Nota Fiscal Eletrônica Mastersaf 21/09/10
Documento de existência exclusivamente digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar uma oper...
… Art. 2o O Sped é instrumento que unifica as atividades de recepção, validação, armazenamento e autenticação de livros e ...
<ul><li>O  DANFE  é o documento fiscal auxiliar impresso em papel com o objetivo de: </li></ul><ul><ul><li>Acompanhar o tr...
Modelo de DANFE
Aperfeiçoamentos de Legislação                    DANFE  SIMPLIFICADO Criação do DANFE SIMPLIFICADO, para emissão nas oper...
Estrutura do XML
Ocorre quando, por problemas técnicos, não for possível transmitir ou obter a autorização de uso da NF-e. Contingência Tip...
Transmissão NF-e Aprovação SEFAZ Alteração série e numeração Transmissão NF-e para SCAN DANFE papel comum Geração DPEC Tra...
Entendendo o DPEC Problemas Técnicos Envia NF-e Trânsito Autorizado (DANFE em contingência) Encaminha DPEC + Recibo Contri...
<ul><li>Redução  de Custos com confecção de formulários </li></ul><ul><li>Redução de custos de gestão e guarda dos conheci...
Obrigatoriedades 2010 <ul><ul><li>Protocolo ICMS 42/09 ( http://www.fazenda.gov.br/Confaz/  ) </li></ul></ul><ul><ul><li>T...
Modelo Operacional Emissão Impressão do DANFE Destinatário Retorno Status da NFe Protocolo   de   Autorização <ul><li>Pain...
ERP Modelos Operacional de Recebimento Remetente Envio de XML Informações da Nota <ul><li>Painel de Notas Fiscais </li></u...
Início Projeto Adequação ERP Homologação Pré-produção Entrada em Produção Projeto Emissão NF-e Emissão de NF-e em paralelo...
<ul><ul><li>Adequação de situações não exigidas anteriormente Ex: PIS/COFINS </li></ul></ul>Processos Envolvidos <ul><ul><...
Infra-estrutura Solução Java
Característica do Mastersaf NF-e SaaS e Modo de Operação                  
<ul><li>Os custos são baseados em  métricas  apropriadas: volume de NFe’s / mês </li></ul><ul><li>A  Mastersaf / IBM  são ...
Benefícios da Oferta de Nf-e SaaS Benefícios de Negócio <ul><li>Alinhamento dos custos de TI com o negócio </li></ul><ul><...
Monitoração, operação e produção
Principais alterações do  Manual                  
Apresentação do ENCAT para as Empresas em 10.12.09 Visão Fisco                  
Visão Fisco                  
Visão Fisco                  
Visão Fisco                  
Visão Fisco                  
Visão Fisco                  
Manual 4.01 <ul><li>Introduz o leiaute 2.0 do XML </li></ul><ul><li>Alteração da estrutura do XML (inclusive padrão técnic...
4.01 - Estrutura do XML
Manual 4.01 Rejeição: Operação com Exterior e Código País destinatário é 1058 (Brasil) ou não informado Rejeição: CNPJ do ...
4.01 – Em destaque - Adequação do ERP/Origem - Preenchimento e consistência das informações - Alteração da integração <ul>...
4.01 – Em destaque <ul><li>Rever geração e tratamento do número aleatório </li></ul><ul><li>Origem não pode mais usar chav...
4.01 – Em destaque - Verificar existência das informações na origem - Verificar obrigatoriedade das informações e correto ...
4.01 – Em destaque <ul><li>Verificar existência das informações na origem  </li></ul><ul><li>Rever integração de envio de ...
4.01 – Em destaque <ul><li>Alterar integração de retorno </li></ul><ul><li>Disponibilizar informação no ERP para o usuário...
4.01 – Em destaque <ul><li>Poderá rejeitar notas que são autorizadas hoje </li></ul><ul><li>Avaliar utilização da informaç...
4.01 – Em destaque <ul><li>Avaliar impacto na origem / processos </li></ul><ul><li>Avaliar viabilidade de utilização de nú...
4.01 – Em destaque <ul><li>Avaliar impacto na origem / processos </li></ul><ul><li>Avaliar existência das informações no E...
