compra_e_vendaMarina
 
Aula 12 introdução aos metodos tratamento - prof. nelson (area 1) - 13.10
Aula 12   introdução aos metodos tratamento - prof. nelson (area 1) - 13.10Aula 12   introdução aos metodos tratamento - prof. nelson (area 1) - 13.10
Aula 12 introdução aos metodos tratamento - prof. nelson (area 1) - 13.10Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
UFCD 0594 Administração das organizações
UFCD 0594 Administração das organizaçõesUFCD 0594 Administração das organizações
UFCD 0594 Administração das organizaçõesAlexandra Roldão
 
Microrganismos e o tratamento de efluentes (1) (2)
Microrganismos e o tratamento de efluentes (1) (2)Microrganismos e o tratamento de efluentes (1) (2)
Microrganismos e o tratamento de efluentes (1) (2)lenilson marinho barbosa
 
A casa da mosca fosca
A casa da mosca foscaA casa da mosca fosca
A casa da mosca foscagigilu
 
Hipoadrenocorticismo em-caes-e-gatos-revisao
Hipoadrenocorticismo em-caes-e-gatos-revisaoHipoadrenocorticismo em-caes-e-gatos-revisao
Hipoadrenocorticismo em-caes-e-gatos-revisaoEdilane Nascimento
 
Nbr 12216 92 projeto de estação de tratamento de água para
Nbr 12216 92   projeto de estação de tratamento de água paraNbr 12216 92   projeto de estação de tratamento de água para
Nbr 12216 92 projeto de estação de tratamento de água paraJacqueline Schultz
 
Circuito da documentação modulo 14 sonia, catarina
Circuito da documentação modulo 14 sonia, catarinaCircuito da documentação modulo 14 sonia, catarina
Circuito da documentação modulo 14 sonia, catarina11CPTS
 
Pigmentos e pigmentações
Pigmentos e pigmentaçõesPigmentos e pigmentações
Pigmentos e pigmentaçõesMarília Gomes
 
A formiga horripilante[1]
A formiga horripilante[1]A formiga horripilante[1]
A formiga horripilante[1]Mara Pinto
 
Manual de patologia clinica
Manual de patologia clinicaManual de patologia clinica
Manual de patologia clinicaJamile Vitória
 
Circuito Documental Da OrganizaçãO
Circuito Documental Da OrganizaçãOCircuito Documental Da OrganizaçãO
Circuito Documental Da OrganizaçãOlitositz
 

Mais procurados (20)

Aula 01 inicial - apresentação e introdução
Aula 01   inicial - apresentação e introduçãoAula 01   inicial - apresentação e introdução
Aula 01 inicial - apresentação e introdução
 
Power point -_contrato_de_compra_e_venda
Power point -_contrato_de_compra_e_vendaPower point -_contrato_de_compra_e_venda
Power point -_contrato_de_compra_e_venda
 
Taa 7
Taa 7Taa 7
Taa 7
 
Aula 12 introdução aos metodos tratamento - prof. nelson (area 1) - 13.10
Aula 12   introdução aos metodos tratamento - prof. nelson (area 1) - 13.10Aula 12   introdução aos metodos tratamento - prof. nelson (area 1) - 13.10
Aula 12 introdução aos metodos tratamento - prof. nelson (area 1) - 13.10
 
UFCD 0594 Administração das organizações
UFCD 0594 Administração das organizaçõesUFCD 0594 Administração das organizações
UFCD 0594 Administração das organizações
 
Microrganismos e o tratamento de efluentes (1) (2)
Microrganismos e o tratamento de efluentes (1) (2)Microrganismos e o tratamento de efluentes (1) (2)
Microrganismos e o tratamento de efluentes (1) (2)
 
Etar
EtarEtar
Etar
 
Taa 8
Taa 8Taa 8
Taa 8
 
A casa da mosca fosca
A casa da mosca foscaA casa da mosca fosca
A casa da mosca fosca
 
Projeto: Reciclagem
Projeto: ReciclagemProjeto: Reciclagem
Projeto: Reciclagem
 
Projeto água
Projeto águaProjeto água
Projeto água
 
Esgotamento sanitario
Esgotamento sanitarioEsgotamento sanitario
Esgotamento sanitario
 
