EDUCAÇÃO  A  DISTÂNCIA
Tradicionalmente...
 
Acesso à Internet
 
As características do Brasil <ul><li>1.  O Brasil é um país continental, com uma universidade tardia (século XIX), e com a...
As características do Brasil <ul><li>5.  Porém, o país não participa do movimento internacional pela criação de universida...
 
Perspectivas da EAD no Ensino Superior <ul><li>Visibilidade dos participantes, mesmo distantes </li></ul><ul><li>Maior pos...
Perspectivas da EAD no Ensino Superior <ul><li>Maioria dos cursos de graduação e pós-graduação semi-presenciais e a distân...
 
APLICAÇÕES DE RECURSOS COMPUTACIONAIS NO ENSINO À DISTÂNCIA
Educação Digital ou Ensino a Distância? São coisas distintas. O Ensino a Distância pode ser feito sem o uso de tecnologia ...
“ uma escola que transforme sua  práxis de comunicação, isto é, que torne possível a transição de uma proposta centrada na...
O  CENÁRIO <ul><ul><ul><ul><ul><li>Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><li>...
EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA <ul><li>Qualidade das ações acadêmicas na garantia do  processo de aprendizagem ; </li></ul><ul><li>O...
<ul><li>Desmistificação  do senso comum; </li></ul><ul><li>Compromisso   com o aluno;   </li></ul><ul><li>Aceitação do   d...
OS NOVOS DESAFIOS <ul><li>O uso da tecnologia faz com que os espaços de saber não estejam mais centrados na  sala de aula ...
<ul><li>Construção  socioindividual  do processo de aprendizagem; </li></ul><ul><li>Formação e qualificação  permanente ; ...
Qual é a melhor metodologia?
Nível 1 – Entrega de conteúdo E o conceito mais comumente concebido pelas pessoas em geral. Consiste em disponibilizar mat...
Nível 2 – Material interativo Consiste em uma sofisticação do nível anterior, em que o aluno tem algum tipo de interação c...
Nível 3 – Colaboração Nesse nível, os alunos trabalham em conjunto, através de chats e fóruns, por exemplo. O aprendizado ...
Nível 4 – Contato direto Aqui os alunos se encontram presencialmente para ações como laboratórios, estudos de campo, confe...
Qual a melhor opção?
Todas !! A sabedoria do processo está exatamente em combinar cada uma dessas opções (e outras que surgirem).
(Moore e Kiersley, e Gunawardena e Zittle, 1998) Tipos de Interatividade aluno-aluno aluno-professor interações  aluno-máq...
Tutor Professor Monitor Gerente e  coordenador  de curso Administração Informatas Apoio socio pedagógico  EQUIPE  EAD Apre...
TECNOLOGIA Cursos por videoconferência- teleconferência, fita cassete, CD-ROM ASSINCRONA E-mail Mediação por computador e ...
AMBIENTES DE APRENDIZAGEM COOPERATIVOS AUTÔNOMOS INTERATIVOS AUTONÔMOS
AMBIENTES DE APRENDIZAGEM Cooperação Processos argumentativos Processos cognitivos reflexivos Autonomia  socioindividual/ ...
Alguns recursos <ul><li>Videoconferência </li></ul>
Netmeeting <ul><li>É uma ferramenta de vídeo conferência </li></ul><ul><li>Produzida pela Microsoft   e disponível gratui...
Videoconferência Facilita a presença em reuniões. Qualidade de áudio e vídeo Velocidade da conexão
 
 
 
 
 
 
 
 
Que tipo de comunicação se quer estabelecer nos ambientes virtuais? Quem irá articular o processo? Como é possível estabel...
E o professor?
<ul><li>Será que os professores estão preparados para trabalhar nesta perspectiva de ação comunicativa? O que eles precisa...
<ul><li>Aquele que ao propor uma atividade aos alunos os remete para a cópia, de tão reprodutivo que é o tema lançado? </l...
Quando EAD é um problema? Baixo custo Conteúdos mutáveis Falta de análise de demanda Desconhecimento do usuário Uso de mat...
Quando EAD é uma solução? Consciência do investimento Características do usuário Material de qualidade Meios adequados Org...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Educação a Distância

2.321 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
1 comentário
6 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.321
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
57
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Educação a Distância