Nota Técnica 2010-001 <ul><li>Orientações de preenchimento do campo NCM para situações de serviço ou operação sem mercador...
Pontos de Atenção <ul><li>Renovação do Certificado Digital </li></ul><ul><li>O emitente de NF-e deverá guardar pelo prazo ...
Acecon Solutions Entre em Contato!!
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Nota Fiscal Eletrônica

7.084 visualizações

Publicada em

Documento de existência exclusivamente digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar uma operação de circulação de mercadorias ou prestação de serviços, cuja validade jurídica é garantida pela assinatura digital do emitente e a Autorização de Uso fornecida pela administração tributária do domicílio do contribuinte.

Publicada em: Negócios
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.084
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
269
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • pag
  • Looking to 2007 – Software as a Service is now considered mainstream and is considered a valid way for customers to acquire software functionality. In fact, McKinsey just published findings from a survey that they conducted with CIOs. And those findings showed 38% of CIOs said that they plan to use some form of SaaS in the next 12 months. 77 CIOs in companies with revenue more than $1B
  • Looking to 2007 – Software as a Service is now considered mainstream and is considered a valid way for customers to acquire software functionality. In fact, McKinsey just published findings from a survey that they conducted with CIOs. And those findings showed 38% of CIOs said that they plan to use some form of SaaS in the next 12 months. 77 CIOs in companies with revenue more than $1B
  • Nota Fiscal Eletrônica

    1. 1. Nota Fiscal Eletrônica Mastersaf 21/09/10
    2. 2. Documento de existência exclusivamente digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar uma operação de circulação de mercadorias ou prestação de serviços, cuja validade jurídica é garantida pela assinatura digital do emitente e a Autorização de Uso fornecida pela administração tributária do domicílio do contribuinte. Nota Fiscal Eletrônica Conceitos
    3. 3. … Art. 2o O Sped é instrumento que unifica as atividades de recepção, validação, armazenamento e autenticação de livros e documentos que integram a escrituração comercial e fiscal dos empresários e das sociedades empresárias, mediante fluxo único, computadorizado, de informações. Decreto Federal Nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007, que instituiu o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped). Abrangência: Escrituração Contábil Digital Escrituração Fiscal Digital Escrituração Digital das Instituições Financeiras Nota Fiscal Eletrônica § 1o Os livros e documentos de que trata o caput serão emitidos em forma eletrônica, observado o disposto na Medida Provisória no 2.200-2, de 24 de agosto de 2001. Fatores de Massificação
    4. 4. <ul><li>O DANFE é o documento fiscal auxiliar impresso em papel com o objetivo de: </li></ul><ul><ul><li>Acompanhar o trânsito de mercadorias; </li></ul></ul><ul><ul><li>Colher a firma do destinatário / tomador para comprovação da entrega das mercadorias ou prestação de serviços; </li></ul></ul><ul><ul><li>Auxiliar a escrituração da NF-e do destinatário não receptor de NF-e. </li></ul></ul><ul><li>No DANFE temos o código de barras contendo a chave de acesso para </li></ul><ul><li>facilitar e agilizar a captura dos dados da NF-e. </li></ul>DANFE DOCUMENTO AUXILIAR DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA DANFE                  
    5. 5. Modelo de DANFE
    6. 6. Aperfeiçoamentos de Legislação                   DANFE SIMPLIFICADO Criação do DANFE SIMPLIFICADO, para emissão nas operações de vendas ocorridas fora do estabelecimento Importante: O leiaute do DANFE Simplificado ainda não foi publicado em Ato Cotepe. RECEBIMENTO ELETRÔNICO Define os conceitos básico para implementação do processo de confirmação do recebimento das mercadorias acobertadas por NF-e, pelo destinatário. Importante: O leiaute do Recebimento eletrônico ainda não foi publicado em Ato Cotepe. CARTA CORREÇÃO ELETRÔNICA A Carta de Correção Eletrônica - CC-e deverá conter assinatura digital do emitente e ser transmitida via Internet, com protocolo de segurança ou criptografia. Não poderão ser sanados erros relacionados às variáveis consideradas no cálculo do valor do imposto, dados cadastrais que impliquem alteração na identidade ou no endereço de localização do remetente ou do destinatário, data de emissão da NF-e ou à data de saída da mercadoria. Importante: O leiaute da CC-e ainda não foi publicado em Ato Cotepe.