Hipoadrenocorticismo em-caes-e-gatos-revisao
Hipoadrenocorticismo em-caes-e-gatos-revisaoHipoadrenocorticismo em-caes-e-gatos-revisao
Hipoadrenocorticismo em-caes-e-gatos-revisao
 
Nbr 12216 92 projeto de estação de tratamento de água para
Nbr 12216 92   projeto de estação de tratamento de água paraNbr 12216 92   projeto de estação de tratamento de água para
Nbr 12216 92 projeto de estação de tratamento de água para
 
Circuito da documentação modulo 14 sonia, catarina
Circuito da documentação modulo 14 sonia, catarinaCircuito da documentação modulo 14 sonia, catarina
Circuito da documentação modulo 14 sonia, catarina
 
Pigmentos e pigmentações
Pigmentos e pigmentaçõesPigmentos e pigmentações
Pigmentos e pigmentações
 
A formiga horripilante[1]
A formiga horripilante[1]A formiga horripilante[1]
A formiga horripilante[1]
 
Mauro e o dinossauro
Mauro e o dinossauro  Mauro e o dinossauro
Mauro e o dinossauro
 
Manual de patologia clinica
Manual de patologia clinicaManual de patologia clinica
Manual de patologia clinica
 
Circuito Documental Da OrganizaçãO
Circuito Documental Da OrganizaçãOCircuito Documental Da OrganizaçãO
Circuito Documental Da OrganizaçãO
 

Semelhante a Modelo de Negócio de Concessionária Saneamento

Criar melhores soluções orientadas ao cidadão utilizando Sharepoint e CRM
Criar melhores soluções orientadas ao cidadão utilizando Sharepoint e CRMCriar melhores soluções orientadas ao cidadão utilizando Sharepoint e CRM
Criar melhores soluções orientadas ao cidadão utilizando Sharepoint e CRMRicardo Magalhães
 
Excelência da Qualidade em Serviços - Resumo
Excelência da Qualidade em Serviços - ResumoExcelência da Qualidade em Serviços - Resumo
Excelência da Qualidade em Serviços - ResumoRogério Souza
 
Return Path World Tour Keynote - Sao Paulo
Return Path World Tour Keynote - Sao PauloReturn Path World Tour Keynote - Sao Paulo
Return Path World Tour Keynote - Sao PauloReturn Path
 
Rio Info 2015 - A expansão da rede de Banda Larga no Estado do Rio de Janeiro...
Rio Info 2015 - A expansão da rede de Banda Larga no Estado do Rio de Janeiro...Rio Info 2015 - A expansão da rede de Banda Larga no Estado do Rio de Janeiro...
Rio Info 2015 - A expansão da rede de Banda Larga no Estado do Rio de Janeiro...Rio Info
 
Aula Design de Serviços
Aula Design de ServiçosAula Design de Serviços
Aula Design de ServiçosFernando Arruda
 
Solar tec apresentaçao
Solar tec apresentaçaoSolar tec apresentaçao
Solar tec apresentaçaolsabignoso
 
Valor público, estratégia e SIADAP
Valor público, estratégia e SIADAPValor público, estratégia e SIADAP
Valor público, estratégia e SIADAPcomunidades@ina
 
Congresso Grocery & Drinks | Bacio di Latte: Tecnologia aplicada na experiênc...
Congresso Grocery & Drinks | Bacio di Latte: Tecnologia aplicada na experiênc...Congresso Grocery & Drinks | Bacio di Latte: Tecnologia aplicada na experiênc...
Congresso Grocery & Drinks | Bacio di Latte: Tecnologia aplicada na experiênc...E-Commerce Brasil
 
Lessons Learned #3 - Equipa 23
Lessons Learned #3 - Equipa 23Lessons Learned #3 - Equipa 23
Lessons Learned #3 - Equipa 23laurusvillages
 
Fast start tv b#1 p6_modelonegocio_p2
Fast start tv b#1 p6_modelonegocio_p2Fast start tv b#1 p6_modelonegocio_p2
Fast start tv b#1 p6_modelonegocio_p2fabricastartups
 

Semelhante a Modelo de Negócio de Concessionária Saneamento (18)

Aula 1 serviços 2014.1
Aula 1 serviços 2014.1Aula 1 serviços 2014.1
Aula 1 serviços 2014.1
 
Apresentação - Saneamento básico: Capacidades e percepções sobre o exercício ...
Apresentação - Saneamento básico: Capacidades e percepções sobre o exercício ...Apresentação - Saneamento básico: Capacidades e percepções sobre o exercício ...
Apresentação - Saneamento básico: Capacidades e percepções sobre o exercício ...
 
