Formas de conhecimento

3.765 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.765
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
117
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Formas de conhecimento

  1. 1. As 4 Formas de Conhecimento
  2. 2. Conhecimento e Realidade Conhecimento consiste em uma crença verdadeira e justificada. - Platão, 428ac a 347 a.C. A forma de buscar as realidades vem do conhecimento, não das coisas, mas do além das coisas. Esta busca racional é contemplativa, isto significa buscar a verdade no interior do próprio homem.
  3. 3. Formas de Conhecimento Finalidades Sobrevivência Evolução Formas Conhecimento Sensível Conhecimento Intelectual
  4. 4. Tipos de Conhecimento Filosófico 4 Principais Tipos de Conhecimento Científico Religioso Teológico
  5. 5. Conhecimento Filosófico É o conhecimento especulativo sobre fenômenos, gerando conceitos subjetivos. Surge a partir da reflexão e dos referenciais macroestruturais (paradigmas) adotados. “O grande mérito da filosofia é justamente desenvolver no ser humano a possibilidade de reflexão ou capacidade de raciocínio”. - Fachin (2001, p.5) “[...] caracterizado pelo esforço da razão pura para questionar o problemas humanos e poder discernir entre o certo e o errado, unicamente recorrendo às luzes da própria razão humana”.- Lakatos (1991, p.78-79)
  6. 6. Conhecimento Científico Conhecimento obtido de modo racional, conduzido por meio de procedimentos científicos. Visa explicar "por que" e "como" os fenômenos ocorrem. Utiliza instrumentos de análise e observação. O conhecimento científico vai além do empírico, procurando conhecer, além do fenômeno, suas causas e leis. - Ruiz (2002) “atualmente a ciência é entendida como uma busca constante de explicações e de soluções, de revisão e de reavaliação de seus resultados, apesar de sua falibilidade e de seus limites” - CERVO E BERVIAN, 2002, p. 10.
  7. 7. Conhecimento Científico •Real, factual - lida com ocorrências, fatos, isto é, toda forma de existência que se manifesta de algum modo. •Contingente - suas proposições ou hipóteses têm a sua veracidade ou falsidade conhecida através da experimentação e não pela razão, como ocorre no conhecimento filosófico. •Sistemático - saber ordenado logicamente, formando um sistema de idéias (teoria) e não conhecimentos dispersos e desconexos. •Verificável - as hipóteses que não podem ser comprovadas não pertencem ao âmbito da ciência. •Falível - em virtude de não ser definitivo, absoluto ou final. •Aproximadamente exato - novas proposições e o desenvolvimento de novas técnicas podem reformular o acervo de teoria existente.
  8. 8. Conhecimento Religioso • O conhecimento religioso parte do princípio de que as manifestações, “verdades” e evidências sobrenaturais não são verificáveis e, por serem obra do criador divino e conterem uma atitude implícita de fé, são infalíveis e indiscutíveis (LAKATOS,1991). Formas • Fé • Razão
  9. 9. Conhecimento Religioso •Apoia-se em doutrinas que contêm proposições sagradas, valorativas, por terem sido reveladas pelo sobrenatural, inspiracional e, por esse motivo, tais verdades são consideradas infalíveis, indiscutíveis e exatas. •É um conhecimento sistemático do mundo (origem, significado, finalidade e destino) como obra de um criador divino. •Suas evidências não são verificadas. Está sempre implícita uma atitude de fé perante um conhecimento revelado. •O conhecimento religioso ou teológico parte do princípio de que as verdades tratadas são infalíveis e indiscutíveis, por consistirem em revelações da divindade, do sobrenatural.
  10. 10. Conhecimento Popular “Geralmente é conseguido na vida cotidiana e, muitas vezes, ao acaso, fundamentado apenas em experiências vivenciadas ou transmitidas de pessoas para pessoas, fazendo parte das antigas tradições”- Fachin (2003, p. 9). “é o saber que preenche nossa vida diária e que se possui sem o haver procurado ou estudado, sem a aplicação de um método e sem se haver refletido sobre algo”. - LAKATOS, 1991
  11. 11. Conhecimento Popular •Superficial - conforma-se com a aparência, com aquilo que se pode comprovar simplesmente estando junto das coisas. •Sensitivo - referente a vivências, estados de ânimo e emoções da vida diária. •Subjetivo - é o próprio sujeito que organiza suas experiências e conhecimentos. •Assistemático - a organização da experiência não visa a uma sistematização das idéias, nem da forma de adquiri-las nem na tentativa de validá-las. •Acrítico - verdadeiros ou não, a pretensão de que esses conhecimentos o sejam não se manifesta sempre de uma forma crítica.
  12. 12. Prof. Robson Santos Referências CERVON, Amado Luiz, BERVIAN, Pedro Alcino. Metodologia Científica. 4. ed. São Paulo: MAKRON Books, 2002. 242p FACHIN, O. Fundamentos de metodologia. 4. ed. São Paulo: Saraiva, 2003. LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Maria de A. Metodologia do Trabalho científico. 4. ed. São Paulo: Atlas, 1991. p. 214. RUIZ, João Álvaro. Metodologia científica: guia para eficiência nos estudos. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2002.

×