    7. 7. Estrutura do XML
    8. 8. Ocorre quando, por problemas técnicos, não for possível transmitir ou obter a autorização de uso da NF-e. Contingência Tipos de emissão em Contingência SCAN DPEC Formulário Segurança / Formulário Segurança-DA SEFAZ MEIOS DE COMUNICAÇÃO (Internet/Banda Larga) CONTRIBUINTE (Problemas de Envio)
    9. 9. Transmissão NF-e Aprovação SEFAZ Alteração série e numeração Transmissão NF-e para SCAN DANFE papel comum Geração DPEC Transmissão DPEC Autorização DPEC DANFE Formulário segurança Normal Contingência SCAN Contingência Eletrônica DPEC Contingência em Formulário Segurança Modelo Operacional de transmissão da NF-e
    10. 10. Entendendo o DPEC Problemas Técnicos Envia NF-e Trânsito Autorizado (DANFE em contingência) Encaminha DPEC + Recibo Contribuinte Remetente Contribuinte Destinatário Receita (SVAN) SEFAZ/UF Transmite DPEC Recibo entrega DPEC Consulta DPEC Envia NF-e
    11. 11. <ul><li>Redução de Custos com confecção de formulários </li></ul><ul><li>Redução de custos de gestão e guarda dos conhecimntos </li></ul><ul><li>Redução de tempo de parada de caminhões em postos Fiscais (Fronteira) </li></ul><ul><li>Incentivo e padronização no relacionamento B2B </li></ul><ul><li>Redução do impacto ecológico (Consumo de Papel) </li></ul>Emissor / Receptor e Sociedade Fisco e Contabilista Benefício para todos <ul><li>Iintegração de informações (Ufs, Receita) </li></ul><ul><li>Maior controle das operações (nformação em </li></ul><ul><li>tempo real, antes da ocorrência do fato gerador) </li></ul><ul><li>Cruzamento Eletrônico de Informações </li></ul><ul><li>Melhoria dos processos fiscais de fiscalização </li></ul><ul><li>Integração com projeto NFe </li></ul>
    12. 12. Obrigatoriedades 2010 <ul><ul><li>Protocolo ICMS 42/09 ( http://www.fazenda.gov.br/Confaz/ ) </li></ul></ul><ul><ul><li>Toda indústria e atacado </li></ul></ul><ul><ul><li>Critério: CNAE principal e secundários (CNPJ / RFB) </li></ul></ul><ul><ul><li>1º Abril – 239 CNAEs </li></ul></ul><ul><ul><li>Fabricação Conversas de Frutas, Laticínio, Sorvete, Farinha, Cacau e Chocolate, Massas, Embalagens e os Atacadistas </li></ul></ul><ul><ul><li>1º Julho – 68 CNAEs </li></ul></ul><ul><ul><li>Fabricação de Sucos de Fruta, Águas envasadas, Artefatos de plástico, Lâmpadas e Atacadistas </li></ul></ul><ul><ul><li>1º Outubro – 249 CNAEs </li></ul></ul><ul><ul><li>Extração e Beneficiamento de minérios e areia, Fabricação de conservas, óleo, açúcar, artigos de viagem, calçados, colchões, guarda-chuva e Atacadistas </li></ul></ul><ul><ul><li>1º Dezembro </li></ul></ul><ul><ul><li>Operações destinadas a Adm Pública (direta/indir) </li></ul></ul><ul><ul><li>Operações interestaduais </li></ul></ul>
    13. 13. Modelo Operacional Emissão Impressão do DANFE Destinatário Retorno Status da NFe Protocolo de Autorização <ul><li>Painel de Notas Fiscais </li></ul>Envio Notas Fiscais Assinatura Digital (hardware / software) Transmissão para SEFAZ Download Portal Web XML/DANFE email ERP Geração XML
    14. 14. ERP Modelos Operacional de Recebimento Remetente Envio de XML Informações da Nota <ul><li>Painel de Notas Fiscais </li></ul><ul><li>Acesso externo de clientes e fornecedores </li></ul>Chave de acesso Validação de schema / assinatura Consulta Aprovação
    15. 15. Início Projeto Adequação ERP Homologação Pré-produção Entrada em Produção Projeto Emissão NF-e Emissão de NF-e em paralelo Capacitação Cliente Testes Unitários Validação assinatura Testes comunicação SEFAZ Formulário Segurança Revisão Cadastral Operação Assistida Creden ciamento SEFAZ Certificado Digital Desen volvimento Integração Análise Impacto Levantamento de Cenários Instalação Solução