Criar melhores soluções orientadas ao cidadão utilizando Sharepoint e CRM
Criar melhores soluções orientadas ao cidadão utilizando Sharepoint e CRMCriar melhores soluções orientadas ao cidadão utilizando Sharepoint e CRM
Criar melhores soluções orientadas ao cidadão utilizando Sharepoint e CRM
 
Excelência da Qualidade em Serviços - Resumo
Excelência da Qualidade em Serviços - ResumoExcelência da Qualidade em Serviços - Resumo
Excelência da Qualidade em Serviços - Resumo
 
Centrais de Servicos
Centrais de ServicosCentrais de Servicos
Centrais de Servicos
 
Return Path World Tour Keynote - Sao Paulo
Return Path World Tour Keynote - Sao PauloReturn Path World Tour Keynote - Sao Paulo
Return Path World Tour Keynote - Sao Paulo
 
Rio Info 2015 - A expansão da rede de Banda Larga no Estado do Rio de Janeiro...
Rio Info 2015 - A expansão da rede de Banda Larga no Estado do Rio de Janeiro...Rio Info 2015 - A expansão da rede de Banda Larga no Estado do Rio de Janeiro...
Rio Info 2015 - A expansão da rede de Banda Larga no Estado do Rio de Janeiro...
 
Aula Design de Serviços
Aula Design de ServiçosAula Design de Serviços
Aula Design de Serviços
 
DIA 1_01 agentes _regulacao_banco central do brasil
DIA 1_01 agentes _regulacao_banco central do brasilDIA 1_01 agentes _regulacao_banco central do brasil
DIA 1_01 agentes _regulacao_banco central do brasil
 
HQZ Mordomia
HQZ MordomiaHQZ Mordomia
HQZ Mordomia
 
Solar tec apresentaçao
Solar tec apresentaçaoSolar tec apresentaçao
Solar tec apresentaçao
 
QueroQuitar
QueroQuitarQueroQuitar
QueroQuitar
 
Valor público, estratégia e SIADAP
Valor público, estratégia e SIADAPValor público, estratégia e SIADAP
Valor público, estratégia e SIADAP
 
Jornadas Qualidade 4ª edição
Jornadas Qualidade 4ª ediçãoJornadas Qualidade 4ª edição
Jornadas Qualidade 4ª edição
 
03 - 2014 marketing de serviços
03 - 2014 marketing de serviços03 - 2014 marketing de serviços
03 - 2014 marketing de serviços
 
Congresso Grocery & Drinks | Bacio di Latte: Tecnologia aplicada na experiênc...
Congresso Grocery & Drinks | Bacio di Latte: Tecnologia aplicada na experiênc...Congresso Grocery & Drinks | Bacio di Latte: Tecnologia aplicada na experiênc...
Congresso Grocery & Drinks | Bacio di Latte: Tecnologia aplicada na experiênc...
 
Lessons Learned #3 - Equipa 23
Lessons Learned #3 - Equipa 23Lessons Learned #3 - Equipa 23
Lessons Learned #3 - Equipa 23
 
Fast start tv b#1 p6_modelonegocio_p2
Fast start tv b#1 p6_modelonegocio_p2Fast start tv b#1 p6_modelonegocio_p2
Fast start tv b#1 p6_modelonegocio_p2
 

Mais de Adilson Chicória

Design Sprints side-by-side service design sprints vs google venture sprints
Design Sprints side-by-side service design sprints vs google venture sprintsDesign Sprints side-by-side service design sprints vs google venture sprints
Design Sprints side-by-side service design sprints vs google venture sprintsAdilson Chicória
 