    1. 1. EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
    2. 2. Tradicionalmente...
    3. 4. Acesso à Internet
    4. 6. As características do Brasil <ul><li>1. O Brasil é um país continental, com uma universidade tardia (século XIX), e com ampla carência educacional; </li></ul><ul><li>2. Tem boa infra-estrutura de meios de comunicação e informação (satélites, alto crescimento de usuários de Internet, rede de telefonia, correio, etc.); </li></ul><ul><li>3. As universidades públicas, confessionais e uma parcela das privadas têm experiência em desenvolvimento e uso de tecnologias da comunicação e da informação; </li></ul><ul><li>4. O país reúne, portanto, as condições favoráveis para a implantação e o crescimento da EAD com uso de NTIC; </li></ul>
    5. 7. As características do Brasil <ul><li>5. Porém, o país não participa do movimento internacional pela criação de universidades a distância nas décadas de 70 e 80; </li></ul><ul><li>6. A EAD no país teve caráter de educação aberta, educação supletiva e de iniciação técnica, desde 1904, e sem a participação das universidades; </li></ul><ul><li>7. Somente em 1994 surge o primeiro curso superior a distância. Em 1996 surge a legislação que reconhece a EAD ; </li></ul><ul><li>8. As IES brasileiras mobilizam-se para a EAD somente a partir da metade dos anos 90, coincidindo com o uso das NTICs. </li></ul>
    6. 9. Perspectivas da EAD no Ensino Superior <ul><li>Visibilidade dos participantes, mesmo distantes </li></ul><ul><li>Maior possibilidade de interação, de trabalho em grupos </li></ul><ul><li>Flexibilidade de tempo/espaço/gestão de todos </li></ul><ul><li>Maioria dos cursos de graduação e pós-graduação semi-presenciais e a distância </li></ul>
    7. 10. Perspectivas da EAD no Ensino Superior <ul><li>Maioria dos cursos de graduação e pós-graduação semi-presenciais e a distância </li></ul><ul><li>Visibilidade dos participantes, mesmo distantes </li></ul><ul><li>Maior possibilidade de interação, de trabalho em grupos </li></ul><ul><li>Flexibilidade de tempo/espaço/gestão de todos </li></ul>
    8. 12. APLICAÇÕES DE RECURSOS COMPUTACIONAIS NO ENSINO À DISTÂNCIA
    9. 13. Educação Digital ou Ensino a Distância? São coisas distintas. O Ensino a Distância pode ser feito sem o uso de tecnologia digital (p.ex. cursos por correspondência) e a Educação Digital pode ser usada nos cursos presenciais. O que se propõe é um conceito em que o ensino pode ser muito melhorado quando apoiado pelas mídias digitais, tanto no ensino presencial, quanto no ensino a distância.
    10. 14. “ uma escola que transforme sua práxis de comunicação, isto é, que torne possível a transição de uma proposta centrada na seqüência linear - que encadeia unidirecionalmente graus, idades e pacotes de conhecimento - a outra descentrada e plural” O DESAFIO
    11. 15. O CENÁRIO <ul><ul><ul><ul><ul><li>Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><li>Ampliação da oferta de cursos e ações: democratização, socialização, endereçabilidade e acessibilidade </li></ul><ul><li>Questões essenciais em EAD: qualidade das ações </li></ul>Uma topologia para EAD no Brasil
    12. 16. EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA <ul><li>Qualidade das ações acadêmicas na garantia do processo de aprendizagem ; </li></ul><ul><li>Oferta de educação a distância, equivalente/ superior ao ensino presencial; </li></ul><ul><li>Ampliação da oferta de cursos em pós-graduação, extensão e graduação ; </li></ul>
    13. 17. <ul><li>Desmistificação do senso comum; </li></ul><ul><li>Compromisso com o aluno; </li></ul><ul><li>Aceitação do desafio tecnológico e de aprendizagem; </li></ul><ul><li>Formatação de ambientes de aprendizagem diferenciados . </li></ul>EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
    14. 18. OS NOVOS DESAFIOS <ul><li>O uso da tecnologia faz com que os espaços de saber não estejam mais centrados na sala de aula presencial ; </li></ul><ul><li>0 novo paradigma educacional constitui um desafio para os professores e alunos; </li></ul>
    15. 19. <ul><li>Construção socioindividual do processo de aprendizagem; </li></ul><ul><li>Formação e qualificação permanente ; </li></ul><ul><li>Ênfase no aluno como sujeito real desse processo; </li></ul>PRESSUPOSTOS
    16. 20. Qual é a melhor metodologia?