    16. 16. <ul><ul><li>Adequação de situações não exigidas anteriormente Ex: PIS/COFINS </li></ul></ul>Processos Envolvidos <ul><ul><li>Impacto na Logística </li></ul></ul><ul><ul><li>Recepção NF: - Validação DANFE e atualização no ERP </li></ul></ul><ul><ul><li>Investimento em hardware e software </li></ul></ul><ul><ul><li>Capacitação de Pessoas </li></ul></ul><ul><ul><li>Integração com ERP </li></ul></ul><ul><ul><li>Guarda NF-e de forma eletrônica (quebra paradigma papel x eleltrônico) </li></ul></ul><ul><ul><li>Validação situação do cliente </li></ul></ul><ul><ul><li>Cadastro de Clientes, Fornecedores e Mercadorias </li></ul></ul>
    17. 17. Infra-estrutura Solução Java
    18. 18. Característica do Mastersaf NF-e SaaS e Modo de Operação                  
    19. 19. <ul><li>Os custos são baseados em métricas apropriadas: volume de NFe’s / mês </li></ul><ul><li>A Mastersaf / IBM são responsáveis pela definição da arquitetura e da infra-estrutura de TI. </li></ul><ul><li>A Mastersaf / IBM são responsáveis pela entrega, operação e manutenção da infra-estrutura de TI. </li></ul><ul><li>A Mastersaf / IBM mantêm a aplicação e garantem os níveis de serviço . </li></ul><ul><li>A Mastersaf / IBM atualizam o software quando novas funcionalidades são desenvolvidas. </li></ul>Transferência de Risco Cliente Mastersaf IBM Mudança de Mercado para responsabilidade perpetua
    20. 20. Benefícios da Oferta de Nf-e SaaS Benefícios de Negócio <ul><li>Alinhamento dos custos de TI com o negócio </li></ul><ul><li>Redução do investimento inicial </li></ul><ul><li>Antecipa o ROI em função do menor TCO </li></ul><ul><li>Velocidade e time-to-market </li></ul><ul><li>Transição rápida da estratégia para execução </li></ul><ul><li>Flexibilidade para responder ao mercado </li></ul><ul><li>Redução de risco </li></ul><ul><li>Transferência de alguns riscos financeiros e técnicos para o fornecedor </li></ul>Benefícios de TI <ul><li>Otimização de infra-estrutura e custos de TI </li></ul><ul><li>Menores custos de operação, incluindo infra-estrutura e pessoal </li></ul><ul><li>Benefícios como virtualização de rede, segurança, storage e gerencimento de servidores </li></ul><ul><li>Performance e disponibilidade do ambiente </li></ul><ul><li>Datacenter com operação 24x7 </li></ul><ul><li>Monitoração de servidores e resolução de problemas </li></ul><ul><li>Balanceamento de carga </li></ul><ul><li>Acesso à tecnologia e skills </li></ul><ul><li>Profissionais especializados </li></ul><ul><li>Ferramentas de gerenciamento, monitoração e automação </li></ul>
    21. 21. Monitoração, operação e produção
    22. 22. Principais alterações do Manual                  
    23. 23. Apresentação do ENCAT para as Empresas em 10.12.09 Visão Fisco                  
    24. 24. Visão Fisco                  
    25. 25. Visão Fisco                  
    26. 26. Visão Fisco                  
    27. 27. Visão Fisco                  
    28. 28. Visão Fisco                  