Panel Design Thinking and World Economic Forum report The Future of Jobs
Panel Design Thinking and World Economic Forum report The Future of JobsPanel Design Thinking and World Economic Forum report The Future of Jobs
Panel Design Thinking and World Economic Forum report The Future of JobsAdilson Chicória
 
2012 IBM University Training Initiative
2012 IBM University Training Initiative2012 IBM University Training Initiative
2012 IBM University Training InitiativeAdilson Chicória
 
IBM Studios São Paulo - Conhecendo nossos usuários para criar experiências di...
IBM Studios São Paulo - Conhecendo nossos usuários para criar experiências di...IBM Studios São Paulo - Conhecendo nossos usuários para criar experiências di...
IBM Studios São Paulo - Conhecendo nossos usuários para criar experiências di...Adilson Chicória
 
Entendendo e Aplicando IBM Design Thinking
Entendendo e Aplicando IBM Design ThinkingEntendendo e Aplicando IBM Design Thinking
Entendendo e Aplicando IBM Design ThinkingAdilson Chicória
 
IBM Design Studio Brasil - IBM Design Thinking Workshop - Oxigenar 2015
IBM Design Studio Brasil - IBM Design Thinking Workshop - Oxigenar 2015IBM Design Studio Brasil - IBM Design Thinking Workshop - Oxigenar 2015
IBM Design Studio Brasil - IBM Design Thinking Workshop - Oxigenar 2015Adilson Chicória
 
Acelerando Startups com Design Thinking Sprints
Acelerando Startups com Design Thinking SprintsAcelerando Startups com Design Thinking Sprints
Acelerando Startups com Design Thinking SprintsAdilson Chicória
 
Design Thinking Workshop #TheDevConf Floripa 2015
Design Thinking Workshop #TheDevConf Floripa 2015Design Thinking Workshop #TheDevConf Floripa 2015
Design Thinking Workshop #TheDevConf Floripa 2015Adilson Chicória
 
Design Thinking Sprints :: seu Serviço Mínimo de Valor(MVS) em 5 dias TDC 2015
Design Thinking Sprints :: seu Serviço Mínimo de Valor(MVS) em 5 dias  TDC 2015Design Thinking Sprints :: seu Serviço Mínimo de Valor(MVS) em 5 dias  TDC 2015
Design Thinking Sprints :: seu Serviço Mínimo de Valor(MVS) em 5 dias TDC 2015Adilson Chicória
 
Good design is good business - TDC 2015
Good design is good business - TDC 2015Good design is good business - TDC 2015
Good design is good business - TDC 2015Adilson Chicória
 
Co-criando Momentos de Vida by Design
Co-criando Momentos de Vida by DesignCo-criando Momentos de Vida by Design
Co-criando Momentos de Vida by DesignAdilson Chicória
 
IBM Design Thinking - nano - Workshop @Sprint Collaboration Day
 IBM Design Thinking - nano - Workshop  @Sprint Collaboration Day IBM Design Thinking - nano - Workshop  @Sprint Collaboration Day
IBM Design Thinking - nano - Workshop @Sprint Collaboration DayAdilson Chicória
 
Business Model Templates English version 1.3
Business Model Templates English version 1.3 Business Model Templates English version 1.3
Business Model Templates English version 1.3 Adilson Chicória
 
Templates Modelagem de Negócios
Templates Modelagem de NegóciosTemplates Modelagem de Negócios
Templates Modelagem de NegóciosAdilson Chicória
 

Mais de Adilson Chicória (18)

Design Sprints side-by-side service design sprints vs google venture sprints
Design Sprints side-by-side service design sprints vs google venture sprintsDesign Sprints side-by-side service design sprints vs google venture sprints
Design Sprints side-by-side service design sprints vs google venture sprints
 
Panel Design Thinking and World Economic Forum report The Future of Jobs
Panel Design Thinking and World Economic Forum report The Future of JobsPanel Design Thinking and World Economic Forum report The Future of Jobs
Panel Design Thinking and World Economic Forum report The Future of Jobs
 
2012 IBM University Training Initiative
2012 IBM University Training Initiative2012 IBM University Training Initiative
2012 IBM University Training Initiative
 
IBM Studios São Paulo - Conhecendo nossos usuários para criar experiências di...
IBM Studios São Paulo - Conhecendo nossos usuários para criar experiências di...IBM Studios São Paulo - Conhecendo nossos usuários para criar experiências di...
IBM Studios São Paulo - Conhecendo nossos usuários para criar experiências di...
 