    17. 21. Nível 1 – Entrega de conteúdo E o conceito mais comumente concebido pelas pessoas em geral. Consiste em disponibilizar material na web para os alunos, através de pequenos portais HTML/Flash e/ou apostilas para download em formato DOC, PPT ou PDF.
    18. 22. Nível 2 – Material interativo Consiste em uma sofisticação do nível anterior, em que o aluno tem algum tipo de interação com o material (mouse click, drag & drop, etc), bem como recursos multimídia (áudio & vídeo).
    19. 23. Nível 3 – Colaboração Nesse nível, os alunos trabalham em conjunto, através de chats e fóruns, por exemplo. O aprendizado se dá pelo esforço colaborativo produzido pela interação entre as pessoas.
    20. 24. Nível 4 – Contato direto Aqui os alunos se encontram presencialmente para ações como laboratórios, estudos de campo, conferências com especialistas e palestras motivacionais, além de atividades sociais, culturais e esportivas.
    21. 25. Qual a melhor opção?
    22. 26. Todas !! A sabedoria do processo está exatamente em combinar cada uma dessas opções (e outras que surgirem).
    23. 27. (Moore e Kiersley, e Gunawardena e Zittle, 1998) Tipos de Interatividade aluno-aluno aluno-professor interações aluno-máquina aluno-tecnologia aluno-conteúdo
    24. 28. Tutor Professor Monitor Gerente e coordenador de curso Administração Informatas Apoio socio pedagógico EQUIPE EAD Aprendizagem de informações e significados Designer
    25. 29. TECNOLOGIA Cursos por videoconferência- teleconferência, fita cassete, CD-ROM ASSINCRONA E-mail Mediação por computador e ambiente Web
    26. 30. AMBIENTES DE APRENDIZAGEM COOPERATIVOS AUTÔNOMOS INTERATIVOS AUTONÔMOS
    27. 31. AMBIENTES DE APRENDIZAGEM Cooperação Processos argumentativos Processos cognitivos reflexivos Autonomia socioindividual/ emancipação
    28. 32. Alguns recursos <ul><li>Videoconferência </li></ul>
    29. 33. Netmeeting <ul><li>É uma ferramenta de vídeo conferência </li></ul><ul><li>Produzida pela Microsoft  e disponível gratuitamente </li></ul><ul><li>Fácil utilização </li></ul><ul><li>Pouco flexível </li></ul><ul><li>Permite conferências com configurações básicas </li></ul><ul><li>Além de conferências de áudio e vídeo, essa ferramenta permite também comunicação via chat, transferências de arquivos e compartilhamento de programas específicos ou do desktop </li></ul>
    30. 34. Videoconferência Facilita a presença em reuniões. Qualidade de áudio e vídeo Velocidade da conexão
    31. 43. Que tipo de comunicação se quer estabelecer nos ambientes virtuais? Quem irá articular o processo? Como é possível estabelecer uma comunicação inteligente? A Comunicação...
    32. 44. E o professor?
    33. 45. <ul><li>Será que os professores estão preparados para trabalhar nesta perspectiva de ação comunicativa? O que eles precisam ser, saber e fazer para atuarem em ambientes virtuais? </li></ul><ul><li>O professor continua sendo apenas aquele que transmite a informação? </li></ul><ul><li>Aquele que não reconhece nos alunos o outro, a outra idéia, as outras certezas? </li></ul><ul><li>Aquele que ao pensar que está sendo compreendido se faz no máximo ouvido? </li></ul><ul><li>Aquele que ao ensinar não reflete e nem possibilita a reflexão? </li></ul><ul><li>Aquele que ao fazer uma pergunta, a faz com uma única possibilidade de resposta e pensa que com isto está desafiando os alunos? </li></ul>
    34. 46. <ul><li>Aquele que ao propor uma atividade aos alunos os remete para a cópia, de tão reprodutivo que é o tema lançado? </li></ul><ul><li>Aquele que ao informar pensa ter oportunizado ao aluno chegar ao conhecimento? </li></ul><ul><li>Aquele que ao possibilitar que o aluno levante questões e pesquise, sem intervir, pensa ter gerado um ato educativo? </li></ul>
    35. 47. Quando EAD é um problema? Baixo custo Conteúdos mutáveis Falta de análise de demanda Desconhecimento do usuário Uso de materiais existentes Não interatividade “ Tecnologia de ponta” Falta de visão de sistema Desconsiderar a avaliação Quanto maior o projeto melhor....
    36. 48. Quando EAD é uma solução? Consciência do investimento Características do usuário Material de qualidade Meios adequados Organização criativa do conteúdo Interatividade : palavra chave Bom plano de implantação Avaliação da aprendizagem e do processo Projetos “pilotos”

    ×