    29. 29. Manual 4.01 <ul><li>Introduz o leiaute 2.0 do XML </li></ul><ul><li>Alteração da estrutura do XML (inclusive padrão técnico) </li></ul><ul><li>Novas regras de Negócio </li></ul><ul><li>Inclusão (119), alteração (40) e exclusão (13) de campos </li></ul><ul><li>15 TAGs específicas para aquisição de Cana </li></ul><ul><li>9 TAGs para NF referenciada de Produtor Rural </li></ul><ul><li>4 TAGs para Cupom Fiscal referenciado </li></ul><ul><li>48 TAGs para Simples Nacional </li></ul><ul><li>Controle da hora de entrada da 1ª nota em contingência com motivo </li></ul><ul><li>Terceira versão (4.0, 4.01, 4.01 NT 2009.006) </li></ul><ul><li>Várias orientações sobre preenchimento dos campos </li></ul>Ex: peso liquido, peso bruto e capacidade máxima de tração: em tonelada com 4 casas decimais <ul><li>Código do Regime Tributário no Cadastro da Empresa </li></ul><ul><li>Adequação do leiaute para empresas optantes do Simples Nacional </li></ul>
    30. 30. 4.01 - Estrutura do XML
    31. 31. Manual 4.01 Rejeição: Operação com Exterior e Código País destinatário é 1058 (Brasil) ou não informado Rejeição: CNPJ do Local de Retirada inválido Rejeição: CNPJ do Local de Entrega inválido Rejeição: CFOP de entrada para NF-e de saída Rejeição: CFOP de Operação com Exterior e UF destinatário difere de EX Rejeição: CFOP de Importação e não informado dados da DI Rejeição: CPF do Transportador inválido Rejeição: CNPJ da NF referenciada inválido Rejeição: CPF do Local de Retirada inválido Rejeição: CPF do Local de Entrega inválido Rejeição: CFOP de Exportação e não informado Local de Embarque Rejeição: Valor do ICMS difere do produto BC e Alíquota Rejeição: Total da BC ICMS difere do somatório dos itens
    32. 32. 4.01 – Em destaque - Adequação do ERP/Origem - Preenchimento e consistência das informações - Alteração da integração <ul><li>Rever utilização dessa informação </li></ul>- Revisão de liberação de endereços em Firewall
    33. 33. 4.01 – Em destaque <ul><li>Rever geração e tratamento do número aleatório </li></ul><ul><li>Origem não pode mais usar chave de acesso para localizar uma Nota </li></ul><ul><li>Rever integração de envio de Nota </li></ul><ul><li>Rever integração de retorno de Nota autorizada </li></ul><ul><li>Poderá gerar perda da atualização de retorno </li></ul><ul><li>Poderá inviabilizar informação de cancelamento pela chave de acesso </li></ul><ul><li>Avaliar utilização dessa informação para atualização da origem </li></ul>
    34. 34. 4.01 – Em destaque - Verificar existência das informações na origem - Verificar obrigatoriedade das informações e correto preenchimento - Rever integração de envio de Nota - Criar cenários de teste/homologação
    35. 35. 4.01 – Em destaque <ul><li>Verificar existência das informações na origem </li></ul><ul><li>Rever integração de envio de Nota </li></ul><ul><li>Avaliar utilização dessas modalidades </li></ul><ul><li>Verificar existência da informação na origem </li></ul><ul><li>Rever integração de envio de Nota </li></ul><ul><li>Avaliar utilização da informação </li></ul><ul><li>Avaliar necessidade de mais de um reboque </li></ul><ul><li>Promover alteração na integração de envio de Nota </li></ul>
    36. 36. 4.01 – Em destaque <ul><li>Alterar integração de retorno </li></ul><ul><li>Disponibilizar informação no ERP para o usuário </li></ul><ul><li>Criar processo para definir o que fazer com a informação </li></ul><ul><li>Poderá rejeitar notas que são autorizadas hoje </li></ul><ul><li>Avaliar existência do cenário </li></ul><ul><li>Avaliar existência da informação na origem </li></ul><ul><li>Alterar integração de envio de Nota </li></ul><ul><li>Poderá rejeitar notas que são autorizadas hoje </li></ul><ul><li>Verificar possibilidade de existência da situação na origem </li></ul><ul><li>Promover adequação no processo e geração da informação na origem </li></ul>