Entendendo e Aplicando IBM Design Thinking
Entendendo e Aplicando IBM Design ThinkingEntendendo e Aplicando IBM Design Thinking
Entendendo e Aplicando IBM Design Thinking
 
IBM Design Studio Brasil - IBM Design Thinking Workshop - Oxigenar 2015
IBM Design Studio Brasil - IBM Design Thinking Workshop - Oxigenar 2015IBM Design Studio Brasil - IBM Design Thinking Workshop - Oxigenar 2015
IBM Design Studio Brasil - IBM Design Thinking Workshop - Oxigenar 2015
 
IBM Design: Design at Scale
IBM Design: Design at ScaleIBM Design: Design at Scale
IBM Design: Design at Scale
 
Acelerando Startups com Design Thinking Sprints
Acelerando Startups com Design Thinking SprintsAcelerando Startups com Design Thinking Sprints
Acelerando Startups com Design Thinking Sprints
 
Design Thinking Workshop #TheDevConf Floripa 2015
Design Thinking Workshop #TheDevConf Floripa 2015Design Thinking Workshop #TheDevConf Floripa 2015
Design Thinking Workshop #TheDevConf Floripa 2015
 
Design Thinking Sprints :: seu Serviço Mínimo de Valor(MVS) em 5 dias TDC 2015
Design Thinking Sprints :: seu Serviço Mínimo de Valor(MVS) em 5 dias  TDC 2015Design Thinking Sprints :: seu Serviço Mínimo de Valor(MVS) em 5 dias  TDC 2015
Design Thinking Sprints :: seu Serviço Mínimo de Valor(MVS) em 5 dias TDC 2015
 
Good design is good business - TDC 2015
Good design is good business - TDC 2015Good design is good business - TDC 2015
Good design is good business - TDC 2015
 
Na Trilha da Serendipidade
Na Trilha da Serendipidade Na Trilha da Serendipidade
Na Trilha da Serendipidade
 
Co-criando Momentos de Vida by Design
Co-criando Momentos de Vida by DesignCo-criando Momentos de Vida by Design
Co-criando Momentos de Vida by Design
 
IBM Design Thinking - nano - Workshop @Sprint Collaboration Day
 IBM Design Thinking - nano - Workshop  @Sprint Collaboration Day IBM Design Thinking - nano - Workshop  @Sprint Collaboration Day
IBM Design Thinking - nano - Workshop @Sprint Collaboration Day
 
Business Model Templates English version 1.3
Business Model Templates English version 1.3 Business Model Templates English version 1.3
Business Model Templates English version 1.3
 
Templates Modelagem de Negócios
Templates Modelagem de NegóciosTemplates Modelagem de Negócios
Templates Modelagem de Negócios
 
Empathy Map Poster pt-Br
Empathy Map Poster pt-BrEmpathy Map Poster pt-Br
Empathy Map Poster pt-Br
 
Empathy Map Poster
Empathy Map PosterEmpathy Map Poster
Empathy Map Poster
 

Modelo de Negócio de Concessionária Saneamento

  • 1. Modelo de Negócio Serviço de Saneamento Básico Adilson Chicória chicoria@gmail.com Elizete Fazza fazzaelizete@yahoo.com
  • 2. Como este negócio funciona? Qual é o Modelo de Negócio?
  • 3. Para quem estamos criando Valor? Quem é o cliente?
  • 7. Qual problema do nosso cliente estamos ajudando a resolver?
  • 8. População Água. É um bem público porém: O acesso à água não é simples Nem todos tem acesso à nascentes e à mananciais confiáveis Poços arteseanos são caros e tem baixa disponibilidade Existem Trâmites legais para utilização da água Necessita destinar seus resíduos gerados necessita
  • 9. •Administração Pública A administração Pública é responsável: Prover acesso à água de qualidade de forma Cômoda Prover destinação dos resíduos gerados pela população Este não é o core business da Administração Pública Tem Obrigação
  • 11. Qual valor oferecemos à nosso cliente?
  • 13. Proposições de Valor Administração Pública Know how no Negócio Obrigação Cumprida Sensação de Satisfação com Serviço Público para
  • 15. Água Potável •População •Administração Pública Serviço de Saneamento Básico do Município Acesso à saneamento Obrigação Cumprida Esgoto Afastado e Tratado
  • 16. Como o cliente quer receber nossa Proposição de Valor?
  • 17. Canais • Como o cliente quer tomar conhecimento da nossa de como podemos ajudá-lo Administração Pública Libera Edital
  • 18. Canais • Como o cliente Avalia nossa Proposta de Valor ? Cumprimento dos Requisitos do Edital Edital
  • 19. Canais • Como o cliente recebe nossa Proposta de Valor? Propostas Pregão
  • 20. Canais • Como oferecemos suporte pós- venda para nossa cliente? Atendimento Pessoal
  • 21. Canais • Como o cliente toma conhecimento da nossa proposta de valor? População Necessita e procura a central de atendimento Central de Atendimento
  • 22. Canais • Como o cliente Avalia nossa Proposta de Valor ? Proposta de Serviço Serviço prestado à outros consumidores
  • 23. Canais • Como o cliente COMPRA nossa Proposta de Valor ? Adesão através de central de atendimento Fatura de consumo para pagamento
  • 24. Canais • Como o cliente recebe nossa Proposta de Valor? Ligação de sua residência à rede de ABASTECIMENTO de ÁGUA Ligação de sua residência à rede de AFASTAMENTO/TRATAMENTO de ESGOTO
  • 25. Canais • Como oferecemos suporte pós-venda para nossa cliente? População Necessita e procura a central de atendimento Central de Atendimento
  • 26. Água Potável •População •Administração Pública Serviço de Saneamento Básico do Município Acesso à saneamento Esgoto Afastado e Tratado Obrigação Cumprida •Ligação à Rede de Distrib de Água •Ligação à Rede de Afastamento de Esgoto •Central de Atendimento •Concessão/Licitação •Atendimento Pessoal
  • 27. Relacionamento com Cliente • Qual tipo de relacionamento a Administração Pública espera que nós estabeleçamos e mantenhamos com eles? Atendimento Pessoal
  • 28. Relacionamento com Cliente • Qual tipo de relacionamento a População espera que nós estabeleçamos e mantenhamos com eles? Qualidade de Serviço Não faltar água Água com boa qualidade Agilidade no Atendimento Satisfação com Serviço Público
  • 29. Água Potável •População •Administração Pública Serviço de Saneamento Básico do Município Acesso à saneamento Obrigação Cumprida •Ligação à Rede de Distrib de Água •Ligação à Rede de Afastamento de Esgoto •Central de Atendimento •Concessão/Licitação •Atendimento Pessoal Atendimento Pessoal •Alta Disponibilidade •Qualidade Aceitável •Agilidade no Atendimento Qualidade dos Serviços Sentimento de Atenção e Satisfação Interessa àEsgoto Afastado e Tratado
  • 30. Fluxo de Receitas • Por qual valor nossos clientes estão realmente dispostos a pagar? Tarifação Mensal por volume consumido de água Tarifação Mensal por esgoto dispensado