    37. 37. 4.01 – Em destaque <ul><li>Poderá rejeitar notas que são autorizadas hoje </li></ul><ul><li>Avaliar utilização da informação </li></ul><ul><li>Avaliar como campo é preenchido na origem </li></ul><ul><li>Promover alteração na origem para mínimo 8 posições </li></ul><ul><li>Efetuar atividade de saneamento </li></ul><ul><li>Não deve afetar integração de envio </li></ul><ul><li>Poderá rejeitar Nota na integração </li></ul><ul><li>Avaliar como essas informações são disponibilizadas na origem </li></ul><ul><li>Avaliar necessidade de manter o preenchimento na origem </li></ul><ul><li>Rever integração de envio de nota </li></ul>
    38. 38. 4.01 – Em destaque <ul><li>Avaliar impacto na origem / processos </li></ul><ul><li>Avaliar viabilidade de utilização de número elevado de casas decimais </li></ul><ul><li>Avaliar impacto no valor unitário tributável e não somente no valor de comercialização </li></ul><ul><li>Avaliar impacto no DANFE </li></ul><ul><li>Avaliar necessidade de alteração da integração de envio </li></ul><ul><li>Verificar existência das informações na origem (8 campos para Nota Produto Rural e 3 campos para Cupom Fiscal) </li></ul><ul><li>Garantir qualidade das informações, principalmente se não preenchidas atualmente </li></ul><ul><li>Alterar integração de envio de Nota </li></ul>
    39. 39. 4.01 – Em destaque <ul><li>Avaliar impacto na origem / processos </li></ul><ul><li>Avaliar existência das informações no ERP </li></ul><ul><li>promover saneamento dessas informações </li></ul><ul><li>Alterar integração de envio da Nota </li></ul><ul><li>Verificar como a informação é gerada na origem: literal ou código </li></ul><ul><li>Criar campo para código na origem e povoar as informações </li></ul><ul><li>Alterar telas no sistema de origem </li></ul><ul><li>Alterar integração de envio de Nota </li></ul>
    40. 40. Nota Técnica 2010-001 <ul><li>Orientações de preenchimento do campo NCM para situações de serviço ou operação sem mercadoria </li></ul><ul><li>2.00 - Em caso de item de serviço ou item que não tenha produto </li></ul><ul><li>(Ex. transf de crédito, crédito do ativo imob, etc.), informar o código 00 </li></ul><ul><li>1.10 - capitulo da NCM deve ser informado no campo Gênero </li></ul><ul><li>Eliminação da necessidade de lavratura do termo no livro Registro de Documentos Fiscais prevista no § 11 da cláusula décima primeira do Ajuste SINIEF 07/05, a parti de 01/04/2010 </li></ul><ul><li>Informações de Motivo e data de início da Contingência deverão ser disponibilizadas no XML e DANFE </li></ul><ul><li>Versão 2.00 (dhCont – xJust) – Versão 1.10 (infCpl) </li></ul><ul><li>Novos CST para PIS e COFINS - IN RFB 1009 de 11/02/2010 </li></ul><ul><li>o contribuinte deverá utilizar nesses casos “99 – Outras operações” </li></ul><ul><li>Alteração de tipo dos campos nSerie e nCano do Detalhamento Específico de Armamentos </li></ul>
    41. 41. Pontos de Atenção <ul><li>Renovação do Certificado Digital </li></ul><ul><li>O emitente de NF-e deverá guardar pelo prazo estabelecido na legislação tributária o DANFE que acompanhou o retorno de mercadoria não recebida pelo destinatário e que contenha o motivo da recusa em seu verso. </li></ul><ul><li>A Receita Federal do Brasil, na recepção do arquivo da DPEC, não mais analisará a regularidade fiscal do emitente. ( Ajuste Sinief nº 12 de 25/09/09 ) </li></ul><ul><li>Nota emitida em Contingência poderá ser Rejeitada </li></ul><ul><li>“ Rejeição: Certificado Assinatura erro no acesso a LCR” </li></ul><ul><li>“ Rejeição: Erro não catalogado” </li></ul>
    42. 42. Acecon Solutions Entre em Contato!!

    ×