  • 31. Água Potável •População •Administração Pública Serviço de Saneamento Básico do Município Acesso à saneamento Esgoto Afastado Obrigação Cumprida •Ligação à Rede de Distrib de Água •Ligação à Rede de Afastamento de Esgoto •Central de Atendimento •Concessão/Licitação •Atendimento Pessoal Atendimento Pessoal •Alta Disponibilidade •Qualidade Aceitável •Agilidade no Atendimento Qualidade dos Serviços Sentimento de Atenção e Satisfação Tarifa Mínima ou Volume Mensal •Água Consumida •Esgoto Gerado Interessa à
  • 32. Atividades Chave • Quais Atividades Chave nossas Proposições de Valor requerem? – Nossos Canais de Distribuição? – Relacionamento com Cliente? – Fluxo de Receitas?
  • 33. Atividades Chave Água Potável Esgoto Afastado e Tratado Manutenção e Expansão das Redes: Água e Esgoto
  • 35. Atividades Chave Atendimento ao Cliente Qualidade de Serviço Não faltar água Água com boa qualidade Agilidade no Atendimento Satisfação com Serviço Público
  • 36. Atividades Chave Tarifação Correta e Em dia Leitura Precisa e Em DIA
  • 38. Atividades Chave Bom Relacionamento com Orgãos de Regulação
  • 39. Água Potável •População •Administração Pública Serviço de Saneamento Básico do Município Acesso à saneamento Obrigação Cumprida •Ligação à Rede de Distrib de Água •Ligação à Rede de Afastamento de Esgoto •Central de Atendimento •Concessão/Licitação •Atendimento Pessoal Atendimento Pessoal •Alta Disponibilidade •Qualidade Aceitável •Agilidade no Atendimento Qualidade dos Serviços Sentimento de Atenção e Satisfação Tarifa Mínima ou Volume Mensal •Água Consumida •Esgoto Gerado 1. Relacionamento Orgão Ambientai 2. Atendimento ao Cliente 3. Manutenção e Expansão de Redes 4. Leitura Precisa 5. Gestão Relacionamento com Prefeitura Interessa àEsgoto Afastado e Tratado
  • 40. Recursos Chave • Quais Recursos são necessárias para sustentar: – Proposições de Valor ? – Relacionamento com o cliente ? – Canais ? – Atividades Chaves ?
  • 42. Recursos Chave Infraestrutura de Tratamento de Água
  • 43. Recursos Chave Infraestrutura de Redes de Abastecimento de Água e Afastamento de Esgoto
  • 47. Água Potável •População •Administração Pública Serviço de Saneamento Básico do Município Acesso à saneamento Obrigação Cumprida •Ligação à Rede de Distrib de Água •Ligação à Rede de Afastamento de Esgoto •Central de Atendimento •Concessão/Licitação •Atendimento Pessoal Atendimento Pessoal •Alta Disponibilidade •Qualidade Aceitável •Agilidade no Atendimento Qualidade dos Serviços Sentimento de Atenção e Satisfação Tarifa Mínima ou Volume Mensal •Água Consumida •Esgoto Gerado 1. Relacionamento Orgão Ambientai 2. Atendimento ao Cliente 3. Manutenção e Expansão de Redes 4. Leitura Precisa 5. Gestão Relacionamento com Prefeitura •Água Bruta •Energia Elétrica •Infraestrutura de Tratamento de Água e Esgoto •Infraestrutura de Redes Recurso Finaceiro para Investimentos Interessa àEsgoto Afastado e Tratado
  • 48. Parceiros Chave • Quais Parcerias são necessárias para sustentar: – Proposições de Valor ? – Relacionamento com o cliente ? – Canais ? – Atividades Chaves ?
  • 49. Parceiros Chave Energia Insumos de Redes Software de Gestão Fornecedores Terceirização
  • 50. Água Potável •População •Administração Pública Serviço de Saneamento Básico do Município Acesso à saneamento Obrigação Cumprida •Ligação à Rede de Distrib de Água •Ligação à Rede de Afastamento de Esgoto •Central de Atendimento •Concessão/Licitação •Atendimento Pessoal Atendimento Pessoal •Alta Disponibilidade •Qualidade Aceitável •Agilidade no Atendimento Qualidade dos Serviços Sentimento de Atenção e Satisfação Tarifa Mínima ou Volume Mensal •Água Consumida •Esgoto Gerado 1. Relacionamento Orgão Ambientai 2. Atendimento ao Cliente 3. Manutenção e Expansão de Redes 4. Leitura Precisa 5. Gestão Relacionamento com Prefeitura •Água Bruta •Energia Elétrica •Infraestrutura de Tratamento de Água e Esgoto •Infraestrutura de Redes Recurso Finaceiro para Investimentos •Outsourcing •Abertura/Fechamento de vala •Fornecedores •Insumos de Redes •Bombas •Software Faturamento •Energia Elétrica Interessa àEsgoto Afastado e Tratado
  • 51. Custo de Infraestrutura • Quais são os custos mais importantes inerentes ao nosso modelo de negócio? • Quais Recursos Chaves são mais caros? • Quais Atividades Chaves são mais caras? Energia Manutenção de Redes
  • 52. Custo de Infraestrutura • Quais são os custos mais importantes inerentes ao nosso modelo de negócio? • Quais Recursos Chaves são mais caros? • Quais Atividades Chaves são mais caras? Infraestrutura de Atendimento Custo de RelacionamentoGestão
  • 53. Água Potável •População •Administração Pública Serviço de Saneamento Básico do Município Acesso à saneamento Obrigação Cumprida •Ligação à Rede de Distrib de Água •Ligação à Rede de Afastamento de Esgoto •Central de Atendimento •Concessão/Licitação •Atendimento Pessoal Atendimento Pessoal •Alta Disponibilidade •Qualidade Aceitável •Agilidade no Atendimento Qualidade dos Serviços Sentimento de Atenção e Satisfação Tarifa Mínima ou Volume Mensal •Água Consumida •Esgoto Gerado 1. Relacionamento Orgão Ambientai 2. Atendimento ao Cliente 3. Manutenção e Expansão de Redes 4. Leitura Precisa 5. Gestão Relacionamento com Prefeitura •Água Bruta •Energia Elétrica •Infraestrutura de Tratamento de Água e Esgoto •Infraestrutura de Redes Recurso Finaceiro para Investimentos •Outsourcing •Abertura/Fechamento de vala •Fornecedores •Insumos de Redes •Bombas •Software Faturamento •Energia Elétrica •Staff •Infraestrutura •TI Custos de Relacionamento Interessa àEsgoto Afastado e Tratado
  • 54. Água Potável •População •Administração Pública Serviço de Saneamento Básico do Município Acesso à saneamento Obrigação Cumprida •Ligação à Rede de Distrib de Água •Ligação à Rede de Afastamento de Esgoto •Central de Atendimento •Concessão/Licitação •Atendimento Pessoal Atendimento Pessoal •Alta Disponibilidade •Qualidade Aceitável •Agilidade no Atendimento Qualidade dos Serviços Sentimento de Atenção e Satisfação Tarifa Mínima ou Volume Mensal •Água Consumida •Esgoto Gerado 1. Relacionamento Orgão Ambientai 2. Atendimento ao Cliente 3. Manutenção e Expansão de Redes 4. Leitura Precisa 5. Gestão Relacionamento com Prefeitura •Água Bruta •Energia Elétrica •Infraestrutura de Tratamento de Água e Esgoto •Infraestrutura de Redes Recurso Finaceiro para Investimentos •Outsourcing •Abertura/Fechamento de vala •Fornecedores •Insumos de Redes •Bombas •Software Faturamento •Energia Elétrica •Staff •Infraestrutura •TI Custos de Relacionamento Interessa à Eficiência Esgoto Afastado e Tratado Valor
  • 55. Água Potável •População •Administração Pública Serviço de Saneamento Básico do Município Acesso à saneamento Obrigação Cumprida •Ligação à Rede de Distrib de Água •Ligação à Rede de Afastamento de Esgoto •Central de Atendimento •Concessão/Licitação •Atendimento Pessoal Atendimento Pessoal •Alta Disponibilidade •Qualidade Aceitável •Agilidade no Atendimento Qualidade dos Serviços Sentimento de Atenção e Satisfação Tarifa Mínima ou Volume Mensal •Água Consumida •Esgoto Gerado 1. Relacionamento Orgão Ambientai 2. Atendimento ao Cliente 3. Manutenção e Expansão de Redes 4. Leitura Precisa 5. Gestão Relacionamento com Prefeitura •Água Bruta •Energia Elétrica •Infraestrutura de Tratamento de Água e Esgoto •Infraestrutura de Redes Recurso Finaceiro para Investimentos •Outsourcing •Abertura/Fechamento de vala •Fornecedores •Insumos de Redes •Bombas •Software Faturamento •Energia Elétrica •Staff •Infraestrutura •TI Custos de Relacionamento Interessa à (-) Custos (+)Receita +$ Esgoto Afastado e Tratado